A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reunião de usuários do SOAR Alberto Rodríguez Ardila – LNA/MCT Basilio Santiago - UFRGS Alexandre Roman Lopes - SOAR SECOP - Secretaria das Comissões de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reunião de usuários do SOAR Alberto Rodríguez Ardila – LNA/MCT Basilio Santiago - UFRGS Alexandre Roman Lopes - SOAR SECOP - Secretaria das Comissões de."— Transcrição da apresentação:

1 Reunião de usuários do SOAR Alberto Rodríguez Ardila – LNA/MCT Basilio Santiago - UFRGS Alexandre Roman Lopes - SOAR SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

2 Pauta Equipe do SOAR – Brasil Regimento da CP (www.lna.br/soar/RIsoar/) Execução da fila (como é realizada) Estatísticas de eficiência 2007A Novidades para 2007B SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

3 Equipe do SOAR Astrônomos residentes –Alexandre Roman Lopes –Luciano Fraga Presidente da Comissão de Programas –Basilio Santiago (UFRGS) + 11 membros Secretaria da Comissão de Programas –Claudia Mara Baldim (LNA) Gerente Nacional –Alberto Rodríguez Ardila (LNA) Bolsista Apóio do SOAR –Ana Cristina Armond (LNA) Board do SOAR –Albert Bruch (LNA) –Marcos Diaz (IAG/USP) –João Braga (INPE) SAC (Science Advisory Committee) –Kepler Oliveira (UFRGS) –Alberto Rodríguez-Ardila SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

4 Critérios utilizados para avaliação dos Pedidos de Tempo Art. 2o: Os pedidos de tempo serão analisados e classificados utilizando os seguintes critérios: a) Mérito Científico · Relevância e importância da proposta científica na respectiva área de especialização; · Perspectiva de que os autores consigam atingir os objetivos científicos almejados com as observações propostas, supostas bem sucedidas do ponto de vista técnico/climático; b) Viabilidade Técnica: · Adequação técnica do projeto observacional para alcançar as metas científicas (incluindo amostra de objetos, relação S/R necessária, maneira de tratar problemas complicados de redução de dados, etc.). · O projeto considerado inviável tecnicamente será automaticamente rejeitado, não sendo submetido a qualquer outra análise posterior. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

5 Critérios e procedimentos utilizados para avaliação dos Pedidos de Tempo Art. 3o: O julgamento dos pedidos é baseado no que está escrito no pedido de tempo. Os autores não serão consultados para fornecer esclarecimentos. A apresentação incompleta e/ou o não atendimento das recomendações em pareceres anteriores penalizará o projeto. Art. 3o: O julgamento dos pedidos é baseado no que está escrito no pedido de tempo. Os autores não serão consultados para fornecer esclarecimentos. A apresentação incompleta e/ou o não atendimento das recomendações em pareceres anteriores penalizará o projeto. Art. 4o: Todos os membros da CBP/SOAR, participantes da reunião, deverão ler antecipadamente todos os projetos. Art. 5o: Cada projeto será analisado em detalhe por dois revisores, sendo que pelo menos um dos quais estará presente à reunião e funcionará como relator do projeto. Art. 6o: Ao final da apreciação dos projetos, cada membro da reunião deverá fornecer uma lista em ordem decrescente de qualidade dos projetos, excluindo aqueles dos quais é autor/co-autor. Art. 7o: Será elaborada uma classificação dos projetos dada pela média das classificações fornecidas pelos membros da reunião. Art. 8o: Sobre a classificação mencionada no artigo 7o. poderá ser atribuído um bônus ao projeto cujo autor principal já tenha publicações aceitas usando dados do SOAR. Art. 9o: O projeto cujo autor principal não tenha enviado feedback das observações, feitas com o SOAR, em semestres anteriores à data da reunião, será rejeitado automaticamente. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

6 Capítulo 1: Dos modos observacionais Três modos de observação estão atualmente disponíveis: –Modo de observação por serviço: dados coletados por astrônomos residentes. –Modo de observação clássico: dados coletados presencialmente pelos solicitantes (preferencial para pedidos com instrumento visitante). –Modo de observação remota: dados coletados à distância pelos solicitantes. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

7 Modos de Observação Art. 2o: A CBP/SOAR é responsável por informar, quando da chamada para pedidos de tempo para cada semestre, sobre a disponibilidade de instrumentos naquele período para cada modo de observação. Art. 2o: A CBP/SOAR é responsável por informar, quando da chamada para pedidos de tempo para cada semestre, sobre a disponibilidade de instrumentos naquele período para cada modo de observação. Art. 3o: O modo de observação será definido pelo observador, no formulário de solicitação de tempo para o SOAR, em campo destinado a essa finalidade. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

8 Modos de observação §1: A CBP/SOAR poderá converter um pedido de tempo de observação remota ou clássica para modo serviço apenas em caso de julgar inadequado o modo solicitado. O contrário, conversão do modo serviço para outros modos, é vedado. §1: A CBP/SOAR poderá converter um pedido de tempo de observação remota ou clássica para modo serviço apenas em caso de julgar inadequado o modo solicitado. O contrário, conversão do modo serviço para outros modos, é vedado. §2: As solicitações para observação remota ou clássica que exijam condições climáticas restritivas deverão incluir um projeto reserva para condições climáticas mais comuns. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

9 Execução da Fila Ordena.py: código que providencia lista de alvos organizada por ordem de prioridade e condições de observação. Dados de entrada: lista de alvos, coordenadas, condições de observação (IQ, CC, AM). Gerada a partir do arquivo de Fase II. A lista final é definida através da interação com os ARs. Os programas são executados quando as condições de observação são iguais ou melhores que as especificadas (IQ<0.6” 20%-ile – excelente; <0.8” 70%-ile – bom; <1.2” – 85%-ile regular; qualquer). Relativo a V!!! CC=fotométrico; não-fotométrico. IQ degrada-se com (airmass) 0.6 Relaxamento das condições de observação aumentam as chances do programa ser executado (principalmente para programas do 3° e 4° quartis. O tempo que é carregado a cada programa começa a contar no momento em que o telescópio é deslocado para o alvo do programa e termina no final da última integração realizada. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

10 Execução da Fila Em noites com lua, é dada prioridade a programas com OSIRIS. Noites próximas da lua nova, prioridade é o SOI Noites cinza, ambos os instrumentos são utilizados. Programas de tempo ruim são executados se não existem alvos adequados aprovados dentro da chamada regular. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

11 Distribuição de tempo 2007B

12 Estatísticas 2007A 19 programas aprovados para 2007A –270 horas na chamada regular –125 horas para programas TRs (4) 330 horas disponíveis 223 horas observadas (68%) (open dome) –19 horas perdidas por problemas técnicos (6%) –88 horas perdidas por tempo ruim (26%) 205 horas efetivamente aproveitadas –Fev=15h; Mar=44h; Abr=50h; Mai=44h; Jun=30h; Jul=22h 14 programas observados –9 completados > 90% –3 completados 70-90% –2 programas iniciados mas < 50% SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

13 Estatísticas 2007A SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

14 Calendário 2008A 24 de setembro: início de submissão de propostas 15 de outubro de 2007: data limite para a submissão de propostas 20 e 21 / 11: reunião da CPSOAR 10/12: publicação de resultados 11/01: data limite 1 Fase II 01/02: data limite 2 Fase II SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

15 Novidades para 2008A Está prevista a utilização de horas para ciência. SOI & OSIRIS serão oferecidos. Vai ser deixado tempo cativo para comissionamento do Goodman. A previsão é que sejam feitas observações de ciência inicial em dezembro - janeiro. Uma chamada extra seria realizada caso isso seja confirmado SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

16 Pedidos de tempo Formulário de pedido de tempo será on-line. Grande parte das informações providenciadas na Fase I serão recuperadas para a Fase II Cuidado especial no cumprimiento dos prazos e na definição das condições de observação. Evite enviar o formulário no último minuto. Submissões após o prazo não são aceitas exceto se houver problemas de rede no LNA. SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA

17 Considerações Finais Feedbacks são sempre necessários e ajudam a melhorar a qualidade do serviço prestado pela NSO. Recomenda-se visitar regularmente a página do SOAR. Informações necessárias para o correto preenchimento dos formulários, planejamento das observações, andamento da fila de observação, etc, estão sendo sempre atualizadas. No futuro: boletim eletrônico do SOAR (~ 6 meses), novas páginas.

18 FIM

19 Estatísticas 2007A SECOP - Secretaria das Comissões de Programas do LNA


Carregar ppt "Reunião de usuários do SOAR Alberto Rodríguez Ardila – LNA/MCT Basilio Santiago - UFRGS Alexandre Roman Lopes - SOAR SECOP - Secretaria das Comissões de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google