A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPONENTES DO TCC ‘REFERENCIAL TEÓRICO E RESULTADOS’ Conceição Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPONENTES DO TCC ‘REFERENCIAL TEÓRICO E RESULTADOS’ Conceição Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 COMPONENTES DO TCC ‘REFERENCIAL TEÓRICO E RESULTADOS’ Conceição Oliveira

2 Existem até agora duas grandes tendências para analisar dados: a análise quantitativa e a análise qualitativa

3 ANÁLISE QUALITATIVA

4 Análise Qualitativa A análise dos dados não é totalmente predeterminada, porém “pré-figurada, apresentada ou esboçada” Começa-se a efetuar sob um plano geral, mesmo que seu desenvolvimento vá sofrendo modificações de acordo com os resultados

5 Análise Qualitativa Objetivos Centrais: – Dar ordem aos dados – Organizar as unidades, as categorias, os temas e os padrões – Compreender, em profundidade, o contexto no qual estão inseridos os dados – Descrever as experiências das pessoas estudadas de sua ótica, em sua linguagem e suas expressões

6 Análise Qualitativa Objetivos Centrais: – Interpretar e avaliar unidades, categorias, temas e padrões – Explicar contextos, situações, fatos e fenômenos – Gerar questões, de pesquisa e hipótese – Reconstruir histórias – Relacionar os resultados da análise com a teoria fundamentada – Construir teorias

7 Análise Qualitativa Processo fundamental para efetuar a análise qualitativa resume-se em: – Revisar o material (dados) para que esteja pronto para a análise – Estabelecer um plano inicial de trabalho ou uma apresentação de análise – Codificar os dados em primeiro e/ou segundo plano

8 Análise Qualitativa Processo fundamental para efetuar a análise qualitativa resume-se em: – Interpretar os dados – Descrever contexto, eventos, situações e pessoas, indivíduos de estudo; encontrar padrões; explicar fatos, acontecimentos e contextos; construir teoria – Assegurar a confiabilidade e validade dos resultados

9 Análise Qualitativa Sempre temos em mente a apresentação do problema da pesquisa Na maioria dos estudos qualitativos codificam-se os dados para ter-se uma descrição mais completa deles, resumi-los, eliminar informação irrelevante, realizar análise quantitativa e gerar maior sentido de entendimento do material analisado

10 Análise Qualitativa A codificação é classificar e, essencialmente, implica determinar unidades de análise para categorias de análise mediante regras Alguns autores a denominam categorização

11 Análise Qualitativa Na análise qualitativa, é fundamental: – Dar sentido às descrições de cada categoria – Os significados de cada categoria – A frequência com que aparecem as categorias – As relações entre as categorias (temporais, causais ou de conjunto- subconjunto) Para ajudar a estabelecer relações entre categorias, podemos desenhar esquemas causais, elaborar matrizes e quadros, baseado em nossa leitura dos dados e nas categorias descobertas

12 Análise Qualitativa Uma vez descritas as categorias e os temas, assim como sua frequência, significado e relações, ajudadas por esquemas gráficos, devemos construir o contexto, a situação ou evento no qual ocorrem Assim chegamos à interpretação dos dados dentro da análise qualitativa, a geração ou teste de hipótese e a construção da teoria fundamentada

13 Análise Qualitativa Com o objetivo de respaldar nossas conclusões, é importante assegurar a confiabilidade e validade de nossas análises perante nós mesmos e perante os usuários do estudo Na análise qualitativa, a confiabilidade e a validade não são produtos de testes estatísticos, mas se originam da valorização do processo de análise

14 Análise Qualitativa Como resultado desta valorização pode acontecer que necessitemos voltar ao campo para ampliar nossa base de dados ou realizar ajustes na maneira de coletá-los Em todo o processo de análise devemos ter em mente a apresentação original do problema da pesquisa

15 ANÁLISE QUANTITATIVA

16 Análise Quantitativa Só inclua os resultados que vai usar na discussão A função dos resultados é apresentar, de tudo que foi feito, apenas o que sustenta a Conclusão Apresente os resultados na sequência em que aparecerão na Discussão

17 Análise Quantitativa A sequência que você conduziu a pesquisa muitas vezes não importa A elaboração da conclusão nos mostra uma ordenação lógica antes não percebida Junte seus dados e conte uma história (aquela que mostra a conclusão) Assim, para contar essa história na Discussão, precisará dos Resultados e dos Métodos Siga a mesma sequência de apresentação, pois ela ajuda o leitor a compreender a história na Discussão

18 Análise Quantitativa Especificar os resultados principais Não repetir no texto as informações das tabelas ou figuras; enfatizar ou resumir apenas observações importantes

19 Análise Quantitativa Ordem de apresentação das informações – Importância dos eventos Primeiro os achados mais relevantes e, em seguida, os demais – Sequencia temporal Os achados clínicos e os laboratoriais, nessa ordem – Complexidade Do menos para o mais complexo

20 Análise Quantitativa Regras básicas para preparação dos Resultados – Apresentar os resultados em sequência lógica no texto e nas ilustrações – Enfatizar ou resumir apenas as observações importantes e não repetir, no texto, todas as informações das tabelas ou das ilustrações – Indicar, sempre que apropriado, a significância estatística dos resultados

21 Análise Quantitativa Erros a serem evitados na preparação dos Resultados – Repetição abusiva de informações no texto – Ilustrações desnecessárias – Texto não informativo sobre o conteúdo das ilustrações

22 Análise Quantitativa Redija os resultados no passado Decidir quantas casas decimais usar para expressar a variável e manter consistentemente o número escolhido Não confunda ponto com vírgula – Português: 1,5; 0,53; 1.563,40 – Inglês: 1.5; 0.53; 1, Use abreviaturas convencionais – Exemplo: Metro – m Gramas – g Segundos – s Minutos - min

23 Análise Quantitativa A análise quantitativa dos dados é efetuada utilizando-se a matriz de dados, que está armazenada em um arquivo O tipo de análise ou testes estatísticos depende do nível de medição das variáveis, as hipóteses e o interesse do pesquisador

24 Análise Quantitativa As principais análises estatísticas que podem ser feitas são: – Estatísticas descritivas (distribuição de frequências, medidas de tendência central e medidas de variabilidade) – Razões e Taxas – Cálculos de estatística inferencial – Testes paramétricos – Testes não-paramétricos – Análise multivariadas

25 Análise Quantitativa As distribuições de frequências contêm as categorias, os códigos, as frequências absolutas (número de casos), as frequências relativas (porcentagens), as frequências ajustadas e as frequências acumuladas (absolutas e relativas) A distribuição de frequências (particularmente as frequências relativas) podem ser apresentadas em gráficos

26 Análise Quantitativa Uma distribuição de frequência pode ser representada por um polígono de frequências ou curva de frequência As medidas de tendência central são: a moda, a mediana e a média As medidas de variabilidade são: a posição (diferença entre o máximo e o mínimo), o desvio-padrão e a variância Outras estatísticas descritivas úteis são: a assimetria e a curtose

27 Análise Quantitativa Para mostrar variações, prefira figuras Para mostrar números absolutos, prefira tabelas – Exemplo: Para apresentar os valores médios de parâmetros sanguíneos de pacientes com certo tipo de doença, o uso da tabela pode ser adequado Mas se a tabela comparar valores com um grupo controle, o melhor será um gráfico Observação: Se a figura escolhida ficar visualmente muito poluída, a tabela deve ser preferida

28 Análise Quantitativa Um gráfico complexo pode ser simplificado numa tabela Uma tabela complexa pode ser simplificada em dois ou mais gráficos O que se pretende neste caso é buscar a melhor maneira para apresentar os resultados de forma clara, concisa e simples

29 Análise Quantitativa Gráficos a serem comparados entre si devem ter as mesmas escalas e facilitarem a comparação se estão numa única figura Representações gráficas simples são geralmente melhores para compreensão Nas figuras e tabelas inclua apenas as informações essenciais

30 Análise Quantitativa Evite gráficos na forma de ‘pizza’ O gráfico em forma de ‘pizza’ pode ser adequado quando se deseja mostrar diferenças entre poucas variáveis (digamos, 2 ou 3), mesmo assim com diferenças ou igualdades evidentes Casos intermediários ficam melhor em gráficos de barras O ser humano percebe muito mais diferenças em extensão (barras) do que em áreas (‘pizzas’)

31 Análise Quantitativa Regras básicas para elaboração de ilustrações – Figuras e tabelas devem ser auto-explicativas – As tabelas são utilizadas para apresentar valores precisos – As figuras estão indicadas para realçar, principalmente, tendência ou relações entre variáveis

32 Análise Quantitativa As legendas das figuras e tabelas devem conter um título geral e explicações que inevitavelmente não puderam ser colocadas no corpo principal O autor deve destacar, no texto dos resultados, o que se depreende da análise das tabelas ou figuras


Carregar ppt "COMPONENTES DO TCC ‘REFERENCIAL TEÓRICO E RESULTADOS’ Conceição Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google