A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Excreção. Protistas e pluricelulares mais simples: – Difusão – poríferos, celenterados e equinodermos; – Vacúolo pulsátil – protistas de água doce.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Excreção. Protistas e pluricelulares mais simples: – Difusão – poríferos, celenterados e equinodermos; – Vacúolo pulsátil – protistas de água doce."— Transcrição da apresentação:

1 Excreção

2 Protistas e pluricelulares mais simples: – Difusão – poríferos, celenterados e equinodermos; – Vacúolo pulsátil – protistas de água doce.

3 Platelmintos – Célula flama ou solenócito ou protonefrídeo; – Também ocorre nos cefalocordados (anfioxo).

4 Asquelmintos / Nematódeas Sistema simples; Sistema duplo - tubos em H.

5 Anelídeos (nefrídeos)

6 Crustáceos (glândula verde) Um par de glândulas verdes na base das antenas

7 Glândula antenária (verde)

8 Insetos (túbulos de Mapighi)

9 Aracnídeos Glândulas coxais

10 Classificação quanto a excreta AnimaisOcorrênciaObservação Amoniotélicos NH 3 Maioria dos invertebrados aquáticos,peixes ósseos dulcícolas e protocordados Solúvel e muito tóxica Ureotélicos CO(NH 2 ) 2 Condrictes, peixes ósseos marinhos anfíbios e mamíferos Solúvel e menos tóxica Uricotélicos C 5 H 4 N 4 O 3 Insetos, répteis e avesInsolúvel( não tóxico)

11 Ciclo da ornitina

12

13

14

15

16 Para formar a urina: a)Ultrafiltração glomerular b)Reabsorção tubular Cápsula de Bowmann Glomérulo de Malpighi Vasos sanguíneos

17 Túbulo contorcido proximal (células adaptadas ao transporte ativo) à reabsorção ativa de sódio / remoção passiva de cloro líquido tubular torna-se hipotônico em relação ao plasma dos capilares ò absorção de água por osmose para os capilares na porção descendente da alça de Henle ò porção ascendente da alça de Henle impermeável à água e adaptada ao transporte ativo de sais à remoção ativa de sódio ò líquido tubular hipotônico à reabsorção de água por osmose no túbulo contorcido distal

18

19 Regulação da função renal HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO (ADH) principal agente fisiológico regulador do equilíbrio hídrico, produzido no hipotálamo e armazenado na hipófise. Aldosterona FNA (fator natriurético atrial)

20

21 O aumento na concentração do plasma (pouca água) receptores osmóticos localizados no hipotálamoprodução de ADH e sua liberação no sangue ADH agem nos túbulos distal e coletor do néfron Tornando as células mais permeáveis a água, ou seja, à reabsorção de água formação da urina mais concentrada.

22 Concentração do plasma baixa (muita água) ou álcool Leva a inibição de ADH Portanto, menor absorção de água nos túbulos distal e coletor Formação de urina mais diluída.

23 ALDOSTERONA Produzida nas glândulas supra-renais, aumenta a absorção ativa de sódio e a secreção ativa de potássio nos túbulos distal e coletor. Imagem: LOPES, SÔNIA. Bio 2.São Paulo, Ed. Saraiva, 2002.

24 FNA (fator natriurético atrial) Produzido pelo átrio cardíaco Vasodilatação da aferente e vasoconstrição da eferente aumenta a pressão glomerular, volume de urina produzida diminuição da pressão sanguínea.

25 rins

26

27

28 Observamos aqui diversos tipos de cálculos renais, que exibem cores, formas e tamanhos diferentes e superfície ora lisa ora rugosa. Geralmente são encontrados nos cálices renais, na pelve e na bexiga. A maioria dos cálculos renais é formada por cálcio, mas existem formações mineralizadas compostas de magnésio, amônia, ácido úrico e cistina, um tipo de aminoácido. Os fenômenos associados com a formação desses diferentes tipos de cálculo envolvem o aumento da concentração desses componentes minerais nos rins, a modificação do pH urinário e a presença de bactérias (esse fator influenciando principalmente os cálculos de magnésio e amônia).

29 Fatores que influenciam na formação do cálculo: 1 - Raciais: negros africanos apresentam menor possibilidade de formação de cálculos. 2 - Familiares: alguns tipos de cálculos são familiares e decorrentes de complexa hereditariedade. 3 - Sexo: incidência Homem/Mulher = 3/ Idade: maior incidência entre 20 e 50 anos. 5 - Clima: maior incidência no verão 6 - Água: menor ingestão, diurese menor. 7 - Qualidade da Água: maior teor de minérios e de elementos - traço. 8 - Dieta: excessos de Cálcio, Oxalato, Fosfato, Purinas (Ácido Úrico). 9 - Profissão: ocupações sedentárias em ambientes quentes e baixa ingestão de líquidos Alterações anatômicas e funcionais do trato urinário Defeitos metabólicos e Hipocitratúria Doenças Sistêmicas.


Carregar ppt "Excreção. Protistas e pluricelulares mais simples: – Difusão – poríferos, celenterados e equinodermos; – Vacúolo pulsátil – protistas de água doce."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google