A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Maio 2013 Marcelo Vertis Subsecretário de Energia Perspectivas do Setor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Maio 2013 Marcelo Vertis Subsecretário de Energia Perspectivas do Setor."— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Maio 2013 Marcelo Vertis Subsecretário de Energia Perspectivas do Setor de O&G ACCELERATE O&G 2013

2 Somente no Setor Offshore, a Demanda Será em Torno US$ 400 Bilhões até 2020 Escala suficiente para desenvolver sólida cadeia produtiva de bens e serviços local Demandas para o Setor de O&G

3 Brasil em perspectiva Petrobras Fonte: ANP Fonte: Petrobras R$ 614 bilhões são projetados para os próximos anos; Somente o setor de O&G corresponde a 62% desses investimentos; Os 4 principais setores (óleo e gás, mineração, siderurgia e petroquímica) representam 84% dos futuros investimentos no país e tem o ERJ como capital estratégica; Perspectivas de Produção

4 Previsão * Fonte: ANP - Previsão: SEDEIS * Inclui reservas do pré-sal. Brasil e Rio de Janeiro em perspectiva EPE Perspectivas de Produção

5 O Estado do Rio de Janeiro representa 35% da produção Nacional. São Mm³/d, equivalente ao volume de importação da Bolívia. Produção atual de Petróleo e Gás

6 27.4 milhões m³/dia Bolivia 8.5 milhões m³/dia de LNG Fonte ANP Importação atual de Gás no Brasil

7  Reservas: 80 bilhões de barris de óleo leve  Investimentos: US$ 600 bilhões  Extensão do Pré-Sal: 800 km  Três bacias: ‒Espírito Santo ‒Campos ‒Santos Perspectivas de Pré-Sal

8 Indústria Naval

9 Demanda Petrobras por novos equipamentos

10 Fonte ANP Rodadas de Licitação - Histórico

11 Fonte ANP 11º RODADA (14 E 15 DE MAIO 2013 ) Ofertado 11 Bacias 289 Blocos (123 em Terra e 166 em Mar) Fechamento 142 Blocos Arrematados R$ 2.8 Bilhões Programa Exploratório mínimo R$ 6.9 Bilhões 39 Empresas vencedores ( 12 Nacionais e 18 estrangeiras ) Conteúdo Local Médio Exploração 62,3 % Desenvolvimento 75,9 %

12 Fonte ANP 12º RODADA – (30 e 31 de Outubro 2013)

13 Potencial de reservas de Gás de Xisto

14 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2011 Março 2010 Dezembro 2011 BBB - Baa 2BBB - Grau de Investimentos

15 BR-493 Sapucaia Resende Mangaratiba Angra dos Reis Parati Rio de Janeiro Niterói Saquarema Arraial do Cabo Cabo Frio Armação de Búzios Rio das Ostras Macaé Quissamã Campos dos Goytacazes S.João da Barra Italva S. Antonio de Pádua Itaperuna B. Jesus de Itabapoana Porciúncula NORTE NOROESTE SERRANA BAIXADAS LITORÂNEAS CENTRO-SUL METROPOLITANA COSTA VERDE MÉDIO PARAÍBA Rodovias – Km Ferrovias – Km 7 Portos (1 em implantação) ESPÍRITO SANTO SÃO PAULO OCEÂNO ATLÂNTICO BR-101 Santos – 535Km BR-116 São Paulo – 429 Km BR-040 Belo Horizonte – 434Km BR-101 Vitória – 514 Km Salvador – 1654Km BR Domésticos - 02 Internacionais 12 Aeroportos MINAS GERAIS Infraestrutura e Logística

16 Petrobras - US$ 42,8 Bi Chevron - US$ 2,4 Bi OGX - US$ 0,8 Bi Technip - US$ 0,75 Bi NKT – US$ 0,5 Bi Comperj US$ 11,5 Bi Nestlé US$ 0,1 Ambev US$ 0,3 Procter & Gamble US$ 0,1 Bi PSA Peugeot Nissan Citroen US$ 1,3 Bi US$ 0,8 Bi Hyundai US$ 0,1 Bi Technip US$ 0,2 Bi Açu Thermo Plant US$ 4,6 Bi Light Itaocara Hydroeletric Plant US$ 0,3 Bi Angra 3 US$ 4,0 Bi Refino de PetróleoUS$ 11,5 BiIndústria SiderúrgicaUS$ 6,4 BiPortos e Indústria NavalUS$ 12,2 BiIndústria de TransformaçãoUS$ 6,9 BiLogísticaUS$ 6,4 BiEnergiaUS$ 8,9 BiDesenvolvimento UrbanoUS$ 18,3 BiPetróleo e Gás US$ 61,0 Bi Fontes: Firjan, SEDEIS e PCRJ Techint US$ 5 Bi Inhaúma Shipyard – US$ 0,1 Bi Itaguaí US$ 0,2 Bi Estaleiro e Base da Marinha – US$ 2,8 Bi Barra do Furado US$ 0,1 Bi Açu Complex US$ 1,3 Bi Porto do Sudeste (LLX) - US$ 0,6 Bi Usiminas - US$ 0,6 Bi Gerdau - US$ 0,3 Bi Petrobras – US$ 4,6 CSN - US$ 2,1 Bi Arco Metropolitano US$ 1,2 Bi BR-101N US$ 1,3 Bi MRS - US$ 0,3 Bi International Airport US$ 0,4 Bi Inovação Tecnológica US$ 0,9 Bi Parque Tecnológico – US$ 0,9 Olimpic Games US$ 4,3 Bi Maracanã US$ 0,5 Bi Principais Investimentos

17 17 Infraestrutura e Logística

18 Comperj – Localização Integrada Infraestrutura e Logística

19 Distrito Industrial do Açu Um novo Cluster para industria pesada Infraestrutura e Logística

20 Porto de Maricá - TPN Perspectiva preliminar Fonte: Codin

21 Porto de Itaguaí Infraestrutura Porto de Itaguaí TerminaisCaisBerçosCalado m617 m Fonte: Codin

22 Projetos Porto do Rio de Janeiro Infraestrutura Porto do Rio TerminaisCaisBerçosCalado m4015 m Fonte: Codin

23 ZEN4 – Área Industrial Rodovia Novas Rodovias Estaleiro STX OSV BR Offshore Logística e base de apoio Terminal Alupar Estaleiro Eisa Estaleiro Cassinu Estaleiro BR Offshore Infraestrutura Canal de Navegação Sand by pass BR Offshore Estaleiro de Reparo Barra do Furado Fonte: Codin

24 Polo Intermodal – MRS Queimados Objetivo estratégico de fomentar transporte ferroviário de cargas domésticas entre Rio x SP e Rio x MG Atendimento ao Projeto RJ/SP Conteineres; Atendimento a Clientes de Cimento e Prod. Siderúrgicos de Mercado Interno; Condomínio Logístico para Cargas Domésticas. Objetivo Arco Metropolitano MRS Dutra Acessos Terminal Expectativa de movimentação (TU) transportada a partir de Queimados: 2016 – 620 mil toneladas 2026 – milhões de toneladas INVESTIMENTOS PREVISTOS 150 MILHÕES Infraestrutura e Logística

25 Abrangência Setor O&G Cooperação Técnico-Científica Cooperação Internacional Operadoras Instituições parceiras Fornecedores/subfornecedores Demandantes de equipamentos para exploração e produção no Brasil Articulação institucional com os principais atores do setor de O&G no país Aproximação com os Deptºs Comerciais de Consulados e Câmaras de Comércio no ERJ Programas de Pesquisa e Desenvolvimento Incentivo à instalação dos fornecedores e subfornecedores no ERJ Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

26 Ações do Governo do Estado do Rio Foco 1º e 2º elos da cadeia; Expansão das atividades no ERJ; Atração de investimentos; Desenvolvimento tecnológico; Aumento do conteúdo local; Competitividade internacional. Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

27 Polo de Navipeças Fonte: Codin Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

28 Recursos Humanos CENTROS DE PÓS GRADUAÇÃO (50 PhDs por 100 mil habitantes) CURSOS PROFISSIONALIZANTES 6 Institutos Tecnológicos 18 Universidades 22 Centros Tecnológicos CENTROS DE PESQUISA: Tecnologia da Informação Óleo e Gás Eletricidade Biomédico Engenharia Sapucaia Resende Mangaratiba Angra dos Reis Parati Rio de Janeiro Niterói Saquarema Arraial do Cabo Cabo Frio Armação de Búzios Rio das Ostras Macaé Quissamã Campos dos Goytacazes S.João da Barra Italva S. Antonio de Pádua Itaperuna B. Jesus de Itabapoana Porciúncula NORTE NOROESTE SERRANA BAIXADAS LITORÂNEAS CENTRO-SUL COSTA VERDE MÉDIO PARAÍBA METROPOLITANA ESPÍRITO SANTO SÃO PAULO Legenda Universidades Centros Universitários Centros Tecnológicos MINAS GERAIS OCEÂNO ATLÂNTICO Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

29 Em breve: Fonte: Prefeitura do Parque Tecnológico Parque Tecnológico – Ilha do Fundão (UFRJ) Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

30 Articulação Institucional Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

31 Cooperação Internacional (atuais) Cluster de Subsea do Rio de Janeiro

32 Mecanismos de Atração de Investimentos Coligadas da SEDEIS

33 Política Industrial e Novos Negócios. Geolocalização dos empreendimentos. Suporte na implantação e ampliação dos empreendimentos Suporte tributário e financeiro para atração de investimentos Parceria com os municípios do Estado do Rio de Janeiro Coligadas da SEDEIS

34 A agencia Estadual de Fomento AgeRio é vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do estado do Rio de Janeiro (Sedeis). Criada pelo Decreto Estadual nº , de 12/12/2002 Sociedade de economia mista. Repasses de linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Recursos próprios, ou de fundos de fomento; Investimos em projetos de todos os portes; Micro, Pequena, Média e Grande empresas. Coligadas da SEDEIS

35 Tel: +55 (21) Fax: +55 (21) Obrigado


Carregar ppt "Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Maio 2013 Marcelo Vertis Subsecretário de Energia Perspectivas do Setor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google