A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

2 2ª AULA: EGITO EGITO, UM PRESENTE DO NILO. EGITO, UM PRESENTE DO NILO? EGITO

3 A CIVILIZAÇÃO DO NILO Como ocorre até hoje, chovia pouco no vale do Nilo. O forte calor durante o dia, o frio à noite e o ar muito seco poderiam tornar impossível a vida agrícola.

4 O milagre da sobrevivência humana deveu-se às cheias do rio Nilo e ao esforço coletivo do povo que ali viveu.

5 Sem o rio Nilo o Egito seria? ( ) uma planície ( ) um lago ( ) um deserto Será que realmente o Egito é uma dádiva do Nilo?

6 As cheias regulares do rio Nilo, a abertura de canais de irrigação e a construção de reservatórios de água possibilitaram a vida no Egito.

7 Os egípcios acreditavam ter recebido dos deuses os conhecimentos e as técnicas da civilização. Sua religião era politeísta. Entre as inúmeras divindades estavam: Rá ou Amon-Rá, Hórus, Osíris, Ísis e Anúbis. Consideravam o faraó como a encarnação do deus Hórus.

8 Conhecemos muito sobre a vida do Egito Antigo graças às informações escritas em papiro e nas paredes de seus túmulos e monumentos. Escrita hieroglífica

9 O faraó era a autoridade máxima do Antigo Egito. Acreditava-se que ele era a encarnação do deus Hórus, filho do deus Osíris e protegido do deus Rá: um deus na Terra, o senhor de todos os homens e dono de todas as terras. O Estado egípcio era, portanto, uma monarquia teocrática.

10 Distribuição da sociedade egípcia

11 A maioria da população era composta pelos camponeses. Apesar de não possuírem nenhum prestígio social, o seu trabalho sustentava a sociedade egípcia e o poder do faraó. Não eram donos das terras e nem do que produziam: a sua produção pertencia ao faraó, aos sacerdotes e aos altos funcionários.

12 Os camponeses só ficavam com uma pequena parte dos produtos colhidos. Eram ainda convocados para prestar serviços ao Estado nas grandes construções e obras públicas.

13 Os ofícios e os cargos eram geralmente hereditários, o que tornava muito difícil a ascensão social. Apenas aqueles que pertenciam a elite tinham poder e riqueza.

14 O ofício de escriba dava prestígio e chance de ascensão social. O escriba estava livre do trabalho braçal e era muito bem recompensado com terras, mantimentos etc. O escriba era responsável pela contabilidade dos templos, dos palácios e das aldeias e registrava também os grandes acontecimentos do reino.

15 Todas as artes egípcias tinham finalidade religiosa. Para exaltar a divindade do faraó, foram construídas obras grandiosas. As pedras preciosas, a madeira e os artigos de luxo usados nas obras vinham de fora do Egito.

16 Os antigos egípcios acreditavam na vida após a morte. De acordo com sua crença, o morto era julgado pelos deuses no tribunal de Osíris. Se fosse absolvido, poderia renascer, desde que seu corpo estivesse conservado.

17 Para o renascer dos mortos os egípcios desenvolveram a prática da mumificação dos cadáveres. Após a mumificação o cadáver era guardado no túmulo junto com seus pertences pessoais. As pessoas comuns também podiam ser mumificadas desde que tivessem recursos para pagar o mumificador. MÚMIA DE UMA RAINHA EGIPCIA

18 Os médicos egípcios eram cuidadosos na observação dos pacientes, sabendo distinguir diversos males, como tétano, cólera, pneumonia, varíola e hanseníase. Curavam muitas doenças e ferimentos, graças a seus conhecimentos sobre ervas curativas, práticas de higiene e de alimentação sadia. Realizavam amputações e outras cirurgias, chegando a fazer operações cranianas.

19 Ao lado dos mortos das camadas privilegiadas era colocado o Livro dos Mortos, que ensinava as regras de comportamento na vida além-túmulo e diante de Osíris. A prática da mumificação contribuiu para o desenvolvimento da medicina.

20 Os faraós construíram para si e sua família túmulos magníficos, como as pirâmides, que levavam muitos anos para ficarem prontas. Mas também existiram outros tipos de túmulo, como os escavados em rochas.

21 Isis, Osiris, hórus e Set FIM


Carregar ppt "CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google