A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia da Pesquisa Científica Evandro Brandão Barbosa Curso de Pós-Graduação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia da Pesquisa Científica Evandro Brandão Barbosa Curso de Pós-Graduação."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia da Pesquisa Científica Evandro Brandão Barbosa Curso de Pós-Graduação de Gestão de Pessoas Material atualizado do original de autoria da professora Claudia Brandelero Rizzi

2 O que é Gestão de Pessoas? Arte de gerir pessoas durante as relações funcionais no ambiente de Trabalho. Administração de equipes para atingir objetivos. Desenvolvimento de estratégias para incentivar pessoas a realizarem atividades socialmente produtivas. Administração das relações entre as pessoas e a organização onde trabalham.

3 O que é preciso para gerir Pessoas? Saber relacionar-se com pessoas. Ter educação de humanidades. Conhecer os objetivos da gestão de pessoas

4 Por que estudar em um Curso de Gestão de Pessoas? Porque a Gestão de Pessoas assume um papel cada vez mais relevante na sociedade atual. Porque a captação, mobilização, capacitação e manutenção da força de trabalho passa a ser cada vez mais estratégica para que as organizações consigam atingir seus objetivos. Porque é necessário aprender técnicas de gestão, legislações atualizadas e estratégias de relacionamento. Porque é preciso aprender a conhecer como as pessoas se relacionam com os interesses das empresas.

5 Por que estudar em um Curso de Gestão de Pessoas? Porque a Gestão de Pessoas assume um papel cada vez mais relevante na sociedade atual. Porque a captação, mobilização, capacitação e manutenção da força de trabalho passa a ser cada vez mais estratégica para que as organizações consigam atingir seus objetivos.. Porque é necessário aprender técnicas de gestão, legislações atualizadas e estratégias de relacionamento.

6 Por que Metodologia da Pesquisa Científica em um Curso de Gestão de Pessoas? Porque é uma exigência dos Programas dos Cursos de Pós-Graduação. Porque a realização de pesquisas faz parte das práticas profissionais de todas as áreas de conhecimento humano. Porque as pesquisas científicas utilizam-se de métodos para a sua consecução.

7 Metodologia da Pesquisa Científica Evandro Brandão Barbosa Curso de Pós-Graduação de Gestão de Pessoas

8 Ementa da Disciplina Parte I: Definição de Ciência e produção do conhecimento científico ; Parte II: Conceitos, classificação, tipos e etapas da Pesquisa Científica ; Parte III: Técnicas de Pesquisa. Projeto de Pesquisa e planejamento: etapas à elaboração de projetos ; Parte IV: Estudo das normas da ABNT para a elaboração e divulgação de trabalho técnico-científico ; Parte V: Elaboração e apresentação de um projeto de pesquisa.

9 Referências BASTOS, Lília da Rocha et. ali. Manual para Elaboração de Projetos e Relatórios. 5 ed. RJ: LTC - Livros Técnicos, BIANCHI, Ana Cecília de Moraes et ali. Manual de Orientação de Estágio Supervisionado. São Paulo: Pioneira, GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia Científica. 4. ed. São Paulo: Atlas, ROESCH, Sylvia Maria A. Projetos de Estágio e de Pesquisa em Administração. 3. ed. São Paulo: Atlas, VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de Pesquisa em Administração. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

10 Objetivos Incentivar o desenvolvimento de habilidades e competências para a elaboração de projetos de pesquisa e pesquisa científica; Compreender a importância dos métodos de pesquisa científica.

11 Material de apoio Repositórios:

12 Programação das aulas 17/10: Definição de Ciência e produção do conhecimento científico. 17/10: Conceitos, classificação, tipos e etapas da Pesquisa Científica. 24/10: Técnicas de Pesquisa. Projeto de Pesquisa e planejamento: etapas da elaboração de projetos. 24/10: Prática de elaboração de projeto de pesquisa científica.

13 Conceitos Iniciais PESQUISA Indagação ou busca minuciosa da realidade. Informar-se a respeito de... Buscar com diligência; indagar, inquirir, investigar.

14 Conceitos Iniciais PESQUISA CIENTÍFICA Atividade voltada para a solução de problemas através do emprego de métodos ou processos científicos.

15 Conceitos Iniciais O OBJETIVO DA PESQUISA CIENTÍFICA A pesquisa cientifica visa contribuir para a evolução do conhecimento humano em todos os setores, sendo sistematicamente planejada e executada segundo rigorosos critérios de processamento das informações.

16 Conceitos Iniciais QUANDO SE TRATA DE PESQUISA CIENTÍFICA Será chamada pesquisa científica se sua realização for objeto de investigação planejada, desenvolvida e redigida conforme normas metodológicas consagradas pela ciência.

17 Conceitos Iniciais TRABALHOS COM PESQUISA CIENTÍFICA Os trabalhos de graduação e de pós- graduação, para serem considerados pesquisas científicas, devem produzir ciência, ou dela derivar, ou acompanhar seu modelo de tratamento. (Nilce/UFPR) A questão da delimitação do problema A questão do método

18 A diferença entre os trabalhos dos cientistas e o dos estudantes universitários não deveria residir no método, mas nos propósitos. Os cientistas já estão trabalhando com o intuito de promover o avanço da ciência para a Humanidade; os estudantes ainda estão trabalhando para o crescimento de sua ciência. Ambos, porém, devem trabalhar cientificamente. Trab.Científico – Alunos / Cientistas

19 Os estudantes trabalham cientificamente quando realizam pesquisas dentro dos princípios estabelecidos pela metodologia científica, quando adquirem a capacidade não só de conhecer as conclusões que lhes foram transmitidas, mas se habilitam a reconstituir, a refazer as diversas etapas do caminho percorrido pelos cientistas (SANTOS, 1999, pág. 47) Trab.Científico – Alunos / Cientistas

20 Conceitos Iniciais A QUESTÃO DO MÉTODO Para que um conhecimento possa ser considerado científico, torna-se necessário um conjunto de operações mentais e técnicas que possibilitam a verificação do processo de obtenção.

21 Conceitos Iniciais MÉTODO Seqüência lógica de procedimentos que se deve seguir para a consecução de um objetivo.

22 Conceitos Iniciais MÉTODO CIENTÍFICO Conjunto de procedimentos aceitos e validados por determinada comunidade científica que irá assegurar a qualidade e a fidedignidade do conhecimento gerado.

23 Conceitos Iniciais A ESCOLHA DOS MÉTODOS DA CIÊNCIA A escolha do método depende do objetivo da pesquisa, do objeto e do problema estudado; não existe um método único aplicável a qualquer tipo de pesquisa.

24 Conceitos Iniciais É ASSIM QUE SE FAZ CIÊNCIA CIÊNCIA É: Conjunto organizado de conhecimentos relativos a um determinado objeto, especialmente os obtidos mediante a observação, a experiência dos fatos e um método próprio;... E é evolutiva!.

25 Conceitos Iniciais CLASSIFICAÇÕES QUANTO AOS MÉTODOS métodos de abordagem: consistem na forma como os raciocínios resultantes da pesquisa são encaminhados: ex.: indutivo, dedutivo, hipotético-dedutivo, dialético etc.; métodos de procedimento: correspondem às etapas mais concretas da investigação, com finalidade mais restrita e menos abstrata: ex.: histórico, comparativo, estatístico, estruturalista etc.;

26 Tipos de Pesquisa As pesquisas podem ser classificadas segundo diversos critérios, como por exemplo, quanto: A finalidade; A natureza; Os objetivos; Ao objeto; Os procedimentos técnicos; A forma de abordagem.

27 Síntese dos Tipos de Pesquisa –Finalidade Pesquisa pura Pesquisa aplicada –À natureza Trabalho científico original Resumo de assunto –Aos objetivos Pesquisa exploratória Pesquisa descritiva Pesquisa explicativa –Ao objeto Pesquisa bibliográfica Pesquisa de laboratório Pesquisa de campo –Aos procedimentos técnicos Pesquisa bibliográfica Pesquisa documental Pesquisa experimental Levantamento Estudo de caso Pesquisa-ação Pesquisa participante –À forma de abordagem Pesquisa quantitativa Pesquisa qualitativa

28 Quanto às Finalidades Pesquisa pura (básica): satisfação do desejo de adquirir conhecimentos, sem que haja uma aplicação prática prevista Pesquisa aplicada: os conhecimentos adquiridos são utilizados para aplicação prática voltados para a solução de problemas concretos da vida moderna.

29 Quanto à Natureza Trabalho científico original: pesquisa realizada pela primeira vez e que contribui para a evolução do conhecimento da ciência. Resumo de assunto: dispensa a originalidade. Fundamenta-se em trabalhos mais avançados, publicados por autoridades no assunto e que não se limita à simples cópia de idéias. A análise e interpretação dos fatos e idéias, a utilização de metodologia adequada, bem como o enfoque do tema de um ponto de vista original são qualidades necessárias.

30 Quanto aos Objetivos Quanto aos objetivos a pesquisa pode ser: Pesquisa exploratória; Pesquisa descritiva; Pesquisa explicativa.

31 Quanto ao Objetivo Pesquisa exploratória: constitui o primeiro passo de todo trabalho científico. Visa, sobretudo quando é bibliográfica, proporcionar maiores informações sobre determinado assunto, facilitar a delimitação de um tema de trabalho, definir objetivos ou formular as hipóteses de uma pesquisa ou descobrir novo tipo de enfoque para o trabalho que se tem em mente.

32 Quanto ao Objetivo Pesquisa descritiva: os fatos são observados, registrados, analisados, classificados e interpretados sem que o pesquisador neles interfira. Incluem-se aqui a maioria das pesquisas desenvolvidas nas Ciências Humanas e Sociais, as pesquisas de opinião, as mercadológicas, os levantamentos socioeconômicos e psicossociais.

33 Quanto ao Objetivo Pesquisa explicativa: mais complexa pois, além de registrar, analisar e interpretar os fenômenos estudados, procura identificar seus fatores determinantes, ou seja, suas causas. A maioria destas pesquisas utiliza o método experimental, o qual é caracterizado pela manipulação e controle das variáveis, com o objetivo de identificar qual a variável independente que determina a causa da variável dependente ou do fenômeno em estudo.

34 Quanto ao Objeto Principalmente referente ao ambiente onde são realizadas as pesquisas. Pode ser: Bibliográfica; De laboratório; De campo.

35 Quanto ao Objeto Bibliográfica: pode ser um trabalho independente ou uma etapa inicial de uma pesquisa. De laboratório: o pesquisador tem condições de provocar, produzir e reproduzir fenômenos, em condições de controle. De campo: A coleta de dados é efetuada em campo, onde ocorrem espontaneamente os fenômenos. É desenvolvida principalmente nas Ciências Sociais.

36 Quanto aos Procedimentos Técnicos Referente aos procedimentos pode ser: Pesquisa bibliográfica; Pesquisa documental; Pesquisa experimental; Levantamento; Estudo de caso; Pesquisa-ação; Pesquisa (observação) participante.

37 Quanto aos Procedimentos Técnicos Pesquisa bibliográfica: é aquela que utiliza material escrito / gravado, mecânica ou eletronicamente. São consideradas fontes bibliográficas os livros, as publicações periódicas, fitas gravadas de áudio e vídeo, páginas de web sites, relatórios de simpósios / seminários, anais de congressos etc.

38 Quanto aos Procedimentos Técnicos Pesquisa documental: utiliza fontes de informação que ainda não receberam organização, tratamento analítico e publicação. Exemplos: obras originais de qualquer natureza, documentos arquivados em repartições públicas, associações, igrejas, hospitais, sindicatos, fotografias, correspondência pessoal ou comercial etc.

39 Quanto aos Procedimentos Técnicos Pesquisa experimental: quando um fato ou fenômeno da realidade é reproduzido de forma controlada, com o objetivo de descobrir os fatores que o produzem ou que por ele são produzidos. São geralmente feitos por amostragem, onde se considera que os resultados válidos para uma amostra (ou conjunto de amostras) serão, por indução, válidos também para o universo.

40 Quanto aos Procedimentos Técnicos Levantamento (pesquisa de opinião): é aquela que busca informação diretamente com um grupo de interesse a respeito dos dados que se deseja obter, utilizando questionários, formulários ou entrevistas. Os dados são tabulados e analisados estatisticamente.

41 Quanto aos Procedimentos Técnicos Estudo de caso: quando se deseja estudar com profundidade os diversos aspectos característicos de um determinado objeto de pesquisa restrito.

42 Quanto aos Procedimentos Técnicos Pesquisa-ação: quando os pesquisadores e os participantes envolvem-se no trabalho de pesquisa de modo participativo ou cooperativo, interagindo em função de um resultado esperado.

43 Quanto aos Procedimentos Técnicos Pesquisa (observação) participante: ocorre por meio do contato direto do pesquisador com o fenômeno observado para se obter informações sobre a realidade dos atores sociais em seus próprios contextos.

44 Quanto a Forma de Abordagem Pesquisa quantitativa: Envolve a coleta sistemática de informação, mediante condições controladas e procedimentos estatísticos. Busca a quantificação, utilizando procedimentos estruturados e instrumentos formais para a coleta de informações; Busca estabelecer relações de causa e efeito.

45 Quanto a Forma de Abordagem Pesquisa qualitativa: Envolve a coleta e análise sistemática de materiais narrativos mais subjetivos; Trabalha com realidades não quantificáveis, não utilizando instrumentos formais e estruturados, podendo usar roteiros e perguntas abertas na coleta de informações; É globalizante, procurando captar a situação ou o fenômeno em toda a sua extensão.

46 problema objetivo + justificativa resultados + discussão + conclusão metodologia solução (ou não) do problema

47 Metodologia da Pesquisa Científica Parte III Retomada sobre a escrita do texto

48 Refletindo Sobre a Arte de Escrever Uma das tarefas mais difíceis é escrever. A pessoa que escreve bem, o faz a partir de um trabalho intelectual construído ao longo de muitos anos.

49 Dicas Gerais Submeter seu trabalho para outros revisarem. Ter e usar um bom dicionário (hábito). Manter a escrita impessoal, na terceira pessoa. Não é permitido Gírias ironias, brincadeiras, e referências pessoais ao leitor são inadmissíveis. Não ficar trocando entre passado e presente. Grafar palavras estrangeiras em itálico.

50 Dicas Gerais Quando uma sigla aparece pela primeira vez, deve-se colocar seu significado entre parênteses. Figuras e tabelas devem ser mencionadas no texto. Manter sempre uma cópia (backup) atual do seu texto. Revisar o texto várias vezes.

51 Dicas Gerais Equilíbrio ou norma de Occan Occan era um filósofo inglês do século XIV; Você deve colocar o estritamente suficiente, nem mais, nem menos, em qualquer coisa que você vai fazer. Não encher lingüiça! Não ser árido!

52 Dicas Sobre o Texto Título Deve espelhar o foco/conteúdo essencial do texto. Deve ser objetivo, pertinente, interessante.

53 Dicas Sobre o Texto Resumo Deve proporcionar aos leitores informações suficientes que permitam julgar se é conveniente fazer uma leitura aprofundada do texto. Deve estar em consonância com o título.

54 Dicas Sobre o Texto Resumo (Clovis Torres Fernandes) Escreva o resumo em quatro sentenças: Primeiro: declare o problema. Segundo: porque o problema é um problema. Terceiro: escreva a frase que capture a essência da sua solução ou contribuição (aquela frase que capture o interesse). Quarto: declare a explicação como seqüência da terceira declaração.

55 Dicas Sobre o Texto Resumo (Clovis Torres Fernandes) Exemplo: O problema: A taxa de rejeição de artigos de OO está próxima de 90%. Porque o problema é um problema: A maioria dos artigos não são rejeitados por falta de boas idéias, mas porque eles estão mal estruturados Essência: Seguindo quatro passos simples ao escrever um artigo irá aumentar dramaticamente a sua chance de aceitação Explicação: Se cada autor seguisse esses passos, a quantidade de comunicações na comunidade OO aumentaria.

56 Dicas Sobre o Texto Introdução Umberto Ecco recomenda iniciar pela introdução. Concluída a introdução, depois é mais fácil revisá-la em conjunto com a conclusão. Síntese do projeto: Visão geral do tema; Objetivo(s); Justificativas/motivação; Métodos; Apresentação geral do texto.

57 Dicas Sobre o Texto Segunda seção (depois da introdução) Descrever, em detalhes, o problema a ser resolvido. Explicitar o porquê do problema e porque é importante resolvê-lo; Apresentar os conceitos.

58 Dicas Sobre o Texto Terceira seção Descrever a sua solução para o problema. Descrever o que foi feito para resolver aquele problema: Estudo de caso, protocolo criado, teorema provado, software desenvolvido... Mostrar que a solução resolve o problema, e como isso foi validado.

59 Dicas Sobre o Texto Quarta seção Enfatizar a contribuição do seu trabalho: o que o diferencia do trabalho de outros: Eu fiz isso em relação ao que os outros fizeram Evidenciar a contribuição, aquilo que vai dar valor ao trabalho.

60 Dicas Sobre o Texto Conclusão Dizer se resolveu o problema, se resolveu parcialmente, que dificuldades surgiram, que limitações que ficaram pendentes... Na conclusão se faz a ligação com a introdução. É o momento de amarrar todo o trabalho.

61 Dicas Sobre o Texto Referências Sempre considerar os clássicos. Se possível, incluir referências do mesmo ano ou do ano anterior. Todas as obras listadas nas referências devem ser mencionadas no texto, e vice-versa.

62 Metodologia da Pesquisa Científica Parte IV Dinâmica com os projetos

63 Dinâmica com projetos Analisar o projeto do colega e responder com sugestões de melhorias: 1.Trata-se de um trabalho científico? 2.O trabalho permite realizar análise e interpretação de fatos e idéias? 3.Permite abordar o tema de um ponto de vista original? 4.A linguagem é clara e correta? 5.A leitura do texto flui com tranqüilidade?

64 Metodologia da Pesquisa Científica Parte V Sobre normas da ABNT

65 Normas da ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT Fundada em 1940, a ABNT é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. Link:

66 Normas da ABNT Comentários a respeito das seguintes normas: NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos. NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentos. NBR 6023: Informação e documentação – referências – elaboração.

67 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos Estabelece os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros) visando sua apresentação à uma instituição (banca, comissão examinadora). Define que a estrutura um trabalho acadêmico compreende elementos pré- textuais, textuais e pós-textuais.

68 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos Elementos Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (opcional) Folha de rosto (obrigatório) Errata (opcional) Folha de apr ovação (obrigatório) Dedicatória(s) (opcional) Agradecimento(s) (opcional) Epígrafe (opcional)

69 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos Elementos Pré-textuais Resumo na língua vernácula (obrigatório) Resumo em língua estrangeira (obrigatório) Lista de ilustrações (opcional) Lista de tabelas (opcional) Lista de abreviaturas e siglas (opcional) Lista de símbolos (opcional) Sumário (obrigatório)

70 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos Elementos Textuais Introdução Desenvolvimento Conclusão

71 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos Elementos Pós-textuais Referências (obrigatório) Glossário (opcional) Apêndice(s) (opcional) Anexo(s) (opcional) Índice(s) (opcional)

72 Normas da ABNT NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos. Exemplo: Capa: Elemento obrigatório, onde as informações são transcritas na seguinte ordem: a.nome da instituição (opcional); b.nome do autor; c.título; d.subtítulo, se houver; e.número de volumes; f.local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado; g.ano de depósito (da entrega).

73 Normas da ABNT Acessar link: NBR 14724:2002 – Apresentação de trabalhos acadêmicos.NBR 14724:2002

74 Normas da ABNT NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentos Especifica as características exigíveis para apresentação de citações em documentos.

75 Normas da ABNT NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentos Citação: Menção de uma informação extraída de outra fonte. Citação de citação: Citação direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original. Citação direta: Transcrição textual de parte da obra de um autor consultado. Citação indireta: Texto baseado na obra do autor consultado.

76 Normas da ABNT NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentos Notas de referência: Notas que indicam fontes consultadas ou remetem a outras partes da obra onde o assunto foi abordado. Notas de rodapé: Indicações, observações ou aditamentos ao texto feitos pelo autor, tradutor ou editor, podendo também, aparecer na margem esquerda ou direita da mancha gráfica. Notas explicativas: Notas usadas para comentários, esclarecimentos ou explanações, que não possam ser incluídos no texto.

77 Normas da ABNT NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentos. Exemplo: Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor devem ser em letras maiúsculas e minúsculas e, quando estiverem entre parênteses, devem ser em letras maiúsculas. Exemplos: A ironia seria assim uma forma implícita de heterogeneidade mostrada, conforme a classificação proposta por Authier-Reiriz (1982). Apesar das aparências, a desconstrução do logocentrismo não é uma psicanálise da filosofia [...] (DERRIDA, 1967, p. 293).

78 Normas da ABNT Acessar link NBR 10520:2002 – Apresentação de citações em documentosNBR 10520:2002

79 Normas da ABNT NBR 6023: Informação e documentação – referências. Elaboração: Estabelece os elementos a serem incluídos em referências. Fixa a ordem dos elementos das referências e estabelece convenções para transcrição e apresentação da informação originada do documento e/ou outras fontes de informação. Orienta a preparação e compilação de referências de material utilizado para a produção de documentos e para inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros.

80 Normas da ABNT NBR 6023: Informação e documentação – referências. Elaboração: Autor(es): Pessoa(s) física(s) responsável(eis) pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento. Autor(es) entidade(s): Instituição(ões), organização(ões), empresa(s), comitê(s), comissão(ões), evento(s), entre outros, responsável(eis) por publicações em que não se distingue autoria pessoal. Capítulo, seção ou parte: Divisão de um documento, numerado ou não. audiovisuais, sonoros, magnéticos e eletrônicos, entre outros.

81 Normas da ABNT NBR 6023: Informação e documentação – referências. Elaboração: Documento: Qualquer suporte que contenha informação registrada, formando uma unidade, que possa servir para consulta, estudo ou prova. Inclui impressos, manuscritos, registros audiovisuais, sonoros, magnéticos e eletrônicos, entre outros. Edição Editora

82 Normas da ABNT NBR 6023: Informação e documentação – referências. Elaboração: Monografia Publicação periódica Referência Separata Subtítulo Suplemento Título

83 Normas da ABNT NBR 6023: Informação e documentação – referências. Elaboração – Exemplo: Os elementos essenciais são: autor(es), título, edição, local, editora e data de publicação. Ex.: GOMES, L. G. F. F. Novela e sociedade no Brasil. Niterói: EdUFF, ALVES, Castro. Navio negreiro. [S.l.]: Virtual Books, Disponível em:. Acesso em: 10 jan. 2002, 16:30:30.

84 Normas da ABNT Acessar link NBR 6023: Informação e documentação – referências – elaboração.NBR 6023:2002

85 Normas da ABNT: Comentários É tradicional cada instituição produzir uma síntese dessas normas e definir seus padrões. Facilidade dos templates. Referências rápidas, por exemplo, algumas citadas na página da disciplina.

86 Metodologia da Pesquisa Científica Parte VI Dinâmica com o artigo

87 Especialização – Regras Critérios a serem utilizados pelo orientador para a liberação do artigo para publicação: Os conceitos apresentados estão corretos? O trabalho permite realizar análise e interpretação de fatos e idéias? Aborda o tema de um ponto de vista original do aluno? A linguagem é clara e correta? A leitura do texto flui com tranqüilidade? As referências são adequadas, relevantes e atuais?

88 Referências ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 5 ed. São Paulo: Atlas, BASTOS, Cleverson; KELLER, Vicente. Aprendendo a Aprender – Introdução à Metodologia Científica. 16 ed. Rio de Janeiro: Ed. Vozes, MÁTTAR NETO, J.A. Metodologia Científica na Era da Informática. São Paulo: Saraiva, MEDEIROS, F. A. S. Metodologia do Trabalho Científico. Manaus: Cesf, Apostila. RUIZ, João Álvaro. Metodologia científica: guia para eficiência de estudos. 3 ed. São Paulo: Atlas, SILVA, E. L. da; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3 ed. Florianópolis: Laboratório de Ensino à Distância da UFSC, 2001.

89 Referências Material didático de Nance Beyer Nardi da UFRGS; Material didático de Thais Castro; Material didático de Elaine Harada e Tayana Conte do DCC/UFAM; Material didático de Sônia Haracemiv; Transcrição da palestra Como Escrever um Artigo Científico do Prof. Dr. Clovis Torres Fernandes; A Arte de Escrever Artigos Científicos de Mirella M. Moro. Disponível em: Sites e artigos específicos. REIC – SBC. Disponível em: 8


Carregar ppt "Metodologia da Pesquisa Científica Evandro Brandão Barbosa Curso de Pós-Graduação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google