A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 PMBOK 4ª Edição I Introdução. 2 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 PMBOK 4ª Edição I Introdução. 2 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos."— Transcrição da apresentação:

1 1 PMBOK 4ª Edição I Introdução

2 2 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos

3 3/52 O que é o PMBOK ? ( Project Management Body of Knowledge ) Um guia que pretende reunir o conhecimento geral sobre metodologias de gerência de projetos; Apresenta melhores práticas geralmente aceitas conforme contribuintes de grupos de estudos formados em diversas entidades; Fornece uma referência para qualquer profissional interessado na profissão de Gerência de Projetos.

4 4/52 Capítulo 4, Gerenciamento de integração do projeto Define os processos e as atividades que integram os diversos elementos do gerenciamento de projetos. Desenvolver o termo de abertura do projeto; Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto; Orientar e gerenciar a execução do projeto; Monitorar e controlar o trabalho do projeto; Realizar o controle integrado de mudanças; Encerrar o projeto ou a fase.

5 5/52 Capítulo 5, Gerenciamento do escopo do projeto Descreve os processos relativos à garantia de que o projeto inclua todo o trabalho necessário, e apenas o trabalho esse, para que seja terminado com sucesso. Coletar requisitos; Definir o escopo; Criar EAP; Verificar o escopo; Controlar o escopo.

6 6/52 Capítulo 6, Gerenciamento de tempo do projeto Processos relativos ao término do projeto no prazo correto. Definir atividades; Sequenciar atividades; Estimar recursos da atividade; Estimar durações da atividade; Desenvolver o cronograma; Controlar cronograma.

7 7/52 Capítulo 7, Gerenciamento de custos do projeto Descreve os processos envolvidos em planejamento, estimativa, determinação do orçamento e controle de custos, de modo que o projeto termine dentro do orçamento aprovado. Estimar custos; Determinar o orçamento; Controlar custos.

8 8/52 Capítulo 8, Gerenciamento da qualidade do projeto Descreve os processos envolvidos no planejamento, monitoramento, controle e na garantia de que o projeto satisfará os requisitos de qualidade especificados. Planejar a qualidade; Realizar a garantia da qualidade; Realizar o controle da qualidade.

9 9/52 Capítulo 9, Gerenciamento de recursos humanos do projeto Descreve os processos envolvidos no planejamento, contratação ou mobilização, desenvolvimento e gerenciamento da equipe do projeto. Desenvolver o plano de recursos humanos; Contratar ou mobilizar a equipe do projeto; Desenvolver a equipe do projeto; Gerenciar a equipe do projeto.

10 10/52 Capítulo 10, Gerenciamento das comunicações do projeto Identifica os processos relativos à geração, coleta, disseminação, armazenamento e destinação final das informações do projeto de forma oportuna e apropriada. Identificar as partes interessadas; Planejar as comunicações; Distribuir informações; Gerenciar as expectativas das partes interessadas Relatar desempenho.

11 11/52 Capítulo 11, Gerenciamento de riscos do projeto Descreve os processos envolvidos em identificação, análise e controle dos riscos do projeto. Planejar o gerenciamento de riscos; Identificar riscos; Realizar análise qualitativa de riscos; Realizar análise quantitativa de riscos; Planejar respostas aos riscos; Monitorar e controlar riscos.

12 12/52 Capítulo 12, Gerenciamento de aquisições do projeto Descreve os processos envolvidos na compra ou aquisição de produtos, serviços ou resultados para o projeto. Planejar aquisições; Conduzir aquisições; Administrar aquisições; Encerrar aquisições;

13 13/52 Cap.1 - Introdução Define os termos chaves, identifica fatores ambientais externos e organizacionais internos que influenciam o sucesso de um projeto. Apresenta uma visão geral do resto do documento.

14 14/52 Definições: Projeto X Operação Características comuns entre Projeto e serviço continuado Pessoas Recursos limitados Planejamento, Execução e Controle Projetos implementados como meios de realizar uma estratégia Diferenças Temporária vs. Natureza contínua Objetivo Definido vs. Sustentar negócio

15 15/52 O Projeto tem caráter temporário Início, meio e fim; Objetivo, necessidade; Nenhuma relação com duração; Efeitos transcendem o projeto; Relação Oportunidades e necessidades Equipe especifica para projeto, permanente na entidade ou não.

16 16/52 Resultado Desenvolvimento de algo único, mesmo se parecido ou semelhante a outro. Fatores diferentes Conhecimento dos participantes Experiências pessoais Necessidades do momento Fatores semelhantes Metodologia Experiência adquirida

17 17/52 Gerência de Projetos – áreas de aplicação Áreas de Aplicação são categorias de projetos que têm elementos comuns, mas que não estarão presentes, necessariamente, em todos os projetos. São usualmente definidas em termos de: Elementos técnicos, tais como desenvolvimento de software, farmacêutica ou engenharia civil. Elementos gerenciais, tais como contratação por órgão do governo e desenvolvimento de um novo produto. Grupos de indústria, tais como prospecção, geração e distribuição de energia, automotiva, química ou financeira.

18 18/52 Resumo comparativo de gerenciamento de projetos, programas e portfólios Escopo Projetos – Tem objetivos definidos; o escopo é elaborado progressivamente ao longo do seu ciclo de vida. Programas – Escopo maior provendo benefícios mais significativos. Portfólios – No âmbito do negócio, muda com as metas estratégicas da organização.

19 19/52 Resumo comparativo de gerenciamento de projetos, programas e portfólios Mudanças Projetos – Gerentes de projeto esperam mudanças e implementam processos para as manter sob controle. Programas – Gestores esperam mudanças tanto de dentro como de fora e devem estar preparados para administrar isso. Portfólios – No âmbito do negócio, muda com o ambiente externo.

20 20/52 Resumo comparativo de gerenciamento de projetos, programas e portfólios Planejamento Projetos – Gerentes de projeto detalham informações de alto nível chegando a planos dentro do seu ciclo de vida. Programas – Gestores desenvolvem o plano geral e o detalham no nível corporativo. Portfólios – Mantém processos de comunicação relativos aos agregados ao portfólio.

21 21/52 Programas e gerenciamento de programas Um programa é um grupo de projetos relacionados gerenciados de modo coordenado para a obtenção de benefícios e controle que não estariam disponíveis se eles fossem gerenciados individualmente Programas podem incluir elementos de trabalho relacionado fora do escopo dos projetos distintos no programa

22 22/52 Subprojetos Os projetos são frequentemente divididos em componentes mais facilmente gerenciáveis ou subprojetos; Os subprojetos individuais podem ser chamados de projetos e gerenciados como tal. Subprojetos podem ainda ser divididos em etapas, fases, módulos...

23 23/52 Subprojetos Os subprojetos podem ser contratados de uma empresa externa ou de outra unidade funcional na organização executora, também são chamados de pacotes de trabalho.

24 24/52 Escritório de projetos Um escritório de projetos (Project Management Office) é uma unidade organizacional que centraliza e coordena o gerenciamento de projetos sob seu domínio. Um PMO supervisiona o gerenciamento de projetos, administra prioridades e alocação de recursos, resolve pendências, contorna obstáculos, agindo como facilitador dos serviços.

25 25/52 Características de um Escritório de Projetos Recursos compartilhados e coordenados em todos os projetos administrados pelo PMO Identificação e desenvolvimento de metodologia, melhores práticas e normas de gerenciamento de projetos Centralização e gerenciamento das informações para políticas, procedimentos, modelos e outras documentações compartilhadas do projeto

26 26/52 Características de um Escritório de Projetos Gerenciamento de configuração centralizado em todos os projetos administrados pelo PMO Repositório e gerenciamento centralizados para riscos compartilhados e exclusivos para todos os projetos Escritório central para operação e gerenciamento de ferramentas em geral

27 27/52 Características de um Escritório de Projetos Coordenação central de gerenciamento das comunicações entre projetos; Uma plataforma de aconselhamento para gerentes de projetos; Monitoramento central de todos os prazos e orçamentos do projeto do PMO, geralmente no nível da empresa; Coordenação dos padrões de qualidade.

28 28/52 Diferenças entre os gerentes de projetos e um PMO Gerentes de projetos e PMOs buscam objetivos diferentes e, por isso, são orientados por requisitos diferentes. O gerente de projetos é responsável pelo fornecimento de objetivos específicos do projeto dentro das restrições do projeto, enquanto o PMO é uma estrutura organizacional com obrigações específicas que podem incluir uma perspectiva empresarial.

29 29/52 Diferenças entre os gerentes de projetos e um PMO O gerente de projetos concentra-se nos objetivos especificados do projeto, enquanto o PMO gerencia as principais mudanças do escopo do programa e pode enxergá-las como possíveis oportunidades para melhor alcançar os objetivos de negócios. O gerente de projetos controla os recursos atribuídos ao projeto para atender da melhor forma possível aos objetivos do projeto, enquanto o PMO otimiza o uso dos recursos organizacionais compartilhados entre todos os projetos.

30 30/52 Diferenças entre os gerentes de projetos e um PMO O gerente de projetos gerencia o escopo, o cronograma, o custo e a qualidade dos produtos dos pacotes de trabalho, enquanto o PMO gerencia o risco global, a oportunidade global e as interdependências entre os projetos. O gerente de projetos informa sobre o progresso do trabalho e outros dados específicos, enquanto o PMO fornece relatórios consolidados e visão empresarial de projetos sob sua supervisão.

31 31/52 Áreas para atuação da Gerência Documentos do Projeto Base de Conhecimento Integração das partes do projeto Definição e Gestão do Escopo Recursos Humanos Custo Tempo Qualidade Aquisições Comunicações Análise de Risco

32 32/52 O que é um projeto? Características do projeto Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Temporário significa que todos os projetos possuem um início e um final definidos. O final é alcançado ou não, quando os objetivos do projeto tiverem sido atingidos ou quando se tornar claro que os objetivos do projeto não serão ou não poderão ser atingidos ou quando não existir mais a necessidade do projeto e ele for encerrado.

33 33/52 Produtos, serviços ou resultados exclusivos Um projeto cria entregas exclusivas, que são produtos, serviços ou resultados. Os projetos podem criar: Um produto ou objeto produzido, quantificável que pode ser um item final ou um componente Uma capacidade de realizar um serviço, como funções de negócios que dão suporte à produção ou à distribuição Um resultado, como resultados finais ou documentos. Por exemplo, um projeto de pesquisa desenvolve um conhecimento que pode ser usado para determinar se uma tendência está presente ou não ou se um novo processo irá beneficiar a sociedade.

34 34/52 Elaboração progressiva É uma característica de projetos que integra os conceitos de temporário e exclusivo. Significa desenvolver em etapas e continuar por incrementos. Não deve ser confundida com aumento do escopo. Por exemplo, o escopo do projeto será descrito de maneira geral no início e se tornará mais explícito e detalhado conforme a equipe do projeto desenvolve um entendimento mais completo dos objetivos e das entregas.

35 35/52 Projetos e planejamento estratégico Os projetos são um meio de organizar atividades que não podem ser abordadas dentro dos limites operacionais normais da organização. Os projetos são, portanto, frequentemente utilizados como um meio de atingir o plano estratégico de uma organização, seja a equipe do projeto formada por funcionários da organização ou um prestador de serviços contratado. Os projetos são normalmente autorizados como um resultado de uma ou mais das seguintes considerações estratégicas:

36 36/52 Projetos e planejamento estratégico Uma demanda de mercado exemplo: uma companhia de petróleo autoriza um projeto para construir uma nova refinaria em resposta a um problema crônico de falta de gasolina Uma necessidade organizacional exemplo: uma empresa de treinamento autoriza um projeto para criar um novo curso para aumentar sua receita Uma solicitação de um cliente exemplo: uma companhia de energia elétrica autoriza um projeto de construção de uma nova subestação para atender a um novo parque industrial

37 37/52 Projetos e planejamento estratégico Um avanço tecnológico exemplo: uma empresa de software autoriza um novo projeto para desenvolver uma nova geração de video games após o lançamento de um novo equipamento para jogos por empresas de produtos eletrônicos; Um requisito legal exemplo: um fabricante de tintas autoriza um projeto para estabelecer diretrizes para o manuseio de um novo material tóxico.

38 38/52 Projetos x Trabalho x Operação PONTOS EM COMUM Realizados por pessoas Restringido por recursos limitados Planejado, executado e controlado DIFERENÇAS Operações são contínuas e repetitivas Projetos são temporários e exclusivos

39 39/52 Fatores ambientais da empresa Os fatores ambientais da empresa referem-se tanto aos internos quanto externos que cercam ou influenciam o sucesso de um projeto. Eles podem aumentar ou restringir as opções de gerenciamento de projetos e podem ter uma influência positiva ou negativa no resultado. São considerados como entradas na maioria dos processos de planejamento.

40 40/52 Os fatores ambientais da empresa incluem mas não se limitam a... Cultura, estrutura e processos organizacionais; Normas governamentais ou do setor (regulamentos de agências reguladoras, códigos de conduta, padrões de produto, padrões de qualidade e padrões de mão-de- obra); Infra-estrutura (equipamentos e instalações existentes); Recursos humanos existentes (habilidades, disciplinas e conhecimento, tais como projeto, desenvolvimento, departamento jurídico,contratação e compras); Administração de pessoal (por exemplo, diretrizes de recrutamento, retenção, demissão, análises de desempenho dos funcionários e registros de treinamento, política de horas extras e controle do tempo);

41 41/52 Os fatores ambientais da empresa incluem mas não se limitam a... Sistemas de autorização do trabalho da empresa; Condições do mercado; Tolerância a risco das partes interessadas; Clima político; Canais de comunicação estabelecidos da organização; Bancos de dados comerciais (dados padronizados de estimativa de custos, informações sobre estudos de risco do setor e bancos de dados de riscos) Sistemas de informações do gerenciamento de projetos (uma ferramenta automatizada, como software para elaboração de cronogramas, um sistema de gerenciamento de configuração, um sistema de coleta e distribuição de informações ou interfaces Web para outros sistemas online automatizados).

42 42/52 Áreas de especialização O gerenciamento de projetos eficaz exige que a equipe de gerenciamento de projetos entenda e use o conhecimento e as habilidades de diversas áreas de especialização: O Conjunto de conhecimentos em gerenciamento de projetos Conhecimento, normas e regulamentos da área de aplicação Entendimento do ambiente do projeto Conhecimento e habilidades de gerenciamento geral e interpessoal.

43 43/52 Conhecimento, normas e regulamentos da área de aplicação Áreas de aplicação são categorias de projetos que possuem elementos comuns significativos nesses projetos, mas que não são necessárias ou estão presentes em todos os projetos. As áreas de aplicação são geralmente definidas numa estrutura organizacional.

44 44/52 Conhecimento, normas e regulamentos da área de aplicação Departamentos funcionais e disciplinas de apoio, como departamento jurídico; Elementos técnicos, como desenvolvimento ou algum tipo específico de engenharia; Especializações em gerenciamento, como contratações governamentais, desenvolvimento comunitário e criação de novos produtos; Setores, como automotivo, químico, agricultura e serviços financeiros.

45 45/52 Conhecimento, normas e regulamentos da área de aplicação Cada área de aplicação em geral possui um conjunto de normas e práticas aceitas, frequentemente codificadas em regulamentos. Distinção entre norma e regulamento: Uma norma é um documento estabelecido por consenso e aprovado por um organismo reconhecido que fornece, para uso comum e repetido, regras, diretrizes ou características para atividades ou seus resultados, visando à obtenção de um grau ideal de ordenação em um dado contexto. Um regulamento é uma exigência imposta pelo governo que especifica características do produto, processo ou serviço, inclusive as cláusulas administrativas aplicáveis com as quais a conformidade é obrigatória.

46 46/52 Entendimento do ambiente do projeto Praticamente todos os projetos são planejados e implementados em um contexto social, econômico e ambiental e têm impactos intencionais e não intencionais positivos e/ou negativos. A equipe do projeto deve considerar o projeto em seus contextos : Ambiente cultural e social. Ambiente internacional e político. Ambiente físico.

47 47/52 Ambiente cultural e social A equipe precisa entender como o projeto afeta as pessoas e como as pessoas afetam o projeto. São as características econômicas, demográficas, educacionais, éticas, étnicas, religiosas etc das pessoas afetadas ou que possam ter interesse no projeto. O gerente de projetos também deve examinar a cultura organizacional e determinar se o gerenciamento de projetos é reconhecido como uma função válida com responsabilidade e autoridade o gerenciamento.

48 48/52 Ambiente internacional e político Talvez seja necessário que alguns membros da equipe estejam familiarizados com as leis e costumes internacionais, nacionais, regionais e locais aplicáveis, além do clima político que poderia afetar o projeto. Outros fatores internacionais a serem considerados são as diferenças de fuso horário, os feriados nacionais e regionais, a necessidade de viagens para reuniões com a presença física dos membros e a logística de teleconferência.

49 49/52 Ambiente físico Se o projeto afetar seu ambiente físico, alguns membros da equipe precisarão conhecer bem a ecologia local e a geografia física que podem afetar ou ser afetadas pelo projeto.

50 50/52 Conhecimento e habilidades de gerenciamento geral O gerenciamento geral inclui o planejamento, a organização, a formação de pessoal, a execução e o controle de operações de uma empresa existente. Inclui disciplinas como: Contabilidade e gerenciamento financeiro Compras e aquisições Vendas e marketing Contratos e legislação comercial Fabricação e distribuição O gerenciamento geral fornece a base para a criação das habilidades de gerenciamento de projetos.

51 51/52 Conhecimento e habilidades de gerenciamento geral Outras disciplinas de apoio: Logística e cadeia de abastecimento Planejamento estratégico, tático e operacional Estruturas organizacionais, comportamento organizacional, administração de pessoal, compensação, benefícios e planos de carreira Práticas de saúde e segurança Metodologias aplicáveis Conhecimento de línguas Tecnologia da informação.

52 52/52 Habilidades interpessoais Comunicação eficaz. Circulação de informações Influência sobre a organização. A capacidade de fazer com que as coisas aconteçam; Liderança. Desenvolver uma visão e uma estratégia e motivar as pessoas para que as alcancem; Motivação. Estimular as pessoas para que atinjam altos níveis de desempenho e superem as barreiras que impedem as mudanças; Negociação e gerenciamento de conflitos. Conversar com as pessoas para chegar a um entendimento ou um acordo; Resolução de problemas. A combinação entre definição do problema, identificação e análise de alternativas e tomada de decisões.


Carregar ppt "1 PMBOK 4ª Edição I Introdução. 2 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google