A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 História Plataforma para dispositivos móveis
Sistema operacional open source, baseado em Linux Desenvolvido pela Android inc. Faz parte da Open Handset Alliance Primeira plataforma open source para desenvolvimento de aplicações móveis 2

3 Características Desenvolvido para tirar o maior proveito do que os dispositivos podem oferecer Contruído em Java Não executa bytecodes no padrão Java Virtual Machine 3

4 Características Dalvik – Máquina virtual
Possui um conjunto de bibliotecas C/C++ SQLite – Banco de dados relacional Redes e comunidades disponíveis pelo Google Android market 4

5 Arquitetura 5

6 Aplicações Cliente de e-mail SMS Calendário Mapas Navegador
Contatos e outros. 6

7 Framework Fornece uma plataforma de desenvolvimento aberta, o que oferece aos desenvolvedores a capacidade de construir aplicações ricas e inovadoras Desenvolvedores tem pleno acesso às APIs A arquitetura do aplicativo é projetado para simplificar a reutilização de componentes 7

8 Possui um conjunto de serviços e sistemas
Conjunto de Views que podem ser usados para construir uma aplicação 8

9 Views 9

10 Desenvolvimento Interface
Para se construir uma interface  para Android, usa-se objetos View e ViewGroup. Um objeto View é uma estrutura de dados cujas propriedades do layout são guardadas para uma area retangular especifica da tela. Para vincular a arvore view à tela para ser renderizada, sua Activity precisa chamar o método setContentView(View view). 10

11 Desenvolvimento Layout
O método mais comum para se fazer o layout é usar XML. Cada elemento do XML é um objeto View. <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <LinearLayout xmlns:android="http://schemas.android.com/apk/res/android"              android:layout_width="fill_parent"              android:layout_height="fill_parent"              android:orientation="vertical" >    <TextView              android:layout_width="wrap_content"              android:layout_height="wrap_content"              android:text="Hello, I am a TextView" />    <Button            android:layout_width="wrap_content"            android:layout_height="wrap_content"            android:text="Hello, I am a Button" /> </LinearLayout> 11

12 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Activity Uma atividade representa uma tela. Por exemplo, uma aplicação de terá uma atividade que será a Caixa de Entrada e outra que será a composição de um novo ; Atividades podem interagir com outras atividades, por exemplo uma atividade que é a câmera pode interagir com a composição de , para compartilhar uma foto; Para se criar uma atividade extende-se a classe Activity. 12

13 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Service Um Service é uma tarefa que é rodada ao fundo, sem bloquear a interação do usuário. Como por exemplo uma aplicação que toca música enquanto o usuário faz outras atividades. Para criar um Service, extende-se a classe Service. 13

14 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Content Provider Um Content Provider gerencia os dados da aplicação. Você pode salvar dados em um sistema de arquivos, num banco SQLite, na internet ou em qualquer outra forma de persistencia que sua aplicação conseguir acessar. Atravez do Content Provider outras aplicações podem acessar ou até modificar dados da sua aplicação (se tiverem a devida permissão). 14

15 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Broadcast Receiver Um broadcast receiver é um componente que responde a qualquer broadcast gerado pelo sistema. Muitos broadcasts são gerados -  como por exemplo um broadcast informando que a bateria está no fim. Apesar de um broadcast receiver não apresentar uma interface, eles podem gerar uma notificação de status. 15

16 Desenvolvimento: manifest
AndroidManifest.xml Para o sistema identificar sua aplicação, ele precisa ler o arquivo AndroidManifest.xml. Além de declarar os componentes da aplicação o arquivo manifest faz também outras coisas: * Identificar permissões do usuário que a aplicação necessita, como por exemplo conexão com internet; * Declarar componentes de hardware e software que a aplicação usa. Como por exemplo câmera e serviço de bluetooth; * Entre outros. 16

17 Desenvolvimento: exemplo
Hello World package com.example.helloandroid; import android.app.Activity; import android.os.Bundle; import android.widget.TextView; public class HelloAndroid extends Activity { /** Called when the activity is first created. */ @Override public void onCreate(Bundle savedInstanceState) { super.onCreate(savedInstanceState); TextView tv = new TextView(this); tv.setText("Hello, Android"); setContentView(tv); } 17

18 18

19 História Plataforma para dispositivos móveis
Sistema operacional open source, baseado em Linux Desenvolvido pela Android inc. Faz parte da Open Handset Alliance Primeira plataforma open source para desenvolvimento de aplicações móveis 19

20 Características Desenvolvido para tirar o maior proveito do que os dispositivos podem oferecer Contruído em Java Não executa bytecodes no padrão Java Virtual Machine 20

21 Características Dalvik – Máquina virtual
Possui um conjunto de bibliotecas C/C++ SQLite – Banco de dados relacional Redes e comunidades disponíveis pelo Google Android market 21

22 Arquitetura 22

23 Aplicações Cliente de e-mail SMS Calendário Mapas Navegador
Contatos e outros. 23

24 Framework Fornece uma plataforma de desenvolvimento aberta, o que oferece aos desenvolvedores a capacidade de construir aplicações ricas e inovadoras Desenvolvedores tem pleno acesso às APIs A arquitetura do aplicativo é projetado para simplificar a reutilização de componentes 24

25 Possui um conjunto de serviços e sistemas
Conjunto de Views que podem ser usados para construir uma aplicação 25

26 Views 26

27 Desenvolvimento Interface
Para se construir uma interface  para Android, usa-se objetos View e ViewGroup. Um objeto View é uma estrutura de dados cujas propriedades do layout são guardadas para uma area retangular especifica da tela. Para vincular a arvore view à tela para ser renderizada, sua Activity precisa chamar o método setContentView(View view). 27

28 Desenvolvimento Layout
O método mais comum para se fazer o layout é usar XML. Cada elemento do XML é um objeto View. <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <LinearLayout xmlns:android="http://schemas.android.com/apk/res/android"              android:layout_width="fill_parent"              android:layout_height="fill_parent"              android:orientation="vertical" >    <TextView              android:layout_width="wrap_content"              android:layout_height="wrap_content"              android:text="Hello, I am a TextView" />    <Button            android:layout_width="wrap_content"            android:layout_height="wrap_content"            android:text="Hello, I am a Button" /> </LinearLayout> 28

29 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Activity Uma atividade representa uma tela. Por exemplo, uma aplicação de terá uma atividade que será a Caixa de Entrada e outra que será a composição de um novo ; Atividades podem interagir com outras atividades, por exemplo uma atividade que é a câmera pode interagir com a composição de , para compartilhar uma foto; Para se criar uma atividade extende-se a classe Activity. 29

30 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Service Um Service é uma tarefa que é rodada ao fundo, sem bloquear a interação do usuário. Como por exemplo uma aplicação que toca música enquanto o usuário faz outras atividades. Para criar um Service, extende-se a classe Service. 30

31 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Content Provider Um Content Provider gerencia os dados da aplicação. Você pode salvar dados em um sistema de arquivos, num banco SQLite, na internet ou em qualquer outra forma de persistencia que sua aplicação conseguir acessar. Atravez do Content Provider outras aplicações podem acessar ou até modificar dados da sua aplicação (se tiverem a devida permissão). 31

32 Desenvolvimento: componentes da aplicação
Broadcast Receiver Um broadcast receiver é um componente que responde a qualquer broadcast gerado pelo sistema. Muitos broadcasts são gerados -  como por exemplo um broadcast informando que a bateria está no fim. Apesar de um broadcast receiver não apresentar uma interface, eles podem gerar uma notificação de status. 32

33 Desenvolvimento: manifest
AndroidManifest.xml Para o sistema identificar sua aplicação, ele precisa ler o arquivo AndroidManifest.xml. Além de declarar os componentes da aplicação o arquivo manifest faz também outras coisas: * Identificar permissões do usuário que a aplicação necessita, como por exemplo conexão com internet; * Declarar componentes de hardware e software que a aplicação usa. Como por exemplo câmera e serviço de bluetooth; * Entre outros. 33

34 Desenvolvimento: exemplo
Hello World package com.example.helloandroid; import android.app.Activity; import android.os.Bundle; import android.widget.TextView; public class HelloAndroid extends Activity { /** Called when the activity is first created. */ @Override public void onCreate(Bundle savedInstanceState) { super.onCreate(savedInstanceState); TextView tv = new TextView(this); tv.setText("Hello, Android"); setContentView(tv); } 34


Carregar ppt "1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google