A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O QUE É O DIABETES Uma condição crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue utilizar eficazmente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O QUE É O DIABETES Uma condição crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue utilizar eficazmente."— Transcrição da apresentação:

1 O QUE É O DIABETES Uma condição crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue utilizar eficazmente a insulina produzida. A hiperglicemia e outros distúrbios no metabolismo podem levar a danos graves a vários sistemas do corpo, principalmente aos nervos e aos vasos sanguíneos. Linha do tempo - estimativa da OMS para o Diabetes 15 anos 2% cegos 10% deficiência visual grave 10 a 25% doença cardiovascular 20 a 35% neuropatias 30 a 45% algum grau de retinopatia A combinação da falta de conscientização sobre a diabetes com o acesso insuficiente aos serviços de saúde e aos medicamentos essenciais podem produzir complicações como as mencionadas acima,a amputação e a insuficiência renal

2

3

4

5 DIABETES: está aumentando drasticamente em todo o mundo. A cada ano, 3,2 milhões de mortes em todo o mundo são atribuídas ao diabetes. Uma em cada 20 mortes é atribuída ao diabetes; mortes por dia; seis mortes por minuto. Pelo menos uma em cada dez mortes de adultos entre 35 e 64 anos é atribuída ao diabetes. Três quartos das mortes entre pessoas diabéticas com menos de 35 anos devem- se a sua condição. Nos países em desenvolvimento, o número de diabéticos aumentará em 150% nos próximos 25 anos. Este aumento mundial do diabetes ocorrerá devido ao envelhecimento e crescimento da população e à tendência cada vez maior à obesidade, à adoção de dietas pouco saudáveis e a estilos de vida sedentários. Nos países desenvolvidos, as pessoas com diabetes já passaram da idade de aposentadoria, enquanto que em países em desenvolvimento as pessoas mais afetadas têm entre 35 e 64 anos. Estimativas OMS

6

7 FATOS: Cerca de 177 milhões de pessoas sofrem de diabete no mundo e esse índice deverá dobrar até Aproximadamente quatro milhões de mortes ao ano são atribuíveis a complicações do diabete. Os custos de atenção ao diabete variam de 2,5% a 15% dos orçamentos anuais da saúde, dependendo da prevalência local de diabete e do nível de complexidade dos tratamentos disponíveis. Estudos baseados em populações, realizados na China, Canadá, Estados Unidos e em vários países europeus indicam que intervenções para alterar o estilo de vida no mundo podem prevenir o início do diabete em pessoas de alto risco.

8 Se prevé que la diabetes se convierta en el año 2030 en la séptima causa mundial de muerte Se calcula que las muertes por diabetes aumentarán más de un 50% en los próximos 10 años. Existen dos grandes formas de diabetes La diabetes de tipo 1, en la que el organismo no produce insulina, y la de tipo 2, en la que el organismo no utiliza eficazmente la insulina. Un tercer tipo es la diabetes gestacional Este tipo se caracteriza por hiperglucemia (aumento del azúcar en la sangre) que aparece o se detecta por vez primera durante un embarazo. La diabetes es una causa importante de ceguera, amputación e insuficiencia renal.

9 Diabetes mellitus ESTIMATIVAS DA OMS No mundo eram portadores: Em 2000: 177 milhões No mundo hoje existem mais de 347 milhões de pessoas com diabetes. Esta se convertendo em uma epidemia mundial relacionada ao rápido aumento do sobrepeso, a obesidade e a inatividade física entre outros fatores EM 2025 SERÃO mais de 350 MILHÕES No Brasil: 10 milhões de portadores em 2010 Risco de morte: era de 16,3/ em 1990, Passou a 149,4/ em 2006

10 FATORES de RISCO: NÃO MODIFICÁVEIS: sexo, idade,herança genética COMPORTAMENTAIS (ESTILO DE VIDA) : tabagismo,inatividade física, consumo de álcool e outras drogas, consumo de alimentos ricos em gorduras, açúcar,sal Pesquisas que provam a conexão entre índices de Diabetes tipo 2 e estilo de vida: Universidade do Colorado e Alabama EUA altas taxas de açúcar no sangue das mães antes do nascimento e incidência de diabetes em crianças com mais de dez anos (índios pima americanos)

11 Perfil de morbidade por Diabetes mellitus no Brasil Ocorrência média: de 5,2% na população acima de 18 anos, e 18,6% na população com + de 65 anos (VIGITEL 2007) Doença crônica com 4 vezes mais riscos cardiovasculares nos portadores

12 FATORES DE PROTEÇÃO PARA DOENÇAS CRÔNICAS - CURITIBA / VIGITEL 2012 totalmasculinofeminino Ex-Fumantes20,7%23,7%18,1% comer Frutas e hortaliças (5 d ou + p/sem)42,7%33,3%50,9% comer Frutas e hortaliças (5 ou + porç./dia)27,2%20,1%33,3% comer feijão 5 ou + d. / sem63,2%72,4%55,2% Ativ. Física (AF) no lazer35,1%44,3%27,0% AF no tempo livre e ou no deslocamento13,8%12,6%14,8% Mulh (de 50 a 69 anos) Mamo em algum mom 95,9% Mulh (de 50 a 69 anos) Mamo nos 2 últ. anos 90,0% Mulh (de 25 a 64 anos) Papanicolau em algum momento 92,5% Mulh(de 25 a 64 anos) Papanicolau nos 3 últ. anos 87,5% Proteção para Radiação Ultravioleta

13 FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CRÔNICAS EM MAIORES DE 18 anos CURITIBA / VIGITEL 2012 TotalMascFem Fumantes12,4%15,6%9,7% fumam 20 ou + cigarros p/dia4,6%7,1%2,5% fumantes passivos domiciliares10,5%9,9%9,2% fumantes passivos no trabalho7,9%11,2%5,0% Excesso de Peso51,6%55,5%48,1% Obesidade16,3%16,0%16,6% Consumo Carne com Gordura32,5%40,4%25,6% Consumo de Leite Integral56,7%60,1%53,7% Consumo de Refrigerante30,8%36,1%26,2%

14 FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CRÔNICAS EM MAIORES DE 18 anos CURITIBA / VIGITEL 2012 TotalMascFem Inativos Fisicamente13,3%13,4%13,1% Consumo Abusivo de álcool13,3%21,8%5,9% Dirigir após Consumo álcool8,6%14,8%3,2% Avaliação de Saúde como Ruim3,7% 3,6% Diag. Médico de Hipertensão24,2%21,2%26,8% Diagn. médico de Diabetes8,4% Assistir TV 3 ou + h/dia19,6%17,7%21,3% Diagn. médico de asma, bronquite asmática, bronquite crônica ou enfisema

15

16

17 28,0 25,9 25,1 24,7 24,0 35,2 23,9 30,3 36,1 27,3 29,6 17,6 30,4 43,0 27,7 23,1 28,6 22,3 24,0 30,2 Distribuição espacial das taxas de mortalidade (por hab.) De DIABETES MELITTUS por Regional de saúde no PR, 2009 PARANÁ: 27,7/ Fonte: SIM-PR Elaborado por Divisão de Vigilância das DANT DVDNT-DEVE SVS 33,8 44,1

18

19 34,5 25,8 25,9 24,0 23,4 38,3 26,7 30,6 39,5 34,9 31,6 20,9 26,7 45,5 30,3 24,1 27,3 28,4 26,2 31,9 Distribuição espacial das taxas de mortalidade (por hab.) em homens e mulheres De DIABETES MELITTUS por Regional de saúde no PR, 2009 PARANÁ:27,7/ M=29,2 H= 26,2 Fonte: SIM-PR Elaborado por Divisão de Vigilância das DANT DVDNT-DEVE SVS 45,9 51,3 21,7 25,9 24,4 24,0 24,6 21,9 16,1 29,9 28,4 22,2 27,5 40,4 14,1 34,1 30,0 32,6 21,0 32,1 37,0 25,1 22,2 20,1

20 32,9 37,1 30,1 32,8 23,2 30,6 17,0 28,4 19,4 30,5 40,5 44,5 27,9 35,2 27,5 33,7 44,9 50,6 36,4 58,0 35,9 37,2 36,1 40,7 35,4 39,0 46,4 27,4 30,1 36,4 22,8 29,5 21,2 35,6 27,3 30,3 23,7 33,7 24,1 30,3 Distribuição espacial das taxas de mortalidade (por hab.) em homens e mulheres por DIABETES MELITTUS por Regional de saúde no PR, 2012 PARANÁ: 32,2/ M=34,9 e H= 29,4 Fonte: SIM-PR Elaborado por Divisão de Vigilância das DANT DVDNT-DEVE SVS 36,2 26,4 45,3 46,1

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32 Hipertensão arterial A hipertensão arterial ou pressão alta, é uma doença que ataca os vasos sangüíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins. Ocorre quando a medida da pressão se mantém freqüentemente acima de 140 (pressão sistólica)por 90 mmHg.(pressão diastólica) Essa doença é herdada dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, entre eles: - fumo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, grande consumo de sal, níveis altos de colesterol, falta de atividade física; - além desses fatores de risco, sabe-se que sua incidência é maior na raça negra, aumenta com a idade, é maior entre homens com até 50 anos, é maior entre mulheres acima de 50 anos, Maior em diabéticos;

33 Hipertensão A prevalência na população urbana adulta brasileira varia de 22,3% a 43,9%, dependendo da cidade onde o estudo foi conduzido. A principal relevância da identificação e controle da HAS reside na redução das suas complicações, tais como: 1) Doença cérebro-vascular 2) Doença arterial coronariana 3) Insuficiência cardíaca 4) Doença renal crônica 5) Doença arterial periférica

34 Sintomas: Os sintomas da hipertensão costumam aparecer somente quando a pressão sobe muito: podem ocorrer dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal. Prevenção e controle: A pressão alta não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada. Somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente, mas além dos medicamentos disponíveis atualmente, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável: -manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares; - não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos; - praticar atividade física regular; - aproveitar momentos de lazer; - abandonar o fumo; - moderar o consumo de álcool; - evitar alimentos gordurosos; - controlar o diabetes.

35 3,35 12,2 2,16 4,08 8,55 8,74 4,01 6,61 8,74 6,32 3,93 8,85 5,54 3,54 4,53 11,7 2,10 1,88 5,77 8,43 11,9 14,9 6,95 11,6 6,09 12,7 7,31 4,44 13,5 8,44 12,3 17,5 8,69 9,19 5,98 5,87 7,45 9,44 2,33 4,68 17,8 5,37 6,69 8,76 PARANÁ 5,29 e 6,73 Fonte: SIH-SUS Elaborado por DVDNT –DEVE-SVS-SESA-PR e a distribuição espacial das taxas de internação ( por hab.) por HIPERTENSÃO ARTERIAL e AVC, 2009

36 20,9

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48 Avaliação complementar

49

50

51 Estimativa de Casos de HIPERTENSÃOFórmula/ Parâmetro Estimativa de casos novos a partir da população > 15 anos18,8% Hipertensos de baixo risco (BR)40% dos hipertensos Hipertensos de moderado risco (MR)35% dos hipertensos Hipertensos de alto risco (AR)25% dos hipertensos 1 consulta medica 1 de enfermeiro e 1 de dentista para BRpor ano 2 consultas medicas 2 de enfermeiro e 1 de dentista para MRpor ano 3 consultas medicas 3 de enfermeiro e 1 de dentista para ARpor ano 1 Consulta de enfermeiro no CRAS para todos de ARPor ano

52 Estimativa de Casos de DIABETESFórmula/Parâmetro Estimativa de casos novos a partir da população > 15 anos5,1% Diabéticos com controle metabólico BOM25% dos diabéticos Diabéticos com controle metabólico REGULAR 45% dos diabéticos Diabéticos com controle metabólico RUIM 30% dos diabéticos Diabéticos com Hipertensão40% dos diabéticos 1 consulta medica 1 de enfermeiro e 1 de dentista para BRpor ano 2 consultas medicas 2 de enfermeiro e 1 de dentista para MRpor ano 3 consultas medicas 3 de enfermeiro e 1 de dentista para ARpor ano 1 Consulta de enfermeiro no CRAS para todos de ARPor ano

53 Cálculo da necessidade de profissionais para atenção secundaria em DIABETES em uma população maior de 15 anos com 5000 habitantes : Contrato h/semana nº profission ais Necessidad em h/sem Cardiologista200, , Endocrino200, , Oftalmo200, , Nefro200,348916, Angiologista200, , Enfermeiro300, , Nutricionista300, , Psicólogo300, , Fisioterapeuta300, , Educador físico300, , Farmacêutico300, , Podólogo300, , Assistente social300, ,

54 APSUS EDUCAÇÃO PERMANENTE 6ª OFICINA PLANILHADE PROGRAMAÇÃO CONDIÇÕES CRÔNICAS

55 FATORES QUE FAVORECEM A SOBREVIVÊNCIA ALÉM DOS 65 ANOS DE IDADE Genética Meio ambiente Medicina Estilo de vida Fonte: Universidade de Stanford 17% 20% 10% 53%

56 ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ambiente tranquilo, refeição colorida, alimentos orgânicos e integrais, menos gordura, menos acúcar,menos sal ATIVIDADE FÍSICA PRAZEROSA regularmente, todos os dias, o benefício é cumulativo ATENÇÃO AOS FATORES DE RISCO genética, histórico familiar tabagismo, sedentarismo, estresse, características ambientais, poluição ATITUDE MENTAL POSITIVA pessoas felizes e de bem com a vida adoecem menos e vivem mais e melhor do que as pessoas solitárias e depressivas

57 Muito obrigada Alice


Carregar ppt "O QUE É O DIABETES Uma condição crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue utilizar eficazmente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google