A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informação na Saúde Suplementar DIDES - Diretoria de Desenvolvimento Setorial GGSIS - Gerência-Geral de Informações e Sistemas Apresentação cedida por:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informação na Saúde Suplementar DIDES - Diretoria de Desenvolvimento Setorial GGSIS - Gerência-Geral de Informações e Sistemas Apresentação cedida por:"— Transcrição da apresentação:

1 Informação na Saúde Suplementar DIDES - Diretoria de Desenvolvimento Setorial GGSIS - Gerência-Geral de Informações e Sistemas Apresentação cedida por: Gerente - Ceres Albuquerque GEPIN – Gerencia de Produção de Informação Aula para o Curso de Gestão Hospitalar 01/03/05 João Luis Barroca

2 Cobertura de sistemas de saúde suplementar, IBGE, PNAD, 1998 RegiãoCobertura TOTAL24,45 Região Norte17,50 Região Nordeste12,39 Região Sudeste33,30 Região Sul25,32 Região Centro-Oeste22,50

3 Cobertura dos planos de saúde por classe de renda familiar em SM, Brasil, 1998 (PNAD)

4 Agência Nacional de Saúde Suplementar Assistência Suplementar  Informações sobre Saúde Suplementar  Desafios  Estágio atual:  Memória  Beneficiários x Indivíduos  Epidemiologia  Utilização de serviços  Recursos financeiros  Fiscalização

5 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Beneficiários por tipo de produto e evolução do cadastro: 2000 - 2004 Beneficiários de todas as operadoras Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004 28.149.641 31.204.329 35.359.787 38.664.51138.995.877 0 5.000.000 10.000.000 15.000.000 20.000.000 25.000.000 30.000.000 35.000.000 40.000.000 45.000.000 dez/00dez/01dez/02dez/03dez/04 Antigos (Anteriores à Lei 9.656/98)ColetivosIndividuaisTotalEvolução de registros no cadastro

6 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Beneficiários por tipo de produto e evolução do cadastro: 2000 - 2004 Beneficiários de operadoras médico-hospitalares com ou sem odontologia Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS – 12/2004 28.553.020 31.659.213 34.238.553 33.749.203 0 5.000.000 10.000.000 15.000.000 20.000.000 25.000.000 30.000.000 35.000.000 40.000.000 dez/01dez/02dez/03dez/04 Antigos (Anteriores à Lei 9.656/98)ColetivosIndividuaisTotalEvolução de registros no cadastro

7 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Grau de Cobertura por UF Beneficiários de operadoras médico-hospitalares com ou sem odontologia Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004 População estimada por Município de 2004, divulgado no dia 30 de agosto de 2004 pelo IBGE.

8 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Usuários por segmentação Beneficiários de todas as operadoras Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004

9 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Pirâmide etária da população e do usuário Beneficiários de todas as operadoras Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004 População estimada por idade simples 2004 – IBGE Nota: excluídos 206.958 beneficiários com idades inconsistentes

10 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Grau de Cobertura Beneficiários de todas as operadoras Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004 População estimada por idade simples revisão 2004, divulgado em 30 de agosto de 2004 pelo IBGE. Nota: excluídos 206.958 beneficiários com idades inconsistentes

11 Dados Gerais do Setor Suplementar do Brasil Curva ABC da distribuição de Usuários entre as Operadoras Beneficiários de todas as operadoras Fonte: Cadastro de Beneficiários - ANS/MS - 12/2004 Cadastro de Operadoras/ANS/MS – 12/01/2005 *Existem 36.752 beneficiários ativos em 9 operadoras inativas. Curva A: 278 operadoras (16,1% do total) detêm 80% dos beneficiários. Curva B: 503 operadoras (29,0% do total) detêm 90% dos beneficiários. Curva C: 1.732 operadoras (100% do total) detêm 100 % dos beneficiários.

12 SIP – Sistema de Informação de Produtos  Recebimento trimestral de informações sobre a assistência : tipo de plano (individual/familiar, coletivo)  Conceito de exposição do beneficiário (exposto, não exposto)  Produz famílias de indicadores, tais como: despesa, saúde, prestação de serviços, odontológicos, incremento

13 Receita Total Operadoras Brasil e Regiões 2003

14 Fontes dos gastos (est.), Brasil, circa 2002

15 Interações das informações geradas pelo SUS com o Sistema de Saúde Suplementar Cartão Nacional de Saúde CNES SIM SINASC Ressarcimento

16 Próximos passos: Proposta: Projeto TISS Padrão único para a troca de informações entre operadoras e prestadores de serviços; Padrão de informação e comunicação em saúde (compatibilidade e a interoperabilidade entre sistemas independentes); Suporte aos processos clínicos e administrativos, análise estatística e epidemiológica; Redução de redundâncias, duplicação de esforços e custos administrativos.

17 Vantagens do processo eletrônico Nos EUA o processamento eletrônico é considerado obrigatório a partir de out/2003 (HIPAA) 50% das contas são processadas eletronicamente Redução de glosas de 30-40% processamento manual para 1- 2% Redução dos custos de processamento das contas Fontes: US Healthcare Industry Quarterly HIPAA Compliance Survey Results: Winter 2004 e Bleao 2002

18 A informação... É um poderoso instrumento gestor / regulatório! Processos de tratamento da informação: coleta dos dados qualidade e completude dos dados disseminação da informação Beneficiários Produtos Operadoras Prestadores

19 Qualidade do serviço operadoras, prestadores, beneficiários sistemas,disseminação. Indicadores Qualificação Resultados esperados

20 http://www.ans.gov.br/portal/site/consultas/consultas.asp http://www.ans.gov.br/portal/site/consultas/consultas.asp Dados do Setor


Carregar ppt "Informação na Saúde Suplementar DIDES - Diretoria de Desenvolvimento Setorial GGSIS - Gerência-Geral de Informações e Sistemas Apresentação cedida por:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google