A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apartheid: a legitimação da segregação racial Prof. Reginaldo Geopolítica/atualidades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Apartheid: a legitimação da segregação racial Prof. Reginaldo Geopolítica/atualidades."— Transcrição da apresentação:

1 Apartheid: a legitimação da segregação racial Prof. Reginaldo Geopolítica/atualidades

2 Apartheid O termo significa "separação" ou "identidade separada. Tornou-se um regime que serviu durante décadas para legitimar a dominação da minoria branca sobre outras etnias, compostas em sua maioria por negros; 1948: oficialização do regime na África do Sul pelo Partido dos Nacionalistas, que ascendeu ao poder e representava os interesses das elites brancas;

3 A origem do regime Sua origem remonta ao período da colonização da África do Sul. Os primeiros colonizadores bôeres ou africânderes (grupos sociais europeus que vieram da Holanda, França e Alemanha) se estabeleceram no país nos séculos XVII e XVIII; Após a guerra dos bôeres ( ), com vitória dos ingleses, é fundada a União da África do Sul em 1910;

4 A legitimação da segregação O Apartheid foi o único caso histórico de um sistema onde a segregação racial foi legitimado no âmbito nacional, apesar de inúmeras resoluções da ONU condenando o regime; Pós 1948: auge do regime com a abolição definitiva de alguns direitos políticos e sociais que ainda existiam em algumas províncias sul-africanas e a codificação das diferenças raciais para classificar a população de acordo com o grupo social;

5 Determinações do Apartheid Proibição da propriedade da Terra aos negros (os brancos dominaram 87% do país); Os casamentos entre brancos e negros foram proibidos; Os negros não podiam ocupar o mesmo transporte coletivo usado pelos brancos; Os negros não podiam residir no mesmo bairro dos brancos, sendo segregados nos bantustões a partir de 1951; As "Leis do Passe" obrigava os negros a apresentarem o passaporte para poderem se locomover dentro do território;

6 Imagens do Apartheid

7 Mandela, o símbolo da resistência O líder anti-apartheid Nelson Mandela, entra para o CNA em 1944 após graduação em direito e funda a Liga da Juventude. Em 1948 o CNA inicia uma campanha de resistência pacífica contra as leis do regime;

8 Os anos da resistência a partir da década de : cerca de negros queimaram seus passaportes no gueto de Sharpeville e foram violentamente reprimidos; 67 negros são mortos e 180 ficam feridos, incluindo mulheres e crianças. Um estado de emergência é declarado, e o CNA, torna-se clandestino;

9 A luta armada 1961: é fundada a Lança da Nação, o braço armado do CNA; A luta é a minha vida. Continuarei a lutar pela liberdade até o fim de meus dias Mandela é preso e sentenciado a 5 anos de prisão. Acusação: incitar uma greve ilegal e sair do país sem passaporte;

10 1963: Mandela é condenado à prisão perpétua Tenho nutrido o ideal de uma sociedade democrática e livre, na qual todas as pessoas possam conviver em harmonia e com igualdade de oportunidades. É um ideal pelo qual espero viver e que espero ver realizado. Mas, meu Senhor, se preciso for, é um ideal pelo qual estou preparado para morrer."

11 Os caminhos do fim do regime Anos 80: aumenta a pressão internacional para a libertação de Mandela; 1989: Frederic. W. de Klerk, assumiu a presidência e em 1990 conduz o regime sul-africano a uma mudança que põe fim ao Apartheid e liberta Nelson Mandela (72 anos); 27 anos preso 27 anos preso

12 1994: Mandela, presidente da África do Sul Mandela é eleito presidente nas primeiras eleições multirraciais do país, governando a África do Sul de 1994 a 99; Nunca, nunca e nunca de novo esta bela terra experimentará a opressão de um sobre o outro.

13 : ano da comemoração do 20° aniversário da libertação de Mandela (92 anos) e a África do Sul sediará a copa do mundo de futebol, no entanto, as enormes desigualdades entre brancos e negros se perpetuam no país.


Carregar ppt "Apartheid: a legitimação da segregação racial Prof. Reginaldo Geopolítica/atualidades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google