A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Adelson L. S. Clemente e Leandro Ferreira Neves Equipe dos Roteiros de Reflexão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Adelson L. S. Clemente e Leandro Ferreira Neves Equipe dos Roteiros de Reflexão."— Transcrição da apresentação:

1 Adelson L. S. Clemente e Leandro Ferreira Neves Equipe dos Roteiros de Reflexão

2 Como agir em nossos trabalhos de evangelização? AGIR É: é uma ação concreta do cristão para solucionar as necessidades básicas da pessoa humana.

3 é um compromisso de cada um, dentro da realidade do dia a dia, de acordo com as necessidades, saúde, trabalho, alimentação, família... = é um compromisso de luta, que nos leva a ação, junto com as pessoas. Lembrando, elas também têm a capacidade de assumir.

4 AGIR: é um engajamento que nos leva a: - nos organizar como pessoas de fé, - a enfrentar as estruturas de injustiça e opressão, - e a entrar em movimentos, associações religiosas, enfim movimentos a favor da vida.

5 Para isso é preciso organização, pensar, olhar para a vida, pois cada um deve chegar a um compromisso de ação. É necessário revisão de vida, projeto, para que assim nossas reuniões sejam frutuosas. O nosso compromisso será de acordo com o nosso engajamento. Também de acordo com o engajamento a que se está ligado. É somando forças que podemos mudar a realidade.

6 É muito importante entre os cristãos a solidariedade; ela mobiliza o povo, conscientiza a respeito dos problemas, sustenta uma luta de emergência. Dela também nascem os questionamentos. Para isso o trabalho com as famílias, pois toda transformação social passa por uma transformação da família.

7 Na família é que se vive a intimidade do amor, da comunhão, da afetividade. Ela é o lugar da educação dos filhos. Por isso tem a função de fazer com que estes valores se perpetuem. Na célula família deve haver a plena felicidade, não o isolamento.

8 Também dentro da nossa participação de fé, devemos assumir um compromisso com a sociedade, com a política, com todos e todas que necessitam de atenção. Pois São João nos diz que, todo aquele que diz que ama a Deus e não ama seu irmão é um mentiroso. O agir liberta as pessoas do individualismo Faz as pessoas se abrirem e se realizarem O agir deixa a gente mais forte e com vontade de continuar.

9 Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos (Jo 15,13) Os fracassos na luta não devem nos desanimar, basta olhar para Jesus na Cruz. Assim, a esperança de transformar esse mundo deve nos identificar com Jesus ressuscitado. Jesus mesmo nos prometeu: Eu estarei convosco todos os dias (Mt 28, 16ss)

10 O agir de Jesus: quer transformar o homem e a mulher, O povo e a sociedade Isso se dará através da realização do Reino do Pai. Vejamos Jesus, seu agir, sua maneira de atender as necessidades. Nisso ele revela o amor do Pai por todos os homens.

11 Vejamos sua vida: um exemplo concreto. Cura cegueira (Lc 18,35-46) Cobra uma mudança de vida Compromisso; União ; Doenças (Lc 13,10-17) Enfermidades (Mt 15,30) Fome (seis vezes) (Mt 15,32) Atenção com as mulheres, leprosos, cobradores de impostos, enfim, com os excluídos.

12 JESUS: Cobra uma mudança de vida Compromisso; União Seu agir mexe com as estruturas, sociais, politicas, ideológicas. Pelo seu agir, mais que por suas palavras, nos conflitos, Jesus se posiciona a favor do povo. Expulsa os vendilhões do templo, come com publicanos e pecadores, cura em dias de sábado, enfim, são inúmeras situações que ele age em benefício do ser humano.

13 Seus discípulos não são apenas homens, são muitas as mulheres que com ele se encontra, aprende e transmite. Lc 8,1; Mc 1,31; Lc 10,39; (O grande destaque dado à Maria sua mãe). Samaritana - missionária, Mulher cananéia, mulheres no calvário, na ressurreição, Maria Madalena, Mulher adúltera... Nenhum mestre aceitaria mulheres naquela época.

14 AGIR – FAZER;FAZER – JUNTOS (menino - peixes) FAZER – FAZER (organizado) Nascem novas lideranças a partir organização. Jesus no seu agir é radical, exigente:o morno eu vomito. Mas respeita o ser humano. (Jovem rico).

15 Os Discípulos Trabalhadores simples do meio do povo, eles são fermento da massa, Lc 13,20. São pobres, simples, pequeninos do reino, Mc 4,10; Lc 13,1-5; Mc 12,41. Ao se formarem com o Mestre Jesus, os discípulos são convidados a serem LUZ DO MUNDO E SAL DA TERRA. Mt 5,13-16 Serão líderes do povo, organizadores a partido dos pequenos. Mc 6,33-44

16 Perguntas: 1-A partir das discussões desta assembleia, o que podemos realizar em nossas comunidades (paróquias, foranias, regiões, arquidiocese) para animar e fortalecer nossa caminhada nos Grupos de Reflexão? 2- Quais prioridades nossos Grupos de Reflexão vão assumir a partir desta assembleia?


Carregar ppt "Adelson L. S. Clemente e Leandro Ferreira Neves Equipe dos Roteiros de Reflexão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google