A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO PROJETO: AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DO ALGODÃO E MILHO ATRAVES DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS DE PRODUÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO PROJETO: AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DO ALGODÃO E MILHO ATRAVES DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS DE PRODUÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO PROJETO: AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DO ALGODÃO E MILHO ATRAVES DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS DE PRODUÇÃO Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul - FOCEM

2 IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA A agricultura das pequenas propriedades na Região Oriental do Paraguai esta baseada: na queima, preparação do solo com arado e utilização de produtos químicos. Esses equipamentos e produtos estão: degradando o solo eliminando os nutrientes, matéria orgânica empobrecendo o solo em 3,5% ao ano. Essa situação causa: a redução dos rendimentos dos cultivos e abandono das propriedades buscando novas alternativas em centos urbanos ou para o exterior.

3 ÁRVORE DE PROBLEMAS

4 ANÁLISE E CARACTERIZAÇÃO DA POPULAÇÃO A população escolhida de famílias com 6 pessoas por família em média foi distribuída entre 10 departamentos na Região Oriental do Paraguai. Características: pequenas propriedades, recursos econômicos escassos, solos que podem ser recuperados, e que apresentem textura específica para uso de arado com tração animal ou humano.

5 ANÁLISE DE OFERTA E DEMANDA QUANTIFICAÇÃO DA DEMANDA A primeira esta formada por agricultores/produtores que querem um câmbio de seu sistema de produção para aumentar seus rendimentos. Na segunda demanda ela corresponde os compradores da produção dos agricultores. Estes últimos enfrentam um preço fixo de mercado para o algodão e milho.

6 ANÁLISE DE OFERTA E DEMANDA QUANTIFICAÇÃO DA OFERTA A produção dos agricultores irá aumentar durante os anos pela melhora dos rendimentos dos cultivos e pela utilização do sistema de semeadura direta.

7 ÁRVORE DE OBJETIVOS

8 MARCO LÓGICO APRESENTADO PELO PARAGUAI Disponibilidade real do pressuposto para sua execução adequada. Registro dos gastos operativos e de mantimento das oficinas. Registro contábil dos insumos adquiridos. Registro de entrega dos implementos e insumos. Informação dos técnicos. Registros fotográficos. Ao final do primeiro ano uma oficina de coordenação e 4 oficinas regionais operando de forma coordenada. Ao final do primeiro ano os implementos de semeadura direta a tração animal estarão disponíveis nas propriedades: 150 regadores de cal, 150 subsoladores, pulverizadores, matracas semeadoras, 300 semeadoras de 1 fileira, 150 conjuntos de facas, 150 jogos de ferramentas classificadoras de sementes. Ao final do 1º, 2º e 3º ano os insumos químicos e sementes/grãos de adubos verdes estarão disponíveis para as propriedades. Ao final do Projeto parcelas (hectares) de uma a cada uma com cultivos em produção. COMPONENTES: 1) Coordenação e Unidades de Manejo, Conservação e Recuperação dos Solos da Direção de Extensão Agrária - DEAg, basicamente equipados e operando. 2) Unidades de Produção Familiar equipadas com implementos a tração animal e humano e com insumos agrícolas. 3) Solos das propriedades de Agricultores/Produtores/ com um sistema de semeadura direta estabelecida e em produção. Organizações agrícolas aceitam a proposta técnica do Projeto. Sistema Administrativo do MAG capaz de executar o pressuposto designado. Registro das capacitações. Registro de entrega de Implementos aos agricultores/produtores. Registros de produção. Ao final do Projeto pequenas propriedades de agricultores / produtores / equipados com implementos, capacitados para a produção no sistema de semeadura direta à tração animal e com produtividade de seus solos aumentados. RESULTADO: Unidades de Produção Familiar fortalecidos para Produção dos Cultivos de Renda e Consumo, através de práticas de Manejo e Recuperação do Solo com ênfase na semeadura direta nas pequenas propriedades. Política Estatal vigente sem câmbio e Vigência do convenio MERCOSUR. Pesquisas Levantamentos Investimento realizado nas terras Agricultores/Produtores com qualidade de vida melhorada. IMPACTO: Produtos agrícolas com sistema de produção sustentável em suas propriedades, e qualidade de vida melhorada. PRESSUPOSTOSMEIOS DE VERIFICAÇÃOINDICADORESDESCRIÇÃO

9 Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Componente 3: Solos das propriedades com o sistema de semeaduras diretas estabelecidas e em produção. 3.1 Treinamento em serviço sobre implementação do sistema e manejo dos implementos. 3.2 Instalações das parcelas de produção. 3.3 Acompanhamento técnico do sistema implementado no campo. 3.4 Auditorias técnica e contábil. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Registro contábil das compras. Atas de entrega dos insumos e implementos. Cópias dos contratos entre o Projeto e o Agricultor beneficiado. Verificação in loco dos insumos e implementos FOCEM: ,70 Contrap.: ,80 Total: ,50 Componente 2: Unidades de Produção Familiar equipadas com implementos a tração animal e humano e insumos agrícolas 2.1 Aquisições de sementes, fertilizantes, desecantes e semeadores de adubos verdes. 2.2 Aquisições de implementos de semeadura direta a tração humana e animal. 2.3 Entrega e registro de insumos e implementos aos produtores. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Registro contábil da Coordenação. Verificação in loco das aquisições. Registro da assistência das capacitações. FOCEM: ,00 Contrap.: ,00 Total: ,00 Componente 1: Coordenação e Unidades Regionais de Manejo, Conservação e Recuperação dos Solos da Direção de Extensão Agrária - DEAg basicamente equipados e operando. 1.1 Aquisição e instalação de equipamentos de comunicação, de capacitação, de oficinas e meio de mobilidade. 1.2 Capacitação e treinamento de técnicos. 1.3 Capacitações de produtores. 1.4 Informação e sensibilização da sociedade civil. Pressupostos em US$ATIVIDADES: PRESSUPOSTOSMEIOS DE VERIFICAÇÃOINDICADORESDESCRIÇÃO

10 Disponibilidade real do pressuposto para sua execução adequada. Registro dos gastos operativos e de mantimento das oficinas. Registro contábil dos insumos adquiridos. Registro de entrega dos implementos e insumos. Informação dos técnicos sobre a evolução dos rendimentos das produtividades. Registros fotográficos. Ao final do primeiro ano 1 oficina de coordenação e 4 oficinas regionais. Numero de oficinas de coordenação e oficinas regionais operando de forma coordenada. Ao final do primeiro ano os implementos de semeadura direta a tração animal estarão disponíveis nas propriedades: nº / 150 regadores de cal, nº / 150 subsoladores, nº / pulverizadores, nº / matracas semeadoras, nº / 300 semeadoras de 1 fileira, nº / 150 conjuntos de facas, nº / 150 jogos de ferramentas classificadoras de sementes. Ao final do 1º, 2º e 3º ano Quantidade por ano de insumos químicos e sementes/grãos de adubos verdes estarão disponíveis para as propriedades. Ao final do Projeto numero de hectares parcelas (hectares) de uma a cada uma com cultivos em produção. COMPONENTES: Produtores agrícolas com sistema de produção sustentável em suas propriedades. 1) Coordenação e Unidades de Manejo, Conservação e Recuperação dos Solos da Direção de Extensão Agrária - DEAg, basicamente equipados e operando. 2) Unidades de Produção Familiar equipadas com implementos a tração animal e humano e com insumos agrícolas. 3) Solos das propriedades de Agricultores/Produtores/ com um sistema de semeadura direta estabelecida e em produção. Organizações agrícolas aceitam a proposta técnica do Projeto. Sistema Administrativo do MAG capaz de executar o pressuposto designado. Registro das capacitações. Registro de entrega de Implementos aos agricultores/produtores. Registros de produção. Ao final do Projeto Numero de agricultores / produtores sobre / equipados com implementos, capacitados para a produção no sistema de semeadura direta à tração animal e com produtividade de seus solos aumentados. Numero de Associação creadas RESULTADO: Unidades de Produção Familiar fortalecidos para Produção dos Cultivos de Renda e Consumo, através de práticas de Manejo e Recuperação do Solo com ênfase na semeadura direta nas pequenas propriedades. Política Estatal vigente sem câmbio e Vigência do convenio MERCOSUR. Pesquisas, numero de ingressos, de produtores vizinhos. Levantamentos quanto as queimas e registros fotográficos. Investimento realizado nas terras. Numero de Agricultores/Produtores sobre com qualidade de vida melhorada (ingressos). Numero de produtores que adotaram o sistema de produção sustentável. Numero de queimas nas propriedades. IMPACTO: Produtores motivado e diminuição da migração. Efeito disseminador sobre os produtores vizinhos. Aumento de ingressos dos agricultores. Controle da contaminação ambiental. PRESSUPOSTOSMEIOS DE VERIFICAÇÃOINDICADORESDESCRIÇÃO MARCO LÓGICO APRESENTADO PELO GRUPO

11 Componente 3: Solos das propriedades com o sistema de semeaduras diretas estabelecidas e em produção. 3.1 Treinamento em serviço sobre implementação do sistema e manejo dos implementos. 3.2 Instalações das parcelas de produção. 3.3 Acompanhamento técnico do sistema implementado no campo, com um sistema de penalização. 3.4 Auditorias técnica e contábil. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Registro e informações de participação dos produtores. Banco de dados com o Informe técnico e registro fotográfico. Documento do Informe de auditoria. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Registro contábil das compras. Atas de entrega dos insumos e implementos. Cópias dos contratos entre o Projeto e o Agricultor beneficiado. Verificação in loco dos insumos e implementos FOCEM: ,70 Contrap.: ,80 Total: ,50 Componente 2: Unidades de Produção Familiar equipadas com implementos a tração animal e humano e insumos agrícolas 2.1 Aquisições de sementes, fertilizantes, desecantes e semeadores de adubos verdes. 2.2 Aquisições de implementos de semeadura direta a tração humana e animal. 2.3 Entrega de bolsas de algodão e transporte para entrega dos produtos. 2.4 Entrega e registro de insumos e implementos aos produtores. Pressupostos do ano fiscal aprovado. Estabilidade cambiaria da moeda. Desembolso oportuno dos recursos. Registro contábil da Coordenação. Verificação in loco das aquisições. Registro da assistência das capacitações. FOCEM: ,00 Contrap.: ,00 Total: ,00 Componente 1: Coordenação e Unidades Regionais de Manejo, Conservação e Recuperação dos Solos da Direção de Extensão Agrária - DEAg basicamente equipados e operando. 1.1 Aquisição e instalação de equipamentos de comunicação, de capacitação, de oficinas e meio de mobilidade. 1.2 Capacitação e treinamento de técnicos. 1.3 Capacitações de produtores. 1.4 Capacitação de uma Associação para comercialização. 1.5 Informação e sensibilização da sociedade civil. Pressupostos em US$ATIVIDADES: PRESSUPOSTOSMEIOS DE VERIFICAÇÃOINDICADORESDESCRIÇÃO

12 EVOLUÇÃO APRESENTADA PELO PARAGUAI 1.Custos: 1.1 Custos de Investimento: (3 primeiros anos) Com aporte do FOCEM Melhorar Sistema Trabalho da Terra (3.000 hectares – agricultores) Aquisição de equipamentos de semeadura direta à tração animal; Aquisição de insumos agrícolas: fertilizantes, inseticidas, fungicidas e sementes. Capacitação dos Agricultores Adquirir e instalar equipes de comunicação, de capacitação, de escritórios para assistência técnica; Capacitação e treinamento de técnicos e produtores; Informação e sensibilização da sociedade civil. Acompanhamento técnico do sistema implantado.

13 2. Benefícios: Benefícios Privados Incremental (diferença entre situação sem projeto e com projeto): Milho Aumento no primeiro ano de US$ ,00. Aumento a partir do segundo ano de US$ ,00. Total de benefício privado do milho em 10 anos de US$ ,00. Algodão Aumento no primeiro ano de US$ ,00. Aumento a partir do segundo ano de US$ ,00. Total de benefício privado do milho em 10 anos de US$ ,00.

14 EVOLUÇÃO APRESENTADA PELO GRUPO 1. Custos: 1.1 Custos de Investimento: (3 primeiros anos) Aporte do FOCEM Melhorar Sistema Trabalho da Terra (6.000 hectares – agricultores) Aquisição de equipamentos de semeadura direta à tração animal, e de bolsas para colheita e transporte; Aquisição de insumos agrícolas: fertilizantes, inseticidas, fungicidas e sementes. Capacitação dos Agricultores Adquirir e instalar equipes de comunicação, de capacitação, de escritórios para assistência técnica; Capacitação e treinamento de técnicos e produtores; Informação e sensibilização da sociedade civil. Acompanhamento técnico do sistema implantado. 1.2 Custos de Operação: (do 4º ao 10º ano) Aquisição de insumos agrícolas: fertilizantes, inseticidas, fungicidas e sementes. Acompanhamento técnico do sistema implantado; Aquisição de bolsas para colheita e transporte; 1.3 Custos de Manutenção: (do 4º ao 10º ano) Manutenção dos equipamentos de semeadura; 1.4 Custo de Comercialização: (4º ao 10º ano)

15 2. Benefícios: Benefícios Privados Incremental (diferença entre situação sem projeto e com projeto): Algodão e Milho Benefício Incremental inicia a partir do 5º ano

16 Benefícios Sociais: (não valorável) - Disseminação da tecnologia entre os agricultores vizinhos; - Conter a migração dos agricultores; - Controle da erosão do solo e de queimadas; - Se houver exportação, haverá geração de divisas para o país; - Prevenção de intoxicação pela utilização de equipamentos;

17 ESTRUTURA DE CUSTOS: PLANILHA APRESENTADA PELO FOCEM

18 PREÇOS QUE ENFRENTA O PRODUTOR NO PARAGUAI

19 RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ECONÔMICA -

20 FLUXO DE CAIXA SEM PROJETO

21 FLUXO DE CAIXA COM PROJETO APRESENTADO PELO FOCEM

22 FLUXO DE CAIXA COM PROJETO DO GRUPO

23 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE

24

25 CONCLUSÃO -A apresentação do projeto apresentado pelo Paraguai não é viável; -O projeto é viável a partir da incorporação de agricultores e sua assistência técnica; -O projeto é muito sensível a taxa de desconto e dos preços; -Apesar disso existe benefícios não valoráveis que podiam melhorar o projeto.


Carregar ppt "AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO PROJETO: AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DO ALGODÃO E MILHO ATRAVES DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS DE PRODUÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google