A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Departamento de Informática Prof. Julio Cesar Sampaio do Prado Leite, Ph.D. Coordenador do grupo de pesquisa em Engenharia de Requisitos Audiência Pública.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Departamento de Informática Prof. Julio Cesar Sampaio do Prado Leite, Ph.D. Coordenador do grupo de pesquisa em Engenharia de Requisitos Audiência Pública."— Transcrição da apresentação:

1 Departamento de Informática Prof. Julio Cesar Sampaio do Prado Leite, Ph.D. Coordenador do grupo de pesquisa em Engenharia de Requisitos Audiência Pública para debater o Modelo de Maturidade em Transparência Organizacional e o Selo de Transparência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados

2 Introdução Transparência de Software Movimento de Software Livre A Lei de Linus: Mais olhos, menos problemas (Given enough eyeballs, all bugs are shallow) Eric S. Raymond. Transparência como Requisito de Qualidade Elicitação feita com base em Livros de Ciências Sociais. Modelo do que é Transparência.

3

4 Livros Holzner B., Holzner L., Transparency in Global Change: The Vanguard of the Open Society. University of Pittsburgh Press; 1 edition, Henriques A., Corporate Truth The Limits to Transparency, EARTHSCAN, UK, Lord K. M. The Perils and Promise of Global Transparency, State University of New York Press, Fung A. Graham M., Weil D., Full Disclosure, the Perils and Promise of Transparency, Cambridge. University Press, Mendel, T., Freedom of Information: A Comparative Legal Survey, UNESCO: Paris, 2008 Claudia Cappelli Aló. Uma Abordagem para Transparência em Processos Organizacionais Utilizando Aspectos Tese (Doutorado em Informática) - Pontíticia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Julio Cesar Sampaio do Prado Leite.

5 Afinal o que é Transparência? Qualidade, depende de onde é aplicada, por quem e para quem. Transparência, vai além de acessibilidade: muitos olhos só funcionam se outras qualidades tiverem associadas, tais como: facilidade de uso, informativo, inteligível, auditável. Mas o que são cada uma dessas qualidades (acessibilidade, usabilidade, informativo, entendimento, auditabilidade) no contexto de transparência (informação livre)? Uma rede de qualidades (33), que ajudam (help), que a qualidade Transparência seja atingida no maior grau.

6 Afinal o que é Transparência?

7 4

8 8

9 9

10 6

11 6

12

13

14 Modelo de Maturidade Porque de um selo de transparência? Para que um selo de transparência? Como medir transparência? Como medir o progresso no sentido da transparência? Transparência como base para processos colaborativos. Exemplo:

15 Futuro Continuidade de Pesquisas Pesquisa Interdisciplinar, Interinstitucional Necessidade de Financiamento Padronização Evolução do Modelo de Maturidade Fóruns de Discussão

16


Carregar ppt "Departamento de Informática Prof. Julio Cesar Sampaio do Prado Leite, Ph.D. Coordenador do grupo de pesquisa em Engenharia de Requisitos Audiência Pública."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google