A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Geografia - Prof. Maria Christina Capítulo 9 – 6º Ano – 3º bimestre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Geografia - Prof. Maria Christina Capítulo 9 – 6º Ano – 3º bimestre."— Transcrição da apresentação:

1 Geografia - Prof. Maria Christina Capítulo 9 – 6º Ano – 3º bimestre

2 Cadeia agroindustrial do café O caminho que um produto agrícola percorre até chegar à nossa mesa é constituído por várias etapas de produção. Um produto como o café, por exemplo: 1. Fabricação de tratores e outras máquinas (plantio e na colheita); 2. Produção de insumos (inseticidas, fertilizantes); 3. Torrefação; 4. Moagem; 5. Comercialização do café. cadeia agroindustrial A seqüência de operações para a produção e o consumo desses produtos agrícolas é denominada cadeia agroindustrial. Entre os produtores e uma xícara de café pronta para ser saboreada existe um longo caminho, como você pode observar. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), o Brasil é o maior exportador de café do mundo, não tendo necessidade de importar o produto.

3 Cadeia agroindustrial Insumos agrícolas Mercado Beneficiamento Indústria de solúvelIndústria de torrefação Produção rural

4 Quem ganha com a cadeia produtiva do campo A cadeia produtiva do campo (a chamada cadeia agroindustrial) tem gerado cada vez mais lucros para os donos das indústrias. No caso do café, a cadeia produtiva tem beneficiado mais os industriais. O café é um dos produtos agrícolas mais vendidos no mundo.

5 Os maiores consumidores de café do mundo PaísConsumo individual por ano em quilos Finlândia11,6 Suécia11,1 Dinamarca10,6 Noruega10,3 Áustria10,0 Países Baixos9,9 Suíça8,4 Alemanha7,8 França5,9 Estados Unidos4,5

6 Produção agrícola e capacidade tecnológica A produção mundial de café é um importante exemplo do que ocorre com outros cultivos adaptados ao clima tropical. O café é produzido em países pobres mas a comercialização do produto em café solúvel acaba sendo realizada por empresas de países ricos. Essas empresas detêm tecnologia para melhorar os produtos antes de comercializá-los. A Nestlé, empresa suíça que atua em diversos países do mundo, constitui um bom exemplo de cadeia agroindustrial.

7

8 Agricultura e Indústria O mercado consumidor das grandes cidades e as necessidades e matéria- prima da indústria geram as cadeias agroindustriais, em que a produção agrícola é combinada com a produção industrial. A indústria de sucos, por exemplo, compra a produção de muitos agricultores de laranja.

9 O uso das terras agrícolas A produção agroindustrial se distribui de modo desigual pela superfície. Mais da metade das terras ocupadas com criações e cultivos voltados para atender às necessidades das indústrias está localizada na Europa, nos Estados Unidos e no Canadá. Nessas regiões predomina a agricultura altamente mecanizada. Observe o mapa a seguir:

10

11 Problemas ambientais da agricultura moderna A moderna agricultura freqüentemente emprega máquinas agrícolas e agrotóxicos. Os agrotóxicos causam sérios problemas ao ambiente, como a poluição do solo e dos rios, além de prejudicar a saúde das pessoas. Plantations Plantations são grandes propriedades de terra, monocultoras, que utilizavam numerosa mão-de-obra para o cultivo de café, cacau, banana e cana-de-açúcar, entre outros produtos. O cultivo desses produtos é adaptado às características ambientais das zonas climáticas equatorial e tropical. Cultivar a terra em plantations resulta em graves problemas ambientais. O principal deles é a perda de biodiversidade.

12 Problemas ambientais da agricultura moderna Danos dos agrotóxicos ao meio ambiente: Poluição ambiental; Poluição do solo e água; Desequilíbrio ecológico; Contaminação de alimentos e riscos a saúde humana.

13 A agricultura tradicional familiar AGRICULTURA FAMILIAR OU DE SUBSISTÊNCIA AGRICULTURA FAMILIAR OU DE SUBSISTÊNCIA é é praticada para produzir apenas o necessário para o consumo da família que trabalha a terra, raramente utilizando técnicas e máquinas modernas.

14 A produção agropecuária O trigo é um dos cereais mais consumidos no mundo. De cada três habitantes do planeta, um tem o trigo na base de sua alimentação. É cultivado principalmente em países de clima temperado, destacando-se os Estados Unidos e a Rússia. Nas áreas de clima tropical, o arroz é o principal produto cultivado e alimenta grande parte da população dessas regiões. O Vietnã e os demais países do sudeste da Ásia, conjuntamente com a China, são responsáveis por 90% do arroz produzido no mundo. Na África, na América do Sul e na América Central, o milho e a mandioca são os principais produtos da agricultura de subsistência. A Europa é responsável por 40% da produção mundial de batata. No continente europeu também são importantes os cultivos de cevada, centeio e aveia. Quase metade da produção mundial do milho é cultivada nos Estados Unidos. Grande parte dessa produção não é destinada ao consumo pela população nem à exportação. É utilizada como base de alimentação para o gado.

15

16 A pecuária no mundo As principais áreas agrícolas do mundo são também áreas de criação de porcos, ovelhas e bois. Isso justifica o fato de a metade da produção de cereais do mundo destinar-se à alimentação do gado. Nos Estados Unidos, esse percentual chega a 70%, o que seria suficiente para alimentar três vezes a população daquele país! Índia, Argentina, Brasil e China, juntos, produzem metade da carne bovina consumida no mundo. Os pastos que abrigam todo o rebanho do mundo ocupam a maior parte das terras adequadas para o cultivo.

17

18 Os tipos de Pecuária O hábito de alimentar-se de carne exige a criação de animais em larga escala. Essa criação pode ocorrer de duas maneiras: PECUÁRIA EXTENSIVA: sistema em que os animais são criados soltos em vastas áreas.

19 Pecuária Intensiva Sistema que consiste na criação de animais em ambientes fechados e com alimentação controlada.

20 A fome no mundo Enquanto grande parte das áreas cultivadas destina-se a alimentar animais, muita gente ainda passa fome no mundo. Em 2004, a FAO, órgão da ONU (Organização das Nações Unidas), estimava que a desnutrição atingia 842 milhões de pessoas! Os esforços para reduzir a fome no mundo têm atingido resultados muito abaixo do necessário e do esperado. Em 2002, realizou-se em Roma, na Itália, a Cúpula Mundial de Alimentação. A Cúpula tem o objetivo de acabar com a fome de 22 milhões de habitantes por ano, no mundo, mas os resultados apontam que somente cerca de 6 milhões de pessoas por ano estão saindo da situação de fome.

21

22 A fome no Brasil O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se destacou em reuniões internacionais por propor o fim da fome no mundo. Fome Zero é um programa do Governo Federal brasileiro que foi criado em 2003 e consiste num conjunto de mais de 30 programas complementares dedicados a combater as causas imediatas e subjacentes da fome e da insegurança alimentar, implementados pelo ou com o apoio do Governo Federal. Apesar do apoio de algumas lideranças, os recursos não chegam na hora nem na proporção corretas.

23 O trabalho no campo Como a atividade agrícola é muito diversificada, as relações de trabalho e suas formas de pagamento também o são. Uma das formas de remuneração é o pagamento em espécie, isto é, o trabalhador não recebe dinheiro por seu trabalho, mas parte daquilo que ajudou a produzir. Outra forma de remuneração é por meio de salário. Os trabalhadores recebem em troca do seu trabalho uma quantia em dinheiro, calculada sobre as horas trabalhadas ou sobre o total produzido.

24 O trabalho no campo No caso do arrendamento o trabalhador aluga a terra de um proprietário mediante o pagamento em dinheiro, em produtos ou pela prestação de serviços. O arrendamento tem sido importante para a expansão das terras agrícolas no Brasil. Como uma das características do trabalho agrícola é a sazonalidade, isto é, há mais trabalho em determinados estágios do cultivo, como o plantio e a colheita, muitos trabalhadores são contratados apenas para esses períodos. Após essas etapas de produção, eles são dispensados. Por isso esse tipo de trabalho é denominado trabalho temporário. Beijos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Carregar ppt "Geografia - Prof. Maria Christina Capítulo 9 – 6º Ano – 3º bimestre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google