A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FILOGENIA HUMANA RECONHECENDO-NOS. Quem somos nós, os humanos? Quem somos nós, os humanos? Quem nunca se perguntou... Quem sou eu? De onde vim? Qual minha.

Cópias: 1
FILOGENIA HUMANA RECONHECENDO-NOS. Quem somos nós, os humanos? Quem somos nós, os humanos? Quem nunca se perguntou... Quem sou eu? De onde vim? Qual minha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FILOGENIA HUMANA RECONHECENDO-NOS. Quem somos nós, os humanos? Quem somos nós, os humanos? Quem nunca se perguntou... Quem sou eu? De onde vim? Qual minha."— Transcrição da apresentação:

1 FILOGENIA HUMANA RECONHECENDO-NOS

2 Quem somos nós, os humanos? Quem somos nós, os humanos? Quem nunca se perguntou... Quem sou eu? De onde vim? Qual minha posição na natureza? * São perguntas que devem ser feitas há uns 5 M.a.. * Em nossa sociedade ocidental predomina a resposta judaica (mesma de cristãos e muçulmanos) proposta no texto bíblico, no Gênesis.

3 O registro fóssil dos hominídeos O registro fóssil dos hominídeos

4 Surge o Himalaia Surge o Himalaia

5 Rift valley – O processo geológico que nos tornou o que somos hoje. Rift valley – O processo geológico que nos tornou o que somos hoje.

6 O registro fóssil dos hominídeos O registro fóssil dos hominídeos

7 Sahelanthropus tchadensis Sahelanthropus tchadensis Apelidado de Toumai (19 de julho de 2001). Apelidado de Toumai (19 de julho de 2001). Crânio pode ser o mais antigo da linhagem humana (± 8 M. A.). Crânio pode ser o mais antigo da linhagem humana (± 8 M. A.). Alguns pesquisadores dizem ser o crânio de uma fêmea de gorila com traços primitivos. Alguns pesquisadores dizem ser o crânio de uma fêmea de gorila com traços primitivos. Pode ser a representação de um "elo perdido" que separou a linhagem humana da linhagem dos chimpanzés.

8 Orrorin tugenensis Orrorin tugenensis Fósseis encontrados no Quênia (6 M. A.). Fósseis encontrados no Quênia (6 M. A.). Evidências anatômicas sugerem bipedalismo. Evidências anatômicas sugerem bipedalismo. Úmero direito indica habilidades de escalador, mas não de braquiação. Dentes mostram uma dieta parecida com a dos humanos modernos. Mesmo tamanho que o chimpanzé.

9 Ardipithecus ramidus Ardipithecus ramidus Foi desenterrado primeiramente em Aramis (Etiópia) no ano de Foi desenterrado primeiramente em Aramis (Etiópia) no ano de Possuía a capacidade craniana de 410 cm³. Possuía a capacidade craniana de 410 cm³. O aspecto de um metatarso encontrado sugere o bipedalismo. O aspecto de um metatarso encontrado sugere o bipedalismo. Caninos superiores em forma de diamante são muito mais parecidos aos humanos que os caninos em "v" dos chimpanzés. Caninos superiores em forma de diamante são muito mais parecidos aos humanos que os caninos em "v" dos chimpanzés. Provável antepassado do gênero Australopithecus. Possível descendente do Orrorin tugenensis.

10 Australopithecus anamensis Australopithecus anamensis Viveu no leste da África. Viveu no leste da África. Possuía um crânio pequeno porte. Possuía um crânio pequeno porte. O esmalte de seus dentes assemelha-se aos dos pongídeos atuais. O esmalte de seus dentes assemelha-se aos dos pongídeos atuais. Os fósseis têm sido datados entre 3,9 e 4,2 M. A.. Os fósseis têm sido datados entre 3,9 e 4,2 M. A.. O fóssil da tíbia indica um peso estimado entre 46 e 55 Kg. O fóssil da tíbia indica um peso estimado entre 46 e 55 Kg.

11 Australopithecus anamensis Australopithecus anamensis Seu fóssil apresenta características que corroboram a idéia de que essa espécie deu origem ao bipedalismo. Seu fóssil apresenta características que corroboram a idéia de que essa espécie deu origem ao bipedalismo.

12 Australopithecus africanus Australopithecus africanus Testa distinta e baixa. Testa distinta e baixa. Face larga. Face larga. Prognatismo acentuado. Prognatismo acentuado. Pré-molares bem desenvolvidos, caninos e incisivos grandes. Pré-molares bem desenvolvidos, caninos e incisivos grandes. Cerca de 1,50 m e peso entre 25 a 40 Kg. Cerca de 1,50 m e peso entre 25 a 40 Kg. Locomoção bípede e postura ereta. Locomoção bípede e postura ereta. Mãos liberadas para manuseio de utensílios. Mãos liberadas para manuseio de utensílios.

13 Habitavam ambientes secos. Habitavam ambientes secos. Alimentavam-se de carne e vegetais. Alimentavam-se de carne e vegetais. Usavam instrumentos feitos de pedra e osso. Usavam instrumentos feitos de pedra e osso. Desenvolvimento da cooperação, comunicação e inteligência. Desenvolvimento da cooperação, comunicação e inteligência. Australopithecus africanus Australopithecus africanus

14

15 Australopithecus robustus Australopithecus robustus 2 a 3 M. A.. 2 a 3 M. A.. Crânio robusto, sem qualquer vestígio de testa. Crânio robusto, sem qualquer vestígio de testa. Face larga e maciça. Face larga e maciça. Ossos malares e grandes e projetados pra frente. Ossos malares e grandes e projetados pra frente. Nariz chato e pequeno. Nariz chato e pequeno. Maxilar inferior forte. Maxilar inferior forte. Indivíduos musculosos e robustos. Indivíduos musculosos e robustos. 1,50 m e pesando entre 65 a 75 Kg. 1,50 m e pesando entre 65 a 75 Kg.

16 Apesar do bipedalismo possuíam o andar vagaroso. Apesar do bipedalismo possuíam o andar vagaroso. Viviam à beira de rios e lagos. Viviam à beira de rios e lagos. Australopithecus robustus Australopithecus robustus

17 Australopithecus boisei Australopithecus boisei Os fósseis datam de 3 M. A. a 540 mil anos. Os fósseis datam de 3 M. A. a 540 mil anos. Essa espécime estabeleceu a presença do gênero Australopithecus no continente africano. Essa espécime estabeleceu a presença do gênero Australopithecus no continente africano.

18 Australopithecus bahrelghazali Australopithecus bahrelghazali Encontrado em sedimentos que haviam se depositado em uma antiga floresta e não em campos abertos como os demais. Encontrado em sedimentos que haviam se depositado em uma antiga floresta e não em campos abertos como os demais. Provavelmente trata-se de uma tentativa evolucionária que não deu certo. Provavelmente trata-se de uma tentativa evolucionária que não deu certo.

19 Kenyanthropus platyops Kenyanthropus platyops Pode ser um ancestral que viveu há cerca de 3,2 milhões de anos atrás. Pode ser um ancestral que viveu há cerca de 3,2 milhões de anos atrás. Versão distorcida de um Australopithecus afarensis. Versão distorcida de um Australopithecus afarensis.

20

21 Australopithecus afarensis Australopithecus afarensis Até ao presente, foram já encontrados fragmentos desta espécie pertencentes a mais de 300 indivíduos, datados entre 4 e 2,7 M. A.. Hominídeo bípede de baixa estatura (1.2 a 1.5 de altura). Mãos e dentes similares aos dos humanos modernos. Foi desenterrado em Laetolil (Tanzânia) em Foi desenterrado em Laetolil (Tanzânia) em Fonte evolutiva das estirpes australopitecina e humana. Fonte evolutiva das estirpes australopitecina e humana. Já possuía um posicionamento perfeitamente bípede. Já possuía um posicionamento perfeitamente bípede.

22 Australopithecus afarensis Australopithecus afarensis Apesar da postura bípede os indivíduos desta espécie apresentavam braços longos. Apesar da postura bípede os indivíduos desta espécie apresentavam braços longos. A relação do úmero para com o fêmur é virtualmente igual ao de um Chimpanzé (95%). A relação do úmero para com o fêmur é virtualmente igual ao de um Chimpanzé (95%). Dimorfismo sexual em termos de tamanho de corpo é bastante pronunciado nesta espécie, com os machos aproximadamente duas vezes maiores que as fêmeas e consideravelmente mais alto.

23

24 Alguns hominídeos notáveis Alguns hominídeos notáveis Ardipithecus ramidus Ardipithecus ramidus Foi desenterrado em Aramis (Etiópia) em Foi desenterrado em Aramis (Etiópia) em Mais antigo ancestral de nossa linhagem. Mais antigo ancestral de nossa linhagem. * A 4.4 M.a. deixamos de ser simples macacos.

25 Australopithecus afarensis. Australopithecus afarensis. Foi desenterrado em Laetolil (Tanzânia) em Foi desenterrado em Laetolil (Tanzânia) em Fonte evolutiva das estirpes australopitecina e humana. Fonte evolutiva das estirpes australopitecina e humana. * Já possuía um posicionamento perfeitamente bípede.

26 Homo habilis. Homo habilis. Descoberto em diversas localidades (Quênia, Etiópia, Tanzânia e África do Sul). Descoberto em diversas localidades (Quênia, Etiópia, Tanzânia e África do Sul). Povoaram o planeta de 2,5 M.a. a 1,5 M.a.. Povoaram o planeta de 2,5 M.a. a 1,5 M.a.. * Deixaram uma cultura material (pebble choppers – Cultura Olduvaniana).

27 Cultura Olduvaniana Cultura Olduvaniana Primeiro registro de indústria humana que se sabe. Primeiro registro de indústria humana que se sabe. Antecedeu a Fase Cultural do Paleolítico. Antecedeu a Fase Cultural do Paleolítico. Toscos seixos de pequeno porte. Toscos seixos de pequeno porte. Artefatos usados em atividades diárias comuns. Artefatos usados em atividades diárias comuns.

28 Homo erectus. Homo erectus. Desbravador (Ásia, Europa e África). Desbravador (Ásia, Europa e África). Viveu de 1,8 M.a. a 250 mil anos. Viveu de 1,8 M.a. a 250 mil anos. Foi o primeiro a correr, caçar, produzir fogo e cozinhar alimentos. Foi o primeiro a correr, caçar, produzir fogo e cozinhar alimentos. * Cultura Acheulense.

29 Inovações tecnológicas Inovações tecnológicas Datados de 1,2 M. A. a 200 mil anos. Datados de 1,2 M. A. a 200 mil anos. Diferentes formas de acabamento. Diferentes formas de acabamento. Muito eficientes. Muito eficientes. Canivete suíço do Paleolítico Inferior. Canivete suíço do Paleolítico Inferior. Combinação ótima entre peso e bordas afiadas. Combinação ótima entre peso e bordas afiadas.

30 Homo neanderthalensis. Homo neanderthalensis. Habitou o planeta de 150 mil anos a 30 mil anos. Habitou o planeta de 150 mil anos a 30 mil anos. Adaptou-se à vida em regiões frias submetidas a temperaturas glaciais. Adaptou-se à vida em regiões frias submetidas a temperaturas glaciais. Alcançaram notáveis avanços culturais (Cultura Musteriense). Alcançaram notáveis avanços culturais (Cultura Musteriense). * Intrincados processos religiosos (sepultamento dos mortos).

31 Homo sapiens. Homo sapiens. Teoria da Eva Negra. Teoria da Eva Negra. Começamos a habitar o planeta a cerca de 130 mil anos. Começamos a habitar o planeta a cerca de 130 mil anos. Abandono da vida nômade e adoção de sedentarismo. Abandono da vida nômade e adoção de sedentarismo. * Considerável desenvolvimento encefálico.

32 Evolução anatômica Evolução anatômica

33 Rotas migratórias Rotas migratórias

34 Agressão, sexo e natureza humana Agressão, sexo e natureza humana

35 E quanto ao futuro? E quanto ao futuro?

36


Carregar ppt "FILOGENIA HUMANA RECONHECENDO-NOS. Quem somos nós, os humanos? Quem somos nós, os humanos? Quem nunca se perguntou... Quem sou eu? De onde vim? Qual minha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google