A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jeferson Pistori Grupo de Pesquisa em Engenharia de Computação – GPEC Universidade Católica Dom Bosco - UCDB Título: INFOPISCI: Sistema de controle, rastreamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jeferson Pistori Grupo de Pesquisa em Engenharia de Computação – GPEC Universidade Católica Dom Bosco - UCDB Título: INFOPISCI: Sistema de controle, rastreamento."— Transcrição da apresentação:

1 Jeferson Pistori Grupo de Pesquisa em Engenharia de Computação – GPEC Universidade Católica Dom Bosco - UCDB Título: INFOPISCI: Sistema de controle, rastreamento e tomada de decisão, para a engorda de peixes na cadeia produtiva da piscicultura. Prof. Dr. José Francisco Vianna Prof. Dr. Hemerson Pistori Prof. M.Sc. João Lorena Campos (CSP) Prof. M.Sc. Leonardo Souza Silva Prof. M. Sc Luciano Gonda Profa. Danielle Passos de Ruchkys Prof. Dr. André Riyuiti Hirakawa (USP-LAA) Mario Ferreira / Thiago / MAR & TERRA Carlos Alexandre / Piscicultura Piracema

2 Cadeia Produtiva da Piscicultura - CPP Diagnóstico do Setor INFOPISCI Roteiro da Apresentação

3 Introdução Piscicultura Cadeia Produtiva: conjunto de agentes econômicos que interagem e se relacionam para atender às necessidades dos consumidores em adquirir um determinado Produto; Cadeia Produtiva da Piscicultura: o produto é o peixe; Piscicultura é um ramo da aqüicultura que trata do cultivo de peixes em ambientes confinados. A prática comercial no Brasil vem ocorrendo desde 1990; Setor tem um crescimento anual de 20%.

4 Atividade com grande crescimento no Brasil Em 1998 o Brasil tinha aqüicultores, que cultivavam hectares de espelho d´água. Em 2001 este número era de aproximadamente produtores e que o aumento na área cultivada tenha sido da ordem de 40 % em relação a Com relação à produção, em 2000 a produção nacional foi de aproximadamente de alevinos de peixes de água doce. O valor da produção aqüícola brasileira em 2001 chegou a um total de US$ ,00, com US$ ,00 da piscicultura tropical. Fonte: Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (2001) Introdução Piscicultura

5 Introdução Diagnóstico do Setor

6 Introdução Diagnóstico do Setor Evolução da Balança Comercial de Pescados Brasileira ( ) Fonte: Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca

7 Realização do Estudo das Cadeias Produtivas do Estado de Mato Grosso do Sul (UFMS/2003) Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) Resultado constituí 11 relatórios sobre as cadeias produtivas do MS: 1 - Avicultura; 2 - Cotonicultura; 3 - Couro Bovino; 4 - Energia; 5 - Leite; 6 - Mandioca; 7 - Minero-Siderurgia; 8 - Piscicultura ; 9 - Resíduos Sólidos de Campo Grande; 10 - Sojicultura; e 11 - Suinocultura Introdução Piscicultura

8 Distribuição da Produção no Brasil Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) Introdução Piscicultura

9 Distribuição da Produção na Região Centro-Oeste Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) Introdução Piscicultura

10 Distribuição da Produção na Região Centro-Oeste Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) Mato Grosso do Sul 4º lugar - produção de peixe através da piscicultura, no Centro- Oeste; 11º lugar – produção de peixe no Brasil (1998); Produção com destino principalmente a pesque-pague (70%); Concentração em pólos de produção (próximo a grandes centros consumidores, água, acesso a rodovias, produção de grãos,). Exemplo: Microrregião de Dourados = 39,39% Grande número de pequenos produtores (95%); Introdução Piscicultura

11 Distribuição da Produção na Região Centro-Oeste Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) Mato Grosso do Sul Produção: toneladas 65% de peixes nativos 35% de peixes exóticos Baixo nível de agregação de valor; Alevino – peixes ornamentais para EUA, Alemanha e Japão 800 kg em 2000 – U$ ,00 Auto-suficiente em alevinos (estimativa de 45 milhões ); Não possui unidade processadora de ração para peixe; Falta de dados confiáveis;Falta de dados confiáveis; Introdução Piscicultura

12 Principais problemas identificados Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) a) Crescimento de forma desestruturada entre os elos; b) Baixa agregação de valor; c) Sazonalidade da produção; Alto custo e baixa utilização de insumos apropriados (ração); d) Alto custo e baixa utilização de insumos apropriados (ração); e) Baixa geração de empregos; g) Baixa utilização de mão-de-obra especializada; f) Desconhecimento do mercado consumidor; Introdução Piscicultura

13 Diretrizes e Prioridades Fonte: Estudo das Cadeias Produtivas de MS (2003) a) Verticalização da cadeia produtiva da piscicultura; b) Fortalecimento da pequena produção; Gestão da informação; c) Gestão da informação; d) Geração e difusão de tecnologias; e) Melhorias da qualidade do produto; Introdução Piscicultura

14 2004 Criação do projeto: INFOPISCI - Desenvolvimento de um Sistema de Informação para Auxiliar no Controle e Apoio à Tomada de Decisão da Cadeia Produtiva da Piscicultura do MS. Parceria: Universidade Católica Dom Bosco Câmara Técnica da Piscicultura do MS Empresa aqüícola Mar & Terra Laboratório de Automação Agrícola – USP Financiamento externo: FUNDECT - Protocolo: bolsa IC e 1 bolsa AT - CNPQ INFOPISCI

15 Objetivos Sanar a falta de controle gestão e assistência técnica na produção de peixe cultivado, pois o produtor rural, principalmente o pequeno e médio piscicultor, não possui atualmente nenhuma ferramenta que o auxilie na tomada de decisão. O sistema de informação permitirá o armazenamento de dados sobre a produção e traçar o perfil da produção, ou seja, estabelecer modelos que auxiliem na tomada de decisão e garanta a rastreabilidade da produção de peixes nativos do pantanal e região Centro Oeste. INFOPISCI

16 Fluxo da Informação entre os agentes da Cadeia Produtiva da Piscicultura INFOPISCI Contexto do projeto na Cadeia Produtiva da Piscicultura

17 Propriedade de Engorda De Peixes A atividade zootecnica de criação de peixes em cativeiro, possui três tipos: Extensiva: Tipo simples, não realiza nenhum controle sobre o ambiente, usa maior superfície de água e não há necessidade de alimentar os peixes; Semi-intesiva: Tem um pouco mais de controle do ambiente, neste caso utilizam algum tipo de manejo de peixes; já se conhece o número de alevinos; Intesiva: Busca produzir o máximo de peixes por volume de agua, utilizando controle no ambiente e acompanhamento de um especialista para analisar alimentação, crescimento, biomassa, taxas de conversão alimentar, parâmetros ambientais e a rentabilidade do empreendimento; INFOPISCI

18 Levantamento Bibliográfico Estado da Arte de sistema similares Formalização das parcerias com os envolvidos no projeto Entrevista com os agentes da Cadeia Produtiva da Piscicultura diretamente relacionados com o projeto Modelagem do Sistema e Banco de Dados Definição das tecnologias a serem aplicadas no sistema Coleta de dados reais no campo para alimentação do sistema Implementação dos sistemas e integração software/hardware Teste do protótipo / carga de dados Revisão do sistema Entrega do produto

19 Projeto Piloto Será realizado com 10 produtores rurais (4 pequenos, 4 médios e 2 grandes pisciculturas), onde serão coletados dos dados. A coleta de dados será feita diariamente pelo piscicultor ou responsável e duas vezes por mês acompanhado por um técnico em piscicultura. INFOPISCI

20 Cadastro do piscicultor e propriedade: dados gerais sobre o piscicultor e seu empreendimento. Controle da entrada de peixes (alevinos ou juvenis):condições gerais do lote; nível de oxigênio na chegada; número de perdas no transporte; condições sanitárias; quarentena; procedimentos básicos de manejo e recepção; Qualidade de água: tanque; hora; oxigênio dissolvido; temperatura; amônia; nitrito; dióxido de carbono; alcalinidade; dureza e observações gerais Alimentação: atividade alimentar; tipo de ração; hora; sobra de ração; mortalidade; tipo de medicamento; temperatura do ambiente; temperatura da água; Controle de entrada de ração: data de recebimento; documento fiscal; quantidade; lote de fabricação; data de fabricação; valor unitário; local de estocagem; condições de estocagem; valor do transporte; empresa transportadora; tipo de ração; quantidade de finos; umidade da ração. Controle da sanidade dos peixes: data, hora, unidade de produção; peso, sexo;; comprimento total; observações gerais; parasitas; condições dos órgãos (estomago, intestinos, rim, fígado, brânquias, baço) observação e descrição das condições e características. INFOPISCI

21 Controle de patologias (medicamentos); lote; número de peixes; peso médio; biomassa; inicio do tratamento; tipo de medicamento; dosagem; tipo de tratamento; quantidade de ração; atividade alimentar; sobra ração; número de perdas (morte); oxigênio dissolvido e temperatura. Equipamentos utilizados; tipos de equipamentos usados no manejo; despesca. Controle Biométrico: número de peixes pesados, biomassa total; comprimento dos peixes; lote; data; horário. Custo de Produção: cálculo dos custos de produção nas diferentes etapas de crescimento. Controle de movimentação de peixes (rastreabilidade): transferência parcial ou total; meio de transporte; quantidade e número de peixes; data; lote; oxigênio no inicio e no final; origem e destino; biomassa transferida. INFOPISCI

22 Produção Bibliográfica Rastreabilidade de Produção: Proposta de um Sistema de Informação para Cadeia Produtiva da Piscicultura (Não submetido) Web Services para a integração de ambientes de controle e rastreamento de produção, aplicado na cadeia produtiva da piscicultura: Projeto de requisitos utilizando Desdobramento da Função Qualidade – QFD (Não submetido) Ambiente de controle e rastreamento de produção, aplicado na cadeia produtiva da piscicultura: Projeto de requisitos utilizando Quality Function Deployment – QFD. (Submetido AgroInfo 2005) INFOPISCI

23 Obrigado! Jeferson Pistori


Carregar ppt "Jeferson Pistori Grupo de Pesquisa em Engenharia de Computação – GPEC Universidade Católica Dom Bosco - UCDB Título: INFOPISCI: Sistema de controle, rastreamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google