A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CRISTIANISMO, O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO E A SUA QUEDA & O IMPÉRIO BIZANTINO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CRISTIANISMO, O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO E A SUA QUEDA & O IMPÉRIO BIZANTINO."— Transcrição da apresentação:

1 O CRISTIANISMO, O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO E A SUA QUEDA & O IMPÉRIO BIZANTINO

2 CRISTIANISMO: A religião cristã surgiu na região da atual Palestina no século I. Essa região estava sob domínio do Império Romano neste período. Criada por Jesus, espalhou-se rapidamente pelos quatro cantos do mundo, transformando se na religião mais conhecida do planeta. Jesus foi perseguido pelo Império Romano, a pedido do imperador Otávio Augusto (Caio Júlio César Otaviano Augusto), pois defendia idéias muito contrárias aos interesses vigentes. Defendia a paz, a harmonia, o respeito um único Deus, o amor entre os homens e era contrário à escravidão. Enquanto isso, os interesses do império eram totalmente opostos. Atualmente, encontramos três ramos do cristianismo: catolicismo, protestantismo e Igreja Ortodoxa.religiãoImpério Romano

3 Perseguição ao Cristianismo: Jesus Cristo: monoteísmo, paz, amor, respeito, contra a escravidão. Perseguição dos romanos. Culto escondido nas catacumbas.

4 DE NAZARÉ A JERUSÁLEM DOMÍNIO ROMANO: JUDÉIA

5 Perseguição Romana aos Cristãos

6 JESUS Jesus: prisão e morte na cruz. crescimento da religião cristã.

7 ROMA: ACEITA O CRISTIANISMO Em 391 d.C : religião oficial do Império Romano.

8 COM O FIM DO IMPÉRIO ROMANO A IGREJA CATÓLICA VAI PASSAR A TER UM GRANDE PODER

9 Crise e decadência do Império Romano: Por volta do século III, o império romano passava por uma enorme crise econômica e política. A corrupção dentro do governo e os gastos com luxo retiraram recursos para o investimento no exército romano. Com o fim das conquistas territoriais, diminuiu o número de escravos, provocando uma queda na produção agrícola. Na mesma proporção, caia o pagamento de tributos originados das províncias. Em crise e com o exército enfraquecido, as fronteiras ficavam a cada dia mais desprotegidas. Muitos soldados, sem receber salário, deixavam suas obrigações militares.

10 CRISE: ECONÔMICA & MILITAR

11 DIVISÃO DO IMPÉRIO ROMANO Os povos germânicos, tratados como bárbaros pelos romanos, estavam forçando a penetração pelas fronteiras do norte do império.bárbaros No ano de 395, o imperador Teodósio resolve dividir o império em: Império Romano do Ocidente, com capital em Roma e Império Romano do Oriente (Império Bizantino), com capital em Constantinopla.

12 Fim do Império : Invasão dos Bárbaros (476 d.C) Enfraquecimento do Império: rebeliões, falta de dinheiro. Destruição de cidades romanas e invasões bárbaras.

13 A QUEDA DO GRANDE IMPÉRIO

14 UMA NOVA ERA Em 476, chega ao fim o Império Romano do Ocidente, após a invasão de diversos povos bárbaros, entre eles, visigodos, vândalos, burgúndios, suevos, saxões, ostrogodos, hunos etc. Era o fim da Antiguidade e início de uma nova época chamada de Idade Média.

15 HERANÇA ROMANA IDIOMA: LATIM. DIREITO: LEIS. FORMAS DE GOVERNO: REPÚBLICA, SENADO, ETC. MATEMÁTICA. ARQUITETURA.

16 O IMPÉRIO BIZANTINO No século IV o Império Romano dava sinais claros da queda de seu poder no ocidente, principalmente em função da invasão dos bárbaros (povos germânicos) através de suas fronteiras. Diante disso, o Imperador Constantino transferiu a capital do Império Romano para a cidade oriental de Bizâncio, que passou a ser chamada de Constantinopla.Império Romano

17 BIZÂNCIO: CONSTANTINOPLA

18 POSIÇÃO ESTRATÉGICA

19 IMPÉRIO ROMANO DO ORIENTE Esta mudança, ao mesmo tempo em que significava a queda do poder no ocidente tinha o seu lado positivo, pois a localização de Constantinopla, entre o mar Negro e o mar Mármara, facilitava muito o comércio na região, fato que favoreceu enormemente a restauração da cidade, transformando- a em uma Nova Roma.

20 O AUGE DO IMPÉRIO O auge deste império foi atingido durante o reinado do imperador Justiniano ( ), que visava reconquistar o poder que o Império Romano havia perdido no ocidente. Com este objetivo, ele buscou uma relação pacífica com os persas, retomou o norte da África, a Itália e a Espanha. Durante seu governo, Justiniano recuperou grande parte daquele que foi o Império Romano do Ocidente.ÁfricaEspanha

21 JUSTINIANO

22 CRISTIANISMO: GRANDE DESTAQUE UNIÃO DO POVO. MONGES. A QUESTÃO ICONOCLASTA. PERSEGUIÇÃO. DESTRUIÇÃO DE OBRAS RELIGIOSAS.

23 A ARTE DO MOSAICO TEMAS RELIGIOSOS.

24 FIM DO IMPÉRIO BIZANTINO CONQUISTA PELOS TURCO OTOMANOS. 1453: FIM DA IDADE MÉDIA. INICÍO DA IDADE MODERNA.

25 FIM


Carregar ppt "O CRISTIANISMO, O DECLÍNIO DO IMPÉRIO ROMANO E A SUA QUEDA & O IMPÉRIO BIZANTINO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google