A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Identificando requisitos Requisito: é uma característica do sistema.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Identificando requisitos Requisito: é uma característica do sistema."— Transcrição da apresentação:

1 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Identificando requisitos Requisito: é uma característica do sistema ou a descrição de algo que o sistema é capaz de realizar para atingir seus objetivos Três categorias de requisitos: requisitos que devem ser totalmente satisfeitos requisitos que são altamente desejáveis, mas não necessários requisitos que são possíveis, mas poderiam ser eliminados

2 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Documentos de requisitos Definição dos requisitos: listagem completa de tudo que o cliente espera que o sistema proposto faça Especificação dos requisitos: redefine os requisitos em termos técnicos apropriados para o desenvolvimento do projeto do sistema Gerência de configuração: correspondência direta entre os dois requisitos

3 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Gerência de configuração Conjunto de procedimentos que controlam os requisitos que definem o que o sistema deverá fazer os módulos de projeto gerados a partir dos requisitos o código do programa que implementa o projeto os testes que verificam a funcionalidade do sistema os documentos que descrevem o sistema

4 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Requisitos funcionais versus não- funcionais Funcional: descreve uma interação entre o sistema e seu ambiente Exemplos: o sistema dever ter comunicação com um sistema x externo Quais estados devem ser encontrados para uma mensagem ser enviada Não-funcional: descreve uma restrição do sistema que limita nossas opções para criar uma solução para o problema Exemplos: Contracheques distribuídos em não mais que quatro horas depois de os dados iniciais terem sido lidos Sistema limita o acesso a gerentes seniores

5 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Tipos de requisitos Ambiente físico Interfaces Usuários e fatores humanos Funcionalidade Documentação Dados Recursos Segurança Garantia de qualidade

6 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Características dos requerimentos Estão corretos? São consistentes? Estão completos? São realistas? Cada requisito descreve algo necessário ao cliente? Podem ser verificados? Podem ser rastreados?

7 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Descrições estáticas dos requerimentos Referência indireta Exemplo: k equações em n variáveis Relações de recorrência Exemplo: F(0) = 1; F(1) = 1; F(n + 1) = F(n) + F(n – 1) Definição axiomática Expressão como uma linguagem Exemplo: BNF

8 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4

9 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Abstração de dados

10 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Descrições dinâmicas Tabelas de decisão

11 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Descrições dinâmicas (2) Descrição funcional e tabelas de transição f(Si, Cj) = Sk

12 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Descrições dinâmicas (3) Tabelas de eventos Redes de Petri

13 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Abordagem orientada a objetos Cada entidade no sistema é um objeto. Um método ou uma operação é uma ação que pode ser realizada pelo objeto ou pode acontecer com o objeto Encapsulamento: maneira pela qual os métodos formam um limite de proteção em torno do objeto Hierarquias de classe de objetos estimulam a herança Polimorfismo: mesmo método para diferentes objetos, cada qual com diferentes comportamentos

14 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Notações de requisitos adicionais Técnicas hierárquicas diagramas de Warnier Diagramas de fluxo de dados Software Requirements Engineering Methodology SREM Structured Analysis and Design Technique SADT Z

15 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4

16 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Etapas da SREM

17 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Exemplo Z

18 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Prototipação de requisitos Protótipo descartável Protótipo evolutivo Protótipo rápido

19 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Documentação de requisitos Documento de definição de requisitos: o que o cliente gostaria de ver: propósito geral fundamentos e objetivos de desenvolvimento do sistema descrição da abordagem características detalhadas ambiente operacional Documento de especificação de requisitos: o que o desenvolvedor precisa saber

20 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Exemplo

21 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Participantes no processo de requisitos Monitores do contrato Clientes e usuários Gerentes de negócios Projetistas Testadores

22 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4

23 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4

24 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Revisão dos requisitos Rever metas e objetivos estabelecidos para o sistema Comparar requisitos metas o objetivos Descrever o ambiente operacional Examinar interfaces fluxo de informações funções Verificar omissões, imperfeições e inconsistências Documentar riscos Discutir sobre como o sistema será testado

25 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Escolhendo uma técnica de especificação de requisitos Aplicabilidade Possibilidade de implementação Testabilidade/simulação Avaliabilidade Manutenibilidade Modularidade Nível de abstração/expressividade Solidez Verificabilidade Segurança durante a execução Maturidade da ferramenta Imprecisão Curva de aprendizado Maturidade técnica Modelagem de dados Disciplina

26 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Exemplo de sistema de informação

27 Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Exemplo em tempo real


Carregar ppt "Prentice Hall Engenharia de Software: Teoria e Prática Shari Lawrence Pfleeger Capítulo 4 Identificando requisitos Requisito: é uma característica do sistema."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google