A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição. Restaurantes Populares Restaurantes Populares Bancos de Alimentos Bancos de Alimentos Cozinhas Comunitárias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição. Restaurantes Populares Restaurantes Populares Bancos de Alimentos Bancos de Alimentos Cozinhas Comunitárias."— Transcrição da apresentação:

1 Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição

2 Restaurantes Populares Restaurantes Populares Bancos de Alimentos Bancos de Alimentos Cozinhas Comunitárias Cozinhas Comunitárias

3 Restaurantes Populares São grandes unidades de produção e comercialização de refeições, administradas pelo poder público, com o objetivo de ampliar a oferta de comidas saudáveis e nutricionalmente balanceadas, feitas com produtos regionais, a preços acessíveis, servidas em locais apropriados e confortáveis, de forma a garantir a dignidade do ato de se alimentar Deve oferecer, no mínimo, 1000 refeições por dia, pelo menos cinco dias por semana

4 Restaurantes Populares Benefícios Sociais Oferta de refeições saudáveis a preços acessíveis; Regulação do preço e da qualidade das refeições servidas em estabelecimentos comerciais do seu entorno; Atuação como centro de avaliação e monitoramento dos serviços públicos de Segurança Alimentar e Nutricional; Espaço de assistência e acompanhamento dos beneficiários; Promoção de hábitos alimentares saudáveis e regionais; Fortalecimento da rede de proteção social.

5 Público-Alvo Pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e vulnerabilidade social, como: Trabalhadores formais e informais de baixa renda e suas famílias Moradores de rua Aposentados e estudantes Comunidades e povos tradicionais Localização Em regiões com grande circulação de pessoas de baixa renda, como centros e periferias urbanas, cercada de meios de transporte ou de serviços de assistência social e promoção da saúde. Restaurantes Populares

6 Projeto – MDS / UBN: l Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas

7 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Produção de refeições para a coletividade; O projeto: conceito de qualidade em todos os níveis: nutricional, sensorial, higiênico-sanitário, social, cultural e econômico; O papel do MDS. Contextualização

8 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Objetivos Geral: Analisar a qualidade do serviço e da atenção dietética prestados.

9 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Justificativa Qualidade do serviço de alimentação X estado de saúde e bem-estar dos trabalhadores em Unidades de Alimentação e Nutrição; Aperfeiçoamento da gestão e a sustentabilidade dos serviços de alimentação coletiva; Avaliação sistemática quanto à segurança e à adequação das refeições oferecidas.

10 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Objetivos Específicos Identificar as variáveis relativas à ocupação; Inclusão de preparações regionais saudáveis nos cardápios; Criação de instrumentos institucionais de avaliação nutricional e estrutural; Comparar os resultados obtidos nas instituições; Auxiliar na elaboração do BPF; Desenvolver manuais técnicos para aperfeiçoamento da gestão; Auxiliar na elaboração de receituário de preparações regionais; Executar Oficinas de Alimentos Regionais.

11 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Objetivos Específicos Caracterizar o perfil nutricional dos usuários e trabalhadores; Verificar o uso de Fichas Técnicas de Preparação Determinar a oferta de nutrientes de três dias; Avaliar ingestão, resto e cobertura; Avaliar o cardápio executado; Identificar as condições de conforto ambiental; Identificar as variáveis relativas a condições de habitação; Identificar os hábitos de higiene declarados;

12 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Metodologia Etapa 1: Serão realizados os diagnósticos das unidades (estrutura física, estrutura funcional, avaliação dos cardápios com o uso de fichas técnicas de preparação- FTP), da clientela externa (avaliação nutricional) e da clientela interna (avaliação nutricional e características de saúde e bem-estar).

13 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Metodologia Etapa 2: Serão elaboradas oficinas para orientar os responsáveis de cada unidade na construção dos Manuais de Boas Práticas, na elaboração do receituário e das FTPs (fichas técnicas de preparação) com alimentos regionais, e no treinamento para inclusão das FTPs Regionais nos cardápios das unidades. Além disso, serão montadas estratégias para redução de resíduos nas unidades.

14 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Metodologia Etapa 3: Serão avaliados a implantação das FTPs regionais saudáveis e dos Manuais de Boas Práticas de Fabricação, além da apresentação do relatório com perfil da clientela interna e externa.

15 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Metodologia Etapa 4: Serão apresentados os relatórios individuais das unidades, incluindo a avaliação da implantação das FTPs, dos Manuais e dos treinamentos.

16 Avaliação dos Serviços de Alimentação Coletiva: Diagnóstico da qualidade e atenção dietética das refeições servidas Resultados esperados Diagnóstico de saúde e condições de trabalho dos funcionários que executam as atividades nos restaurantes populares; Diagnóstico nutricional dos usuários das UANs; Identificação da segurança do alimento; Identificação do impacto ambiental; Oficinas com responsáveis técnicos e chefes de cozinha das UANs selecionadas; Elaboração, pelos responsáveis técnicos das unidades, após avaliação e orientação, dos manuais de boas práticas de fabricação; Adequação cultural dos cardápios praticados nas UANs; Desenvolvimento de manuais de orientação quanto às boas práticas e alimentação regional.


Carregar ppt "Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição. Restaurantes Populares Restaurantes Populares Bancos de Alimentos Bancos de Alimentos Cozinhas Comunitárias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google