A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A SEMANA DE ARTE MODERNA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS ARQUITETURA E URBANISMO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A SEMANA DE ARTE MODERNA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS ARQUITETURA E URBANISMO."— Transcrição da apresentação:

1 A SEMANA DE ARTE MODERNA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS ARQUITETURA E URBANISMO

2 A SEMANA DE ARTE MODERNA DE TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO.

3 MOVIMENTO MODERNISTA Primeira fase do Modernism0: Influência de Oswald de Andrade com a visão do Futurismo, Canibalismo e Surrealismo; Antes de 1920 são realizadas duas exposições: Lasar de Segall – Artes não acadêmicas, e Anita Mafaltti – Quadros Expressionistas;

4 MOVIMENTO MODERNISTA Após as exposições de Segall e Malfatti, artistas inovadores começam a pensar em uma mostra coletiva para apresentar a nova arte;

5 OBEJTIVO DA SEMANA Quebra de paradigmas; Criação de uma arte culturalmente brasileira, fundida com as influências internacionais e que chocasse a burguesia; Atualizar culturalmente o Brasil para atingir a sua independência no plano das artes;

6 SEMANA DE ARTE DE 1922 O auge da divisão entre renovadores e conservadores foi atingido na Semana de Arte; Foi realizada nos dia 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922, em São Paulo;

7 SEMANA DE ARTE DE 1922 Cada dia de evento foi dedicado a um tipo de arte: 13 de fevereiro: Pintura e Escultura; 15 de fevereiro: Poesia e Literatura; 17 de fevereiro: Música;

8 OS ARTISTAS Literários e Poetas: Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Manuel Bandeira, Graça Aranha; Ronald de Carvalho, entre outros, explicava as novas teorias;

9 OS ARTISTAS Pintores: Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Vicente do Rego Monteiro, Goeldi;

10 OS ARTISTAS Escultoras: Victor Brecheret obteve grande destaque; Suas esculturas empolgavam a intelectualidade jovem; Influências européias sem deixar o traço nacionalista;

11 OS ARTISTAS Arquitetura: Antônio Garcia Moya, abusava da imaginação, e Georg Przyrembel, arquitetura eclética. Reveladores de uma nova linguagem inspirada nas correntes estéticas européias;

12 OS ARTISTAS Música: Destacaram-se Villa Lobos e a pianista Guiomar Novais; Yvonne Daumerie ficou com a dança;

13 ESTÉTICAS: CONSERVADORAS X RENOVADORAS A publicação de livros, revistas e manifestos divulgaram propostas e realizações modernistas; O evento revelou e intensificou o conflito entre antigo e novo, obrigando a revisão de conceitos tradicionais;

14 MOVIMENTOS MODERNISTAS Movimento Antropofágico: Liderado por Oswald de Andrade, o nome recuperava a crença indígena; Abaporu, Tarsila do Amaral

15 MOVIMENTOS MODERNISTAS Movimento Pau Brasil: Valorização de riquezas; Contraste da realidade e da cultura brasileira;

16 MOVIMENTOS MODERNISTAS Verde-Amarelismo, Grupo Anta: a favor de um nacionalismo ufanista; Inclinação para o nazifacismo; Idolatria do Tupi;

17 REFLEXOS DA SEMANA DE 22 Após ela, iniciou-se uma década de polêmicas, provocações, invenções, brigas estéticas; Segundo Mario de Andrade: os oito anos que se seguiram à "festa" do Teatro Municipal foram "a maior orgia intelectual que a história artística registra".

18 REFLEXOS DA SEMANA DE 22 A guerra ideológica fragmentou o movimento; Essa fragmentação possibilitou uma abordagem completamente diversificada da vida brasileira;

19 CONSIDERAÇÕES FINAIS Marco de fundamental importância para a arte nacional; Trouxe do exterior, principalmente da Europa, influências modernas objetivando renovar a arte brasileira, porém, sem esquecer raízes e costumes; Aboliu por completo a perfeição estética tão apreciada no Século XIX;

20 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BITTENCOURT, Circe. Dicionário de datas da história do Brasil. ed.contexto Semana de Arte Moderna, última visita: 11/11/09 17:25http://www.puccamp.br/centros/clc/jornalismo/projetosweb/2003/Semanade22/fim.htm A Revolução Estética, Última visita: 11/11/ 19:10 PINTO, Zélio Alves.Cadernos Paulistas, História e Personagens, ed.senac PROENÇA, Graça. História da Arte. 17ª edição. São Paulo: Editora Ática, Pitoresco. Semana de Arte Moderna.Disponível em:. Acesso em: 11/2009.www.pitoresco.com.br/art_data/semana/ Sua Pesquisa. Semana de Arte Moderna de 1922.Disponível em:. Acesso em: 11/2009.www.suapesquisa.com/artesliteratura/semana22/ História da Arte. Semana de Arte Moderna.Disponível em:. Acesso em: 11/2009.www.historiadaarte.com.br/semanade22.html Almanaque Folha UOL. Semana de Arte Moderna.Disponível em:. Acesso de: 11/2009.

21 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Educa Terra. A Semana de Arte Moderna.Disponível em:. Acesso em: 11/2009. Itaú Cultural. Revista Klaxon.Disponível em:. Acesso em: 11/2009.www.itaucultural.org.br/aplicExternas/enciclopedia_lit/index.cfm?fuseaction=vida_texto&cd_verbete=5116&cd_ite m=39 Brasil Escola. O Modernismo no Brasil.Disponível em:. Acesso em: 11/2009. Fontes das Imagens: Disponível em: Disponível em: c9y81I/AAAAAAAAABk/bzlNse20cq8/s320/Semana+de+Arte+Moderna.png

22 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Disponível em: Disponível em: Disponível em:


Carregar ppt "A SEMANA DE ARTE MODERNA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS ARQUITETURA E URBANISMO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google