A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vera Vargas, 2011 QUARTA À OITAVA SEMANA, DESENVOLVIMENTO DOS TECIDOS, ÓRGÃOS E FORMA DO CORPO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vera Vargas, 2011 QUARTA À OITAVA SEMANA, DESENVOLVIMENTO DOS TECIDOS, ÓRGÃOS E FORMA DO CORPO."— Transcrição da apresentação:

1 Vera Vargas, 2011 QUARTA À OITAVA SEMANA, DESENVOLVIMENTO DOS TECIDOS, ÓRGÃOS E FORMA DO CORPO

2 principais órgãos e sistemas Nestas cinco semanas formam-se os principais órgãos e sistemas do corpo, ainda com funções mínimas, o embrião passa a ter aparência humana.

3 DOBRAMENTO DO EMBRIÃO disco embrionário trilaminar,O disco embrionário trilaminar, se torna cilíndrico longitudinalA velocidade de crescimento longitudinal é mais rápido do crescimento lateral, isto provoca o dobramento do disco cefálicas e caudal, e das lateraisOs dobramentos das extremidades cefálicas e caudal, e das laterais ocorrem simultaneamente

4 DOBRAMENTO DO EMBRIÃO NO PLANO MEDIANO Prega Cefálico e Prega caudal Encéfalo Âmnio Membrana orofaríngea Saco vitelino Área cardiogênica Membrana cloacal Pedículo do embrião

5 DOBRAMENTO DO EMBRIÃO NO PLANO MEDIANO Prega Cefálico O rápido crescimento longitudinal do sistema nervoso central provoca o dobramento cefalocaudal intestino anterior faringe primitiva e seus derivadosDurante o dobramento parte do saco vitelino é incorporado pelo embrião e torna-se intestino anterior que será a faringe primitiva e seus derivados

6 Prega Cefálico Intestino Anterior 1.Cavidade oral: faringe, glândulas salivares 2.Sistema respiratório inferior: laringe; traquéia; brônquios e pulmões 3.Esôfago e estomago 4.Duodeno 5.Fígado, pâncreas e aparelho biliar Intestino Anterior

7 DOBRAMENTO DO EMBRIÃO NO PLANO MEDIANO Prega Caudal

8 DOBRAMENTO DO EMBRIÃO NO PLANO MEDIANO Prega Caudal O dobramento da extremidade caudal resulta do crescimento da medula espinhal intestino posterior primórdio do intestino grossoDurante o dobramento parte do saco vitelino é incorporado pelo embrião e torna-se intestino posterior que será o primórdio do intestino grosso Intestino Posterior

9 Prega Caudal Intestino Posterior 1.Cólon ascendente, parte do cólon transverso, reto e porção superior do canal anal 2.Epitélio da bexiga urinária e maior parte da uretra 3.Sistema respiratório inferior: laringe; traquéia; brônquios e pulmões Intestino Posterior

10 Dobramento do embrião no plano horizontal O dobramento lateral produz pregas laterais direita e esquerda intestino médio primórdio do intestino delgadoCom a formação das pregas laterais forma o intestino médio que será o primórdio do intestino delgado notocorda crista neural somato- pleura saco vitelino

11 Intestino médio Intestino delgado com parte do duodeno, cólon ascendente, ceco, apêndice e parte do cólon transverso. Intestino médio celoma intra- embrionário saco vitelino celoma extra- embrionário

12 Dobramento do embrião Cordão umbilical parede abdominal lateral e ventral cordão umbilical

13

14 As três camadas germinativas

15 ECTODERMAECTODERMA Sistema Nervoso Central –Encéfalo –Medula espinhal Sistema Nervoso Periférico Epitélio Sensorial do olho, ouvido e nariz Tecido epitelial –Epiderme e seus apêndices como unhas e pêlos Glândulas mamárias Glândula endócrina - Hipófise Esmalte dos dentes

16 ECTODERMAECTODERMA As células da crista neural, que são derivadas do neuroectoderma darão origem aAs células da crista neural, que são derivadas do neuroectoderma darão origem a: –Células dos gânglios autônomos, espinhais e cranianos (V, VII, IX e X) –Células que revestem o sistema nervoso periférico –Células pigmentares da derme –Medula da supra-renal –Meninges que revestem o encéfalo e a medula

17 MESODERMAMESODERMA Tecido conjuntivoTecido conjuntivo –Cartilagem –Osso –Sangue, vasos e células linfáticas Tecido MuscularTecido Muscular –Músculo estriado e liso –Coração

18 MESODERMAMESODERMA Rins Ovários, testículos e ductos genitais Membranas serosas das cavidades pericárdica, pleural e peritoneal Baço Córtex da glândula adrenal

19 ENDODERMA Revestimento epitelial dos tratos gastrintestinal e respiratório Glândula tireóide e paratireóide Timo Fígado Pâncreas Revestimento epitelial da bexiga urinária e parte da uretra Revestimento da cavidade timpânica, antro timpânico e canal auditivo

20 PRINCIPAIS ASPECTOS DA QUARTA À OITAVA SEMANA PRINCIPAIS ASPECTOS DA QUARTA À OITAVA SEMANA Comprimento real = 2 cm

21 4 a SEMANA encéfalo produz uma saliência na cabeça placódios ópticos, futuros olhos neurosporos rostral já está fechado 3 a 5 mm

22 A flexão craniocaudal A flexão craniocaudal é provocada pelo desenvolvimento do SNC e do Âmnio A flexão lateral A flexão lateral é provocada pelo desenvolvimento dos somitos, âmnio e outros elementos da parede lateral Transformam o disco 2D (bidimensional) em um cilindro 3D (tridimensional)

23 4 a SEMANA Por volta do 24 o dia aparecem os arcos mandibulares e branquial arco mandibularO arco mandibular dará origem à maxila e mandíbula arcos branquiaisOs arcos branquiais darão origem a faringe primitiva (estomódio) e boca primitiva saliências articulares Arco mandibular e arco branquial

24 4 a SEMANA brotos dos membros superiores neurosporos rostral já está fechado Primórdios do ouvido

25 5 a SEMANA O crescimento da cabeça excede o de outras regiões do corpo O rosto toca a saliência cardíaca Desenvolve-se a placa das mãos e os primórdios dos dedos (raios digitais)

26 6 a SEMANA O cotovelo e o pulso tornam-se identificáveis O desenvolvimento dos membros inferiores O olho se torna mais evidente A cabeça é maior em relação ao corpo

27

28 7 a SEMANA Os membros passam por uma transformação considerável A cabeça está em posição mais ereta

29 8 a SEMANA A cauda desaparece no final da oitava semana Há um rápido crescimento e diferenciação dos órgãos e tecidos formados durante todo o período embrionário No final desta semana o embrião tem aparência humana

30

31 PERÍODO FETAL

32 Período fetal 9 semanas após a fertilizaçãoComeça 9 semanas após a fertilização (ou 11 semanas após a UMN) e termina com o nascimento rápido crescimento corporalCaracteriza-se por um rápido crescimento corporal e diferenciação dos órgãos e tecidos Há uma diminuição na velocidade de crescimento da cabeça em relação ao corpo

33 Período fetal No início da 20 a semana aparece o lanugo (primórdio do pêlo) e o cabelo

34 Período fetal Até a 30 a semana o feto tem aparência avermelhada e enrugada com pele fina Nas últimas seis a oito semanas forma a gordura, dando a aparência lisa e rechonchuda ao feto

35 Período fetal Nas 26 a à 36 a em geral sobrevivem O feto é menos vulnerável a efeito de Teratogênicos (drogas, vírus e radiação), mas ainda podem agir na função de alguns órgãos como cérebro e olhos

36

37


Carregar ppt "Vera Vargas, 2011 QUARTA À OITAVA SEMANA, DESENVOLVIMENTO DOS TECIDOS, ÓRGÃOS E FORMA DO CORPO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google