A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Resolução de problemas l Como o ser humano Resolve seus problemas ? l Quais são os conhecimentos, diariamente utilizando para resolver um problema ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Resolução de problemas l Como o ser humano Resolve seus problemas ? l Quais são os conhecimentos, diariamente utilizando para resolver um problema ?"— Transcrição da apresentação:

1

2 1 Resolução de problemas l Como o ser humano Resolve seus problemas ? l Quais são os conhecimentos, diariamente utilizando para resolver um problema ? Basicamente são utilizados dos tipos de conhecimentos : provenientes de nossa experiência e provenientes de um processo formal de aprendizagem educação

3 2 Resolução de problemas Qual é a importância dos conhecimentos provenientes de nossa experiência ? eles dão origem as heurísticas OBS.: Estes também são chamados de conhecimentos de superfície e correspondem à resolução de caso já visto Exemplo de modelagem regras de produção

4 3 Resolução de problemas Exemplos de regras : Se então eu pego meu guarda-chuva Se então eu procuro minha impermeável Se então eu retiro minha blusa Funcionamento : l As regras são confrontadas à situações correntes fatos, e uma ação correspondente é efetuada. l Esse comportamento é facilmente reproduzido em computadores nos sistemas especialistas ou ainda sistemas a base conhecimentos.

5 4 Resolução de problemas Qual é a importância dos conhecimentos provenientes de nossa de um processo formal educação ? são o resultado de aprendizagens das teorias gerais que devem ser colocadas em práticas nos raciocínios. OBS.: Estes também são chamados de conhecimentos de profundos

6 5 Arquitetura de um sistema a base de conhecimentos Base de conhecimentos Base de Fatos Motor de inferência Sistema Especialista

7 6 Mecanismo e estratégia de inferência Considerando uma regra: Se as premissas estão contidas na Base de Fatos BF, então aplica-se a regra i.e. insere-se as conclusões BF senão passa para a próxima regra Quando detecta-se que um objetivo foi atingido ou que mais nenhuma regra se aplica, o processo de raciocínio é encerrado As variações nesse mecanismo estão relacionadas a escolha da primeira regra, a escolha próxima regra,...

8 7 Exemplo de inferência Regra 01: Se A então B & C Regra 02: Se B então D Regra 03: Se C então E Regra 04: Se D então G A B C D C E A B C D C E Encadeamento para frente Encadeamento para traz

9 8 Exemplo de base de regras Regra 01: Se distância > 5 km, pegaremos o carro Regra 02: Se distância > 1 km e tempo < 15 minutos, pegaremos o carro Regra 03: Se distância > 1 km e tempo > 15 minutos, iremos a pé Regra 04: Se iremos de carro e o cinema é no centro da cidade, pegaremos um taxi Regra 05: Se iremos de carro e o cinema não é no centro da cidade, pegaremos nosso próprio carro Regra 06: Se iremos a pé e o tempo está ruim, pegaremos uma impermeável Regra 07: Se iremos a pé e o tempo está bom, iremos em ritmo de passeio

10 9 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA l Caso 1: Quando queremos saber o valor final atribuído às variáveis na conclusão de um regra. l Seja c 1 o grau de confiança atribuído ao resultado final da premissa de uma regra r. OBS.: Na conclusão de r, devemos ter expressões como var = value CNF c 2, onde var é uma variável, value é um termo qualquer que pode ser atribuído a uma variável, c 2 é um real pertencente ao intervalo [0; 100] que representa o grau de confiança da atribuição. l Mas, c 2 é apenas uma referência, pois o valor final é dependente do resultado da premissa. Assim sendo, realizar-se-á a operação var = value CNF c 1. c 2.

11 10 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Exemplo de aplicação: SE fumagina = sim ENTÃO suspeita de praga = mosca branca, grau de confiança (CNF) 70%. Cálculo: Supondo que o grau de confiança da igualdade fumagina = sim é 80%, teremos que à variável suspeita de praga será atribuído o valor mosca branca, com o respectivo grau de confiança 0.80 * 0.70 = 0.56 = 56%.

12 11 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Caso 2: Cálculo do grau de confiança com o operador E. Cálculo : l Se possuímos duas igualdades var 1 = value 1 e var 2 = value 2, com os respectivos graus de confiança c 1 e c 2, temos que a sentença var 1 = value 1 E var 2 = value 2 retornará como valor de confiança c 1 x c 2.

13 12 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Exemplo de aplicação: SE estados das folhas = esfarelam facilmente E presença de manchas irregulares = sim... Cálculo: Se o grau de confiança da igualdade estados das folhas = esfarelam facilmente é 80% e o grau de confiança da igualdade presença de manchas irregulares = sim é 70%, temos que a conjunção das duas sentenças retornará um valor CNF de 56%, pois esse é o produto dos dois valores.

14 13 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Caso 3: Cálculo do grau de confiança com o operador OU. Cálculo : Se possuímos duas igualdades var 1 = value 1 e var 2 = value 2, com os respectivos graus de confiança c 1 e c 2, temos que a sentença var 1 = value 1 OU var 2 = value 2 retornará como valor de confiança c 1 + c 2 - c 1 x c 2.

15 14 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA l Exemplo de aplicação: SE besouros vermelhos = sim OU larvas marrons = sim... l Cálculo : Se o grau de confiança da igualdade besouros vermelhos = sim é 80% e o grau de confiança da igualdade larvas marrons = sim é 70%, temos que a disjunção das duas sentenças retornará um valor CNF de * 0.80 = = 0.94 = 94%.

16 15 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Exemplo de aplicação: A variável doença possuía valor mofo preto com grau de confiança 60%. Após a aplicação de outras regras chegou-se a uma outra atribuição doença = mofo preto, desta vez com CNF 50%. Cálculo O cálculo se dá de maneira semelhante à aplicação da regra OU: doença terá como um dos valores mofo preto, com respectivo grau de confiança * 0.50 = = 0.80 = 80%.

17 16 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA l Caso 4: Quando uma variável recebe duas vezes o mesmo valor em pontos diferentes da consulta. l Cálculo: Em momentos diferentes de uma consulta, uma mesma variável var pode receber o mesmo valor v, sendo que até à penúltima instanciação ela possuía grau de confiança c 1, e a última atribuiu um CNF c 2. Sendo assim, temos que o valor final de confiança para var = v será dado pela fórmula c a + c n - c a * c n, onde c a representa o grau de confiança antes da última mudança e c n o último grau de confiança atribuído.

18 17 Cálculo de probabilidades no Expert SINTA Notas O sistema admite 50% como valor mínimo de confiança para que uma igualdade seja considerada verdadeira, mas esse valor pode ser modificado. O intervalo de grau de confiança varia de 0 a 100. Observe que as funções para conjunção e disjunção utilizadas seguem a Teoria das Possibilidades, não envolvendo nenhum tratamento estatístico mais aprofundado. É possível mudar as fórmulas utilizadas.

19 18 Exercício 01 l Representar através de um grafo as regras da base SECAJU encadeamento para frente encadeamento para traz l Exercitar a Shell SINTA usando as regras da base SECAJU l Entrar com as regras para escolher o meio de transporte para ir ao cinema na Shell SINTA


Carregar ppt "1 Resolução de problemas l Como o ser humano Resolve seus problemas ? l Quais são os conhecimentos, diariamente utilizando para resolver um problema ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google