A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Especificação de Software. Destina-se a estabelecer quais funções são requeridas pelo sistema e as restrições sobre a operação e o desenvolvimento do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Especificação de Software. Destina-se a estabelecer quais funções são requeridas pelo sistema e as restrições sobre a operação e o desenvolvimento do."— Transcrição da apresentação:

1 Especificação de Software

2 Destina-se a estabelecer quais funções são requeridas pelo sistema e as restrições sobre a operação e o desenvolvimento do sistema. Esta fase também é chamada de engenharia de requisitos: é um estágio particularmente importante do processo de software, uma vez que erros nesse estágio inevitavelmente produzem problemas posteriores no projeto e na implementação do sistema.

3 Processo de Engenharia de Requisitos

4 1. Estudo de viabilidade: é feita uma estimativa para verificar se as necessidades dos usuários que foram identificadas podem ser satisfeitas com a utilização das atuais tecnologias de hardware e software. O estudo decidirá se o software é viável, do ponto de vista comercial, e se poderá ser desenvolvido considerando as restrições orçamentárias.

5 Processo de Engenharia de Requisitos 2. Levantamento e An á lise de Requisito: este é o processo de obter requisitos do sistema pela observa ç ão de sistemas existentes, pela conversa com usu á rios e compradores em potencial e/ou pela an á lise de tarefas. Pode envolver o desenvolvimento de um ou mais diferentes modelos e prot ó tipos de sistemas.

6 Processo de Engenharia de Requisitos 3. Especifica ç ão de Requisitos: é a atividade de traduzir as informa ç ões coletadas durante a atividade de an á lise em um documento que defina um conjunto de requisitos. Podem ser abstratas (Requisitos dos usu á rios) ou especifica ç ões detalhadas ( Requisitos do Sistema).

7 Processo de Engenharia de Requisitos 4. Valida ç ão de Requisitos: essa atividade verifica os requisitos quanto a sua pertinência, consistência e integralidade. Durante esse processo, inevitavelmente são descobertos erros na documenta ç ão de requisitos. Os requisitos deve ser modificados, a fim de corrigir esses problemas.

8 Requisitos Requisitos Funcionais: são declara ç ões de fun ç ões que o sistema deve fornecer, como o sistema deve reagir a entradas espec í ficas e como deve se comportar em determinadas situa ç ões. Tamb é m podem explicitar o que um sistema não deve fazer.

9 Requisitos Requisitos Não Funcionais: são restri ç ões sobre os servi ç os ou as fun ç ões oferecidas pelo sistema. Entre eles destacam-se restri ç ões de tempo, restri ç ões sobre o processo de desenvolvimento, padrões, entre outros.

10 Requisitos

11 Requisitos de Dom í nio: são requisitos que se originam do dom í nio de aplica ç ão do sistema e que refletem caracter í sticas desse dom í nio. Podem ser funcionais ou não funcionais.

12 Requisitos Requisitos de Usu á rio: Os requisitos de usu á rio para um sistema devem descrever os requisitos funcionais e não funcionais de modo compreens í vel pelos usu á rios do sistema que não têm conhecimento t é cnico detalhados. Eles deve especificar somente o comportamento externo do sistema, evitando tanto quanto poss í vel as caracter í sticas do projeto de sistema.

13 Requisitos Requisitos de Usu á rio: Invente um formato-padrão e certifique-se de que todas as defini ç ões de requisitos estejam conforme este formato. Utilize a linguagem de modo consistente. Fa ç a uma distin ç ão entre requisitos obrigat ó rios ( deve ) e os desej á veis ( deveria, poderia ).

14 Requisitos Requisitos de Usu á rio: Utilize um destaque (negrito ou it á lico) para ressaltar partes importantes do requisitos. Evite, tanto quanto poss í vel, o uso de jargão e termos t é cnicos da inform á tica.

15 Requisitos Requisitos de Sistema São descri ç ões mais detalhadas dos requisitos do usu á rio. Eles podem servir como base para um contrato destinado à implementa ç ão de um sistema e, portanto, devem ser uma especifica ç ão completa e consistente de todo o sistema. Eles são utilizados pelos engenheiros de software como ponto de partida para o projeto de sistema.

16 Documento de Requisitos É a declara ç ão oficial do que é exigido dos desenvolvedores de sistema. Deve incluir os requisitos de usu á rio e uma especifica ç ão detalhada dos requisitos do sistema. Se houverem um grande n ú mero de requisitos, pode-se separar os requisitos mais detalhados do sistema em outro documento.

17 Documento de Requisitos Recomenda ç ões: Deve especificar somente o comportamento externo do sistema; Deve especificar as restri ç ões à implementa ç ão; Deve ser de f á cil modifica ç ão; Deve servir como referência para manuten ç ão do sistema; Deve registrar a estrat é gia sobre o ciclo de vida do sistema; Deve caracterizar resposta aceit á veis para eventos indesej á veis.

18 Documento de Requisitos Modelo IEEE/ANSI Introdu ç ão 1.1 Prop ó sito do documento de requisitos 1.2 Escopo do produto 1.3 Defini ç ões, acrônimos e abrevia ç ões 1.4 Referências 1.5 Visão geral do restante do documento

19 Documento de Requisitos Modelo IEEE/ANSI Descri ç ão Geral 2.3 Perspectivas do produto 2.2 Fun ç ões do Produto 2.3 Caracter í sticas do usu á rio 2.4 Restri ç ões gerais 2.5 Suposi ç ões e dependências 3. Requisitos espec í ficos 4. Apêndices 5. Í ndice

20 Atividade Fa ç am um levantamento de requisitos da Xerox. Analisem um sistema de n í vel operacional e gerencial para melhor administra ç ão de recursos e controle de vendas.


Carregar ppt "Especificação de Software. Destina-se a estabelecer quais funções são requeridas pelo sistema e as restrições sobre a operação e o desenvolvimento do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google