A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Promovendo Envelhecimento Saudável CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Promovendo Envelhecimento Saudável CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO."— Transcrição da apresentação:

1 Promovendo Envelhecimento Saudável CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO

2 Município de São Paulo Região Metropolitana

3 POPULAÇÃO GERAL Total.: Mulheres: ,2 % Homens: ,8 % Município Homens ,6% Mulheres ,4% POPULAÇÃO IDOSOS 60 ANOS OU MAIS Fonte: SMS/SEMPLA – Est. 2003

4

5 OBJETIVO ATENÇÃO INTEGRADA DE ´PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL E DE QUALIDADE DE VIDA PARA A POPULAÇÃO IDOSA DE SÃO MIGUEL PAULISTA E ADJACÊNCIAS, PROPICIANDO CONDIÇÕES BÁSICAS PARA O EXERCÍCIO PLENO DA CIDADANIA. SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO

6 ENVELHECIMENTO SAUDAVEL; ASSISTÊNCIA À SAÚDE ; MORADIA, ACESSIBILIDADE E LOCOMOÇÃO DOS IDOSOS; DIREITOS DO IDOSOS; ASSITÊNCIA SOCIAL; FUNÇÃO EDUCATIVA E TREINAMENTO DE RECURSOS HUMANAOS; INFORMAÇÃO DIVULGAÇÃO E PESQUISA. SECRETÁRIA DE ESTADO DA SAÚDE CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO Eixos de Integração

7 ATENÇÃO INTEGRAL AOS IDOSOS PARA AMPLIAR AS SUAS POTENCIALIDADES INDIVIDUAIS E PARA ATENUAR SUAS LIMITAÇÕES VISANDO À MANUTENÇÃO DA AUTONOMIA E PREVENÇÃO DA PERDA DE INDEPENDÊNCIA; ARTICULAÇÃO DE AÇÕES DESENVOLVIDAS NA REGIÃO POR DIFERENTES ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, POR ORGANISMOS PRIVADOS E DE INICIATIVA COMUNITÁRIA ; ENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NA GESTÃO DO CENTRO.

8 Objetivos do CRI 1.Promover ações integradas por diferentes órgãos da administração pública, organismos privados e comunidade visando o envelhecimento saudável. 2.Assistência integral à saúde incluindo reabilitação. 3.Promover condições de habitabilidade e acessibilidade aos transportes, edifícios e vias públicas. 4.Estimular e apoiar os idosos no exercício de seus direitos. 5.Potencializar o atendimento dos idosos em situações de risco e exclusão social. 6.Disseminar valores e atividades positivas face ao envelhecimento. 7.Concentrar e disponibilizar dados e informações sobre o atendimento ao idoso. 8.Capacitar e reciclar Recursos Humanos em Geriatria e Gerontologia.

9 Atividades Integradas As ações desenvolvidas no C.R.I. serão estruturadas em torno de 08 núcleos de integração. 1. Informação, Comunicação e Pesquisa. 2. Assistência à Saúde 3. Habitabilidade e Acessibilidade. 4. Educação, Qualificação e Ocupação. 5. Assistência Social e Apoio Sócio Familiar 6. Esporte, Cultura, Lazer e Meio Ambiente. 7. Direitos dos Idosos. 8. Capacitação de Recursos Humanos.

10 1.1 Divulgação do Centro para maior articulação com a comunidade e promoção de campanhas de esclarecimentos sobre o processo de envelhecimento nas escolas, clubes, associações e seminários para lideres profissionais e leigos da comunidade. NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO-1 INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E PESQUISA INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E PESQUISA 1.2 Implantação de um INFOCENTRO, espaço com equipamentos de informática para treinamento de idosos no uso da rede e acesso à Internet. 1.3 Desenvolvimento e manutenção de um Site com temas sobre envelhecimento, possibilitando o acesso dos idosos a informações de seu interesse, de serviços prestados pelo Centro, pelas Secretarias de Estado envolvidas, bem como sala de bate-papo. 1.4 Informação sobre recursos da comunidade e da cidade, assim como do próprio Centro, suas parcerias, atividades físicas e culturais e serviços. 1 5 Pesquisas e fornecimento de dados e resultados de estudo já feitos para avaliação dos serviços e atendimentos prestados pelo Centro.

11 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 2 EDUCAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E OCUPAÇÃO 4.1 Oficinas pedagógicas para qualificação de idosos como: contadores de histórias, experiência de vida e folclore, promovendo a convivência entre gerações. 4.2 Cursos de alfabetização, profissionalização e universidade da terceira idade. 4.3 Cursos de artesanato, preparação para aposentadoria e desenvolvimento de lideranças.

12 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 3 HABITABILIDADE E ACESSIBILIDADE HABITABILIDADE E ACESSIBILIDADE Campanha junto aos órgãos governamentais visando a: 3.1 Adequação de edifícios, equipamentos e vias públicos para o acesso dos idosos. 3.2 Criação de transportes adaptados às necessidades dos idosos. 3.3 Qualificação de condutores de transportes coletivos no trato com idosos. 3.4 Avaliação periódica das condições de acessibilidade dos terminais do Metrô, Trens e Ônibus.

13 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 4 ASSISTÊNCIA SOCIAL E APOIO SÓCIO - FAMILIAR ASSISTÊNCIA SOCIAL E APOIO SÓCIO - FAMILIAR 5.1 Ações de apoio ao grupo familiar / doméstico em situação de vulnerabilidade ou exclusão social, fortalecendo seus vínculos, com vista à permanência do idoso no lar e na comunidade. 5.2 Capacitação de cuidadores familiares de idosos nas suas residências, fornecendo apoio sócio- familiar e orientações, oportunidades de trocas de experiências e retaguarda médica. 5.3 Capacitação de cuidadores de idosos institucionais, domiciliares e comunitários. 5.4 Incentivar e propiciar a inclusão de atividades físicas e culturais em instituições de longa permanência e no atendimento ao idoso em meio aberto.

14 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 5 ESPORTE, CULTURA, LAZER E MEIO AMBIENTE ESPORTE, CULTURA, LAZER E MEIO AMBIENTE 6.1 Caminhadas ecológicas, turismo cultural, ginástica, oficinas de reciclagem de materiais, artes plásticas, canto coral, bio – danças, teatro, palestras, vídeos, atividades de plantio, formação de agentes de educação ambiental. 6.2 Salas de recreação com jogos, filmes, vídeos e outros materiais com a finalidade de propiciar aos idosos momentos de lazer e de aprendizagem, discutindo modalidades de ampliação destas atividades.

15 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 6 DIREITOS DOS IDOSOS DIREITOS DOS IDOSOS 7.1 Integração dos servidores e participação dos idosos em ações com foco na temática cidadania e direitos, através de atividades comunitárias, visitas a serviços de segurança e proteção de idosos, esclarecimentos sobre os direitos das pessoas, ouvidoria, tipos de abusos e maus tratos a idosos. 7.2 Palestras para o idoso e para famílias sobre temas de interesse dos idosos, tais como: o papel do Procon, a lei da defesa dos usuários dos serviços públicos, o Conselho Estadual do Idoso, a violência, etc Cursos de formação para funcionários para a função de Ouvidoria e instalação de plantão social articulado com a Delegacia de Polícia do bairro. 7.4 Criação de Fórum permanente das instituições de atendimento ao idoso na região.

16 NÚCLEO DE INTEGRAÇÃO – 7 CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 8.1 Organização de formas de qualificação e reciclagem de funcionários, médicos, voluntários e outros, envolvidos no Centro, no que se refere às particularidades do processo de envelhecimento, através de parcerias com universidades e outras entidades. 8.2 Atendimento a demandas específicas de treinamento do Centro ou comunidade. 8.3 Intercâmbio de conhecimentos de idosos, técnicos, funcionários e voluntários em instituições de longa permanência e outras de atendimento em meio aberto, abordando o processo de envelhecimento.

17 Atividades do Centro de Convivência

18 CRI – Centro de Convivência Proporcionando envelhecimento saudável Educação Física

19 Aulas de Canto e Violão

20 Trabalhos Manuais


Carregar ppt "Promovendo Envelhecimento Saudável CENTRO DE REFERÊNCIA DO IDOSO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google