A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Império Romano Turma:114Grupo: Guilherme Camillo Ricardo Barcelos Gabriel Paravidino Pedro Vitor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Império Romano Turma:114Grupo: Guilherme Camillo Ricardo Barcelos Gabriel Paravidino Pedro Vitor."— Transcrição da apresentação:

1 Império Romano Turma:114Grupo: Guilherme Camillo Ricardo Barcelos Gabriel Paravidino Pedro Vitor

2 Introdução O surgimento do Império O surgimento do Império O império surgiu como conseqüência do esforço da defesa da cidade em relação às outras cidades vizinhas, e da expansão crescente de Roma durante os séculos III e II a.C.. Segundo alguns historiadores, a população sob o domínio de Roma aumentou de 4 milhões em 250 a.C. para 60 milhões em 30 a.C., o que ilustra como Roma teve o seu poder ampliado nesse período, de 1,5% da população mundial, para 25%. O império surgiu como conseqüência do esforço da defesa da cidade em relação às outras cidades vizinhas, e da expansão crescente de Roma durante os séculos III e II a.C.. Segundo alguns historiadores, a população sob o domínio de Roma aumentou de 4 milhões em 250 a.C. para 60 milhões em 30 a.C., o que ilustra como Roma teve o seu poder ampliado nesse período, de 1,5% da população mundial, para 25%.

3 O que foi o Império Romano? O Império Romano é a fase da história da Roma Antiga caracterizada por uma forma autocrática de governo. O Império Romano é a fase da história da Roma Antiga caracterizada por uma forma autocrática de governo.

4 Cultura A cultura romana foi influenciada pela cultura grega. Após sua expansão pelo Mediterrâneo Oriental, essa influência intensificou-se, na medida em que os romanos entraram em contato direto com a cultura helenística. A cultura do Império Romano foi marcada pela política e a idéia de direito ao povo. A Arquitetura foi a arte mais desenvolvida, marcada pela grandiosidade de suas construções: muralhas, estradas, teatros, anfiteatros, templos, aquedutos, termas e outros. A cultura romana foi influenciada pela cultura grega. Após sua expansão pelo Mediterrâneo Oriental, essa influência intensificou-se, na medida em que os romanos entraram em contato direto com a cultura helenística. A cultura do Império Romano foi marcada pela política e a idéia de direito ao povo. A Arquitetura foi a arte mais desenvolvida, marcada pela grandiosidade de suas construções: muralhas, estradas, teatros, anfiteatros, templos, aquedutos, termas e outros.

5 Auge Depois do assassinato de Domiciano, o senado nomeou Nerva como imperador romano. Apesar de ser já de meia idade e de não ter descendentes, Nerva era um homem considerado capaz, quer do ponto de vista militar quer do ponto de vista administrativo, mas sobretudo racional e confiável. A falta de filhos revelou ser uma vantagem, pois a sua sucessão foi determinada pelo valor do candidato e não por critérios familiares. Trajano, Adriano e Antonino Pio seguiram a mesma política de nomear o sucessor mais apto, o que resultou num período de estabilidade conhecido como os cinco bons imperadores. Durante o reinado destes cinco homens, Roma prosperou e atingiu o seu pico civilizacional, ao ponto de alguns analistas defenderem que o nível civilizacional alcançado durante este período só foi novamente alcançado na Inglaterra do século XVIII. Trajano foi o responsável pela extensão máxima do Império em 117 d.C.. Depois do assassinato de Domiciano, o senado nomeou Nerva como imperador romano. Apesar de ser já de meia idade e de não ter descendentes, Nerva era um homem considerado capaz, quer do ponto de vista militar quer do ponto de vista administrativo, mas sobretudo racional e confiável. A falta de filhos revelou ser uma vantagem, pois a sua sucessão foi determinada pelo valor do candidato e não por critérios familiares. Trajano, Adriano e Antonino Pio seguiram a mesma política de nomear o sucessor mais apto, o que resultou num período de estabilidade conhecido como os cinco bons imperadores. Durante o reinado destes cinco homens, Roma prosperou e atingiu o seu pico civilizacional, ao ponto de alguns analistas defenderem que o nível civilizacional alcançado durante este período só foi novamente alcançado na Inglaterra do século XVIII. Trajano foi o responsável pela extensão máxima do Império em 117 d.C..

6 Crise O Império Romano, no século III, foi afetado pela crise geral do escravismo, iniciada nos reinados dos últimos Antoninos. A prosperidade romana estava alicerçada na agropecuária e, nessa época, ocorreu uma decadência na produção de técnicas agrícolas, sobretudo na Itália. Somou- se a isso a interrupção da expansão romana no Ocidente, que levou à falta de mão-de-obra escrava, barateando,assim, o trabalho livre e assalariado. Os proprietários passaram a arrendar suas terras aos colonos, instituindo o sistema de colonato (a permanência do camponês na terra). Desses fatores, resultou a diminuição da arrecadação de tributos, levando o Estado a dificuldades de manter a máquina administrativa, principalmente o exército, o que resultou com as invasões bárbaras. O Império Romano, no século III, foi afetado pela crise geral do escravismo, iniciada nos reinados dos últimos Antoninos. A prosperidade romana estava alicerçada na agropecuária e, nessa época, ocorreu uma decadência na produção de técnicas agrícolas, sobretudo na Itália. Somou- se a isso a interrupção da expansão romana no Ocidente, que levou à falta de mão-de-obra escrava, barateando,assim, o trabalho livre e assalariado. Os proprietários passaram a arrendar suas terras aos colonos, instituindo o sistema de colonato (a permanência do camponês na terra). Desses fatores, resultou a diminuição da arrecadação de tributos, levando o Estado a dificuldades de manter a máquina administrativa, principalmente o exército, o que resultou com as invasões bárbaras. Com o império enfraquecido as invasões babaras foram devastadoras. Em 476 d.C. ocorreu a queda do Império Romano Com o império enfraquecido as invasões babaras foram devastadoras. Em 476 d.C. ocorreu a queda do Império Romano

7 Curiosidades Muitas datas são usadas para marcar a transição da República ao Império: Muitas datas são usadas para marcar a transição da República ao Império: 44 a.C.= Indicação de Júlio César como ditador perpétuo. 44 a.C.= Indicação de Júlio César como ditador perpétuo. 31 a.C.= Vitória de seu herdeiro Otaviano, na Batalha de Áccio. 31 a.C.= Vitória de seu herdeiro Otaviano, na Batalha de Áccio. 27 a.C.= Data em que o senado romano outorgou a Otaviano o título honorífico Augusto. 27 a.C.= Data em que o senado romano outorgou a Otaviano o título honorífico Augusto.

8 Blibliografia wikipedia.org wikipedia.org


Carregar ppt "Império Romano Turma:114Grupo: Guilherme Camillo Ricardo Barcelos Gabriel Paravidino Pedro Vitor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google