A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APARELHO UROGENITAL. SISTEMA URINÁRIO I – INTRODUÇÃO: 1. Generalidades - Sistema importante no equilíbrio iônico do sangue. É formado pelos: –Rins,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APARELHO UROGENITAL. SISTEMA URINÁRIO I – INTRODUÇÃO: 1. Generalidades - Sistema importante no equilíbrio iônico do sangue. É formado pelos: –Rins,"— Transcrição da apresentação:

1 APARELHO UROGENITAL

2

3 SISTEMA URINÁRIO I – INTRODUÇÃO: 1. Generalidades - Sistema importante no equilíbrio iônico do sangue. É formado pelos: –Rins, que produzem a urina, –Ureteres, que levam a urina até a –Bexiga, onde é armazenada, –Uretra, que é o segmento terminal do sistema urinário que expele a urina.

4 2. Constituição: 2.1. Rins Ureteres Bexiga Uretra

5

6 II – RIM: 1. Conceito: São órgãos pares, situados na parede posterior do abdome. Um de cada lado da coluna, o D é mais baixo. 2. Dimensões, forma (grão de feijão) e situação. 3. Faces (anterior – em contato com as vísceras; e posterior – voltada para o músculo quadrado lombar); 4. Margens (lateral e medial); 5. Pólos (superior – apoiada a glândula supra- renal; e inferior).

7

8 6. Envoltórios: 4.1. Cápsula renal: membrana fibrosa aderida ao rim; 4.2. Gordura externa: envolve a cápsula (proteção). 7. Hilo Renal (pedículo renal): Veia, artéria e pelve renal, também vasos linfáticos e nervos

9 8. Seio Renal (cavidade central) cálices menores – onde desembocam as pirâmides e os raios medulares cálices maiores – formados por dois a três cálices menores; formam a pelve renal pelve renal – cálices menores mais cálices maiores; A pelve renal estreitando-se, continua- se com o ureter (ela é uma dilatação do ureter) gordura e vasos sanguíneos.

10

11 9. Parênquima Renal: 9.1. córtex (colunas renais) - zona mais externa. As colunas renais são projeções do córtex para o interior do rim medula – zona mais interna. – pirâmides papilas renais néfrons. – raios medulares: são os tubos coletores. 10. Funções.

12

13 III – URETER: Conceito: São dois tubos de aproximadamente 30 cm de comprimento. Forma, dimensões e situação: Penetram na cavidade pélvica e desembocam na bexiga.

14 Porções: –Abdominal (maior). –Pélvica (menor). Estreitamentos: A luz não é única, existem estreitamentos onde ocorre o cálculo renal. Funções: levar a urina dos rins á bexiga urinária (conduzir).

15

16 III – BEXIGA URINÁRIA: Conceito: É um reservatório de urina, constituído por músculo liso (músculo detrusor). É um órgão músculo- cavitário.

17 Forma, dimensões e situação: Situado posteriormente à sínfise púbica. Formada internamente por uma mucosa pregueada, se distende, com exceção de uma área triangular, o Trígono Vesical, formado pelos dois óstios ureterais e um óstio interno da uretra.

18 Morfologia Externa: –Faces: Superior, inferolaterais e posterior (fundo). –Ápice. –Colo. –Corpo.

19 Morfologia interna: –Trígono Vesical: área em forma de triângulo no interior da bexiga urinária formado pelos óstios ureterais (direito e esquerdo) e pelo óstio interno da uretra. óstios ureterais (2): direito e esquerdo. óstio interno a uretra (1). –Músculo detrusor: é liso, involuntário, internamente revestido por mucosa; permite a distensão da bexiga com exceção do trígono vesical.

20 Funções: - armazenar a urina.

21 IV – URETRA Conceito: É o segmento terminal do sistema urinário.

22 2. Forma, dimensões e situação: 2.1 No homem- Além de conduzir a urina, serve também no sistema genital, conduzindo o esperma. Porções: uretra prostática (dentro da próstata), uretra membranácea (atravessa o assoalho da pelve) e uretra esponjosa ou peniana (no interior do corpo esponjoso do pênis).

23

24 2. Forma, dimensões e situação: 2.2. Na mulher- A uretra é um tubo simples de aproximadamente 4 cm de comprimento que se abre no vestíbulo da vagina, e conduz somente a urina. 3. Funções

25

26 SISTEMA GENITAL I – INTRODUÇÃO: Generalidades Conceito: conjunto de estruturas responsáveis pela reprodução. Divisão: –Sistema genital masculino. –Sistema genital feminino.

27 SISTEMA GENITAL MASCULINO I – INTRODUÇÃO: Responsável pela produção de gametas masculinos (sptz) e dos hormônios responsáveis pelo aparecimento e manutenção dos caracteres sexuais secundários masculinos.

28 SISTEMA GENITAL MASCULINO CONSTITUINTES: Testículos, epidídimos, ductos deferentes, ductos ejaculatórios, uretra, vesículas seminais, próstata, glândulas bulbouretrais, escroto e pênis.

29 II - GENITAIS INTERNOS: 1. TESTÍCULOS: –1.1 Conceito: São órgãos pares, situados em uma bolsa, o escroto, juntamente com o epidídimo e parte do ducto deferente. –1.2 Faces (lateral e medial), margens (anterior e posterior) e pólos (superior e inferior).

30 II - GENITAIS INTERNOS: 1. TESTÍCULOS: 1.3 Estrutura: – Albugínea - membrana fibrosa que envolve externamente os testículos. – Túbulos seminíferos - no interior dos testículos, onde ocorre a espermatogênese. – Túbulos retos – entre túbulos seminíferos e a rede testicular. – Rede testicular – no centro. – Ductos eferentes – levam o sptz para o epidídimo.

31 II - GENITAIS INTERNOS: 1. TESTÍCULOS: –1.4. Funções: Os testículos produzem os espermatozóides e os hormônios responsáveis pelo aparecimento e manutenção dos caracteres sexuais secundários masculinos.

32 2. EPIDÍDIMO: 2.1 Conceito: tubo enovelado de aproximadamente 6 m Partes: Cabeça, corpo, cauda (continua-se com o ducto eferente) Situação: Situados junto aos testículos, sua borda posterior, recebem os ductos eferentes dos testículos. O epidídimo é apenas um longo tubo enovelado de aproximadamente 6 m de comprimento Funções: Local de armazenamento e amadurecimento dos sptz.

33 3. DUCTO DEFERENTE 3.1 Conceito: tubo fibromuscular. 3.2 Comprimento: 40 cm aproximadamente. 3.3 Trajeto: continua da cauda do epidídimo, atravessa o canal inguinal, entra na cavidade pélvica, se dirige para região posterior da bexiga, onde se dilata formando a ampola do ducto deferente, une-se ao ducto da vesícula seminal formando os ductos ejaculatórios que desembocam na uretra prostática.

34 3.4 Ampola do ducto deferente: armazena espermatozóide. Obs: O ducto deferente é seccionado na vasectomia. Canal inguinal

35 4. DUCTOS EJACULATÓRIOS 4.1.Conceito: Menor porção do sistema genital masculino. É a união dos ductos da vesícula seminal com o deferente. A maior poção encontra-se dentro da próstata e desemboca na uretra prostática.

36 5. FUNÍCULO ESPERMÁTICO 5.1. Conceito: conjunto de estruturas que atravessam o canal inguinal 5.2. Estrutura: Ducto deferente. Componentes vasculares. Componentes nervosos. Componentes musculares.

37

38 III– GLÂNDULAS ANEXAS 1. VESÍCULAS SEMINAIS 1.1. Conceito: São duas dilatações, em fundo de saco, em posição póstero-inferior à bexiga urinária. O ducto de cada vesícula seminal une-se à ampola do ducto deferente do mesmo lado e, juntos, formam o ducto ejaculatório, que desemboca na uretra prostática.

39 Vesícula seminal

40 2. PRÓSTATA 2.1. Conceito: É um órgão ímpar, situado sob a bexiga urinária, envolvendo a primeira parte da uretra. Secreta o líquido prostático que, por numerosos canais, desemboca na uretra prostática.

41 3. BULBO-URETRAIS 3.1. Conceito: São pequenas e estão situadas no assoalho da pelve. Desembocam na uretra esponjosa. 3. FUNÇÃO DAS TRÊS GLÂNDULAS: Produção de secreção para progressão do espermatozóide pelas vias genitais

42

43 IV - GENITAIS EXTERNOS 1. PÊNIS Conceito: Órgão masculino da cópula Partes: compreende duas partes (raiz e corpo), ambas formadas por massas de tecido erétil Raiz: prende-se ao osso coxal Bulbo do pênis - que se continua anteriormente como corpo esponjoso Ramos - são dois ramos, que se continuam no corpo como corpos cavernosos.

44 IV - GENITAIS EXTERNOS 1. PÊNIS Conceito: Órgão masculino da cópula Partes: Corpo Corpos cavernosos - são Corpo esponjoso - único; no seu final, dilata-se, formando a glande do pênis. Esta é recoberta por uma dobra de pele, o prepúcio.

45 IV - GENITAIS EXTERNOS 1. PÊNIS Albugínea: fica abaixo da pele; envolve os corpos esponjosos e cavernoso externamente Prepúcio: dobra de pele que reveste a glande do pênis. Frênulo – prega mediana. Fimose: estreitamento do prepúcio 1.5. Funções.

46 2. ESCROTO OU BOLSA TESTICULAR 2.1 Conceito: Bolsa de pele, revestida de músculo, separada pelo septo escrotal em dois compartimentos. 2.2 Conteúdo: cada qual aloja um testículo. 2.3 Estrutura: pele (fina, hiperpigmentada, com pêlos), rafe e dartos (constituída de fibras musculares lisas). 2.4 Funções.

47

48 SISTEMA GENITAL FEMININO I – INTRODUÇÃO: Sistema responsável pela produção dos gametas femininos e pela produção dos hormônios indispensáveis: –ao aparecimento e manutenção dos caracteres sexuais secundários femininos e, ainda, –alojamento e desenvolvimento do produto da fecundação.

49 SISTEMA GENITAL FEMININO I – INTRODUÇÃO: Constituintes: ovários, tubas uterinas, útero, vagina, vulva e glândulas vestibulares.

50 II – GENITAIS INTERNOS 1. OVÁRIOS. –Conceito: São as gônadas femininas. São glândulas mistas (exócrino - óvulos, endócrino - hormônios). São rosados e lisos quando jovens, tornam-se rugosos e acinzentados após sucessivas ovulações. –Situação e Forma: órgãos pares, forma de amêndoa. – Faces, margens e extremidades. – Funções : produz o óvulo (gameta feminino).

51

52 2. TUBAS UTERINAS 2.1 Conceito: São dois tubos que se comunicam com o útero através de dois óstios uterinos e com a cavidade pélvica através dos óstios abdominais. 2.2 Comprimento: Medem aproximadamente 12 cm. O óvulo penetra na tuba pelo óstio abdominal. É no interior da tuba uterina que se dá a fecundação.

53

54 2.3 Porções: Intra-mural - projeta-se para o interior do útero; Istmo - estreitamento na saída do útero; Ampola - porção maior, tortuosa, ocorre a fecundação; Infundíbulo - porção distal, forma de funil, têm projeções que são as fímbrias ováricas. 2.4 Funções.

55 3. ÚTERO 3.1. Conceito: É um órgão muscular, oco Parede uterina: apresenta um revestimento externo, de peritônio, o perimétrio e outro interno, o endométrio. A camada muscular (média) é o miométrio (músculo liso).

56 3. ÚTERO 3.3. Forma e situação: Posição normal = antiversofletido. 3.4 Porções Fundo - acima da implantação das tubas uterinas. Corpo - porção maior. Istmo – estreitamento. Colo ou cérvix - se projeta no interior da vagina. 3.5 Ligamentos: largo e redondo do útero Funções: Alojamento e desenvolvimento do produto da fecundação.

57

58 4. VAGINA 4.1. Conceito: É o órgão feminino da cópula, servindo também para a passagem do feto durante o parto. Comunica-se com o útero através do óstio uterino e com o exterior através do óstio da vagina, que se localiza no vestíbulo da vagina Dimensões: É um tubo musculomembranoso de aproximadamente 10 cm de comprimento.

59

60 4. VAGINA 4.3 Fórnices: deposita o sptz. Fórnice anterior. Fórnice posterior ou saco seminal 4.4 Óstio vaginal: abre-se no vestíbulo vaginal. 4.5 Hímem 4.6 Funções.

61

62 III – GLÂNDULAS ANEXAS: 1. GLÂNDULAS VESTIBULARES - abrem-se no vestíbulo da vagina e sua secreção serve para lubrificar a entrada da vagina.

63 IV – GENITAL EXTERNO: 1. VULVA (pudendo feminino). 1.1 Conceito: É o conjunto de órgãos externos do sistema genital feminino. –Constituição: Monte púbico Lábios maiores Lábios menores Clitóris Rima do pudendo Vestíbulo da vagina –Óstio da Vagina –Óstio externo da uretra

64 IV – GENITAL EXTERNO: 1. VULVA (pudendo feminino). Constituição: Monte púbico - região de formato triangular, inferior a sínfise púbica, pele e gordura, e pêlos após a puberdade. Lábios maiores - duas pregas cutâneas revestidas de pêlos. Lábios menores - prega mucosa, úmida, avermelhada e brilhante. Clitóris - formação de tecido erétil, similar ao pênis masculino e da qual se projeta apenas a glande. Rima do pudendo - espaço entre os grandes lábios. Vestíbulo da vagina - espaço delimitado pelos pequenos lábios, onde se abrem: –Óstio da Vagina - na mulher virgem, apresenta uma membrana, o hímen. –Óstio externo da uretra

65


Carregar ppt "APARELHO UROGENITAL. SISTEMA URINÁRIO I – INTRODUÇÃO: 1. Generalidades - Sistema importante no equilíbrio iônico do sangue. É formado pelos: –Rins,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google