A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CRIA TIVI DADE COMUNICAÇÃO SOCIAL ESPÍRITA MERHY SEBA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CRIA TIVI DADE COMUNICAÇÃO SOCIAL ESPÍRITA MERHY SEBA."— Transcrição da apresentação:

1 CRIA TIVI DADE COMUNICAÇÃO SOCIAL ESPÍRITA MERHY SEBA

2 CRIA TIVI DADE Criatividade s.f. = talento para criar. É uma característica da espécie humana. O homem criativo não é o homem comum ao qual se acrescentou algo; o homem criativo é o homem comum ao qual nada se tirou.– Abraham Maslow Criatividade significa o ato de dar existência a algo novo, único e original. - Duailibi e Simonsen Jr.

3 Idéia s.f. = 1. representação mental de algo; 2. noção; 3. mente, pensamento; 4. descoberta, invenção – Houassis, Dicionário da Língua Portuguesa, 2001, 1ª. Edição, CRIA TIVI DADE

4 A criatividade pode assumir 2 formas, segundo Duailibi e Simonsen Jr. Invenção, quando pela associação de dois ou mais fatores, anteriormente díspares, chega-se a um terceiro fator, que tem partes das anteriores, mas que em relação a eles, é novo. Descoberta ocorre quando se percebe algo já existente e se verbaliza essa constatação, seja através de uma definição ou de uma equação ou fórmulas matemáticas. CRIA TIVI DADE

5 Para Marcel Proust: A verdadeira viagem de descoberta não consiste em procurar novas paragens, mas em ter novos olhos. Para Albert Saint Gyôrgyl: Uma descoberta consiste em ver o que todos viram e pensar o que ninguém pensou. CRIA TIVI DADE

6 Segundo Eugene Von Fange, in Criatividade Profissional, Ibrasa. Criar é simplesmente criar de modo novo os elementos existentes. Revelação é a palavra comumente usada para descrever a súbita percepção ou compreensão que, vem certo tempo depois, de uma concentração em um problema. CRIA TIVI DADE

7 Para José Pedrebon, in Criatividade – Abrindo o Lado Inovador da Mente Insight é a manifestação do inconsciente que, após um envolvimento emocional da pessoa, passa a procurar a solução desejada pelo campo consciente. CRIA TIVI DADE

8 James Webb Young, in Como Criar Idéias, Ed. Fundo de Cultura, pondera sobre os princípios gerais que fundamentam a criação de idéias: Uma idéia é nada mais, nada menos que nova combinação de velhos elementos; A capacidade de reunir velhos elementos em novas combinações depende, grandemente da capacidade de se descobrirem relações. CRIA TIVI DADE

9 Pondera Emmanuel sobre a Mente Humana, in Pensamento e Vida, psicografia de Francisco Cândido Xavier, FEB. A mente é o espelho da vida em toda parte. Definindo-a por espelho da vida, reconhecemos que o coração lhe é a face e o cérebro é o centro de suas ondulações, gerando o pensamento que tudo move, criando e transformando, destruindo e refazendo para acrisolar e sublimar. CRIA TIVI DADE

10 Ainda comenta: O reflexo esboça a emotividade, a emotividade plasma a idéia, a idéia determina a atitude e a palavra que comandam as ações. CRIA TIVI DADE

11 Comparemos a mente humana, espelho vivo da consciência lúcida a um grande escritório subdividido em diversas seções de serviço. Só a Vontade é suficientemente forte para sustentar a harmonia do espírito. VONTADE DESEJOINTELIGÊNCIAIMAGINAÇÃO MEMÓRIA Gerência Geral Departamentos CRIA TIVI DADE

12 O célebre Sarasate respondeu, quando um crítico o classificou de gênio: Durante 27 anos pratiquei 14 horas por dia e, agora, eles me chamam de gênio. Minhas invenções – dizia Thomas Edison – são fruto de 1% de inspiração e 99% de transpiração. CRIA TIVI DADE

13 Leon Denis cita em No invisível, trecho do livro O Desconhecido e os Problemas Psíquicos, de Camile Flammarion sobre fenômenos produzidos no sono magnético: Voltaire declara ter, uma noite, concebido um sonho, um conto completo da Hermiade; La Fontaine compôs sonhando, a fábula dos Dois Pombos; Sebatian Bach e Tartini ouviam durante o sono a execução de sonatas que não conseguiam terminar, como desejavam. CRIA TIVI DADE

14 Outras fontes comentam: Sherlock Holmes, escreveu Conan Doyle, parava tudo e levava Watson a um concerto ou se dedicava horas a um violino; Einstein também tocava violino ou lia Dostoievski; Gandhi costuma tecer; Beethoven fazia longas caminhadas e anotava, enquanto andava; CRIA TIVI DADE

15 Brahms tinha as suas melhores idéias todos os dias de manhã, enquanto engraxava botinas; Alex Osborn, o criador do famoso Brainstorm, tinha as suas melhores idéias, enquanto fazia a barba e passou a usar uma navalha velha, para ficar mais tempo nesse ato. CRIA TIVI DADE

16 Goethe em Cartas a um filho, comenta: Beethoven referindo à fonte que lhe provinha a concepção de suas obras-primas, dizia à Betina: Sinto-me obrigado a deixar transbordar de todos os lados as ondas de harmonia, provenientes do foco da inspiração. CRIA TIVI DADE

17 Holmes, em A Vida de Mozart, transcreve trecho de uma carta de Mozart a um amigo: Quando estou em boas disposições e inteiramente só, durante o meu passeio, os pensamentos musicais me vêm com abundância. Ignoro de onde procedem esses pensamentos e como me chegam; nisso não tenho a mínima vontade e menor intervenção. CRIA TIVI DADE

18 CRIA TIVI DADE Allan Kardec, em O Livro dos Médiuns, esclacere, no item referente a Médiuns Inspirados:

19 182-Todos os que recebem, no estado normal ou de êxtase, comunicações mentais estranhas às suas idéias, sem serem,, como estas, pré-concebidas, podem ser considerados médiuns inspirados. Nesta categoria, acrescenta Kardec, podem ser ainda incluídas as pessoas que não sendo dotadas de inteligência excepcional e, sem sair do estado normal, têm relâmpagos de lucidez intelectual que lhes dão surpreendente facilidade de concepção e elocução e, em certos casos, o pressentimento do futuro. CRIA TIVI DADE

20 Todos os homens de gênio, artistas, sábios, literatos são, sem dúvida, Espíritos adiantados, capazes de conceber grandes coisas e de trazê-las em si mesmos.... É assim que eles são, na maioria das vezes, médiuns sem o saberem. Arquimedes Johann Sebastian Bach Roger Bacon Beethoven Gustave Doré Dante Alighieri Edison CRIA TIVI DADE

21 Joseph Haydn Schumann Schopenhauer Schubert Ingenieros Mozart Platão Shakespeare Bernard Shaw Walter Scott Johann Strauss (filho) Strawinsky Sófocles Hawthorne Rossini Santos Dumont Sócrates Jules Verne Benjamin Franklin CRIA TIVI DADE

22 E, através de um diálogo com os Espíritos Superiores, complementa Allan Kardec: - Qual a causa primeira da inspiração? - A comunicação mental do Espírito. - A inspiração não se destina apenas a grandes revelações? - Não. Ela se relaciona quase sempre com as mais comuns circunstâncias da vida. CRIA TIVI DADE

23 Sócrates (300 anos a.C.) é citado por Allan Kardec, em O Evangelho Segundo o Espiritismo, refererindo-se ao amparo espiritual: Após a morte, o gênio daimon, demônio, que nos fora designado durante a vida, leva-nos a um lugar onde se reúnem todos os que têm de ser conduzidos ao Hades, para serem julgados. CRIA TIVI DADE

24 Platão (300 anos a.C.), afirmava: O artista é no momento da criação, agente de um poder superior, perdendo o controle de si mesmo. Thomas Carlyle ( ), retomando o pensamento de Platão, afirma O artista não sabe o que faz. Charles Baudelaire ( ) confessa: Esta noite a asa da loucura passou por mim. CRIA TIVI DADE

25 Os Labirintos da Genialidade CRIA TIVI DADE

26 Pasteur formou-se com nota medíocre em Química; Einstein foi reprovado na Academia Politécnica; Charles Darwin não conseguiu entrar na Faculdade de Medicina de Cambridge; Beethoven - dizia o seu professor de composição musical, Albretchtoberger, nunca aprendeu e nunca aprenderá coisa alguma. Como compositor é um caso perdido. CRIA TIVI DADE

27 Quando perguntaram a Faulkner como ele escrevia, respondeu: Da direita para a esquerda. Quando perguntaram Nijinsky como ele conseguia conseguir seu incrível salto em suspensão, respondeu: É só dar um pulo bem alto e parar lá um pouco Quando perguntaram a um célebre escultor italiano quais as teorias e métodos que seguia para a elaboração das suas idéias, respondeu: Eu compro um bloco de mármore e, depois, com o buril, tiro dele o que não interessa. CRIA TIVI DADE

28 Como a Mente Opera CRIA TIVI DADE

29 Absorve via Atenção Retém via Memória Desenvolve via Interesse contínuo Cria via imaginação Julga via comparação e seleção COMO O CÉREBRO FUNCIONA A vontade determina

30 Métodos ou Técnicas Para Desenvolver Idéias CRIA TIVI DADE

31 Leis Gregas para a Associação de Idéias 1. A Contigüidade consiste em ver a proximidade que existe entre duas imagens: 2. A Semelhança, quando duas imagens se superpõem: Mar lembra navio Pena lembra pássaro Um gato lembra um tigre Um ovo lembra uma galinha CRIA TIVI DADE

32 3. A Sucessão, quando uma idéia segue a outra: 4. O Contraste, quando uma idéia lembra outra oposta Trovão/Chuva Tempestade / Bonança Preto lembra Branco Ódio lembra Amor CRIA TIVI DADE

33 Bertrand Russel Segundo este autor, são necessárias 4 etapas: 1. Preparação: ler, discutir, colecionar, rabiscar, cultivar sua imaginação; 2. Incubação: descansar, desligar-se do problema. O inconsciente, desimpedido pelo intelecto, começa a elaborar as inesperadas conexões que constituem a essência da criação; CRIA TIVI DADE

34 3. Iluminação: Aqui surge a idéia, a solução. É o momento do clássico EUREKA, de Arquimedes; 4. Verificação: É a volta para o consciente, da racionalidade. O intelecto passa a dar acabamento à obra que a imaginação iniciou. É o momento de testar a idéia, submetê-la a críticas e julgamentos. CRIA TIVI DADE

35 Brainstorm, de Alex F. Osborn, siginifica tempestade cerebral. Suas idéias estão contidas no livro O Poder Criador da Mente. Consiste em reunir várias pessoas de diferentes especialidades que contribuem livremente com sugestões, visando a solução do problema. CRIA TIVI DADE

36 Princípios básicos enumerados pelo autor: Nenhuma crítica às idéias apresentadas, durante a reunião; Livre curso à imaginação; Grande número de idéias; Aperfeiçoamento das idéias apresentadas. CRIA TIVI DADE

37 James Webb Young, in Como Criar Idéias, Ed. Fundo de Cultura expõe seu método e suas recomendações. Estágios a observar: Compilação de matéria-prima, isto é, conhecimentos específicos e gerais. A elaboração deste material no seu intelecto, estabelecendo associação entre os elementos; CRIA TIVI DADE

38 A incubação: momento em que se põe algo mais, além da consciência executar o trabalho de síntese; O nascimento propriamente da idéia; o estágio do Eureka encontrei!. A configuração final e o desenvolvimento da idéia para a utilização prática. CRIA TIVI DADE

39 Bloqueios à Criação de Idéias CRIA TIVI DADE

40 Quando há conformismo com o status quo Diante de atitudes e meio ambientes autoritários Quando existe timidez ou medo de se expor ao ridículo Quando há intolerância para atitudes mais ousadas Diante de hostilidade em relação à personalidade divergente CRIA TIVI DADE

41 Diante de falta de vontade ou de tempo para pensar novos caminhos Em face da rigidez da organização que inibe o novo Quando há posturas imediatistas (vá direto ao ponto), na busca de soluções para problemas complexos Diante de posturas derrotistas (não adianta que não vai dar certo ou que não há solução) CRIA TIVI DADE

42 Perfil do Inovador ou Construtor de Idéias CRIA TIVI DADE

43 Curioso Bem Humorado Ousado Visão de Futuro Iniciativa Flexível Humilde Persistente Sensível Sonhador Inquieto

44 Para José Pedrebon Nascemos sabendo voar com imaginação. Como adultos, perdemos a liberdade, inibidos pelos compromissos com a realidade. Para o ator Henry Miller, No dia em que deixarmos de exercer, ao máximo, a nossa capacidade de imaginar, mataremos a parte do Cristo, do Einstein e do Da Vinci que existe em nós. CRIA TIVI DADE

45 Para Albert Einstein A imaginação é mais importante que o conhecimento. Voltaire afirmou certa vez: Criatividade é como a barba, você só a terá se a deixar crescer. CRIA TIVI DADE

46 A Criatividade na Propaganda Brasileira CRIA TIVI DADE

47 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

48 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

49 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

50 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

51 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

52 Fonte 100 anos de Propaganda São Paulo: Abril Cultural, 1980 CRIA TIVI DADE

53 A Criatividade na Propaganda Espírita CRIA TIVI DADE

54 PENSE NISSO. PENSE AGORA. CAMPANHA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ESPÍRITA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DAS COMISSÕES REGIONAIS – CFN. IDEALIZAÇÃO: MERHY SEBA - ANO 2002 CRIA TIVI DADE

55 CRIA TIVI DADE

56 CRIA TIVI DADE

57 CRIA TIVI DADE

58 CRIA TIVI DADE

59 CRIA TIVI DADE

60 CRIA TIVI DADE

61 CRIA TIVI DADE

62 CRIA TIVI DADE

63 CRIA TIVI DADE

64 CRIA TIVI DADE

65 CRIA TIVI DADE

66 CRIA TIVI DADE

67 CRIA TIVI DADE

68 CRIA TIVI DADE

69 Nível de Conhecimento CRIA TIVI DADE

70 Ação Desconhecimento Conhecimento Compreensão Convicção CRIA TIVI DADE

71 Planejamento Estratégico CRIA TIVI DADE

72 COMUNICAR? O que A quem Como Onde Quando Por Quanto

73 Estratégia de Criação CRIA TIVI DADE

74 ConceitoIdéia Veiculação Frase Chave Imagem Chave

75 Trabalho de Equipe CRIA TIVI DADE

76 Predisposição Individual Consistência Doutrinária Rapidez Eficiência Integração Pessoal Continuidade Produtividade Responsabilidade Coletiva Outros (?) E E Impessoalidade

77 O Fator Ético na Criatividade CRIA TIVI DADE

78 Quando o outro entra em cena, nasce a ética. Umberto Eco, renomado escritor italiano, disse certa vez: CRIA TIVI DADE

79 Elaboração do Projeto: Merhy Seba - Ficha Técnica Projeto Gráfico: Denise Estefanini de Oliveira - Assistente do Projeto: Felipe Seba - CRIA TIVI DADE Projeto desenvolvido para as sociedades espíritas, restrito para uso em ambiente fechado, sem fins lucrativos.


Carregar ppt "CRIA TIVI DADE COMUNICAÇÃO SOCIAL ESPÍRITA MERHY SEBA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google