A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2. A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2. A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego."— Transcrição da apresentação:

1 2. A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego

2

3 GDP growth (2000=100)

4 A. Produção e Crescimento Questões básicas Existe uma grande variabilidade do rendimento per capita para os diferentes países, a que correspondem grandes variações no nível e qualidade de vida. Num dado país o nível de vida altera-se ao longo do tempo –Ao longo do séc. XX o PIB P.C cresceu em Portugal 2,4% ao ano –Na segunda metade o crescimento foi 4,3% p.a. –2,4% p.a. implica que o rendimento médio duplica todos os 30 anos. –4,3% p.a. implica que o rendimento médio duplica todos os 18 anos. As taxas de crescimento do PIB pc variam substancialmente de país para país –Tigres Asiáticos têm tido taxas crescimento acima de 7% nas últimas décadas rendimento médio duplica de 10 em 10 anos. –No Bangladesh, o PIB P.C. cresceu 1,16% p.a. levando 60 anos ao Bangladesh médio para duplicar o nível de vida.

5

6 O que explica experiências tão diversas? Que políticas podem os países pobres adoptar para promover o crescimento? Como é que os países ricos podem evitar ficar para trás? Plano: –Produtividade: papel e determinantes –Políticas públicas

7 Magia do crescimento acumulado/ depositados à taxa de juro de 3% por ano ,03x1000 1º ano 2º ano x0,03 3º ano 1060,9+1060,9x0,03

8 A Magia do Crescimento Acumulado/ depositados à taxa de juro de 3% p.a. transformam-se em 1º ano1000 × (1+0.03)= º ano1000 × (1+0.03) 2 = … 10º ano1000 × (1+0.03) 10 = … 50º ano1000 × (1+0.03) 50 = … 100º ano1000 × (1+0.03) 100 = x 19x

9 Regra dos 70 Se uma variável cresce à taxa de X% p.a. leva 70/X anos a duplicar o seu nível em aprox. 70/3 = 23 anos tempo $ Crescimento Exponencial

10 Produtividade: conceito Produtividade: a quantidade de bens e serviços que um trabalhador produz por cada hora de trabalho Como Produto = Rendimento = Despesa, quando maior a produtividade, maior o rendimento médio e maior a despesa per capita Produto Emprego x Horas por trab, = Y L

11 Produtividade e Rendimento per capita Y POP = Y L X L Rendto.pcProdutividade - Desemprego -Idade de reforma -horário de trabalho -Férias -Participação das mulheres Exemplo: –A produtividade na UE é 93% da produtividade nos US –Mas o rendimento pc da UE é apenas 77% do dos US –O que é que isto nos diz sobre o ratio L/POP nas duas áreas? A produtividade é a explicação básica do nível de vida. Mas o que explica a produtividade?

12 Produtividade: factores explicativos Quantidade dos factores produtivos (inputs) Qualidade dos factores produtivos Eficiência Inputs: –Qt. Trabalho (L)(Homens × Horas) –Capital Físico (K) (Equipamentos, infraestruturas…) –Capital Humano (H) (Aptidões e conhecimento: educação, treino, experiência) –Recursos Naturais (N)

13 Função de Produção per capita Y/L=A x F(K/L,H/L,N/L) Produtividade Recursos e factores por homem x hora Conhecimento Tecnológico (Produtividade Total dos Factores) A Produtividade depende: Stock capital por trabalhador(K/L) Qualidade do trabalho(H/L) Estado da tecnologia(A) A: conhecimento tecnológico Como fazer Como gerir Como organizar Instituições

14 Rendimentos (marginais) decrescentes + 1 Economia c/ pouco capital: uma unidade extra provoca um grande aumento no produto Economia c/ muito capital: uma unidade extra aumenta pouco o produto Capital por trabalhador (K/L) Produto por trabalhador (Y/L) Y/L=A*F(K/L)

15 ...ainda rendimentos decrescentes Na ilustração L permaneceu fixo e K aumentou (ou aumentaram em diferentes proporções) Pense-se em: –200 trabalhadores –Dupliquem-se máquinas e equipamentos –Produto tenderá a não duplicar Caso diferente é se Capital e Trabalho aumentarem na mesma proporção Pense-se em: –Uma fábrica com 200 trabalhadores –Replique-se essa fábrica –O produto duplicará

16 Ilustrando o crescimento económico Rendimentos decrescentes=>esgotamento A A: o que alimenta o progesso técnico?

17 Primeiras conclusões Investimento em máquinas e equipamentos não pode ser a fonte de crescimento a longo prazo A única fonte possível de crescimento sustentado é a alteração tecnológica que permite economizar no factor em oferta fixa: o trabalho Progresso técnico devido a: –Causas não-económicos como ciência (exógeno)? –Reagindo a causa e incentivos económicos (endógeno)? –PTF (A) é uma medida da nossa ignorância(Robert Solow)

18 Hípótese da Convergência Suponhamos que o progresso técnico era exógeno (causas não económicas como ciência básica) independente das condições concretas de cada economia. Assim, –Todos os países deveriam ter o mesmo A (PTF) e usar a mesma tecnologia (exemplo: compra de fábricas de chave-na-mão); –A acumulação de capital deveria conduzir ao mesmo (K/L) e, logo, ao mesmo (Y/L) –Os países com (K/L) inicial baixo teriam maiores produtividades, atrairiam mais capital e cresceriam mais rapidamente: hipótese de convergência (absoluta)

19 Catching-up ( K/L) no país pobre é menor que no rico; logo (porquê?) o país pobre tem de crescer mais rapidamente do que no rico (exemplo, Japão e EUA) Correlação negativa entre o nível inicial do produto p.c. e a sua taxa de crescimento Hipótese da convergência não suportada pelos dados: situações de armadilha de pobreza – baixo (K/L) e baixa taxa de crescimento – difíceis de compatibilizar com exogeneidade progresso técnico.

20 Catching-up não é suportado pelos dados PIB pc inicial Taxa crescimento subsequente OCDE 98 países

21 Um exemplo de Robert Lucas Conclusão: Não é razoável pensar que diferentes países operam na mesma função de produção e que portanto têm acesso à mesma tecnologia. Que factores para explicar acesso a diferentes estados da tecnologia (A)?

22 Políticas Públicas & Crescimento Incentivar poupança e investimento Incentivar investimento directo estrangeiro Encorajar educação e treino Garantir direitos de propriedade Assegurar a estabilidade política Promover o comércio livre Promover a investigação e desenvolvimento

23 Poupança e Investimento Investir recursos hoje produzir capital aumentar produto futuro Mas, sacrifício consumo presente incentivos (recompensa) adequada –Taxa de juro real –Fiscalidade 1,000 em OTs a 30 anos à TJ 9% Se os juros forem tributados a 33% 5793 –Imposto sobre consumo V.S. Imposto sobre rendimento –Défices públicos = Poupança Negativa Afecta o nível de Y mas não a sua taxa de crescimento de longo prazo

24 Investimento Estrangeiro Efeitos directos: aumento stock de capital Efeitos indirectos: –transferências de tecnologia –difusão de best practices no governo das empresas –acesso a redes globais de tecnologia, capital e marketing… Qualidade do ambiente empresarial é o principal factor para atrair de: –Ambiente político –Ambiente macroeconómico –Interesse do mercado nacional –Relações entre o Estado e o Sector Privado –Sector financeiro –Oferta de trabalho –Infra-estruturas

25 Educação… Pelo menos tão importante como investimento em capital físico Um ano adicional de educação aumenta o salário que um indivíduo recebe (e logo o produto): Taxa de retorno da educação Efeito externo: a educação não afecta apenas aquele que dela directamente beneficia (maior na educação básica) AnosTx. Retorno(%) 65,1 98,2 1411,3 Média7,7

26 Estudo de Mankiw : Acumulação de capital humano (% no ensino secundário) + Acumulação capital físico –Em conjunto explicam 78% das diferenças de entre nações –E os rendimentos decrescentes? Quanto se consideram K & H em conjunto estes são muito menos severos pois K contribui apenas 1/3 para Y K & H contribuem cerca de 80% Mas existe controvérsia…e a educação não será uma fórmula mágica.

27

28 Other factors Comércio livre –Permite a especialização e consequente aumento produtividade Direitos de propriedade e estabilidade política –Referem-se à capacidade dos agentes controlarem os recursos de que são proprietários: Fundamental para o investimento Investigação e desenvolvimento –O progresso do conhecimento tecnológico tem conduzido mais elevados padrões de vida –A maior parte tem origem privada –Incentivos fiscais, sistema de patentes e bolsas de investigação

29 Little else is required to carry a state to the highest degrees of opulence from the lowest barbarism, but peace, easy taxes, and tolerable administration of justice ADAM SMITH, 1755


Carregar ppt "2. A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google