A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HELMINTHOS PARASITAS NEMATODAPLATYHELMINTHES. NEMATODA Animais parasitas; Vermiformes; Corpo cilíndrico e revestido por uma cutícula; Dióicos. Lombrigas,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HELMINTHOS PARASITAS NEMATODAPLATYHELMINTHES. NEMATODA Animais parasitas; Vermiformes; Corpo cilíndrico e revestido por uma cutícula; Dióicos. Lombrigas,"— Transcrição da apresentação:

1 HELMINTHOS PARASITAS NEMATODAPLATYHELMINTHES

2 NEMATODA Animais parasitas; Vermiformes; Corpo cilíndrico e revestido por uma cutícula; Dióicos. Lombrigas, oxiúros, bicho geográfico.

3 Ascaridíase ou Ascaridiose Agente etiológico: Ascaris lumbricoides (lombriga ou bichas); Cosmopolita e a mais freqüente helmintose humana; Maioria das infecções são leves e benigna.

4 MORFOLOGIA DO VERME ADULTO Vermes longos, cilíndricos com extremidades afiladas Fêmeas (30 a 40cm) e machos (15 a 30cm) Parte posterior da fêmea retilínea e dos machos curvada, espiralada e com espículas na abertura da cloaca. Fêmea Macho

5 Reprodução – Fecundação Ovos férteis A. lumbricoides Forma oval ou quase esférica, cor castanho-amarelado Ovos inférteis A. lumbricoides Forma mais alongada e casca delgada

6 CICLO EVOLUTIVO Ascaris lumbricoides L3 L4 L5 Formação do embrião no solo – 2 semanas temp 20º a 30º C -Larva formada leva 1 semana para sofrer a 1ª muda e infectar hospedeiro. -Intestino 60 dias para reproduzir

7 Ovos larva L3 na água Ingestão os ovos Estômago e intestino delgado liberação L3 larvas na parede intestinal migram sistema porta e pulmões (L4) As L4 rompem os capilares e caem nos alvéolos, - nova muda (L5). Migração das L5 para faringe L5 voltam ao duodeno transformando-se adultos. Fêmeas copulam, iniciam a ovoposição - ovos liberados pelas fezes

8 HÁBITAT E COMPORTAMENTO Vivem no intestino – 90% localizam-se nas alças do jejuno e o restante no íleo Ascaris mantêm-se em atividade contínua, movendo-se contra a corrente peristáltica. Migrações mais extensas podem ocorrer, nas crianças fortemente parasitadas, não sendo rara a eliminação de verme pela boca ou narinas. Alimentação – materiais semidigeridos – possuem enzimas que digerem proteínas, carboidratos e lipídios.

9 PATOLOGIA E SINTOMATOLOGIA Ação patogênica ocorre em 2 etapas: Durante migração das larvas Vermes adultos no habitat definitivo

10 FASE DA INVASÃO LARVÁRIA INFECÇÃO MACIÇA – migração das larvas através do PARÊNQUIMA HEPÁTICO podendo causar: –Focos hemorrágicos e necrose; –Reação inflamatória; –Aumento do fígado (conforme o caso). Nos PULMÕES causar manifestações respiratórias; Nas crianças pode ocorrer: –Febre, tosse e eosinofilia sanguínea elevada; –Clinicamente sinais discretos de bronquites a lesões pulmonares.

11 Eosinofilia: Os eosinófilos se formam na medula óssea, entram na circulação sanguínea, e permanecem por algumas horas antes de migrarem para os tecidos do organismo. Quando uma substância estranha entra no corpo, é detectada pelo linfócitos e pelos neutrófilos, que libertam substâncias que atraem os eosinófilos para essa área. A seguir os eosinófilos libertam substâncias tóxicas que atacam os parasitas e destroem as células humanas anormais.

12 INFECÇÃO INTESTINAL (vermes adultos) Parasitas podem permanecer no intestino sem molestar o indivíduo; Descobertos ocasionalmente: expulso pelas fezes ou exames de fezes. Manifestações mais frequentes: –Desconforto abdominal (cólicas), má digestão, náuseas, perda de apetite e emagrecimento, –Sensação de coceira no nariz, irritabilidade (quando larva no pulmão). Ação irritativa na parede intestinal ou o acúmulo em novelos de vermes conduz algumas vezes: –Obstrução intestinal, peritonite

13 LOCALIZAÇÕES ECTÓPICAS Infecções maciças – eliminação vermes boca ou nariz; Vermes irritados por drogas ou alimentos – movimentos antiperistáticos e vômitos; Vermes adultos – encontrados na trompa de Eustáquio e ouvido médio produzindo otites; vias aéreas pulmonares; Registros de mortes por asfixia e obstrução traqueal.

14 DIAGNÓSTICO Exames parasitológicos de fezes – presença de ovos TRATAMENTO Albendazol, Mebendazol, Pirantel; Comprovação da cura exames de fezes Medicamento são ineficazes nos casos dos helmintos localizados extra-intestinais.


Carregar ppt "HELMINTHOS PARASITAS NEMATODAPLATYHELMINTHES. NEMATODA Animais parasitas; Vermiformes; Corpo cilíndrico e revestido por uma cutícula; Dióicos. Lombrigas,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google