A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Funenseg 17/11/2014. O brasileiro é um povo sem memória, que esquece seus feitos e seus heróis...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Funenseg 17/11/2014. O brasileiro é um povo sem memória, que esquece seus feitos e seus heróis..."— Transcrição da apresentação:

1 Funenseg 17/11/2014

2 O brasileiro é um povo sem memória, que esquece seus feitos e seus heróis...

3 Sérgio Alfredo Petzhold Celso Vicente Marini Ricardo Pansera

4 1 - O que é o Super Simples? 2 - Quais as principais características do Simples Nacional? 3 - Qual o critério para aderir ao regime tributário Super Simples ? 4 - O que se considera micro empresa (ME) e empresa de pequeno porte (EPP) 5 – Como fazer para ingressar no Simples Nacional? 6 - Em que tabela as corretoras de seguros estão enquadradas? 7 - Como ficam as retenções na fonte? 8 - Corretoras de seguros com filiais. Como recolher? 9 - Como acessar os serviços do Simples Nacional? 10 - Corretor Pessoa Física, quais os benefícios do Super Simples? 11 - Em termos de tributos, vantagens entre PJ no Simples e PF? 12 - O que devo fazer para me beneficiar do Super Simples? 13 - ALERTAS

5 É a materialização de uma política nacional de tributação das micro e pequenas empresas. É um regime tributário diferenciado, simplificado e favorecido.

6 O Simples já existe desde 2006, foi criado pela Lei Complementar nº 123/2006. Agora a Lei Complementar nº 147/2014 estendeu o Simples Nacional, conhecido como Super Simples, para mais 142 atividades, dentre outras, às empresas corretoras de seguros.

7 Ser facultativo; Abrange os seguintes tributos: Ser irretratável para todo o ano calendário; IRRJ IRRJ - Imposto de Renda da Pessoa Jurídica; CSLL CSLL - Contribuição Social Sobre o Lucro; PIS PIS - Programa de Integração Social; COFINS COFINS - Contribuição do Financiamento da Seguridade Social ; ISS ISS - Imposto Sobre Serviços ; CPP CPP - Contribuição Patronal Previdenciária INSS – ( aqui uma vantagem enorme...) Nota: O recolhimento na forma do Simples Nacional não exclui a incidência de outros compromissos não listados acima, como FGTS INSS recolhido dos funcionários e; as taxas de emissão de alvará, de fiscalização e a Contribuição Sindical obrigatória.

8 DAS – DAS – Documento de Arrecadação do Simples Prazo para recolhimento do DAS: até o dia 20 do mês subsequente. Apresentação de declaração única e simplificada de informações socioeconômicas e fiscais; Como fazer o Recolhimento?

9 Considera-se ME a sociedade empresária, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI) e o empresário (antiga firma individual) que aufiram em cada ano calendário receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil. Considera-se EPP a sociedade empresária, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI) e o empresário (antiga firma individual) que aufiram em cada ano calendário receita bruta superior a R$ 360 mil e igual ou inferior a R$ 3,6 milhões. Para a pessoa jurídica que iniciar atividades no próprio ano-calendário da opção, os limites para ME e para EPP serão proporcionais ao número de meses compreendidos entre o início da atividade e o final do respectivo ano-calendário, consideradas as frações de meses como mês inteiro.

10 Aproveite novembro e dezembro para regularizar pendências... Enquadrar-se na definição de micro empresa (faturamento anual de até R$ 360 mil) ou de empresa de pequeno porte (faturamento anual de até R$ 3,6 milhões); Estar rigorosamente em dia com suas obrigações tributárias, fiscais e previdenciárias, inclusive com o município; Formalizar a opção pelo Simples Nacional no período de 2 até 30/01/2015.

11 A partir da competência janeiro de 2015 as receitas das empresas já existentes que aderirem serão tributadas pela nova e única alíquota.

12 Imediatamente para as novas empresas que forem constituídas e já escolherem o sistema Super Simples. Serão tributadas pela nova e única alíquota já em 2014.

13 Serão tributadas com base na Tabela anexo III Receita Bruta em 12 meses (em R$) Alíquota Única Até ,00 6,00% De ,01 a ,00 8,21% De ,01 a ,00 10,26% De ,01 a ,00 11,31% De ,01 a ,00 11,40% De ,01 a ,00 12,42% De ,01 a ,00 12,54% De ,01 a ,00 12,68% De ,01 a ,00 13,55% De ,01 a ,00 13,68% De ,01 a ,00 14,93% De ,01 a ,00 15,06% De ,01 a ,00 15,20% De ,01 a ,00 15,35% De ,01 a ,00 15,48% De ,01 a ,00 16,85% De ,01 a ,00 16,98% De ,01 a ,00 17,13% De ,01 a ,00 17,27% De ,01 a ,00 17,42%

14

15 COMPARE COM A TABELA 6 Receita Bruta em 12 meses (em R$)Alíquota IRPJ, PIS, CSLL, COFINS e CPP ISS De R$ 0,00 a R$ ,0016,93%14,93%2,00% De R$ ,01 a R$ ,0017,72%14,93%2,79% De R$ ,01 a R$ ,0018,43%14,93%3,50% De R$ ,01 a R$ ,0018,77%14,93%3,84% De R$ ,01 a R$ ,0019,04%15,17%3,87% De R$ ,01 a R$ ,0019,94%15,71%4,23% De R$ ,01 a R$ ,0020,34%16,08%4,26% De R$ ,01 a R$ ,0020,66%16,35%4,31% De R$ ,01 a R$ ,0021,17%16,56%4,61% De R$ ,01 a R$ ,0021,38%16,73%4,65% De R$ ,01 a R$ ,0021,86%16,86%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0021,97%16,97%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,06%17,06%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,14%17,14%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,21%17,21%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,21%17,21%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,32%17,32%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,37%17,37%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,41%17,41%5,00% De R$ ,01 a R$ ,0022,45%17,45%5,00%

16 As seguradoras não mais farão descontos de Imposto de Renda incidentes sobre as comissões de corretagem de seguros para as corretoras optantes pelo Simples. ISSQN ainda em discussão... Após a confirmação da Receita Federal de que a corretora foi aceita, a corretora deve comunicar às seguradoras a opção pelo Simples, para evitar que as seguradoras retenham indevidamente na fonte.

17 Deve-se considerar o somatório das receitas de todos os estabelecimentos, todas as filiais, para a emissão de uma única guia DAS.

18 O acesso se dá no site da Receita Federal do Brasil – RFB - Portal do Simples Nacional, menu “Simples – Serviços”. - Site:

19 O corretor que atua como PF, tem os seguintes encargos sobre a receita bruta: Imposto de Renda Retido na Fonte + Declaração de Ajuste Anual + Contribuição Previdenciária. É muito vantajoso ao corretor de seguros que opera como PF abrir uma Micro Empresa corretora no Super Simples Veja o Comparativo:

20 Tomamos como exemplo receita anual de R$ 120 mil (média mensal de R$10 mil ) PF = Imposto de Renda na pior alíquota: 27,5% = custo anual de R$ = 16,11% INSS de 11% sobre o teto = recolhimento anual de R$ INSS de 11% sobre o teto = recolhimento anual de R$ Soma dos encargos R$ = 20,94% Soma dos encargos R$ = 20,94% PJ no Simples = Alíquota Única de 6% imposto anual de R$ R$ Sobre o Pró-Labore 11% (que poderá ser de 1 salário mínimo até o teto) Sobre o Pró-Labore 11% (que poderá ser de 1 salário mínimo até o teto) recolhimento anual de R$ 956 a R$ recolhimento anual de R$ 956 a R$ na melhor das hipóteses a soma dos encargos será de R$ = 6,8% na melhor das hipóteses a soma dos encargos será de R$ = 6,8% na pior das hipóteses a soma dos encargos será de R$ = 10,8% na pior das hipóteses a soma dos encargos será de R$ = 10,8%

21 Tomamos como exemplo receita mensal de R$10.000,00; PJ = Alíquota Única de 6% imposto a recolher: R$10.000,00 x 6% = R$ 600,00 Sobre o Pró-Labore 11% Sobre o Pró-Labore 11% PF = Imposto de Renda: 27,5% - (R$ 826,15) = R$10.000,00 x 27,5% - R$ 826,15 = R$ 1.923,85 INSS 11% (teto de R$ 482,93) INSS 11% (teto de R$ 482,93) Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78 Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78

22 Tomamos como exemplo receita mensal de R$10.000,00; PJ = Alíquota Única de 6% imposto a recolher: R$10.000,00 x 6% = R$ 600,00 Sobre o Pró-Labore 11% Sobre o Pró-Labore 11% PF = Imposto de Renda: 27,5% - (R$ 826,15) = R$10.000,00 x 27,5% - R$ 826,15 = R$ 1.923,85 INSS 11% (teto de R$ 482,93) INSS 11% (teto de R$ 482,93) Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78 Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78

23 Tomamos como exemplo receita mensal de R$10.000,00; PJ = Alíquota Única de 6% imposto a recolher: R$10.000,00 x 6% = R$ 600,00 Sobre o Pró-Labore 11% Sobre o Pró-Labore 11% PF = Imposto de Renda: 27,5% - (R$ 826,15) = R$10.000,00 x 27,5% - R$ 826,15 = R$ 1.923,85 INSS 11% (teto de R$ 482,93) INSS 11% (teto de R$ 482,93) Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78 Soma dos encargos: R$ 1.923,85 + R$ 482,93 = R$ 2.406,78

24 Constituir uma empresa na forma de sociedade empresária (registro na Junta Comercial), sociedade simples (registro no Cartório) ou uma sociedade individual de responsabilidade limitada – EIRELI, todas enquadradas como ME ou EPP. - Se opera somente como PF: - Se opera como corretora PJ, aderir em janeiro de 2015.

25 -ATENÇÃO COM O CÓDIGO CNAE: Classificação Nacional de Atividade Econômica no seu CNPJ O código do CNAE é: ; O código do CNAE subclasses 2.0 é: /00 - Corretores e agentes de seguros, de planos de previdência complementar e de saúde.

26

27 EXCLUSIVAMENTE a atividade de “corretora de seguros” pode aderir à tabela 3 do Super simples, que é a melhor tabela de todas. Se deixar como está, cai na tabela 6 (outras atividades de prestação de serviços) que é a PIOR tabela. Ajuste também a razão social para somente “corretora”. Qualquer outra atividade diferente de “corretora” coloca a sua empresa na tabela 6, que é a PIOR de todas. Lembre-se: EXCLUSIVAMENTE a atividade de “corretora de seguros” pode aderir à tabela 3 do Super simples.

28 6/leicp123.htm 6/leicp123.htm _08_08_10_37_45_ html _08_08_10_37_45_ html Para maiores informações e esclarecer dúvidas junto ao Sincor-RS, e -mail: dúvidas junto ao Sincor-RS, e -mail:

29 André Thozeski Corretor de Seguros Diretor de Marketing do Sincor-RS Fones (51): operadora Oi e operadora Claro. WhatsApp ativo nas duas linhas


Carregar ppt "Funenseg 17/11/2014. O brasileiro é um povo sem memória, que esquece seus feitos e seus heróis..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google