A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Criatividade em Comunicação Publicitária. RETROSPECTIVA Filosofia da comunicação social espírita Planejamento de campanhas e programas comunicacionais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Criatividade em Comunicação Publicitária. RETROSPECTIVA Filosofia da comunicação social espírita Planejamento de campanhas e programas comunicacionais."— Transcrição da apresentação:

1 Criatividade em Comunicação Publicitária

2 RETROSPECTIVA Filosofia da comunicação social espírita Planejamento de campanhas e programas comunicacionais Alternativas de mídia para divulgação da doutrina espírita Estratégias de segmentação e criação

3 O CARÁTER UNIVERSAL DA CRIATIVIDADE Modo de pensar Modo de sentir Modo de agir O homem tem livre-arbítrio nos seus atos ? (Q. 843 – Allan Karkec in O Livro dos Espíritos ) Pois que tem liberdade de pensar, tem de agir. Sem o livre-arbítrio o homem seria uma máquina. Modo de interagir

4 A TEORIA DE PARETO SPÉCULATEUR Constante preocupação com as possibilidades de novas combinações RENTIER Rotineiros, pacatos que o Speculateur manobra

5 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES NO DIA EM QUE DEIXARMOS DE EXERCER, AO MÁXIMO, A NOSSA CAPACIDADE, MATAMOS A PARTE DO CRISTO, DO EINSTEIN E DO DA VINCI QUE EXISTE EM NÓS. HENRY MILLER, ator

6 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES CRIATIVIDADE É COMO A BARBA, VOCÊ SÓ A TERÁ SE A DEIXAR CRESCER. VOLTAIRE, escritor.

7 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES A MELHOR MANEIRA DE TER UMA BOA IDÉIA E TER VÁRIAS IDÉIAS. LINUS PAULING, escritor

8 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES AS COISAS VALEM PELAS IDÉIAS QUE NOS SUGEREM. MACHADO DE ASSIS, escritor.

9 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES SER SIMPLES É COMPLICADO. AMÁLIA RODRIGUES, poetiza.

10 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES TORNAR O SIMPLES COMPLICADO É FÁCIL; TORNAR O COMPLICADO SIMPLES, ISSO É QUE É DIFÍCIL. CHARLES MINGUS, escritor.

11 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES NASCEMOS SABENDO VOAR COM A IMAGINAÇÃO. COMO ADULTOS, PERDEMOS ESSA LIBERDADE, INIBIDOS PELO COMPROMISSO COM A REALIDADE. JOSÉ PREDEBON, publicitário, professor e escritor.

12 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE QUE O CONHECIMENTO. ALBERT EINSTEIN, cientista.

13 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES ESTOU CONVENCIDO DE QUE A TÉCNICA DE PRODUZIR IDÉIAS NÃO ESTARÁ COMPLETA, SE NÃO PROCURARMOS DESENVOLVER DENTRO DE NÓS A TÉCNICA DE TER A CORAGEM DE AMAR APAIXONADAMENTE O PROBLEMA – A CORAGEM E A CAPACIDADE. QUEM AMA O PROBLEMA, JÁ TEM DENTRO DE SI A PRIMEIRA CONDIÇÃO PARA CRIAR UM A BOA SOLUÇÃO. AMAR O PROBLEMA SIGNIFICA DAR AO CÉREBRO UM ESTADO OPTIMUM PARA O INICÍO DA BOA SOLUÇÃO. JOSÉ KFURI, publicitário.

14 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES ANDARÍAMOS ERRADOS SE SUPUSÉSSEMOS QUE ALGUÉM, JÁ TENDO PROVADO SEUS NOTÁVEIS DONS DE IMAGINAÇÃO, PUDESSE TRANSMITÍ-LOS INTEGRALMENTE POR MEIO DE UMA TÉCNICA. HÁ NO ARTISTA (INDIVÍDUO CRIADOR) UMA QUALIDADE ENGANOSA QUE DESAFIA A ANÁLISE E A IMITAÇÃO. HÁ CONTUDO, TÉCNICAS E PROCEDIMENTOS QUE SE PODEM APRENDER E TRANSMITIR. REINHOLD NIEBUHR, publicitário e escritor.

15 CRIATIVIDADE: DIFERENTES VISÕES AS INFORMAÇÕES QUE USAMOS NO EXERCÍCIO DA CRIATIVIDADE ESTÃO CONTIDAS EM TUDO O QUE A NOSSA PERCEPÇÃO CONSEGUE CAPTAR. JOSÉ PREDEBON, publicitário, professor e escritor.

16 PRINCÍPIOS QUE FUNDAMENTAM A CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB Uma idéia é nada mais, nada menos que uma combinação de velhos elementos; A capacidade de reunir velhos elementos em novas combinações, depende grandemente da capacidade de se descobrirem relações.

17 PRINCÍPIOS QUE FUNDAMENTAM A CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB ASSIM É A ARTE DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS. O QUE MAIS VALE SABER NÃO É ONDE PROCURAR UMA DETERMINADA IDÉIA, MAS COMO EXERCITAR O CÉREBRO NO MÉTODO PELO QUAL SE CRIAM AS IDÉIAS; E COMO APODERAR-SE DOS PRINCÍPIOS QUE SÃO A FONTE DE TODAS AS IDÉIAS.

18 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB 1. A compilação de matéria-prima, tanto dos materiais do seu processo imediato, como dos materiais que provêm de constante enriquecimento de seu acervo de conhecimentos gerais.

19 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB 2. A elaboração destes materiais no seu intelecto.

20 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB 3. A incubação, em que você põe algo mais além da consciência a executar o trabalho de síntese.

21 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB 4. O nascimento propriamente dito da idéia – o estágio EUREKA; estágio do insihgt (Kohler), a súbita compreensão das relações entre meios e fins.

22 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS JAMES YOUNG WEBB 5. A configuração final e desenvolvimento da idéia para a utilização prática.

23 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS ALLAN KARDEC, CODIFICADOR DO ESPIRITISMO. TODA PESSOA QUE RECEBE, SEJA NO ESTADO DE ÊXTASE, PELO PENSAMENTO, COMUNICAÇÕES ESTRANHAS ÀS SUAS IDÉIAS PRECONCEBIDAS, PODE SER INCLUÍDA NA CATEGORIA DE MÉDIUNS INSPIRADOS; COMO SE VÊ É UMA VARIEDADE DA MEDIUNIDADE INTUITIVA, COM A DIFERENÇA DE QUE A INTERVENÇÃO DE UMA POTÊNCIA OCULTA É AINDA BEM MENOS SENSÍVEL, PORQUE, NOS INSPIRADOS É AINDA MAIS DIFÍCIL DISTINGUIR O PENSAMENTO PRÓPRIO DO QUE É SUGERIDO. In O Livro dos Médiuns, item 182

24 PROCESSO DE CRIAÇÃO DE IDÉIAS ALLAN KARDEC, CODIFICADOR DO ESPIRITISMO Os sonhos são efeito da emancipação da alma, que mais independente se torna pela suspensão da vida ativa e de relação. Daí, uma espécie de clarividência indefinida que se alonga até os mais afastados lugares e até mesmo a outros mundos. Daí, também a lembrança que traz a memória acontecimentos da precedente existência ou das existências anteriores. In O Livro dos Espíritos, Q.402.

25 LEIS GREGAS PARA ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS 1. A Contigüidade – a proximidade que existe entre duas imagens: Ex: mar lembra navio, pena lembra pássaro.

26 LEIS GREGAS PARA ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS 2. A Semelhança - quando duas imagens se superpõem: Ex: gato lembra tigre, caderno lembra bloco de papel.

27 LEIS GREGAS PARA ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS 3. A Sucessão – quando uma idéia segue a outra: Ex: trovão lembra tempestade, abraço lembra beijo.

28 LEIS GREGAS PARA ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS 4. O Contraste - quando duas imagens são opostas Ex: preto lembra branco, ódio lembra amor.

29 BLOQUEIOS À CRIAÇÃO DE IDÉIAS Quando há conformismo com o status quo Diante de atitudes e meio excessivamente autoritários Quando existe medo de se expor ao ridículo Quando há intolerância para atitudes mais ousadas

30 BLOQUEIOS À CRIAÇÃO DE IDÉIAS Diante de hostilidade em relação á personalidade divergente Diante da falta de vontade e tempo para pensar Em face da rigidez da organização que inibe o novo

31 CRIATIVIDADE: DIFERENTES MÉTODOS Edward De Bono – Pensamento paralelo Roger Von Oech – Um toque na cuca e Ponta pé na rotina Chik Thompson – A grande idéia Alex Osborn – O poder criador da mente – brainstorm Roberto M. Barreto – Criatividade na Propaganda – Bertrand Russel Duailibi e Simonsen – Criatividade em Marketing José Predebon – Criatividade James Young Webb – Como criar idéias Leis Gregas para associação de idéias Criatividade e Mediunidade – Allan Kardec - O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns

32 Merhy Seba Publicitário, Professor Universitário e Consultor Comunicação e Marketing


Carregar ppt "Criatividade em Comunicação Publicitária. RETROSPECTIVA Filosofia da comunicação social espírita Planejamento de campanhas e programas comunicacionais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google