A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unidade 2 – Capítulo 4 Leitura para casa 48 a 64 O CONTINENTE AFRICANO Profº Fylipe Minikovski.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unidade 2 – Capítulo 4 Leitura para casa 48 a 64 O CONTINENTE AFRICANO Profº Fylipe Minikovski."— Transcrição da apresentação:

1 Unidade 2 – Capítulo 4 Leitura para casa 48 a 64 O CONTINENTE AFRICANO Profº Fylipe Minikovski

2 Atividade para casa Somente Responder exercícios do livro para estudo Pag. 66 a 68 exercícios 1 ao 9 Somente Responder exercícios do livro para estudo Pag. 66 a 68 exercícios 1 ao 9

3 TAMANHO E LOCALIZAÇÃO O continente africano é o terceiro maior continente da Terra ocupando 20,3 % das terras emersas, ficando atrás apenas da Ásia e do continente Americano.

4 A África é um continente que abriga 50 países independentes, a população total é de aproximadamente 970 milhões de habitantes distribuídos em uma área de 30 milhões de quilômetros quadrados, possui uma imensa riqueza natural e é um dos lugares com maior biodiversidade do mundo. A África é um continente que abriga 50 países independentes, a população total é de aproximadamente 970 milhões de habitantes distribuídos em uma área de 30 milhões de quilômetros quadrados, possui uma imensa riqueza natural e é um dos lugares com maior biodiversidade do mundo.riqueza Em relação à sua posição geográfica, o continente está situado quase que totalmente no Oriente, o território se encontra nos dois hemisférios, portanto é cortado pela linha do Equador, Trópico de Câncer e Trópico de Capricórnio. Em relação à sua posição geográfica, o continente está situado quase que totalmente no Oriente, o território se encontra nos dois hemisférios, portanto é cortado pela linha do Equador, Trópico de Câncer e Trópico de Capricórnio.

5 OCEANOS E MARES QUE BANHAM A ÁFRICA Norte: Mar Mediterrâneo Nordeste: Mar Vermelho Oeste: Oceano Atlântico Leste / Oriental: Oceano Índico

6 Mar Vermelho Por que mar vermelho. Por que mar vermelho. No sul da península do Sinai existem montanhas ricas em ferro, minério de cor avermelhada. O vento desgasta o deserto rochoso e arrasta a poeira para o mar, tingindo-o de vermelho.

7 Paisagens naturais do continente Africano

8 DESERTOS AFRICANOS O Deserto do Saara é o maior deserto quente do mundo, e oficialmente é o segundo maior deserto da Terra, logo após da Antártida, pois esta última também é um deserto porém frio. O Deserto da Namíbia é do tipo costeiro com grandes dunas, banhado por correntes frias do Oceano Atlântico

9 OÁSIS NOS DESERTOS AFRICANOS Nos desertos encontramos os Oasis que são regiões mais baixas do relevo, onde os lençóis d´água afloram à superfície, propiciando um ambiente para estabelecer comunidades, construir casas e produzir alimentos. Nos desertos encontramos os Oasis que são regiões mais baixas do relevo, onde os lençóis d´água afloram à superfície, propiciando um ambiente para estabelecer comunidades, construir casas e produzir alimentos.

10 KILIMANJARO Além dos desertos na África o continente se destaca pelas sua vegetação exclusiva e pelo KILIMANJARO. Localizado no Planalto dos Grandes Lagos ao norte da Tanzânia, junto à fronteira com o Quênia, é o ponto mais alto de África, com uma altitude de m. Devido a alta altitude, mesmo estando próxima a linha do equador a presença de neve nas partes superiores deste antigo vulcão oferecendo um espetáculo único.

11 Floresta do Congo O segundo e mais importante Bioma do mundo a floresta do Congo que se destaca na flora e na fauna esta entre as paisagens mais bonitas já vistas no continente africano mas como a Amazônia no continente Americano sofre também com a ação antrópica (ação do homem na natureza). O segundo e mais importante Bioma do mundo a floresta do Congo que se destaca na flora e na fauna esta entre as paisagens mais bonitas já vistas no continente africano mas como a Amazônia no continente Americano sofre também com a ação antrópica (ação do homem na natureza).

12 Cada bioma da África possui características únicas e muitas espécies são endêmicas, ou seja, são exclusivas daquela vegetação outros biomas que se destaca na África pela sua diversidade são a Ilha de Madagascar, Gabão e a Etiópia. Cada bioma da África possui características únicas e muitas espécies são endêmicas, ou seja, são exclusivas daquela vegetação outros biomas que se destaca na África pela sua diversidade são a Ilha de Madagascar, Gabão e a Etiópia.

13 Tipos de clima Continente africano Pag. 53 Observe que ao sul do Saara temos uma região denominada de Sahel, que é uma área de transição entre o clima árido do deserto e o clima tropical. Observe que ao sul do Saara temos uma região denominada de Sahel, que é uma área de transição entre o clima árido do deserto e o clima tropical.

14 COLÔNIZAÇÃO DA ÁFRICA O primeiro contato dos europeus com os africanos iniciou com as Grandes Navegações, pois as embarcações vindas da Europa contornavam a África para chegar até a Índia onde podiam comercializar seus produtos. O primeiro contato dos europeus com os africanos iniciou com as Grandes Navegações, pois as embarcações vindas da Europa contornavam a África para chegar até a Índia onde podiam comercializar seus produtos. Em seu segundo contato,os europeus com as colônias na América e a industrialização passaram a buscar mão- de-obra escrava na África e matéria prima. Em seu segundo contato,os europeus com as colônias na América e a industrialização passaram a buscar mão- de-obra escrava na África e matéria prima.

15 As Duas Áfricas Esse grande território, habitado por mais de um bilhão de pessoas, apresenta grande diversidade física, étnica, cultural e econômica. Todos esses elementos contribuíram para uma subdivisão regional, que estabeleceu a África Mediterrânea (também chamada de África Islâmica ou Setentrional) e a África Subsaariana. Esse grande território, habitado por mais de um bilhão de pessoas, apresenta grande diversidade física, étnica, cultural e econômica. Todos esses elementos contribuíram para uma subdivisão regional, que estabeleceu a África Mediterrânea (também chamada de África Islâmica ou Setentrional) e a África Subsaariana.

16 Essa regionalização do continente tem o deserto do Saara como divisor natural e os aspectos humanos, em especial a religião, como fator cultural. A África Mediterrânea, situada ao norte do deserto do Saara, é composta por apenas cinco países (Marrocos, Argélia, Tunísia, Líbia e Egito), além do território do Saara Ocidental. O clima é desértico e a maioria dos habitantes é de origem árabe e seguidora do islamismo. Apesar de possuir problemas, essa porção do continente detém os melhores indicadores socioeconômicos da África. Essa regionalização do continente tem o deserto do Saara como divisor natural e os aspectos humanos, em especial a religião, como fator cultural. A África Mediterrânea, situada ao norte do deserto do Saara, é composta por apenas cinco países (Marrocos, Argélia, Tunísia, Líbia e Egito), além do território do Saara Ocidental. O clima é desértico e a maioria dos habitantes é de origem árabe e seguidora do islamismo. Apesar de possuir problemas, essa porção do continente detém os melhores indicadores socioeconômicos da África.

17 Já a África Subsaariana, compreende toda a área localizada ao sul do Saara, correspondendo a mais de 75% do continente. Apesar dessa grande riqueza mineral observe na pag. 85, a África Subsaariana apresenta vários problemas socioeconômicos e os organismos internacionais não desenvolvem políticas eficazes para solucioná-los. A fome, por exemplo, castiga grande parte dos africanos, os índices de desnutrição são absurdos nessa região do planeta. Já a África Subsaariana, compreende toda a área localizada ao sul do Saara, correspondendo a mais de 75% do continente. Apesar dessa grande riqueza mineral observe na pag. 85, a África Subsaariana apresenta vários problemas socioeconômicos e os organismos internacionais não desenvolvem políticas eficazes para solucioná-los. A fome, por exemplo, castiga grande parte dos africanos, os índices de desnutrição são absurdos nessa região do planeta.

18 O IDH (Índice de desenvolvimento humano) é um índice que serve de comparação entre os países, com objetivos de medir o grau de desenvolvimento econômico e a qualidade de vida oferecida à população. E os países da África subsaariana sofre com o pior IDH com um péssimo sistema de saúde milhares de crianças morrem na África por falta de assistência medica adequada o que afeta diretamente na qualidade de vida da população negra. O IDH (Índice de desenvolvimento humano) é um índice que serve de comparação entre os países, com objetivos de medir o grau de desenvolvimento econômico e a qualidade de vida oferecida à população. E os países da África subsaariana sofre com o pior IDH com um péssimo sistema de saúde milhares de crianças morrem na África por falta de assistência medica adequada o que afeta diretamente na qualidade de vida da população negra.

19 A África é o continente que possui a pior distribuição de renda do mundo. Geralmente nos países africanos existe somente uma refeição por dia e em alguns lugares, onde em um dia os pais comem, no outro é a vez dos filhos. A África é o continente que possui a pior distribuição de renda do mundo. Geralmente nos países africanos existe somente uma refeição por dia e em alguns lugares, onde em um dia os pais comem, no outro é a vez dos filhos.

20 Economia da África A África é o continente mais pobre do mundo. Cerca de 1/3 dos habitantes da África vivem com menos de 1 dólar ao dia, abaixo do nível da pobreza definido pelo Banco Mundial. O avanço de epidemias, o agravamento da miséria e os conflitos armados levam esta região a um verdadeiro caos. Além disso, quase 2/3 dos portadores do vírus HIV do planeta vivem neste continente. A África é o continente mais pobre do mundo. Cerca de 1/3 dos habitantes da África vivem com menos de 1 dólar ao dia, abaixo do nível da pobreza definido pelo Banco Mundial. O avanço de epidemias, o agravamento da miséria e os conflitos armados levam esta região a um verdadeiro caos. Além disso, quase 2/3 dos portadores do vírus HIV do planeta vivem neste continente.

21 APARTHEID NA ÁFRICA DO SUL O termo apartheid se refere a uma política racial implantada na África do Sul. De acordo com esse regime, a minoria branca, os únicos com direito de voto, detinham todo poder político e econômico no país, enquanto à imensa maioria negra restava a obrigação de obedecer rigorosamente o conjunto de leis segregacionista.

22 O Regime era sustentado por um conjunto de leis, entre elas estão: O Regime era sustentado por um conjunto de leis, entre elas estão: - proibição oficial do casamento inter-racial - proibição oficial do casamento inter-racial obrigatoriedade do registro da raça na certidão de nascimento obrigatoriedade do registro da raça na certidão de nascimento obrigatoriedade de os brancos, negros e mestiços viverem em áreas separadas, e a proibição ao negro de comprar terras obrigatoriedade de os brancos, negros e mestiços viverem em áreas separadas, e a proibição ao negro de comprar terras locomoção de negros estava condicionada ao porte de um "passe", ou seja, um documento de identificação que os autorizava a ir e vir. locomoção de negros estava condicionada ao porte de um "passe", ou seja, um documento de identificação que os autorizava a ir e vir. - proibição de greve de negros e divisão dos serviços públicos (escola, hospital, praça pública, estádio esportivo etc.) em locais para brancos e locais para negro - proibição de greve de negros e divisão dos serviços públicos (escola, hospital, praça pública, estádio esportivo etc.) em locais para brancos e locais para negro

23 NELSON MANDELA Principal representante do movimento ANTI- APARTHEID, como ativista, sabotador e guerrilheiro. Considerado pela maioria das pessoas um guerreiro em luta pela liberdade, era considerado pelo governo sul-africano um terrorista. Principal representante do movimento ANTI- APARTHEID, como ativista, sabotador e guerrilheiro. Considerado pela maioria das pessoas um guerreiro em luta pela liberdade, era considerado pelo governo sul-africano um terrorista. Em 1962 foi preso e 5 anos depois foi sentenciado à prisão perpétua. Em 1962 foi preso e 5 anos depois foi sentenciado à prisão perpétua. Em 1990 foi libertado. Em 1990 foi libertado. Em 1993, recebeu o Nobel da Paz, pelos esforços desenvolvidos no sentido de acabar com a segregação racial. Em 1993, recebeu o Nobel da Paz, pelos esforços desenvolvidos no sentido de acabar com a segregação racial. E em Maio de 1994, tornou-se ele próprio o primeiro presidente negro da África do Sul E em Maio de 1994, tornou-se ele próprio o primeiro presidente negro da África do Sul


Carregar ppt "Unidade 2 – Capítulo 4 Leitura para casa 48 a 64 O CONTINENTE AFRICANO Profº Fylipe Minikovski."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google