A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CICLO CELULAR. CROMOSSOMOS COMPACTAÇÃO DA CROMATINA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CICLO CELULAR. CROMOSSOMOS COMPACTAÇÃO DA CROMATINA."— Transcrição da apresentação:

1 CICLO CELULAR

2 CROMOSSOMOS

3 COMPACTAÇÃO DA CROMATINA

4 NÍVEIS DE COMPACTAÇÃO DA CROMATINA l 1ª: NUCLEOSSOMA - octâmero de histonas H2A, H2B, H3 e H4. H1. Redução no tamanho DNA entre 6 a 7 vezes. l 2ª: SOLENÓIDE- 6 nucleossomos. l 3ª :ALÇAS - solenóide- alças unidas - proteínas não-histônicas (cromômeros). l 4ª CROMOSSOMOS- enrolamento final.

5 1º NÍVEL: NUCLEOSSOMO

6 SOLENÓIDE

7

8 COMPRIMENTO DO CROMOSSOMO 1 l DNA15cm l NUCLEOSSOMA1,5cm (1:10)~ 200pb l SOLENÓIDE0,3cm (1:50)~1200pb 10a 100kb 10a 100kb l PRÓFASE50 m (1:3000) l METÁFASE15 m (1:10000) l BANDA10 a 20 milhões pb

9 PRINCIPAIS CONSTITUINTES CROMOSSÔMICOS l Elementos Fundamentais de um Cromossomo: l Origens de Replicação; l Um centrômero; l Telômeros;

10 ORIGENS DE REPLICAÇÃO DO DNA l Cada cromossomos é replicado pelo início simultâneo da replicação em regiões múltiplas dentro do cromossomo Réplicons. l O processo replicação é controlado cada cromossomo será replicado totalmente apenas uma vez na fase S

11 CENTRÔMEROS l Constrição Primária seqüências DNA repetitivas + proteínas ( CENP-B). l Cópias seqüências múltiplas com 171 pb = DNA alfa. l Classificação da forma cromossomo. l Sítio de ligação das cromátides irmãs.

12 CENTRÔMERO

13 CENTRÔMERO l Formação cinetócoro= complexo DNA+ proteínas, durante a prófase. l Cinetócoro- interação complexa; - microtúbulos;

14 CENTRÔMERO

15 CLASSIFICAÇÃO CROMOSSÔMICA

16 TELÔMEROS l Telômeros extremidades cromossômicas; DNA + proteínas, seqüências repetidas (TTAGGG)n l Função : Integridade cromossômica; estabilidade; evitam a degradação dos cromossomos (nucleases); replicação correta dos telômeros (telomerase). l Telomerase presente células embrionárias e germinativas; células somáticas parecem ter telomerase inativa morte celular por encurtamento telômero antes de ocorrer alteração cromossômica. l Redução : associação ponta a ponta; quebras ; translocações. l Telomerase ativa célula somática poderá indicar condição neoplásica.

17 SATÉLITES l Cromossomos Acrocêntricos: 13, 14, 15, 21 e 22. l Ligado ao braço curto: Constrição secundária. l Sítio formação ribossomo (genes RNAr) l Regiões organizadoras nucleolares (RON/NOR)

18 TIPOS DE CROMATINA l Eucromatina : ativa, menos condensada, replica cedo na fase S. l Heterocromatina : seqüências repetidas, mais condensada, replica tarde na fase S. l H. Constitutiva : sempre inativa (pericentromérica e braço longo do cromossomo Y ). l H. Facultativa : inativa e ativa (cromossomo X)

19 CULTURA CELULAR l MEIO DE CULTURA: RPMI 1640, TC 199, HAM F10, dependerá do tipo celular a ser cultivado. l SORO FETAL: Bovino ou humano. Presença de fatores de crescimento celular. l AGENTE MITOGÊNICO: Fito-hemaglutinina, etc... se for necessário.. l AGENTE BLOQUEADOR DA DIVISÃO CELULAR: Inibidores do fuso: Colchicina; vinblastina. l SOLUÇÂO HIPOTÔNICA: Tumefação das células; Solução salina ( KCl; Citrato de sódio; etc...)

20 Cariótipo - Técnica l Sangue perférico (linfócitos); l Meio de cultura ( RPMI/199,soro, fito-hemaglutinina) l Incubar à 37ª C por 72 horas; l Adicionar colchicina; e a solução hipotônica; l Fixar o material; l Distribuir em lâminas; bandas; coloração(GIEMSA); l Observar em MO; l Selecionar, fotografar e montar o cariótipo; l Resultado.

21 ESQUEMA DO CARIÓTIPO EM SANGUE PERIFÉRICO

22 METÁFASE HUMANA

23 BANDAS G BANDAS G l cromossomos submetidos à ação de uma enzima - tripsina que desnatura as proteínas cromossômicas; l coloração posterior com corante de Giemsa; l as bandas G escuras são regiões ricas em AT. l cada cromossomo com padrão típica de regiões claras e escuras.

24 NOMENCLATURA

25 NOMENCLATURA DO CARIÓTIPO HUMANO – PADRÃO BG

26 BANDAS G

27 CARIÓTIPO FEMININO

28 BANDAS Q l cromossomos corados com corantes fluorescentes (quinacrina-mostarda; DAPI...); l regiões cromossômicas ricas em AT; l cromossomos com padrão de bandas brilhantes e opacas; l análise feita em microscópio de fluorescência (UV); l diferenciação longitudinal dos cromossomos.

29 BANDAS Q

30 BANDAS R BANDAS R l cromossomos são desnaturados com o uso de solução salina e calor; l coloração posterior com corante de Giemsa; l cada cromossomo com padrão típica de regiões claras e escuras; l as bandas R escuras são regiões ricas em GC; l padrão inverso das bandas Q e G; l diferenciação longitudinal dos cromossomos.

31 BANDAS R BANDAS R

32 COMPOSIÇÃO DAS BANDAS CROMOSSÔMICAS Padrão de banda BANDAS G/ Q BANDAS R Propriedades Contém DNA rico em AT (55-60%); Replicação tardia na fase S Contém poucos genes; DNA rico em GC (50-60%) Replicação precoce na fase S Contém a maioria dos genes

33 BANDAS DE ALTA RESOLUÇÃO BANDAS DE ALTA RESOLUÇÃO l cromossomos no estágio de pró- metáfase, menos condensados; l técnica de bandas G, Q ou R l coloração posterior com corante de Giemsa; l maior número de bandas; l detecção de alterações cromossômicas estruturais menores.

34 SÍTIOS FRÁGEIS l zonas de instabilidade cromossômicas; l cultura especial com meio pobre em timidina e ácido fólico ou um inibidor da timidina sintetase (metatrexate ou fluordesoxiuridina); l coloração com uso de Giemsa; l sítios frágeis visualizados como falhas ou quebras cromossômicas; l regiões susceptíveis a quebras cromossômicas;

35 SÍTIO FRÁGIL

36 BANDAS C BANDAS C l cromossomos submetidos a ação de uma solução de hidróxido de bário; l coloração posterior com corante de Giemsa; l desnaturação da eucromatina e heterocromatina facultativa; l marcação da heterocromatina constitutiva; l regiões centroméricas dos cromossomos e outras regiões que contenham heterocromatina constitutiva (braço longo do Y).

37 BANDA C

38 Nomenclatura de Bandas

39 HIBRIDIZAÇÃO IN SITU COM FLUORESCÊNCIA (FISH) O FISH é a técnica na qual um segmento de DNA cromossômico específico (sonda) é hibridizado com cromossomos metafásicos, profásicos ou interfásicos, e então observado com microscopia de fluorescência. l Sonda locus específica l Sonda centromérica l Sonda para marcar todo o cromossomo

40

41

42 FISH

43 FISH EM CÉLULA NEOPLÁSICA


Carregar ppt "CICLO CELULAR. CROMOSSOMOS COMPACTAÇÃO DA CROMATINA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google