A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Osso lacrimal ou únguis Osso par Situado na parte anterior da face interna das cavidades orbitárias. Constituído por uma pequena lâmina óssea. Formado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Osso lacrimal ou únguis Osso par Situado na parte anterior da face interna das cavidades orbitárias. Constituído por uma pequena lâmina óssea. Formado."— Transcrição da apresentação:

1 Osso lacrimal ou únguis Osso par Situado na parte anterior da face interna das cavidades orbitárias. Constituído por uma pequena lâmina óssea. Formado practicamente por tecido compacto.

2 Forma Quadrilátera Possui 2 faces e 4 bordos

3 Face externa Possui na parte média uma crista vertical (crista lacrimal posterior) que termina interiormente numa apófise – o hâmulo lacrimal – que se articula com a maxila; A crista divide a face externa do osso em 2 partes (posterior e anterior); A parte anterior possui um sulco que se junta a um sulco vertical da maxila formando o sulco lacrimo-nasal (que aloja o suco lacrimal); A porção posterior é plana e continua adirecção do osso plano do etmóide.

4 Face interna No meio apresenta um sulco vertical correspondente é crista da face externa. A porção do osso à frente da goteira faz parte das paredes externas das fossas nasais enquanto a porção atrás aplica-se contra as massas laterais do etmóide completando as células ósseas desta região.

5 Bordo Superior – articula-se com a apófise interna do frontal; Anterior – articula-se com a apófise ascendente da maxila; Posterior – articula-se com o plano do etmóide; Inferior – completa, em parte, o canal nasal e, por vezes, desce até à concha inferior;

6 Cavidade Orbitária

7 Órbitas Cavidades situadas entre o crânio e a face, de cada lado do plano sagital médio. Contêm os olhos juntamente com os seus músculos, nervos, vasos sanguíneos, corpo adiposo da órbita e grande parte do aparelho lacrimal.

8 Orientação Osso par Abertura orbital – anterior; fissura orbital superior – posterior; Incisura supra- orbital – superior; buraco infra- orbital – inferior; Sulco lacrimal – medial; buraco zigomaticofacial – lateral;

9 Forma Pirâmide quadrangular de base anterior, de grande eixo dirigido obliquamente da frente para trás e de fora para dentro. Possui 4 paredes:

10 Tecto ou parede superior Forma triangular. Formada pela lâmina orbital do frontal e pela asa menor do esfenóide. Fossa para glândula lacrimal está no ângulo antero-lateral do tecto. Fóvea troclear- pequena fossa no ângulo antero-medial e pode apresentar uma espinha. Canal óptico na parede externa posterior e está entre as 2 raízes da asa menor do esfenóide. Aqui passa o nervo óptico e coberturas meníngicas, e artéria oftálmica.

11 Parede lateral Forma triangular, é formada pelo zigomático, asa maior do esfenóide e pequena porção do frontal. A parte posterior é marcada acima e abaixo pelas fissuras orbitais superior e inferior, respectivamente. (ver nota) Possui vários pequenos orifícios: 1 ou 2 para o nervo zigomáticoe 1 para o ramo orbital da artéria meníngia média.

12 Nota: Fissura orbital superior – está entre as asas maior e menor do esfenóide e é fechada lateralmente pelo frontal; Fissura orbital inferior – comunica- se com as fossas infratemporal e pterigopalatina; localiza-se entre a asa maior do esfenoide (superiormente)e maxila e palatino (inferiormente); limitada anteriormente pelo zigomático e dá passagem ao nervo maxilar (ou infra-orbital), ao nervo zigomático e artéria infra-orbital.

13 Assoalho ou parede inferior Forma triangular; formado pala maxila, zigomático e palatino; Apresenta o sulco e o canal infra-orbitais; dá passagem ao nervo e artéria infraorbitais; Vemos o canal naso- lacrimal;

14 Medial Forma quadrilátera; formada pelo etmóide, lacrimal, frontal e pequena parte do esfenóide, limitado anteriormente pela crista lacrimal posterior. Parede mais fina da órbita; quase paralela ao plano mediano. Orifícios etmoidal anterior e posterior estão na junção da parede medial e tecto.

15 Borda Palpável in vivo e formada pelos ossos: frontal, zigomático, maxila e lacrimal. Há 4 bordos: supra-orbital; lateral; infra-orbital; medial;

16 Borda supra-orbital Formada pelo frontal Na junção dos 2/3 laterais com 1/3 medial apresenta a incisura supra-orbital (fechada por cartilagem in vivo) Orifício dá passagem ao nervo e ao vaso supra- orbitais. Medialmente, incisura frontal (ramos dos nervos e asos supratrocleares);

17 Borda lateral Formada pelo processo zigomático do frontal e processo frontal do zigomático. Côncava em direcção anterior -» permite a extensão do campo visual no lado temporal. Há o tubérculo orbital do zigomático que dá inserção ao ligamento palpebral lateral (palpável in vivo)

18 Borda Infra-orbital Formada pelo zigomático e maxila. Vemos a sutura infra-orbital na maxila. Esta que indica o fechamento do orifício infra-orbital. Orifício infra-orbital onde passam a artéria e o nervo do mesmo nome.

19 Borda Medial Formada pela maxila, lacrimal e frontal

20 Nota! Continuando-se as bordas infra-orbitais, supra- orbitais vai-se encontrar, respectivamente, a crista lacrimal anterior e posterior. A fossa para o saco lacrimal está formada pela expansão da borda medial da órbita.


Carregar ppt "Osso lacrimal ou únguis Osso par Situado na parte anterior da face interna das cavidades orbitárias. Constituído por uma pequena lâmina óssea. Formado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google