A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IMPÉRIO BIZANTINO e ISLÂMICO Alta Idade Média - Séc. V ao XI: formação e consolidação do Feudalismo. Baixa Idade Média – Séc. XI ao XV: crise e decadência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IMPÉRIO BIZANTINO e ISLÂMICO Alta Idade Média - Séc. V ao XI: formação e consolidação do Feudalismo. Baixa Idade Média – Séc. XI ao XV: crise e decadência."— Transcrição da apresentação:

1 IMPÉRIO BIZANTINO e ISLÂMICO Alta Idade Média - Séc. V ao XI: formação e consolidação do Feudalismo. Baixa Idade Média – Séc. XI ao XV: crise e decadência feudal.

2 Império Bizantino Império Romano do Oriente, capital Constantinopla (antiga Bizâncio e atual Istambul) – que não foi dizimado pelos bárbaros no séc. V (como o Império Romano Ocidental) e perdurou até 1453, quando foi conquistado pelos Turcos Otomanos. Império Romano do Oriente, capital Constantinopla (antiga Bizâncio e atual Istambul) – que não foi dizimado pelos bárbaros no séc. V (como o Império Romano Ocidental) e perdurou até 1453, quando foi conquistado pelos Turcos Otomanos.

3 CARACTERÍSTICAS Manteve características comerciais e urbanas e um poder centralizado com forte controle sobre a economia e expansão militar. Manteve características comerciais e urbanas e um poder centralizado com forte controle sobre a economia e expansão militar. Parte das terras pertenciam ao Estado e as outras se concentravam nas mãos da aristocracia (concentração fundiária). Parte das terras pertenciam ao Estado e as outras se concentravam nas mãos da aristocracia (concentração fundiária). A riqueza básica do Estado era o comércio beneficiado pela localização de Constantinopla (ligando Ocidente e Oriente) e pela poderosa marinha bizantina (paz aos navios mercantes). A riqueza básica do Estado era o comércio beneficiado pela localização de Constantinopla (ligando Ocidente e Oriente) e pela poderosa marinha bizantina (paz aos navios mercantes).

4 JUSTINIANO – apogeu do Império Bizantino. Reconquista – retomada de regiões no Norte da África e Ocidente europeu ocupadas por germânicos. Reconquista – retomada de regiões no Norte da África e Ocidente europeu ocupadas por germânicos. Corpus Juri Civili – código civil compilando e organizando os princípios fundamentais do Direito Romano. Corpus Juri Civili – código civil compilando e organizando os princípios fundamentais do Direito Romano.

5 COM JUSTINIANO: A religião era usada para justificar e sustentar o poder imperial (imperador = manifestação humana de Deus). A religião era usada para justificar e sustentar o poder imperial (imperador = manifestação humana de Deus). - Cesaropapismo - Catedral de Santa Sofia - Cisma do Oriente em 1054 (conflitos entre o Papado e o Patriarca Bizantino) deu origem à Igreja Católica e à Igreja Ortodoxa.

6 IMPÉRIO ISLÂMICO Guerra Santa – Expansão Religiosa e Militar Islâmica (Um dos elementos geradores do Feudalismo)

7 Arábia Pré-Islâmica Vasto deserto / cidades litorâneas / tribos semi-nômades no deserto (beduínos). Vasto deserto / cidades litorâneas / tribos semi-nômades no deserto (beduínos). Comércio e apascentamento de cabras e extrativismo de tâmaras eram a base econômica. Comércio e apascentamento de cabras e extrativismo de tâmaras eram a base econômica. Não havia unidade política (cada tribo possuía o seu chefe), nem religiosa (politeísmo) / Caaba (santuário religioso com constantes peregrinações religiosas). Não havia unidade política (cada tribo possuía o seu chefe), nem religiosa (politeísmo) / Caaba (santuário religioso com constantes peregrinações religiosas).

8 Islamismo Origem nas pregações de Maomé: influências do Judaísmo e Cristianismo. Origem nas pregações de Maomé: influências do Judaísmo e Cristianismo. Monoteísmo adaptado às necessidades árabes. Monoteísmo adaptado às necessidades árabes. Hégira- 622 / conversão da Arábia (apoio da elite de Iatreb para enfraquecer Meca) / Guerra Santa ou Jihad (todo islâmico deve levar adiante sua fé mesmo que para isso seja necessário o uso da força). Hégira- 622 / conversão da Arábia (apoio da elite de Iatreb para enfraquecer Meca) / Guerra Santa ou Jihad (todo islâmico deve levar adiante sua fé mesmo que para isso seja necessário o uso da força). Resultado – unidade nacional e política centrada na religião (Estado Teocrático). Resultado – unidade nacional e política centrada na religião (Estado Teocrático).

9 Efeitos da Expansão Islâmica A ruralização econômica, agricultura de subsistência, declínio do comércio passou a ser definitivo / domínio árabe sobre o Mediterrâneo foi a última peça na montagem do Feudalismo. A ruralização econômica, agricultura de subsistência, declínio do comércio passou a ser definitivo / domínio árabe sobre o Mediterrâneo foi a última peça na montagem do Feudalismo. Guerra de Reconquista na Península Ibérica. Guerra de Reconquista na Península Ibérica. Trouxe influência para o mundo Ocidental (único contraponto para o teocentrismo da Igreja Católica). Trouxe influência para o mundo Ocidental (único contraponto para o teocentrismo da Igreja Católica).


Carregar ppt "IMPÉRIO BIZANTINO e ISLÂMICO Alta Idade Média - Séc. V ao XI: formação e consolidação do Feudalismo. Baixa Idade Média – Séc. XI ao XV: crise e decadência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google