A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO Manutenção do meio interno constante Fundamental para sobrevivência Meio externo Alimentação alteram.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO Manutenção do meio interno constante Fundamental para sobrevivência Meio externo Alimentação alteram."— Transcrição da apresentação:

1

2 INTRODUÇÃO Manutenção do meio interno constante Fundamental para sobrevivência Meio externo Alimentação alteram

3 INTRODUÇÃO Carboidrato CO 2 + H 2 O + energia Lipídeos CO 2 + H 2 O + energia Proteínas CO 2 + H 2 O + energia + excretas nitrogenados Provenientes da alimentação Eliminado na respiração Eliminado pelo sistema excretor

4 EXCRETAS NITROGENADOS provenientes do metabolismo das proteínas H H C NH 2 C O OH amina ácido

5 EXCRETAS NITROGENADOS H H C NH 2 C O OH Amônia Uréia Ácido úrico AmôniaUréia Ácido úrico

6 EXCRETAS NITROGENADOS CARACTERÍSTICAS AMÔNIAURÉIAÁCIDO ÚRICO TOXICIDADE AltaModeradaBaixa SOLUBILIDADE AltaModeradaBaixa PRINCIPAL AMBIENTE AquáticoTerrestre úmidoTerrestre seco REPRESENTANTES Peixes ósseos, Invertebrados (exceto insetos) Peixes cartilaginosos Mamíferos anfíbios Insetos Répteis Aves CLASSIFICAÇÃO amoniotélicosureotélicosuricotélicos

7 EXCRETAS NITROGENADOS Amônia Uréia Ácido úrico Ciclo da ornitina Ciclo do ácido úrico

8 COMPONENTES DO SISTEMA EXCRETOR 2 rins 2 ureteres 1 bexiga 1 uretra

9 COMPONENTES DO SISTEMA EXCRETOR Rim

10 NÉFRON unidade morfofuncional do rim 1 milhão de néfrons dividido em: glomérulo túbulo contorcido proximal alça de Henle túbulo contorcido distal ducto coletor

11 NÉFRON Processos fisiológicos que ocorrem no néfron: 1. filtração 2. reabsorção 3. secreção

12 NÉFRON Processos fisiológicos que ocorrem no néfron: 1. filtração 2. reabsorção 3. secreção ocorre no glomérulo 20% do plasma passagem de substâncias da circulação para o glomérulo exceto: proteínas e células sangüíneas

13 NÉFRON Processos fisiológicos que ocorrem no néfron: 1. filtração 2. reabsorção 3. secreção passagem de substâncias do túbulo para a circulação transporte passivo: água transporte ativo: glicose, sódio, etc

14 NÉFRON Processos fisiológicos que ocorrem no néfron: 1. filtração 2. reabsorção 3. secreção passagem de substâncias da arteríola eferente para o túbulo amônia, K +, H +, etc

15 NÉFRON 1. GLOMÉRULO

16 NÉFRON 1. GLOMÉRULO Glomérulo de Malpighi Cápsula de Bowman 180 litros em 24 horas arteríola aferente arteríola eferente capilares peritubulares filtração

17 NÉFRON 2. TÚBULO CONTORCIDO PROXIMAL 65% reabsorção transporte ativo: glicose aminoácidos vitaminas etc osmose: água

18 NÉFRON 3. ALÇA DE HENLE permeável à água reabsorção de água RAMO DESCENDENTE

19 NÉFRON 3. ALÇA DE HENLE IMPERMEÁVEL à água não há reabsorção de água reabsorção de Na + atrai Cl - concentração RAMO ASCENDENTE

20 NÉFRON 4. TÚBULO CONTORCIDO DISTAL IMPERMEÁVEL à água não há reabsorção de água reabsorção de Na + atrai Cl - secreção de K + RAMO INICIAL

21 NÉFRON 4. TÚBULO CONTORCIDO DISTAL PERMEÁVEL à água há reabsorção de água equilíbrio ácido-básico RAMO FINAL

22 NÉFRON 4. TÚBULO CONTORCIDO DISTAL equilíbrio ácido-básico RAMO FINAL Acidose - [H + ] no sg secreção de H + secreção de NH4 + Alcalose - [H + ] no sg secreção de H + secreção de NH4 +

23 NÉFRON 5. DUCTO COLETOR PERMEÁVEL à água pouco permeável à uréia saída da urina

24 NÉFRON

25 URINA COMPOSIÇÃO: água cloreto de sódio outros sais uréia ácido úrico 1 litro a 2 litros por dia

26 FUNÇÕES DO RIM equilíbrio hídrico (reabsorção de água) equilíbrio osmótico (reabsorção de glicose) equilíbrio eletrolítico (reabsorção de sais) equilíbrio ácido-básico (mantém o pH do sangue constante)

27 REGULAÇÃO RENAL hormônio anti-diurético ou vasopressina produzido no hipotálamo armazenado na neuro-hipófise atua no TCD e DC torna as células mais permeáveis à água 1. ADH

28 REGULAÇÃO RENAL maior reabsorção de água o volume da urina o volume de sangue dilui o sangue 1. ADH estímulo Concentração do sangue hipotálamo Túbulos renais Dilui o sangue Neuro - hipófise

29 REGULAÇÃO RENAL O ADH é estimulado quando: a concentração do sangue (osmolaridade) a pressão arterial (por ex. em casos de hemorragia) 1. ADH

30 REGULAÇÃO RENAL inibe a liberação de ADH permeabilidade do TCD e DC reabsorção de água volume da urina dilui a urina 1. ADH X

31 REGULAÇÃO RENAL 2. Aldosterona hormônio produzido no córtex da supra-renal (adrenal) estimula a reabsorção de Na + atua nos túbulos renais (TCD) osmolaridade do sangue pressão arterial estimula a secreção de K +

32 REGULAÇÃO RENAL 2. Aldosterona Estímulo para produção de aldosterona [Na + ] e H 2 O Produção do hormônio renina pelos rins Produção da proteína angiotensinogênio pelo fígado angiotensinogênio angiotensina renina Estimula produção de aldosterona

33 REGULAÇÃO RENAL 2. Aldosterona Estímulo para produção de aldosterona

34 DIABETES INSIPIDUS deficiência de ADH a pessoa chega a produzir 20 litros de urina por dia perda de água sede

35 DIABETES Mellitus deficiência ou falta de insulina captação de glicose pelas células do corpo quantidade de glicose no sangue (hiperglicemia) NORMAL DIABETE

36 DIABETES Mellitus da [glicose] no plasma e no filtrado glomerular supera a capacidade máxima de reabsorção no TCP perda de glicose na urina (glicosúria)

37 DIABETES Mellitus da [glicose] no ducto coletor pressão osmótica da urina perda de água na urina sede

38 PEDRA NOS RINS Cálculo Renal cálcio, ácido úrico, oxalato, fosfato

39 A felicidade não está no fim da jornada, mas sim em cada curva do caminho que percorremos para a encontrar. (Autor desconhecido) OBRIGADA!


Carregar ppt "INTRODUÇÃO Manutenção do meio interno constante Fundamental para sobrevivência Meio externo Alimentação alteram."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google