A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEGUNDO RETIRO DIOCESANO DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS ALEGRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEGUNDO RETIRO DIOCESANO DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS ALEGRIA."— Transcrição da apresentação:

1 SEGUNDO RETIRO DIOCESANO DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS ALEGRIA E ENTUSIASMO NO ANÚNCIO DO EVANGELHO

2 Três anúncios da Paixão. A caminhada de Jesus da Galiléia para Jerusalém é sinalizada por três anúncios da Paixão: Lucas 9, 22; Lucas 9, 44; Lucas 18,32-33 A caminhada de Jesus da Galiléia para Jerusalém é sinalizada por três anúncios da Paixão: Lucas 9, 22; Lucas 9, 44; Lucas 18,32-33

3 * Jesus através da pregação da Boa Nova, em sua atividade Missionária, faz surgir o “novo”. * A novidade de Jesus abre novos caminhos e provoca aos poucos uma transformação, isto, é a tensão entre o Novo e o Antigo vão crescendo. * Jesus percebe que a Proposta da Boa Nova trazida por ele, não é entendida: O povo acha que ele é João Batista, Elias, ou algum profeta (Lc 9, 18-19). * Jesus através da pregação da Boa Nova, em sua atividade Missionária, faz surgir o “novo”. * A novidade de Jesus abre novos caminhos e provoca aos poucos uma transformação, isto, é a tensão entre o Novo e o Antigo vão crescendo. * Jesus percebe que a Proposta da Boa Nova trazida por ele, não é entendida: O povo acha que ele é João Batista, Elias, ou algum profeta (Lc 9, 18-19). Três anúncios da Paixão.

4 * Os discípulos influenciados pela ideologia dominante da época e do Templo (Lc 9,20-21) só aceitam Jesus como um Messias glorioso. Jesus explica para os discípulos que o caminho previsto pelos profetas é de sofrimento. Isto acontece como conseqüência do Compromisso assumido com os excluídos. O discípulo/a só poderá ser verdadeiro/a discípulo/a se carregar a cruz atrás dele. (Lc 9,22-26). Neste contexto de Crise acontece a Transfiguração de Jesus. * Os discípulos influenciados pela ideologia dominante da época e do Templo (Lc 9,20-21) só aceitam Jesus como um Messias glorioso. Jesus explica para os discípulos que o caminho previsto pelos profetas é de sofrimento. Isto acontece como conseqüência do Compromisso assumido com os excluídos. O discípulo/a só poderá ser verdadeiro/a discípulo/a se carregar a cruz atrás dele. (Lc 9,22-26). Neste contexto de Crise acontece a Transfiguração de Jesus.

5 A Transfiguração de Jesus. Lucas 9, 28: O Momento da Crise. Jesus entra em conflito com as autoridades: A sociedade daquela época, não permite o anúncio da Boa Nova do Reino, como Jesus quer fazer. Ele tem que fazer uma escolha entre continuar a missão ou voltar atas. Ele opta por continuar Lucas 9, 28: O Momento da Crise. Jesus entra em conflito com as autoridades: A sociedade daquela época, não permite o anúncio da Boa Nova do Reino, como Jesus quer fazer. Ele tem que fazer uma escolha entre continuar a missão ou voltar atas. Ele opta por continuar

6 * Como conseqüência, a Cruz aparece não como uma possibilidade e sim, como uma certeza (9, 22). Surge novamente a tentação que exige dele nova escolha: optar entre o caminho do Messias glorioso e o caminho do Servo crucificado. Nesta hora difícil, Jesus sobe a montanha para rezar, levando consigo Pedro, Tiago e João. * Como conseqüência, a Cruz aparece não como uma possibilidade e sim, como uma certeza (9, 22). Surge novamente a tentação que exige dele nova escolha: optar entre o caminho do Messias glorioso e o caminho do Servo crucificado. Nesta hora difícil, Jesus sobe a montanha para rezar, levando consigo Pedro, Tiago e João. A Transfiguração de Jesus. Lucas 9, 28: O Momento da Crise.

7 Durante a oração Jesus muda de aparência: aparece glorioso do jeito que os discípulos o imaginavam. Junto com Jesus na mesma glória aparecem Moises e Elias que representam o Antigo Testamento, a Lei e os Profetas. Eles conversam com Jesus sobre o seu próprio Êxodo, que é a sua Paixão, Morte e ressurreição e que se completará em Jerusalém. Durante a oração Jesus muda de aparência: aparece glorioso do jeito que os discípulos o imaginavam. Junto com Jesus na mesma glória aparecem Moises e Elias que representam o Antigo Testamento, a Lei e os Profetas. Eles conversam com Jesus sobre o seu próprio Êxodo, que é a sua Paixão, Morte e ressurreição e que se completará em Jerusalém. A Transfiguração de Jesus. 2 - Lucas 9, 29-31: Durante a Oração.

8 Diante dos discípulos, a Lei e os Profetas, eles confirmam que Jesus é realmente o Messias Glorioso prometido no Antigo Testamento e esperado pelo povo. Eles confirmam também, que o caminho para a glória passa pela travessia dolorosa da Cruz. Pelo seu “Êxodo,”Jesus vai quebrar o domínio e a ideologia dominante da época, que mantinha as pessoas presas dentro da visão do Messias glorioso nacionalista. Assim liberta a todos, para que possam enxergar novamente, o verdadeiro sentido do Reino de Deus. Diante dos discípulos, a Lei e os Profetas, eles confirmam que Jesus é realmente o Messias Glorioso prometido no Antigo Testamento e esperado pelo povo. Eles confirmam também, que o caminho para a glória passa pela travessia dolorosa da Cruz. Pelo seu “Êxodo,”Jesus vai quebrar o domínio e a ideologia dominante da época, que mantinha as pessoas presas dentro da visão do Messias glorioso nacionalista. Assim liberta a todos, para que possam enxergar novamente, o verdadeiro sentido do Reino de Deus. A Transfiguração de Jesus. 2 - Lucas 9, 29-31: Durante a Oração.

9 Eles dormiram e só acordaram no fim da Transfiguração. Viram apenas o “restinho” da Glória de Jesus. Pior é que não ouviram nada sobre o êxodo de Jesus. Toda vez que se fala da Cruz, seja no Monte da Transfiguração ou no Monte das Oliveiras (Lc 22, 45) eles “dormem”. Os discípulos ficam empolgados com a Glória de Jesus, mas não gostam da Cruz. Por isso, querem permanecer no Monte, e propõem a Jesus a construção de três Tendas. Eles dormiram e só acordaram no fim da Transfiguração. Viram apenas o “restinho” da Glória de Jesus. Pior é que não ouviram nada sobre o êxodo de Jesus. Toda vez que se fala da Cruz, seja no Monte da Transfiguração ou no Monte das Oliveiras (Lc 22, 45) eles “dormem”. Os discípulos ficam empolgados com a Glória de Jesus, mas não gostam da Cruz. Por isso, querem permanecer no Monte, e propõem a Jesus a construção de três Tendas. A Transfiguração de Jesus. Lucas 9,32-34: A reação dos discípulos.

10 “Este é o meu filho, o eleito, ouçam – no”!... Depois do testemunho de Moisés e Elias, agora é o próprio Pai que apresenta Jesus como Messias-Servo, que chega à Glória pela Cruz. No fim da visão, Jesus se encontra novamente só. Isto quer dizer que a partir de agora, quem interpreta a Escritura e a vontade de Deus para o povo é Jesus, só ele. “Este é o meu filho, o eleito, ouçam – no”!... Depois do testemunho de Moisés e Elias, agora é o próprio Pai que apresenta Jesus como Messias-Servo, que chega à Glória pela Cruz. No fim da visão, Jesus se encontra novamente só. Isto quer dizer que a partir de agora, quem interpreta a Escritura e a vontade de Deus para o povo é Jesus, só ele. A Transfiguração de Jesus. Lucas 9, 35-36: A voz do Pai.

11 A Transfiguração de Jesus. O fato da Transfiguração de Jesus, tinha uma Mensagem importante para as primeiras comunidades, principalmente, no que diz respeito à ajuda na superação da Crise que a Cruz e o sofrimento provocavam nos discípulos/as por causa da Boa Nova do Reino E para nós hoje, qual é a importância da Transfiguração de Jesus em nossa vida de verdadeiros discípulos/as?... O fato da Transfiguração de Jesus, tinha uma Mensagem importante para as primeiras comunidades, principalmente, no que diz respeito à ajuda na superação da Crise que a Cruz e o sofrimento provocavam nos discípulos/as por causa da Boa Nova do Reino E para nós hoje, qual é a importância da Transfiguração de Jesus em nossa vida de verdadeiros discípulos/as? Conclusão

12 Exercício: No Evangelho de Lucas existe uma semelhança muito grande entre a Cena da Transfiguração (Lc 9, 28-36) e a Cena da Agonia de Jesus no Horto das Oliveiras (Lc 22,39-46) Quais são estas semelhanças?...Enumere cada uma delas. Exercício: No Evangelho de Lucas existe uma semelhança muito grande entre a Cena da Transfiguração (Lc 9, 28-36) e a Cena da Agonia de Jesus no Horto das Oliveiras (Lc 22,39-46) Quais são estas semelhanças?...Enumere cada uma delas. A Transfiguração de Jesus.


Carregar ppt "SEGUNDO RETIRO DIOCESANO DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS DIAS 20, 21 E 22 DE AGOSTO/2010 CATEDRAL SÃO JOSÉ COXIM-MS ALEGRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google