A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

P ROJETOS ELÉTRICOS Leonardo. PROJETOS ELÉTRICOS 1- Simbologia A simbologia é uma linguagem utilizada pelos profissionais para ser compreensível e clara.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "P ROJETOS ELÉTRICOS Leonardo. PROJETOS ELÉTRICOS 1- Simbologia A simbologia é uma linguagem utilizada pelos profissionais para ser compreensível e clara."— Transcrição da apresentação:

1 P ROJETOS ELÉTRICOS Leonardo

2 PROJETOS ELÉTRICOS 1- Simbologia A simbologia é uma linguagem utilizada pelos profissionais para ser compreensível e clara a interpretação do projeto para evitar erros futuros. A NBR5444:1989 estabelece a simbologia utilizada nos projetos elétricos

3 PROJETOS ELÉTRICOS

4

5

6

7

8

9 ESQUEMAS ELÉTRICOS TIPOS Multifilar Unifilar Funcional. Exemplos

10 PROJETOS ELÉTRICOS Etapas de Projetos Elétricos e Considerações Um projeto deve ser iniciado com avaliação do que pretende alcançar em termos de instalação elétrica. Desta forma, tornar-se necessário ter as informações básica da extensão do projeto a ser executado, para evitar erros futuros. Se as informações obtidas são insuficientes para se ter uma visão clara dos objetivos a serem alcançados, é necessário um anteprojeto para ser discutido com o solicitante e, a partir daí se definir os rumos a serem tomados.

11 PROJETOS ELÉTRICOS 1- Etapas de Projetos Elétricos e Considerações Para unidades residenciais, onde não se tem a especificação de cargas, é necessário adotar um procedimento de ESTIMATIVA DE CARGAS A NBR 5410 estabelece um procedimento de estimativa de cargas

12 PROJETOS ELÉTRICOS A partir da planta de arquitetura Avalia-se as diversas unidades em função das dimensões projetadas

13 PROJETOS ELÉTRICOS

14 ESTIMATIVA DE ILUMINAÇÃO Considera-se a área ( em m²) individual de cada unidade da edificação Ex. Sala com 3,25 x 3,05m 9,91 m² 9,91 100VA para 6m² (não considera 60VA, pois a sobra é menor que 4,0m²) 9,91 – 6,0 = 3,91m² < 4,0m²

15 E XERCÍCIOS Defina a potência (VA) de cada um dos ambientes abaixo de acordo com a NBR5410: a) Sala – 3,25 x 3,05 b) Copa – 3,10 x 3,05 c) Cozinha – 3,75 x 3,05 d) Dormitório 1 – 3,25 x 3,40 e) Dormitório 2 – 3,15 x 3,40 f) Banho – 1,90 x 2,30 g) Área de serviço – 1,75 x 3,40 h) Hall – 1,80 x 1,00

16 PROJETOS ELÉTRICOS

17 Estimativa da TUG Ex. Cozinha com 3,75 x 3,05m 11,43 m² de área e 13,60m de perímetro 13,60 = 3,5 + 3,5 + 3,5 + 3,1 = 4 tomadas (considera-se 01 tomada para 3,1 por ser fração do total ) Usa o perímetro (em m) individual de cada unidade da edificação

18 ESTIMATIVA - TUG

19 TUG Subsolos, garagens, varandas, halls e salas de equipamentos (casa de máquinas, bombas, etc.) No mínimo uma tomada de 1000VA A quantidade não está relacionada ao perímetro desses ambientes

20 PROJETOS ELÉTRICOS

21 A estimativa serve de apoio para se obter carga elétrica mínima a ser alimentada pelo projeto elétrico Para as cargas específicas, usa-se a TUE (Tomada de Uso Específico), na qual se conhece a potência do equipamento a ser alimentado temos: Ex. Chuveiro elétrico de 5600W em 220V

22 ESTIMATIVA DE CARGAS

23 PROJETOS ELÉTRICOS SIMBOLOGIA A simbologia pode ser adotada a partir de uma estrutura existente ou adotando-se uma simbologia própria do projetista Obs Obs. a simbologia adotada deve estar identificada no projeto

24 PROJETOS ELÉTRICOS Com uso da simbologia, e com uso do Auto CAD, plota-se (desenha) na prancha de desenho as cargas elétricas: Iluminação e TUG´s - ESTIMATIVA DE CARGAS TUE´s - POTÊNCIA DOS EQUIPAMENTOS Efetua-se a lançamento dos eletrodutos que permitirão a passagem de fiação ou seja, a alimentação das carga elétricas

25 PROJETOS ELÉTRICOS A NBR estabelece as seguintes seções mínimas de condutores de acordo com o tipo de circuito Deve-se separar os circuitos de iluminação dos circuitos de força (tomadas). Nota: A parir de 2010 todas tomadas deverão apresentar ponto de aterramento acessível

26 PROJETOS ELÉTRICOS O lançamento da fiação deve adotar padrões conhecidos de instalações, seguir simbologia adotada e seguir separação de circuitos independentes.

27 TABELA DE POTÊNCIA

28 CONSIDERAÇ ÕES Os circuitos terminais devem ser individualizados em função dos equipamentos de utilização que alimentam. Separa-se os circuitos terminais para iluminação e para tomada ; A carga de iluminação é em função da área de cada cômodo; TUE – Tomada de Uso Específico – circuitos independentes para cada equipamento com corrente nominal superior a 10A. Nas instalações alimentadas com duas ou três fases, as cargas devem ser distribuídas entre as fases de modo a obter-se o maior equilíbrio possível.

29 L IMITE DOS CIRCUITOS Nos circuitos de iluminação e TUG a potência pode ser limitada a VA para tensão 127V e 2.200VA para tensão 220V, exceto os circuitos exclusivos para TUE ; Porém nas TUG´s de: cozinhas, copas, copas-cozinhas, áreas de serviço, lavanderias e locais análogos - o limite pode chegar a 2.200VA (at é seis pontos de tomadas: 600VA + 600VA + 600VA + 100VA + 100VA + 100VA); Se forem previstos sete pontos de tomadas, a potência será de 600VA + 600VA + 100VA + 100VA + 100VA + 100VA + 100VA = 1700VA;

30 Exemplo – Divisão de Circuitos


Carregar ppt "P ROJETOS ELÉTRICOS Leonardo. PROJETOS ELÉTRICOS 1- Simbologia A simbologia é uma linguagem utilizada pelos profissionais para ser compreensível e clara."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google