A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TRONCO ENCEFÁLICO Anatomia Macroscópica. Tronco Encefálico O Tronco Encefálico se interpõe entre a Medula e o Diencéfalo, situando-se ventralmente ao.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TRONCO ENCEFÁLICO Anatomia Macroscópica. Tronco Encefálico O Tronco Encefálico se interpõe entre a Medula e o Diencéfalo, situando-se ventralmente ao."— Transcrição da apresentação:

1 TRONCO ENCEFÁLICO Anatomia Macroscópica

2 Tronco Encefálico O Tronco Encefálico se interpõe entre a Medula e o Diencéfalo, situando-se ventralmente ao cerebelo. É constituído por corpos de neurônios que se agrupam em núcleos e fibras nervosas, que por sua vez, se agrupam em feixes denominados tractos, fascículos ou lemniscos. Estes elementos internos estão relacionados com relevos ou depressões na superfície do Tronco Encefálico.

3 Tronco Encefálico Muitos dos núcleos do Tronco Encefálico recebem ou emitem fibras nervosas que entram na constituição dos Nervos Cranianos. Dos 12 pares de Nervos Cranianos, 10 fazem conexão no Tronco Encefálico.

4 Divisões do Tronco Encefálico Tronco Encefálico se divide em: Bulbo: situado caudalmente Mesencéfalo: situado cranialmente Ponte: situada entre ambos.

5

6

7

8 BULBO Bulbo ou Medula Oblonga Sua superfície é percorrida longitudinalmente por sulcos paralelos que continuam com os sulcos da medula. A fissura mediana anterior divide uma eminência alongada denominada; Pirâmide. Esta é formada por um feixe de fibras nervosas descendentes que ligam as áreas motoras do cérebro aos neurônios motores da medula.

9 BULBO Na parte caudal do Bulbo, fibras destes tracto cruzam obliquamente o plano mediano em feixes que obliteram a fissura mediana anterior, constituindo a Decussação das Pirâmides. Entre os sulcos lateral anterior e posterior, temos na área lateral, uma eminência oval Oliva, formada por uma grande massa de substância cinzenta.

10 BULBO – ANTERIOR

11 BULBO No Bulbo emergem os filamentos radiculares para formação dos nervos cranianos: Nervo Glossofaríngeo - IX par, Nervo Vago - X par, Nervo Acessório - XI par Nervo Hipoglosso - XII par.

12 BULBO Posteriormente, a metade caudal do Bulbo é percorrida por um estreito canal, continuação direta do canal da medula. Este canal se abre para formar o IV Ventrículo. A área posterior do Bulbo, (continuação do Funículo Posterior da Medula) é dividida pelo Sulco Intermediário Posterior em: Fascículo Grácil e Fascículo Cuneiforme. Fascículos constituídos por fibras nervosas ascendentes provenientes da medula, que terminam em duas massas de substância cinzenta: Núcleos Grácil e Cuneiforme Estes determinam o aparecimento de duas eminências: Tubérculo do Núcleo Grácil e o Tubérculo do Núcleo Cuneiforme.

13 BULBO - POSTERIOR

14 PONTE Parte do Tronco Encefálico que se interpõe entre o Bulbo e o Mesencéfalo. Sua base situada, ventralmente, apresenta estriação transversal em virtude da presença de numerosos feixes de fibras transversais que a percorrem. Estas fibras convergem de cada lado para formar um volumoso feixe: Pedúnculo Cerebelar Médio

15 PONTE – ANTERIOR

16

17 PONTE Presença de muitas raízes de nervos cranianos, como: Nervo Trigêmio – V par, Nervo Abducente – VI par, Nervo Facial e Intermédio – VII par, Nervo Vestíbulo-Coclear – VIII par. A presença de tantas raízes de nervos cranianos em uma área tão pequena, explica a riqueza de sintomas observados em casos de tumores que acometem essa área.

18 PONTE A parte dorsal da ponte não apresenta linha de demarcação com a parte dorsal do bulbo, constituindo ambos o assoalho do IV VENTRÍCULO.

19 PONTE – POSTERIOR

20

21

22 IV VENTRÍCULO IV VENTRÍCULO

23 QUARTO VENTRÍCULO Cavidade do Robencéfalo,situado entre o Bulbo e a Ponte ventralmente e ao Cerebelo dorsalmente. O assoalho do IV Ventrículo tem forma losângica e é formado pela parte dorsal da Ponte e da porção aberta do Bulbo.

24 ASSOALHO IV VENTRÍCULO O assoalho é percorrido em toda sua extensão pelo Sulco Mediano, que se perde cranialmente no Aqueduto Cerebral e caudalmente no canal central do bulbo De cada lado do Sulco, há a Eminência Medial, limitada lateralmente pelo Sulco Limitante.

25 ASSOALHO IV VENTRÍCULO

26 De cada lado o sulco limitante se alarga para constituir duas depressões: Fóvea Superior Fóvea Inferior Medialmente à Fóvea Superior, a Eminência Medial dilata-se para formar o Colículo Facial. Lateralmente à Eminência Lateral, encontra-se o Locus-Ceruleus – sono.

27 ASSOALHO IV VENTRÍCULO

28

29 TECTO DO 4º VENTRÍCULO A metade cranial do Tecto do IV Ventrículo é constituída por um fina lâmina: Véu Medular Superior. A metade caudal é constituída por: Nódulo do Cerebelo Véu Medular Inferior Tela Corióide do IV Ventrículo

30 TECTO DO 4º VENTRÍCULO

31 A Tela Corióide emite projeções irregulares e muito vascularizadas que se invaginam na cavidade ventricular para formar o Plexo Corióide do IV Ventrículo. Os Plexos Corióides produzem o líquido cérebro-espinhal que se acumula na cavidade ventricular, passando para o espaço subaracnóide.

32 MESENCÉFALO Interpõe entre a ponte e o cérebro, do qual é separado por um plano que se liga os corpos mamilares. È atravessado por um estreito canal, o Aqueduto Cerebral, que une o III ao IV ventrículo.

33 MESENCÉFALO DORSAL - TECTO

34 MESENCÉFALO A parte situada dorsalmente ao Aqueduto Cerebral é o Tecto do Mesencéfalo; Ventralmente temos os dois Pedúnculos Cerebrais, que se dividem em uma parte dorsal Tegmento e outra ventral Base do Pedúnculo.

35 MESENCÉFALO VENTRAL

36 MESENCÉFALO – Secção Transversal Em secção transversal, vê-se que o Tegmento é separado da base por uma área escura: Substância Negra ( neurônios que contém Melanina)

37 MESENCÉFALO Tecto Pedúnculo Cerebral Tegmento Base

38 TECTO DO MESENCÉFALO Em vista dorsal, o mesencéfalo apresenta quatro eminências arredondadas: Colículos Superiores – se ligam ao Corpos Geniculados Laterais Colículos Inferiores – se liga ao Corpos Geniculados Mediais Entre os Colículos Superiores,aloja-se o Corpo Pineal

39 TECTO DO MESENCÉFALO

40 PEDÚNCULOS CEREBRAIS Vistos ventralmente, os Pedúnculos cerebrais aparecem como dois grandes feixes de fibras que surgem na borda superior da ponte e divergem cranialmente para penetrar no cérebro. Delimitam assim uma profunda depressão triangular, chamada Fossa Interpendicular,limitada anteriormente pelos Corpos Mamilares.

41 PEDÚNCULOS CEREBRAIS


Carregar ppt "TRONCO ENCEFÁLICO Anatomia Macroscópica. Tronco Encefálico O Tronco Encefálico se interpõe entre a Medula e o Diencéfalo, situando-se ventralmente ao."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google