A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Monitoramento de Recursos Hídricos Régis da Silva Pereira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Monitoramento de Recursos Hídricos Régis da Silva Pereira."— Transcrição da apresentação:

1 Monitoramento de Recursos Hídricos Régis da Silva Pereira

2 Monitoramento  É o estudo e o acompanhamento - contínuo e sistemático - do comportamento de fenômenos, eventos e situações específicas, cujas condições desejamos identificar, avaliar e comparar.  Desta forma, é possível estudar as tendências ao longo do tempo, ou seja, verificar as condições presentes, projetando situações futuras.

3 Monitoramento Ambiental  É definido como um processo de coleta de dados, estudo e acompanhamento contínuo e sistemático das variáveis ambientais;  Visando identificar e avaliar qualitativa e quantitativamente as condições dos recursos naturais em um determinado momento, assim como as tendências ao longo do tempo (variações temporais).  As variáveis sociais, econômicas e institucionais também são incluídas, por exercerem influências sobre o meio ambiente.

4 Medidas de preservação e recuperação de sistemas ambientais

5 Leis 6938/81; 9433/97; 9605/98, etc. Propõe diretrizes Fiscalização

6 FISCALIZAÇÃO Informações do ambiente Monitoramento Ambiental

7 Tipos de Monitoramento Ambiental

8  Monitoramento de base (background): documentam o estado corrente do ambiente (grande maioria);      Tipos de Monitoramento Quanto ao objetivo

9  Monitoramento dirigido a impactos: procuram mapear o impacto causado por algum projeto ou evento após sua ocorrência;  Monitoramento regular: estudo de caráter permanente que busca fornecer informações ambientais relevantes para o caso de algum impacto ocorrer e sugerir medidas mitigadoras. Tipos de Monitoramento Quanto ao objetivo

10  Monitoramento simples;  Monitoramento por locais semelhantes; Tipos de Monitoramento Quanto a obtenção das informações

11  Monitoramento por indicadores indiretos  Coliformes;  Clorofila-a;  Condutividade;  Monitoramento integrado. Tipos de Monitoramento Quanto a obtenção das informações

12 Tipos de Monitoramento Quanto ao indicador  Monitoramento físico-químico;  Monitoramento do Efeito Biológico;  Monitoramento da Saúde;  Monitoramento dos Ecossistemas.

13 Programas de monitoramento ambiental

14 Monitorar  só amostrar

15 Monitorar = Planejar + Amostrar + Analisar + Interpretar + Apresentar

16 Etapas de um programa de monitoramento ambiental 1. Planejamento 2. Coleta das Amostras 3. Análise Laboratorial 4. Conclusão

17 Primeira etapa de um monitoramento ambiental 1.Planejamento a.Definição dos objetivos do monitoramento; b.Definição dos parâmetros de interesse a monitorar; c.Definição das estações de amostragem; d.Definição do tipo de amostra que deve ser coletada; e.Definição da frequência e período de amostragem.

18 1.a. Objetivos  Verificar a qualidade de um recurso para um determinado uso.  Abastecimento urbano e industrial;  Irrigação;  Navegação;  Recreação;  Pesca;  Assimilação de efluentes;  Harmonia paisagística, etc. Planejamento Resolução 357 do CONAMA

19 1.a. Objetivos  Acompanhar as alterações de um ambiente devido algum impacto. Planejamento

20 1.a. Objetivos  Elaborar previsão de comportamento do ambiente;  Calibração e validação de modelos matemáticos. Planejamento

21 1.a. Objetivos  Desenvolver instrumentos de gestão. Planejamento

22 1.a. Objetivos  Fornecer subsídios para ações remediadoras.

23 1.b. Parâmetros de Interesse  Depende dos objetivos do monitoramento e deve levar em consideração os usos previstos para aquele corpo d´água e as fontes de poluição potenciais.  CONAMA 357 de Enquadramento  CONAMA 274 de Balneabilidade  Portaria 2914 de Potabilidade Planejamento

24 1.b. Parâmetros de Interesse Alguns dos principais parâmetros de qualidade  OD, DBO, DQO;  Redução do oxigênio, produção de gases indesejáveis, pH ácido.  Coliformes;  Microorganismos patogênicos.  Nutrientes;  Eutrofização. Planejamento

25 1.b. Parâmetros de Interesse  Metais;  Toxicidade devido a bioacumulação.  Temperatura;  pH;  Turbidez;  Vazão. Planejamento

26 1.c. Local de Amostragem  Conhecimento da bacia hidrográfica  Características da seção;  Local x Parâmetros;  Acesso ao local;  Tipo de corpo d´água.

27  Codificação do Local;  Demarcação das estações;  Descrição do local. 1.c. Local de Amostragem Planejamento

28  Amostra Simples 1.d. Tipo de amostra Planejamento

29  Amostra Composta 1.d. Tipo de amostra Planejamento

30  Amostra Integrada 1.d. Tipo de amostra Planejamento

31  Amostra Integrada 1.d. Tipo de amostra Planejamento

32  Período  Pelos menos 3 eventos de estiagem e 2 de cheias para avaliação de poluição pontual;  Para poluição difusa o inverso;  Períodos de temperatura baixa e alta.  Frequência  No mínimo amostragens mensais  ABNT/NBR 9897/ e. Frequência e Período - Água Planejamento

33 Importância da repetição temporal

34 Antes-depois simples 33

35 Antes-depois repetido 34

36 Antes-depois repetido com controle 35

37 Segunda etapa de um monitoramento ambiental 2.Coleta das amostras  Coleta Manual:  Coleta automática:

38 Terceira etapa de um monitoramento ambiental 3.Análise Laboratorial  Procedimentos de análise  Métodos de Análise;  Equipe especializada;  Controle de qualidade  Vidraria aferida;  Reagentes de qualidade;  Cumprimento dos prazos de validade das amostras;  Análises em duplicatas pelo menos.

39 Quarta etapa de um monitoramento ambiental 4.Conclusão  Interpretação dos Resultados;  Representação dos Resultados  Forma Tabular  Forma Gráfica  Forma georreferenciada

40 4.Conclusão  Forma Tabular  Forma Gráfica  Forma georreferenciada  Representação dos Resultados

41 4.Conclusão  Elaboração Relatório  Descrever a área de estudo;  Descrever o plano de monitoramento, justificando cada etapa;  Descrever os métodos de coleta e análise das amostras;  Apresentar os resultados da análise de forma bruta;  Apresentar os resultados em formas que facilitem sua interpretação;  Interpretar os resultados;  Com base nos resultados elaborar uma conclusão com relação ao estado ambiental do sistema em estudo.

42 Considerações finais  Quando o monitoramento revela mudanças após a implementação do projeto impactante, a questão é:  foram estas mudanças devidas ao empreendimento?  O que teria acontecido na ausência do projeto?  Uma boa estratégia de monitoramento deve fornecer informações cumulativas, incrementando os níveis de “background”, estabelecendo qual a variabilidade ‘normal’ dos indicadores ambientais.

43  Régis da Silva Pereira  

44 Muito Obrigado!!! Instituto Federal Sul-Rio-Grandense de Educação, Ciência e Tecnologia de Pelotas


Carregar ppt "Monitoramento de Recursos Hídricos Régis da Silva Pereira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google