A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIPILIDIOSE EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIPILIDIOSE EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria."— Transcrição da apresentação:

1 DIPILIDIOSE EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria

2 Dipilidiose Etiologia principal: Dipylidium caninum → Outras etiologias: não há Dimensões: cm de comprimento (média de 50 cm) Hospedeiros definitivo: cães, gatos, canídeos e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: pulgas (larvas [C. felis e C. canis]) e piolhos (T. canis) Hospedeiros paratênico: não há Hospedeiros acidental: humanos Papel zoonótico direto do cão e do gato: nenhum

3 Localização taxonômica de Dipylidium Reino Metazoa Filo Platyhelminthes Classe Cestoda Subclasse Eucestoda Ordem Cyclophyllidea Família Dipylidiidae Gênero Dipylidium

4 Dipilidiose Etiologia principal: Dipylidium caninum Outras etiologias: não há Dimensões: cm de comprimento (média de 50 cm) Hospedeiros definitivo: cães, gatos, canídeos e felídeos selvagens* Hospedeiros intermediário: pulgas (larvas [C. felis e C. canis]) e piolhos (T. canis) Hospedeiros paratênico: não há Hospedeiros acidental: humanos Papel zoonótico direto do cão e do gato: nenhum *Atualmente vem sendo descrito em hienídeos.

5 Dipilidiose Etiologia principal: Dipylidium caninum Outras etiologias: não há Dimensões: cm de comprimento (média de 50 cm) Hospedeiros definitivo: cães, gatos, canídeos e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: pulgas (larvas [C. felis e C. canis*]) e piolhos (T. canis) Hospedeiros paratênico: não há Hospedeiros acidental: humanos Papel zoonótico direto do cão e do gato: nenhum *Alguns autores afirmam que ocasionalmente Pulex irritans podem ser HI.

6 Dipilidiose Etiologia principal: Dipylidium caninum Outras etiologias: não há Dimensões: cm de comprimento (média de 50 cm) Hospedeiros definitivo: cães, gatos, canídeos e felídeos selvagens Hospedeiros intermediário: pulgas (larvas [C. felis e C. canis]) e piolhos (T. canis) Hospedeiros paratênico: não há Hospedeiros acidental: humanos Papel zoonótico direto do cão e do gato: nenhum

7 Ciclo de vida básico de Dipylidium caninum Transmissão horizontal eliminação de proglótides gravídicos nas fezes  disseminação das cápsulas ovígeras e liberação dos ovos  ingestão dos ovos embrionados pelo HI  eclosão no tubo digestivo do inseto  liberação do embrião hexacanto  desenvolvimento até cisticercoide na cavidade geral  ingestão do HI  eliminação de proglótides gravídicos nas fezes PPP: dias 1dia

8 Dipilidiose Infestações leves assintomática Infestações graves inapetência perda de peso vômito esporádico diarreia esporádica prurido anal lambedura anal “andar de carrinho”

9 Dipilidiose Diagnóstico definitivo Presença de proglótides nas fezes Exame parasitológico de fezes Método direto Sedimentação Identificação do parasito na necropsia


Carregar ppt "DIPILIDIOSE EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Universidade Federal de Santa Maria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google