A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP SISTEMAS DE JOGO OFENSIVOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP SISTEMAS DE JOGO OFENSIVOS."— Transcrição da apresentação:

1 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP SISTEMAS DE JOGO OFENSIVOS

2 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Princípios colectivos comuns Principio do jogo amplo e profundo Principio dos apoios colectivos Principio da continuidade das acções Principio da variabilidade das acções Principio da mudança de ritmo Principio dos meios tácticos idóneos ao sistema defensivo contrário Juan Diós Róman,2005

3 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Fase preparatória –Estruturar sistema ofensivo –Controlo emoções e ansiedade Fase finalização –Desenvolve-se de acordo com os princípios do jogo ofensivo definidos –Acções visam a obtenção do golo –Procura do espaço inter-defensivo –Superioridade numérica ou posicional Ataque organizado

4 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Desconhecimento da dinâmica defensiva adversária Individualismo Deficiências ao nível do remate Níveis de agressividade e combatividade Conteúdos ofensivos ausentes e/ou inadequados Pontos críticos

5 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Elevada capacidade táctico-individual Grande velocidade das acções Inteligência táctica, criatividade individual e princípios tácticos Constante circulação de jogadores e acções sem bola Agressividade na posse da bola Estrutura ofensiva

6 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Sistema 3:3

7 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Forma mais racional de distribuir os jogadores em amplitude e profundidade para garantir –Continuidade –Equilíbrio defensivo Permite grande quantidade de remates de 1ª linha Conceito

8 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Recursos empregues (meios básicos de colaboração) –Penetrações sucessivas –Cruzamentos na 1ª linha –Bloqueios Recursos

9 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Utilização –cruzamento como meio básico de colaboração (cima) –aclaramento (baixo) com continuidade de acordo com comportamento defensivo Sistema 3:3

10 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Sistema 2:4

11 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Sistema especialmente profundo Obriga a defesa a diminuir as saídas aos 9 metros Mantém a defesa ampla, também pela estrutura ampla do sistema Menor equilíbrio defensivo Conceito

12 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Recursos empregues (meios básicos de colaboração) –Bloqueios –Cruzamentos na 2ª linha –Écrans Recursos

13 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Ataque ao intervalo Recepção em movimento Ampliar o jogo e colaborar com os 2ª s linhas Evitar driblar –Apenas para fintar Trajectórias amplas e variadas de invasão de postos específicos adjacentes Finalização 1ª linha Laterais

14 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Jogo em função da equipa Mudanças de ritmo Dividir a defesa –Bloqueios Colaboração com os laterais –Écrans Recepção e passe Finalização de 2ª linha Pivot

15 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Manter amplitude do jogo Receber em movimento Colaborar com 1ª linha próximo Atacar a baliza –Exterior –Fixar 2 defesas Não sofrer falta Surpreender a defesa Finalização –Ângulos curtos –2ª linha Pontas

16 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Utilização do mesmo sistema –Provoca adaptação da defesa Mudança de sistema –Instantes de vantagem enquanto a defesa não se adapta Útil quando o sistema defensivo tem 2 ou 3 linhas Transformações do sistema

17 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Transformação por qualquer jogador –Com bola Lado do pivot Lado oposto ao pivot –Sem bola Lado do pivot Lado oposto ao pivot Transformações do sistema

18 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Transformações do sistema

19 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Transformações do sistema

20 Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP Passagem 3:3 / 2:4


Carregar ppt "Curso de Treinadores – Grau 2 Federação de Andebol de Portugal SISTEMAS JOGO OFENSIVOS Departamento Técnico FAP SISTEMAS DE JOGO OFENSIVOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google