A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI Programa de Prevenção e Controle de Obesidade em Adultos Cap Priscilla Gil Cap Viviane Salles

2 A Obesidade Definida como doença crônica caracterizada pelo excesso de peso corporal Decorre na maior parte dos casos de um desequilíbrio entre a ingesta e o gasto calórico, mas envolve também fatores genéticos.

3 Classificação O método mais utilizado na prática é o IMC (Índice de Massa Corporal) IMC= Peso/ Altura² IMC RISCO DE DOENÇAS NORMAL 18,5-25normal SOBREPESO aumentado OBESIDADE >30ALTO

4 Distribuição da gordura corporal O aumento da gordura visceral caracteriza a chamada obesidade tipo maçã e está relacionada a maior risco cardiovascular. O aumento da gordura subcutânea caracteriza a chamada obesidade tipo pera e está relacionada a problemas circulatórios e ortopédicos.

5

6 A importância da circunferência abdominal Tão importante quanto o cálculo do IMC é a medida da circunferência abdominal. A IDF (International Diabetes Federation) define como medida ideal para mulheres C.A. até 80 cm e para homens, até 94 cm.

7 Síndrome metabólica Conjunto de fatores que contribuem para o aumento do risco cardiovascular Atualmente é definida pela IDF como obesidade visceral associada a 2 dos 4 fatores a seguir: 1. Elevação dos triglicérides 2. Diminuição dos níveis de HDL 3. Elevação da pressão arterial 4. Alteração da glicemia de jejum

8 Síndrome metabólica Afeta ¼ da população adulta mundial Aumenta em 3x o risco de IAM e AVC em relação à população geral e em 5x o risco de diabetes melitus, caso este ainda não exista.

9 Riscos relacionados à Obesidade Aumento dos riscos de doenças como diabetes melitus, doença coronariana, hipertensão arterial sistêmica, apnéia do sono, doenças osteo- articulares e alguns tipos de câncer como mama, endométrio e cólon.

10 Epidemiologia A OMS considera atualmente a obesidade como um problema de saúde pública tão grave quanto a desnutrição Dados da Pesquisa Nacional sobre Saúde Pública e Nutrição de 1989 mostram uma prevalência de 38% nas mulheres e 28% nos homens brasileiros acima de 18 anos Em 2015 estima-se que cerca de 2,3 bilhões de pessoas estarão em sobrepeso e 700 milhões em obesidade, em todo o mundo.

11

12 Tratamento

13 Equipe multidisciplinar O tratamento exige motivação e comprometimento O papel da equipe multidisciplinar é fornecer o apoio necessário para alcançarmos as metas.

14 Membros do programa: A 3ª Policlínica nomeou como membros efetivos deste Programa os militares abaixo relacionados: Coordenação Geral: Major José Coordenação do Projeto: Cap Viviane Salles Endocrinologia: Cap Viviane Salles e Cap Priscilla Gil Nutrição: Cap Serpa Psicologia: Cap Caravellos Enfermagem: Maj Flávia Curi Educação física: Sgt Josilvo Assistência Social: Cap Gleicy

15 Programa de Obesidade – Objetivos: Identificar pacientes em sobrepeso e obesidade (através do IMC); Identificar pacientes com obesidade visceral (através da medida da cintura abdominal); Identificar o perfil metabólico desses pacientes (exames laboratoriais); Instituir planejamento dietético adequado; Implementar planejamento de atividade física individualizado; Implementar terapia psico-comportamental quando necessário.

16 Programa de Obesidade – Objetivos: Padronizar terapêutica de baixo custo. Avaliar as alterações de exame físico (com redução ou aumento de medidas), além de exames laboratoriais antes e após a implementação do programa. Avaliar os resultados obtidos nos pacientes que participaram das reuniões ativamente, com poucas faltas, comparando com os resultados dos pacientes mais ausentes.

17 Programa de Obesidade FORMAÇÃO DE GRUPOS Grupos de 10 participantes (equipes A, B, C, etc) a fim de facilitar o trabalho multidisciplinar com cada grupo, de acordo com a demanda do projeto. Tanto os pacientes em sobrepeso quanto os obesos serão acompanhados no ambulatório desta policlínica pelas endocrinologistas Cap Viviane Salles e Cap Priscilla Gil, com consultas regulares.

18 Lembre-se: a maior motivação é a melhoria da sua saúde!

19 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE 3ª POLICLÍNICA - NITERÓI Tel: e


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google