A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Biblioteca do Conhecimento Online – b-on. Esta apresentação foi produzida pela equipa de formação b-on: Ana Cosmelli, Augusto Ribeiro, Diana Silva, Manuel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Biblioteca do Conhecimento Online – b-on. Esta apresentação foi produzida pela equipa de formação b-on: Ana Cosmelli, Augusto Ribeiro, Diana Silva, Manuel."— Transcrição da apresentação:

1 Biblioteca do Conhecimento Online – b-on

2 Esta apresentação foi produzida pela equipa de formação b-on: Ana Cosmelli, Augusto Ribeiro, Diana Silva, Manuel Montenegro, Sílvia Lopes, Teresa Costa Versão actualizada em 05/02/2007

3 Versão actualizada em 22/01/2007 Competências para a avaliação da Utilização de Recursos e Serviços Electrónicos URSE

4 URSE - Conceito 1.Espaço Europeu do Ensino Superior - novo paradigma educativo decorrente da implementação do Processo de Bolonha o estudante passa a ser o centro do sistema educativo novo conceito de aprendizagem baseado nas competências - torna-se essencial para o estudante/ investigador adquirir competências informativas (busca e gestão da informação).

5 URSE - Conceito 2.Informação electrónica - grande parte da informação é digital, estando acessível via WWW conteúdos gratuitos publicados na Internet conteúdos electrónicos subscritos institucionalmente.

6 URSE - Enquadramento Neste contexto, em que grande parte das trocas de informação se realizam via WWW, cabe aos profissionais de informação desenvolver novas competências e às bibliotecas do ensino superior privilegiar como áreas estratégicas actividades de apoio à aprendizagem, docência e investigação.

7 URSE - Enquadramento Os serviços das bibliotecas devem assumir-se como um elemento estratégico no acesso e na gestão da informação e deverão, para tal, combinar os seus serviços tradicionais com outros que convergem nos denominados Centros de Recursos para a Aprendizagem e Investigação, de forma a dar resposta às novas necessidades.

8 URSE - Acção Competências a desenvolver pelos profissionais de informação: pesquisa de informação em bases de dados e outras fontes da informação na WWW informação no âmbito das relações com os utilizadores competências na área da formação e acções pedagógicas competências tecnológicas

9 URSE - Acção As bibliotecas do ensino superior devem assumir um papel central nas seguintes áreas estratégicas: formação de utilizadores auto-suficientes (literacia da informação) selecção e disponibilização de recursos de informação pertinentes para o estudo e investigação apoio aos utilizadores no uso dos recursos de informação oferta de serviços e produtos complementares à aprendizagem

10 URSE - Recursos Competências dos profissionais de informação Euro Referencial I-D Body of Professional Knowledge - Chartered Institute of Library and Information Professionals (Reino Unido)

11 URSE - Recursos Literacia da Informação: Association of College and Research Libraries (divisão da ALA)- portal para recursos na área da literacia da informação y.htm Lista bibliográfica e web sobre Literacia da Informação (Biblioteca da Universidade de Skövde) – Suécia

12 URSE - Recursos Outros recursos para auto-formação IFLA

13 Versão actualizada em 22/01/2007 Biblioteca do conhecimento online b-on

14 Motivação A b-on, Biblioteca do Conhecimento Online, reúne as principais editoras de revistas científicas internacionais de modo a oferecer um conjunto vasto de artigos científicos disponíveis on-line. Além disso, inclui várias bases de dados, de que se destaca o conjunto de bases de dados conhecido como Web of Knowledge, do ISI (Institute for Scientific Information).

15 Motivação Esta iniciativa visa possibilitar o acesso electrónico às principais fontes de conhecimento, abrangendo todas as áreas científicas, e estimular as condições de acesso universal ao saber por parte da comunidade científica e académica, procurando gerar economias de escala e promovendo as condições de universalidade de acesso à produção científica.

16 Objectivos O principal objectivo é possibilitar à comunidade servida pela b-on o acesso a algumas das principais fontes de conhecimento científico internacional. Estimular a cooperação entre as entidades do sistema académico e científico nacional.

17 Objectivos Adicionalmente, a b-on procura: –racionalizar custos dos recursos; –promover o acesso electrónico às principais fontes internacionais de conhecimento; –generalizar o acesso das instituições aderentes e, consequentemente, da comunidade por elas servida, a conteúdos científicos; –dinamizar e estimular a comunidade para o consumo e produção de conteúdos científicos.

18 Editoras

19 Bases de Dados Referenciais

20 Bases de Dados em Texto Integral Academic Search Premier Business Source Complete

21 Recursos Gratuitos

22 Site da b-on Após a entrada no site da b-on vai surgir a janela ao lado. Nesta janela temos uma barra de navegação que permite obter informação sobre todos os assuntos relacionados com a b-on Existem ainda dois acessos rápidos para os contactos e mapa do site.

23 Barra de Navegação - Início A ligação Início permite-lhe regressar à janela inicial do portal.

24 Barra de Navegação – Sobre a b-on Na ligação Sobre a b-on encontramos informação sobre o projecto e o processo de adesão. Existe também uma zona de destaques relacionados com a b-on.

25 Barra de Navegação – O que encontrar Na ligação O Que Encontrar temos informação sobre os conteúdos disponíveis na b-on. A informação é relativa aos recursos e publicações, assim como uma breve descrição sobre o SFX e Metalib, produtos utilizados na pesquisa federada e acesso aos documentos.

26 Barra de Navegação – O que encontrar Uma das opções disponíveis nesta janela é a possibilidade de obter informação sobre as publicações por editora ou base de referência, data de acesso (backfiles), tipo e eventuais períodos de embargo. Seleccione a opção Publicações Subscritas.

27 Barra de Navegação – O que encontrar Seleccione o ficheiro em formato excel com a informação relativa ao recurso pretendido. Base de texto Integral – A informação apresentada reflecte o estado da base de dados em determinado momento. Os conteúdos podem ser alterados. Periódico – Estas listas contêm os títulos assinados, para acesso perpétuo.

28 Barra de Navegação – Notícias Na ligação Notícias encontramos um conjunto de informações sobre a b- on, artigos saídos na imprensa, participações internacionais e acções de formação realizadas.

29 Barra de Navegação – Apoio ao utilizador Na ligação Apoio ao utilizador encontramos um conjunto de materiais, como o Guia do Utilizador e o Manual do Utilizador, com informação detalhada sobre a b-on, os recursos disponibilizados e modos de pesquisa. É também aqui que se encontram as FAQ (Frequently Asked Questions).

30 Barra de Navegação – Quem Sou Na ligação Quem Sou podemos ver o nosso endereço IP, o perfil de utilizador que nos está a ser atribuído e a instituição a partir da qual estamos a aceder à b-on.

31 Exercício 1 Um professor da sua instituição está a fazer a bibliografia da cadeira que ministra e pede-lhe a lista das revistas assinadas pela Springer. Onde pode encontrar esta informação?

32 Área de pesquisa Dentro da área de pesquisa, os recursos aparecem organizados por conjuntos.

33 Área de pesquisa Para visualizar os recursos presentes em cada conjunto devemos pressionar o rato sobre a designação do conjunto.

34 Área de pesquisa Na nova janela, podemos obter mais informação sobre cada um dos recursos pressionando o botão.

35 Área de pesquisa Pressionando sobre a designação do recurso, acedemos ao interface nativo desse recurso, que também pode ser utilizado para pesquisa.

36 Versão actualizada em 22/01/2007 Recursos b-on Localização De Documentos

37 Localização de Documentos O docente XYZ deslocou-se à biblioteca e pediu que lhe recuperassem o seguinte documento: Barros, Carlos Pestana; Matias, Álvaro – Assessing the efficiency of travel agencies with a stochastic cost frontier: a Portuguese case study. International Journal of Tourism Research, vol. 8, nr. 5 (September-October 2006), p

38 Localização de Documentos Note que a referência bibliográfica parece estar completa. O que fazer? Identifique qual o título do periódico. Barros, Carlos Pestana; Matias, Álvaro – Assessing the efficiency of travel agencies with a stochastic cost frontier: a Portuguese case study. International Journal of Tourism Research, vol. 8, nr. 5 (September-October 2006), p

39 Localização de Documentos Aceda ao portal b-on em e pressione o link Periódicos que irá abrir uma nova janela.http://www.b-on.pt

40 Localização de Documentos Na janela apresentada coloque o título (ou parte do título) do periódico que pretende recuperar. Pressione o botão GO.

41 Localização de Documentos O resultado da pesquisa é uma lista com os periódicos que contêm as palavras «tourism» e «research», colocadas no formulário de pesquisa. Pressione o botão SFX ou o título do periódico. Este procedimento vai abrir uma nova janela onde é visualizada a disponibilidade do periódico.

42 Localização de Documentos O periódico que procurávamos está disponível em duas formas: a partir do website do editor (Wiley), desde 1999 (vol. 1, nr. 1). a partir de uma base de dados em texto integral (EBSCO Business Source Complete), desde 1999, mas com um período de embargo de um ano. (Most recent 1 year(s) not available)

43 Localização de Documentos Recorde-se que o artigo que pretendemos foi publicado há menos de um ano, pelo que só temos uma solução possível para obter o documento, a partir do website do editor. Barros, Carlos Pestana; Matias, Álvaro – Assessing the efficiency of travel agencies with a stochastic cost frontier: a Portuguese case study. International Journal of Tourism Research, vol. 8, nr. 5 (September-October 2006), p

44 Localização de Documentos Pressione GO, correspondente ao editor. Este procedimento vai abrir uma janela com o website do periódico.

45 Localização de Documentos Por omissão, o website mostra-nos o último fascículo editado. Teremos de ir procurar o fascículo correspondente ao artigo que nos interessa.

46 Localização de Documentos Pressione o link Issues para aceder à lista de fascículos.

47 Localização de Documentos Acedemos deste modo a uma lista com os volumes e fascículos do periódico, onde escolheremos o fascículo que nos interessa Pressione o link Volume 8 Issue 5 para aceder ao fascículo que contêm o artigo que procuramos.

48 Localização de Documentos Identifique o artigo pelo número de página.

49 Localização de Documentos Pressione o botão PDF para aceder ao texto completo. Após este procedimento aparece o texto completo numa nova janela.

50 Localização de Documentos O docente XYZ deslocou-se à biblioteca e pediu que lhe recuperassem o seguinte documento: Ferreira, Vânia; Barbosa, Joana; Felício, Maria Teresa, et al. – Characterization of alheiras, traditional sausages produced in the North of Portugal, with respect to their microbiological safety. Food Control, vol. 18, issue 5 (May 2007), p

51 Localização de Documentos Note que a referência bibliográfica parece estar completa. O que fazer? Identifique qual o título do periódico. Ferreira, Vânia; Barbosa, Joana; Felício, Maria Teresa, et al. – Characterization of alheiras, traditional sausages produced in the North of Portugal, with respect to their microbiological safety. Food Control, vol. 18, issue 5 (May 2007), p

52 Localização de Documentos Aceda ao portal b-on em e pressione o link Periódicos que irá abrir uma nova janela.http://www.b-on.pt

53 Localização de Documentos Na janela apresentada coloque o título (ou parte do título) do periódico que pretende recuperar. Pressione o botão GO.

54 Localização de Documentos O resultado da pesquisa é uma lista com os periódicos que contêm as palavras «food» e «control», colocadas no formulário de pesquisa. Pressione o botão SFX ou o título do periódico. Este procedimento vai abrir uma nova janela onde é visualizada a disponibilidade do periódico.

55 Localização de Documentos No caso, o periódico está disponível a partir do website do editor (Elsevier), desde 1995 Pressione o botão GO. Este procedimento vai abrir uma janela com o website do periódico.

56 Localização de Documentos Por omissão, o website mostra-nos o último fascículo editado. Teremos de ir procurar o fascículo correspondente ao artigo que nos interessa.

57 Localização de Documentos Pressione o link do fascículo pretendido.

58 Localização de Documentos Identifique o artigo pelo número de página. Pressione o botão PDF para aceder ao texto completo. Após este procedimento aparece o texto completo numa nova janela.

59 Versão actualizada em 22/01/2007 Recursos B-on Bases de Dados de Referência Bibliográfica

60 Bases de Referência - Introdução O que são? As bases de referência permitem-nos pesquisar as referências de um documento e desta forma obter a sua localização. Os documentos referenciados encontram-se na b-on? Nem todas as referências recuperadas permitem aceder ao texto integral do documento, no entanto é sempre referenciada no portal b-on a forma de o obter.

61 Bases de Referência - Introdução Quando devo usar? Qualquer pesquisa deve iniciar-se numa base de referência devido a esta ser muito mais completa. Quais as vantagens? Recuperação mais abrangente do que existe publicado sobre determinado assunto.

62 Current Contents O que é a Current Contents? A Current Contents é uma base de dados de referência bibliográfica, produzida pelo ISI (Institute for Scientific Information), cobrindo aproximadamente 6500 publicações periódicas em todas as áreas disciplinares, desde 1998.

63 Current Contents A Current contents é composta por sete sub-bases. O processo de pesquisa inicia-se com a selecção da(s) base(s) onde pretendemos pesquisar.

64 Current Contents Podemos também restringir a pesquisa a um intervalo de tempo específico ou permitir que seja feita em todos os anos.

65 Current Contents Podemos também restringir a pesquisa a um ano específico.

66 Current Contents...ou mesmo a um período mais curto (duas ou quatro semanas). Esta hipótese destina-se a quando, por exemplo, pretendemos voltar a efectuar uma pesquisa já efectuada há algum tempo antes, para verificar se existem documentos novos correspondentes ao tema, e queremos evitar a obtenção de registos já recuperados anteriormente.

67 Feitas estas opções quanto às sub-bases e ao período temporal a pesquisar, premimos o botão «General Search», para entrar no ecrã de pesquisa. Current Contents Outra opção ainda é pesquisar a base de dados apenas a partir da última actualização.

68 Current Contents Podemos efectuar pesquisas utilizando um dos campos da base de dados ou vários em simultâneo.

69 Current Contents Podemos também estabelecer limites e pesquisa por idioma e/ou por tipo de documento, a partir das opções no final da página. Para seleccionar vários idiomas ou tipos de documento em simultâneo, podemos pressionar o botão CTRL do teclado do computador enquanto vamos seleccionando opções.

70 Current Contents A opção «Topic» permite a introdução de termos, separados por operadores booleanos, que pretendamos que estejam contidos nos artigos. Podemos, se quisermos, limitar a ocorrência desses termos ao título dos artigos. Definida a opção de pesquisa e os seus limites, deveremos pressionar o botão «Search».

71 Current Contents Os resultados da pesquisa surgem na janela seguinte.

72 Current Contents No início da página, é apresentada a expressão de pesquisa, a indicação das sub-bases de dados pesquisadas, o período de tempo e filtros utilizados Os resultados são apresentados em grupos de dez por página, mas podemos alterar esta opção. É também indicado o número total de registos recuperados.

73 Current Contents O número total de registos existentes na base de dados, no momento e com os limites escolhidos, é apresentado no final da página. Por omissão, os registos são apresentados por uma ordem cronológica, do mais recente para o menos recente (por data de introdução na base de dados). Esta opção pode ser alterada, através das opções do quadro da figura seguinte.

74 Current Contents Os dados apresentados neste formato, relativamente a cada registo, são apenas o título, o nome do autor e a fonte (título do periódico, volume e/ou fascículo, páginas).

75 Current Contents Podemos visualizar mais informação sobre um dado registo pressionando o botão do rato sobre o título, a azul. Passamos assim para uma janela onde nos é apresentado o registo no seu formato completo.

76 Current Contents Além dos dados já apresentados no formato reduzido, temos agora outros dados importantes, entre os quais o abstract do documento, entre outros campos. Além disso, são apresentados outros elementos, como a possibilidade de navegação por autor, a passagem para a table of contents do fascículo onde o artigo foi publicado, o envio de ao autor.

77 Current Contents Se se pretender guardar os registos de uma determinada pesquisa, na totalidade ou em parte, devemos marcar os quadrados à esquerda dos títulos. Para validar a marcação, temos de pressionar a opção «Add to marked list».

78 Current Contents Os registos ficam marcados e podemos prosseguir a visualização dos restantes registos ou mesmo efectuar outras pesquisas.

79 Current Contents Se quisermos marcar grupos maiores de de registos (por exemplo, todos os registos) damos essa indicação e pressionamos o botão. Podemos também marcar todos os registos da página, seleccionando essa opção e pressionando depois o botão.

80 Current Contents Logo que haja pelo menos um registo guardado, aparecerá, no conjunto de botões da parte superior do ecrã, uma nova opção: «Marked list».

81 Current Contents Ao pressionar esse botão, acederemos a uma nova janela, onde podemos ir buscar os registos marcados. Aí, poderemos definir os campos que pretendemos guardar. Por omissão, aparecem validados já os campos de autor, título e fonte, aos quais poderemos acrescentar outros campos que consideremos úteis

82 Current Contents Em seguida, devemos definir se queremos imprimir, gravar um ficheiro com os registos, enviá-los por ou exportá- los para um software de gestão bibliográfica. No caso de pretendermos imprimir, poderemos optar por um de dois formatos possíveis: «Field Tagged» ou «Bibliographic». Em seguida, pressionamos o botão «Format for print».

83 Current Contents Esta opção fará abrir uma nova página, com menos imagens, mais adequada à impressão.

84 Current Contents No caso de pretendermos gravar o ficheiro, devemos escolher a opção «Save to file». Há quatro opções de formatação do ficheiro a gravar: «Field Tagged», «Tab delimited» (para Windows ou para Mac), HTML.

85 Current Contents Abrir-se-á uma nova janela e, conjuntamente, uma janela e Windows: «File download». Consoante a opção escolhida anteriormente (Field Tagged, tab delimited ou HTML), o ficheiro será guardado em formato texto (txt), como texto formatado para importação numa folha de cálculo (como o Excel, por exemplo) ou como HTML. Devemos seleccionar a opção «Save / Guardar» e guardar o ficheiro numa pasta do computador, atribuindo-lhe um nome.

86 Current Contents Escolhendo a opção de envio dos registos por , temos a possibilidade de acrescentar notas e devemos definir em que formato pretendemos enviar os registos (texto simples ou HTML). Além disso, devemos indicar o endereço para onde queremos enviar os registos e, opcionalmente, um endereço para onde pretendemos que nos seja enviada uma confirmação do envio.

87 Current Contents A qualquer momento, desde que tenhamos pelo menos duas pesquisas efectuadas, podemos ir ver o nosso histórico de pesquisa e cruzar expressões de pesquisa. Para ver o histórico, seleccionamos a opção «Search history», através dos botões na parte superior do ecrã

88 Current Contents Surge uma nova página, com o histórico das pesquisas efectuadas. Podemos voltar a aceder aos resultados de uma pesquisa anterior, pressionando sobre o número de registos correspondentes, a azul Podemos também combinar pesquisas, com recurso aos operadores booleanos AND ou OR, validando essa opção, assinalando as pesquisas que se pretende combinar e pressionando o botão «Combine».

89 Current Contents Para efectuar pesquisas mais detalhadas, seleccionamos a opção «Advanced Search», através dos botões da parte superior do ecrã. Na pesquisa avançada podemos cruzar pesquisas anteriores, introduzindo no formulário o número de cada pesquisa, precedido do símbolo de cardinal (#) e com os adequados operadores booleanos.

90 Current Contents Podemos utilizar a pesquisa avançada também para introduzir, directamente num formulário, expressões de pesquisa numa linguagem de comandos própria da base de dados. Do lado direito do formulário, encontramos uma lista contendo as abreviaturas a utilizar para os principais campos da base de dados.

91 Current Contents Outra funcionalidade é a análise dos resultados, que permite obter dados adicionais sobre os registos recuperados. Para analisar os resultados, seleccionamos a opção «Analyze» na coluna do lado direito da página.

92 Current Contents Abre-se uma nova janela, onde poderemos proceder à análise dos resultados de acordo com diferentes critérios.

93 Current Contents Qual o autor com mais documentos publicados? De que tipo são os documentos? A que instituições pertencem os autores? Em que idiomas estão? Quando foram publicados? Em que periódico foram publicados? A que área disciplinar pertencem? De que países são os autores? O sistema suporta a análise de até registos

94 Current Contents Podemos também modificar o número de resultados a mostrar e também o limite mínimo de contagem. Por fim, escolhemos a ordenação pretendida para os resultados: ordenada do maior para o menor ou por ordem alfabética.

95 Current Contents Podemos também modificar o número de resultados a mostrar e também o limite mínimo de contagem. Por fim, escolhemos a ordenação pretendida para os resultados: ordenada do maior para o menor ou por ordem alfabética.

96 Current Contents Vejamos alguns exemplos relacionados com a pesquisa anteriormente efectuada: information AND literacy

97 Current Contents Qual o autor com mais documentos publicados?

98 Current Contents De que tipo são os documentos?

99 Current Contents A que instituições pertencem os autores?

100 Current Contents Em que periódico foram publicados?

101 Current Contents De que países são os autores?

102 Web of Science O que é a Web of Science? A Web of Science é a designação comum que é dada a um conjunto de bases de dados também conhecidas como «Citation Indexes» (Science Citation Index, Social Science Citation Index, Arts and Humanities Citation Index), compiladas pelo ISI (Institute for Scientific Information).

103 Web of Science Trata-se de bases de referência bibliográfica, que não contêm o texto integral dos documentos, mas que possuem uma característica especial: é possível ver quais os artigos citados por determinado artigo, ou verificar quantas vezes um artigo foi citado e por quem. É a partir destas bases de dados que é calculado o factor de impacto das publicações periódicas, bem como outros indicadores bibliométricos presentes no «Journal Citation Reports».

104 Web of Science Qual a utilidade da WoS ? Esta ferramenta permite, além da pesquisa habitual por ocorrência de palavras no registo, também a pesquisa de artigos relacionados e o estabelecimento de ligações entre artigos que citam outros ou são citados por outros. A base de dados é actualizada semanalmente.

105 Web of Science Ao entrarmos nas opções de selecção das bases de dados, devemos começar por escolher se pretendemos trabalhar apenas com uma ou com as várias bases de dados que constituem a Web of Science.

106 Web of Science Definimos em seguida o intervalo temporal em que queremos efectuar pesquisas.

107 Web of Science Por omissão, a opção pré-definida é para que a pesquisa seja efectuada na totalidade dos anos presentes na base de dados (período variável segundo a base de dados). No entanto, podemos efectuar pesquisas num determinado ano ou nos registos entrados na base de dados nas últimas semanas, o que é útil se pretendemos repetir regularmente uma mesma pesquisa e obter apenas os registos novos

108 Web of Science Por fim, pressionámos o botão Chegamos assim ao ecrã de pesquisa, onde podemos introduzir expressões de pesquisa nos formulários colocados à nossa disposição.

109 Web of Science Podemos efectuar pesquisas utilizando um dos campos da base de dados ou vários em simultâneo.

110 Web of Science Podemos também estabelecer limites de pesquisa por idioma e/ou por tipo de documento, a partir das opções no final da página. Para seleccionar vários idiomas ou tipos de documento em simultâneo, podemos pressionar o botão CTRL do teclado do computador enquanto vamos seleccionando opções.

111 Web of Science A opção «Topic» permite a introdução de termos, separados por operadores booleanos, que pretendamos que estejam contidos nos artigos. Podemos ou não limitar a ocorrência desses termos ao título dos artigos. Esta é a opção utilizada a maioria das vezes, nas pesquisas efectuadas nesta base de dados.

112 Web of Science Definida a expressão de pesquisa e eventuais limites, deverá ser pressionado o botão «Search». Os resultados da pesquisa surgem na janela seguinte

113 Web of Science No início da página, é-nos mostrada a expressão de pesquisa, a indicação das bases pesquisadas, o período de tempo e eventuais limites utilizados. Os resultados são apresentados em grupos de dez por página, sendo-nos também indicado o número total de registos recuperados

114 Web of Science O número total de registos existentes na base de dados no momento da pesquisa é apresentado no final da página. Por omissão, os registos são apresentados por ordem cronológica, do mais recente para o menos recente. esta opção pode porém ser alterada, através das opções do quadro «Sort by».

115 Web of Science Os dados apresentados neste formato, relativamente a cada registo, são apenas os autores, o título e a fonte (título do periódico, volume e/ou fascículo, páginas). Podemos visualizar mais informação sobre um dado registo pressionando o botão direito do rato sobre o título, a azul.

116 Web of Science Passamos assim para uma janela onde nos é apresentado o registo no seu formato completo.

117 Web of Science Além dos dados já apresentados no formato reduzido, temos agora outros dados importantes, entre os quais o abstract do documento, entre outros campos. Além disso, são apresentados outros elementos, como a possibilidade de navegação por autor, o endereço de do autor de contacto, etc.

118 Web of Science Nesta base de dados, são também recolhidas informações sobre os documentos citados por um dado documento e também sobre os documentos que o citam.

119 Web of Science Os dados de citação são o elemento que distingue estas bases de dados das outras bases de dados de referência: é possível saber quais os documentos citados no documento cujos dados estamos a visualizar, bem como saber quantas vezes este documento foi citado, onde e por quem. no presente documento, há 37 referências bibliográficas. É possível ver informação sobre essas referências, clicando sobre

120 Web of Science As referências a azul correspondem a artigos presentes na base de dados, sendo possível navegar entre eles. Se seleccionarmos uma dessas referências, clicando sobre o título, acedemos ao registo correspondente. Seleccionemos a primeira referência, por exemplo

121 Web of Science Este registo refere-nos que o documento foi citado 47 vezes (uma das quais pelo documento de onde partimos). Se quisermos, podemos ir ver esses documentos, clicando sobre Obtemos a lista de todos os documentos que citam aquele onde nos encontramos.

122 Web of Science Entre eles, está o documento de onde partimos inicialmente.

123 Outra possibilidade de navegação entre os registos é através da opção «Find related records». Seleccionando esta opção, é apresentada uma lista de registos que contenham pelo menos uma referência bibliográfica em comum com o artigo onde estamos Web of Science

124 Trata-se normalmente de uma lista constituída por um número elevado de registos (no caso presente são 8252), mas os artigos que contêm um maior número de referências em comum com o artigo onde estamos serão apresentados em primeiro lugar, sendo remetidos para o final da lista os que contêm um menor número de referências em comum com aquele de onde partimos Web of Science

125

126 O conceito subjacente à pesquisa por registos relacionados é de que os registos que partilhem uma ou várias referências possuem uma relação entre si, independentemente dos termos contidos nos títulos, abstracts ou palavras-chave, e que essa relação é tanto maior quanto maior for o número de referências partilhadas. Web of Science

127 Se se pretender guardar os registos de uma determinada pesquisa, na totalidade ou em parte, devemos marcar os quadrados à esquerda do título. Web of Science

128 Para validar a marcação, temos de pressionar a opção «Add to marked list». Web of Science

129 Os registos ficam marcados e podemos prosseguir a visualização dos restantes registos ou mesmo efectuar outras pesquisas. Web of Science

130 Podemos também marcar todos os registos da página, seleccionando essa opção e pressionando depois o botão. Web of Science Se quisermos marcar grupos maiores de registos, damos essa indicação e pressionamos o botão

131 Logo que haja pelo menos um registo guardado, aparecerá, no conjunto de botões da parte superior do ecrã, uma nova opção: «Marked list». Web of Science

132 Ao pressionar esse botão, acederemos a uma nova janela, onde podemos ir buscar os registos marcados. Aí, poderemos definir os campos que pretendemos guardar. Por omissão, aparecem validados já os campos de autor, título e fonte, aos quais poderemos acrescentar outros campos que consideremos úteis

133 Web of Science Em seguida, devemos definir se queremos imprimir, gravar um ficheiro com os registos, enviá-los por ou exportá-los para um software de gestão bibliográfica. No caso de pretendermos imprimir, poderemos optar por um de dois formatos possíveis: «Field Tagged» ou «Bibliographic». Em seguida, pressionamos o botão «Format for print».

134 Web of Science Esta opção fará abrir uma nova página, com menos imagens, mais adequada à impressão.

135 Web of Science No caso de pretendermos gravar o ficheiro, devemos escolher a opção «Save to file». Há quatro opções de formatação do ficheiro a gravar: «Field Tagged», «Tab delimited» (para Windows ou para Mac), HTML.

136 Web of Science Abrir-se-á uma nova janela e, conjuntamente, uma janela e Windows: «File download». Consoante a opção escolhida anteriormente (Field Tagged, tab delimited ou HTML), o ficheiro será guardado em formato texto (txt), como texto formatado para importação numa folha de cálculo (como o Excel, por exemplo) ou como HTML. Devemos seleccionar a opção «Save / Guardar» e guardar o ficheiro numa pasta do computador, atribuindo-lhe um nome.

137 Web of Science Escolhendo a opção de envio dos registos por , temos a possibilidade de acrescentar notas e devemos definir em que formato pretendemos enviar os registos (texto simples ou HTML). Além disso, devemos indicar o endereço para onde queremos enviar os registos e, opcionalmente, um endereço para onde pretendemos que nos seja enviada uma confirmação do envio

138 Web of Science Este tipo de pesquisa permite-nos ver, de uma forma mais directa, se um determinado artigo foi citado e onde. Para efectuar uma pesquisa de citações a um dado documento, devemos, a partir dos botões na parte superior do ecrã, seleccionar a opção «Cited ref search».

139 Web of Science Na janela que se abre, podemos preencher um ou vários dos campos disponíveis: a)o nome do autor citado; b)a fonte, consistindo no título abreviado do periódico onde foi publicado o artigo citado; c)o ano em que se publicou o artigo ou artigos.

140 Web of Science Podemos começar por pesquisar introduzindo no formulário o nome de um determinado autor.

141 Web of Science Pressionando o botão «Search», somos remetidos para uma página com todos os registos da base de dados que citam um autor com este nome.

142 Web of Science Algumas referências, que são as que estão incluídas na Web of Science, surgem a azul. Podemos então seleccionar uma dessas referências, através da opção «View record», e visualizá-la no formato completo. Neste exemplo, seleccionaremos o registo do «Ann Otol Rhinol Laryn» (Annals of Otology, Rhinology and Laryngology). Ao seleccionarmos o artigo, surgirá uma página com o registo completo.

143 Web of Science

144 A partir daqui, podemos ver onde este artigo foi citado, seleccionando a opção «Times cited».

145 Journal of Citation Reports O que é JCR? O JCR (Journal Citation Reports) é um recurso essencial para a avaliação e comparação de periódicos científicos, recolhendo dados relativos a cerca de 8000 periódicos a nível mundial. O JCR permite conhecer dados bibliométricos de cada um dos periódicos e compará-los dentro de uma mesma área científica

146 Journal of Citation Reports Qual a utilidade do JCR? Esta ferramenta é importante: para bibliotecas e centros de documentação, para definição de políticas de aquisição; para autores e investigadores, para decidir onde publicar, por exemplo, ou saber quais os títulos de referência na sua área de investigação para as instituições a que os autores estão ligados, para verificar tendências de publicação, saber a importância dos títulos onde os seus autores publicam, etc.

147 Journal of Citation Reports Actualização: O JCR é actualizado todos os anos; normalmente, em meados do ano civil. Assim, a edição mais recente é a que contém os dados de 2005; só a partir de Junho/Julho de 2007 estará disponível a edição com os dados de 2006

148 Journal of Citation Reports O JCR é composto por duas edições: «Science edition» «Social Sciences edition». A primeira opção a fazer é seleccionar qual das edições do JCR pretendemos consultar

149 Journal of Citation Reports Uma vez seleccionada a base de dados, deveremos seleccionar uma opção: visualizar um grupo de periódicos, por categoria, editor, ou país; procurar um periódico específico; ver todos os periódicos.

150 Journal of Citation Reports Escolhendo a opção de visualizar um grupo de periódicos, estes podem ser visualizados por categoria, por editor ou por país de publicação. A opção mais frequentemente utilizada é a de visualização por categoria, para avaliar e comparar periódicos dentro de uma mesma área científica.

151 Journal of Citation Reports Seleccionaremos então a base de dados para a área das ciências sociais, escolhemos a opção de visualizar periódicos por categoria e pressionamos o botão Na janela seguinte, obtém-se uma lista das diversas categorias em que os periódicos aparecem classificados.

152 Journal of Citation Reports Devemos escolher a categoria que nos interessa. Devemos também escolher o tipo de ordenação para a lista de periódicos: ou por título, ou de acordo com uma série de indicadores bibliométricos.

153 Journal of Citation Reports Feitas estas opções, pressionamos o botão Vai-nos ser mostrada uma lista com os periódicos da categoria «Anthropology», ordenados por título.

154 Journal of Citation Reports Os periódicos classificados nesta categoria, num total de 51, são apresentados em conjuntos de 20 por página. São apresentados os diferentes dados bibliométricos nas colunas da tabela, surgindo destacada a cor a coluna referente ao critério de ordenação escolhido. Para alterar o critério de ordenação dos periódicos, podemos escolher outra opção na caixa «Sort by». Podemos, por exemplo, ordená-los por factor de impacto.

155 Journal of Citation Reports Os periódicos surgem agora ordenados por factor de impacto.

156 Journal of Citation Reports O factor de impacto é uma medida de frequência com que o artigo médio de um periódico foi citado, num determinado período coberto por uma edição do JCR. O factor de impacto é calculado dividindo o número de citações correntes a artigos publicados nos últimos dois anos pelo número total de artigos publicados nesse mesmo período.

157 Journal of Citation Reports O factor de impacto ajudará a avaliar a importância relativa de um periódico, quando comparado com outros do mesmo campo científico. O primeiro periódico da lista (Journal of Human Evolution) é o que apresenta um maior factor de impacto: 3,077.

158 Journal of Citation Reports Se clicarmos sobre o seu título, obteremos informação mais detalhada sobre ele (designação e categorias onde o periódico foi incluído, país de publicação, etc.).

159 Journal of Citation Reports Mais abaixo, encontramos o cálculo relativo ao seu factor de impacto

160 Journal of Citation Reports Outros indicadores bibliométricos são mostrados em seguida. Destacamos, entre eles, o «immediacy index» (índice de imediaticidade). O «immediacy index» é uma medida da rapidez com que um artigo (o artigo médio) de um periódico é citado. este índice revelará a frequência com que artigos publicados num dado periódico são citados nesse mesmo ano.

161 Journal of Citation Reports O «immediacy index» é calculado dividindo-se o número total de citações de artigos publicados num determinado ano pelo número de artigos publicados nesse ano.

162 Journal of Citation Reports Outro indicador bibliométrico é o «cited half-life» (semi-vida de citações recebidas). O indicador «cited half-life» é o número de anos, a partir do presente, que representam 50% das citações recebidas. Este número ajuda a avaliar a «esperança de vida» da maioria dos artigos citados de um dado periódico. Apenas o «cited half-life» dos periódicos citados pelo menos 100 vezes é calculado.

163 Journal of Citation Reports Um maior ou menor «cited half-life» não implica nenhum valor particular para um periódico. por exemplo, um periódico que publique resultados de investigação primária poderá ter valores de «cited half-life» maiores do que um periódico que se dedique mais à rápida divulgação de informação corrente.

164 Journal of Citation Reports Este indicador pode ser útil, por exemplo, para as bibliotecas e centros de documentação, para a política de desenvolvimento de colecções ou de gestão de espaços (tomada de decisões quanto a arquivo ou retenção).

165 Journal of Citation Reports O «citing half-life» (semi-vida de citações feitas) é o número de anos, a partir do presente, que representam 50% das citações efectuadas por um periódico. este número ajuda a avaliar a «idade» da maioria dos artigos referenciados pelo periódico.

166 Journal of Citation Reports Uma outra indicação interessante que podemos obter é a tendência do factor de impacto da publicação ao longo dos anos. Pressionando o botão, mais acima na página, obteremos um gráfico que ilustra a tendência do factor de impacto do periódico nas últimas cinco edições anuais do JCR.

167 Journal of Citation Reports Sempre que pretendermos guardar os dados referentes a um determinado periódico, para posterior comparação ou para exportação para uma aplicação diferente, podemos seleccioná-lo, validando o quadro na coluna «mark».

168 Journal of Citation Reports Se pretendêssemos marcar todos, teríamos também a opção. Em seguida, podemos guardar esses periódicos marcados, utilizando o botão. Podemos fazer diferentes pesquisas e ir sempre marcando mais títulos, até a um máximo de 500.

169 Journal of Citation Reports A qualquer momento, podemos verificar a nossa lista de títulos marcados, a partir do botão «Marked list», que entretanto foi acrescentado à barra superior. Pressionando esse botão, veremos então a lista de todos os periódicos marcados até ao momento.

170 Journal of Citation Reports Podemos a qualquer momento alterar a lista, acrescentando ou eliminando periódicos. Do mesmo modo, poderemos apagar a totalidade dos títulos guardados, seleccionando a opção «Clear marked list». Por razões de segurança, aparecerá uma janela intermédia, solicitando a confirmação da acção.

171 Journal of Citation Reports A lista pode igualmente ser guardada num ficheiro, através do comando. Uma vez guardados, os dados podem ser descarregados e manipulados numa folha de cálculo, como o Excel. Uma terceira opção será a de formatar os dados para impressão, acessível a partir do botão.

172 Journal of Citation Reports Abre-se uma nova janela, com os mesmos dados, mas sem imagens, mais adequada para impressão.

173 Obrigado!


Carregar ppt "Biblioteca do Conhecimento Online – b-on. Esta apresentação foi produzida pela equipa de formação b-on: Ana Cosmelli, Augusto Ribeiro, Diana Silva, Manuel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google