A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BACTÉRIAS EXISTÊNCIAESTRUTURA BENEF Í CIOS DOEN Ç AS HUMANAS RESISTENCIA A ANTIB Í OTICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BACTÉRIAS EXISTÊNCIAESTRUTURA BENEF Í CIOS DOEN Ç AS HUMANAS RESISTENCIA A ANTIB Í OTICOS."— Transcrição da apresentação:

1 BACTÉRIAS EXISTÊNCIAESTRUTURA BENEF Í CIOS DOEN Ç AS HUMANAS RESISTENCIA A ANTIB Í OTICOS

2

3 CARACTERÍSTICAS Bactérias são procariontes e unicelulares. OBS: células procarióticas apresentam, parede celular, membrana plasmática que delimitam o citoplasma onde está presente o DNA em uma região denominada nucleoide. Curiosidade: A maior bactéria conhecida foi descoberto em 1999 e se chama Pérola de Enxofre de Namibia (Thiomargarita Namibiensis). Ela pode ser vista com olho nu devido a um diâmetro até 0,75mm.

4 BACTÉRIAS São organismos que apresentam uma estrutura simples e por isso podem sobreviver em todos ambientes da terra. Ex: ar, solo, água, vulcão, mar profundo, fontes quentes, gelo, sal, pele dos seres humanos etc.. Em condições desfavoráveis algumas bactérias formam esporos, que podem sobreviver milhões de anos.

5 ESTRUTURA Parede celular – Estrutura rígida responsável pela forma da bactéria constituída por um complexo protéico - glicídico (proteína + carboidrato) tem a função de proteger a célula bacteriana contra agressões físicas do ambiente. OBS: Não possui celulose como as das células vegetais. Cápsula – Envoltório externo encontrado principalmente em bactérias patogênicas protegendo-as contra fagocitoses. A espessura e a composição química dessas cápsulas variam de acordo com a espécie. Membrana plasmática - Mesma estrutura e função das células eucariontes.

6

7 Nucleóide - Região onde se concentra o cromossomo bacteriano, constituído por uma molécula circular de DNA. É o equivalente bacteriano dos núcleos de células eucariontes. Não possui carioteca ou envoltório nuclear. Além do DNA presente no nucleóide, a célula bacteriana pode ainda conter moléculas adicionais de DNA, chamadas plasmídios ou epissomas.

8 BACTÉRIA BENEFÍCIO : BENEFÍCIO : Produção de Produção dealimentos e bebidas; Decomposição de Decomposição de lixo problemático, restos mortais; Produção de medicamentos Produção de medicamentos Digestão (Escherichia coli) Digestão (Escherichia coli) Fixação do N 2 na atmosfera Fixação do N 2 na atmosfera

9 BENEFÍCIOS As bactérias possuem grande importância ecológica, elas fixam o nitrogênio da atmosfera na forma de nitratos, e as bactérias desnitrificantes que devolvem o nitrogênio dos nitratos e da amônia para a atmosfera. As bactérias são responsáveis pela decomposição ou deterioração da carne, do vinho, das verduras, do leite e de outros produtos de consumo diário As bactérias também são úteis para o homem, como na indústria farmacêutica que utiliza bactérias para fabricar antibióticos específicos.

10 BACTÉRIA PATOGENIDADE: PATOGENIDADE: Micróbio patogênico Micróbio patogênico Estrago dos Estrago dosalimentos Corrosão Corrosão

11 PATOGENIDADE São parasitas humanos, levando a infecções muito graves. A infecção é causada porque as bactérias podem produzir toxinas, que são nocivas para as células humanas. Se estas estiverem presentes em número suficiente e a pessoa a ser afectada não dispuser de uma imunização contra elas, o resultado é a doença. As principais portas de entrada de bactérias no corpo humano são os pulmões, por meio da inalação de partículas expulsas pela respiração, tosse ou espirros de uma pessoa infectada.

12 PATOGENIDADE Pode haver infecção no trato digestivo o qual pode ser infectado através da ingestão de alimentos contaminados. As bactérias podem estar presentes nos alimentos desde o local de produção das matérias primas ou transportadas até eles por moscas ou mãos contaminadas. As bactérias podem ainda invadir o hospedeiro através da pele, como por exemplo, na infecção de uma ferida. Há o gênero Clostridium que além de esporulado é aneróbio e um potente produtor de toxinas muito prejudiciais ao homem. Seus esporos podem estar presentes em alimentos e resistir a processos de descontaminação podendo causar graves intoxicações como o botulismo (agente Clostridium botulinum), em função da ação neurotóxica de suas toxinas. Geralmente estão associados a intoxicações por ingestão de palmitos contaminados e podem levar a óbito A Escherichia coli é um importante componente da nossa microbiota intestinal, no entanto, fora do intestino pode causar importantes e graves infecções, principalmente nas vias urinárias.

13 BACTÉRIAS RESISTENTES A ANTIBIÓTICOS

14 DOENÇAS BACTERIANAS Botulismo AGENTE ETIOLÓGICO: Clostridium botulinum AGENTE ETIOLÓGICO: Clostridium botulinum TRANSMISSÃO: enlatados, conservas e embalados a vácuo são os mais vulneráveis pois a bactérias se desenvolve em ambientes sem oxigênio; TRANSMISSÃO: enlatados, conservas e embalados a vácuo são os mais vulneráveis pois a bactérias se desenvolve em ambientes sem oxigênio; SINTOMAS: aversão à luz, visão dupla com dilatação da pupila,disfonia, dificuldade para articular palavras,vômitos e secura na boca e garganta disfagia, dificuldade para engolir,paralisia respiratória que pode levar à morte,constipação intestinal,retenção de urina e debilidade motora; SINTOMAS: aversão à luz, visão dupla com dilatação da pupila,disfonia, dificuldade para articular palavras,vômitos e secura na boca e garganta disfagia, dificuldade para engolir,paralisia respiratória que pode levar à morte,constipação intestinal,retenção de urina e debilidade motora; PROFILAXIA: Observação dos alimentos e suas embalagens; PROFILAXIA: Observação dos alimentos e suas embalagens; TRATAMENTO: Consiste na manutenção das funções vitais e uso de soro antibotulínico. O soro impede que a toxina circulante no sangue se instale no sistema nervoso. TRATAMENTO: Consiste na manutenção das funções vitais e uso de soro antibotulínico. O soro impede que a toxina circulante no sangue se instale no sistema nervoso.

15 Meningite AGENTE ETIOLÓGICO : meningococos, pneumococos ou hemófilos. AGENTE ETIOLÓGICO : meningococos, pneumococos ou hemófilos. Neisseria meningitidis Neisseria meningitidis VETOR: Homem VETOR: Homem TRANSMISSÃO: se dá pelo contato da saliva ou gotículas de saliva da pessoa doente com os órgãos respiratórios de um indivíduo saudável, levando a bactéria para o sistema circulatório aproximadamente cinco dias após o contágio. Como crianças de até 6 anos de idade ainda não têm seus sistemas imunológicos completamente consolidados, são elas as mais vulneráveis. Idosos e imunodeprimidos também fazem parte do grupo de maior suscetibilidade. TRANSMISSÃO: se dá pelo contato da saliva ou gotículas de saliva da pessoa doente com os órgãos respiratórios de um indivíduo saudável, levando a bactéria para o sistema circulatório aproximadamente cinco dias após o contágio. Como crianças de até 6 anos de idade ainda não têm seus sistemas imunológicos completamente consolidados, são elas as mais vulneráveis. Idosos e imunodeprimidos também fazem parte do grupo de maior suscetibilidade. SINTOMAS: Febre alta, fortes dores de cabeça, vômitos, rigidez no pescoço, moleza, irritação, fraqueza e manchas vermelhas na pele. SINTOMAS: Febre alta, fortes dores de cabeça, vômitos, rigidez no pescoço, moleza, irritação, fraqueza e manchas vermelhas na pele.

16 MENINGITE PREVENÇÃO:Evitar o uso de talheres e copos utilizados por outras pessoas ou mal lavados e ambientes abafados são formas de se diminuir as chances de adquirir a doença. Manter o sistema imunológico fortalecido e seguir corretamente as orientações médicas, caso tenha tido contato com alguém acometido pela doença são, também, medidas importantes. PREVENÇÃO:Evitar o uso de talheres e copos utilizados por outras pessoas ou mal lavados e ambientes abafados são formas de se diminuir as chances de adquirir a doença. Manter o sistema imunológico fortalecido e seguir corretamente as orientações médicas, caso tenha tido contato com alguém acometido pela doença são, também, medidas importantes. VACINA VACINA TRATAMENTO: uso de antibióticos específicos para a espécie, administrados via endovenosa, será imprescindível. TRATAMENTO: uso de antibióticos específicos para a espécie, administrados via endovenosa, será imprescindível.

17

18 CÓLERA AGENTE: Vibrio cholerae ; AGENTE: Vibrio cholerae ; VETOR: homem; VETOR: homem; TRANSMISSÃO: V. cholerae penetra no organismo humano por ingestão de água e alimentos contaminados (transmissão fecal-oral). TRANSMISSÃO: V. cholerae penetra no organismo humano por ingestão de água e alimentos contaminados (transmissão fecal-oral). PREVENÇÃO: higienização dos alimentos, ingerir água tratada, lavar corretamente as mãos etc... PREVENÇÃO: higienização dos alimentos, ingerir água tratada, lavar corretamente as mãos etc... TRATAMENTO: antibióticos e soro enriquecido com sais minerais. TRATAMENTO: antibióticos e soro enriquecido com sais minerais.

19 Responda! O cólera é uma doença infecciosa aguda, caracterizada por febre, vômito e diarréia. O agente causador é a bactéria Vibrio cholerae, que é principalmente transmitida pela O cólera é uma doença infecciosa aguda, caracterizada por febre, vômito e diarréia. O agente causador é a bactéria Vibrio cholerae, que é principalmente transmitida pela a) ( ) picada do mosquito Aedes aegypti. a) ( ) picada do mosquito Aedes aegypti. b) ( ) inspiração dos esporos que atingem os pulmões. b) ( ) inspiração dos esporos que atingem os pulmões. c) ( ) ingestão de carnes mal cozidas, com cistos. c) ( ) ingestão de carnes mal cozidas, com cistos. d) ( ) pele, através do contato com as larvas. d) ( ) pele, através do contato com as larvas. e) ( ) contaminação fecal da água e dos alimentos. e) ( ) contaminação fecal da água e dos alimentos.

20 Julgue os itens: O botulismo pode ser fatal por que a toxina paralisa os músculos responsáveis pelos movimentos respiratórios. O botulismo pode ser fatal por que a toxina paralisa os músculos responsáveis pelos movimentos respiratórios. O soro antibotulínico atua como medida curativa contra a toxina botulínica. O soro antibotulínico atua como medida curativa contra a toxina botulínica. O botulismo é uma doença bacteriana associada ao sistema nervoso por que o sintoma mais comum e a paralisia cerebral, a toxina bloqueia a transmissão de impulsos nervosos. O botulismo é uma doença bacteriana associada ao sistema nervoso por que o sintoma mais comum e a paralisia cerebral, a toxina bloqueia a transmissão de impulsos nervosos.

21 RESPONDA! A bactéria não possui: a) membrana plasmática. b) ribossomos. c) parede celular. d) DNA. e) carioteca. A bactéria não possui: a) membrana plasmática. b) ribossomos. c) parede celular. d) DNA. e) carioteca.

22 LEPTOSPIROSE AGENTE ETIOLÓGICO: Lepstospira interrogans; AGENTE ETIOLÓGICO: Lepstospira interrogans; VETOR: ratos urbanos, alguns mamíferos silvestre, cães e gatos. VETOR: ratos urbanos, alguns mamíferos silvestre, cães e gatos. TRANSMISSÃO: mucosa da pele,ingestão de água ou alimentos contaminados; TRANSMISSÃO: mucosa da pele,ingestão de água ou alimentos contaminados; SINTOMAS: febre alta, mal estar, dor de cabeça, dor muscular intensa,principalmente na panturrilha, cansaço, calafrios, hiperemia conjuntivial etc.. SINTOMAS: febre alta, mal estar, dor de cabeça, dor muscular intensa,principalmente na panturrilha, cansaço, calafrios, hiperemia conjuntivial etc.. PREVENÇÃO: ingerir água tratada, higienizar os alimentos e extermínio de ratos urbanos etc.. PREVENÇÃO: ingerir água tratada, higienizar os alimentos e extermínio de ratos urbanos etc.. TRATAMENTO: hidratação e antibióticos. Deve-se evitar o uso de A.A.S e alguns anti-inflamatórios. TRATAMENTO: hidratação e antibióticos. Deve-se evitar o uso de A.A.S e alguns anti-inflamatórios.

23 FEBRE MACULOSA AGENTE ETIOLÓGICO: Rickettsia rickettsii; VETOR: Amblyoma cajennense (carrapato- estrela); TRANSMISSÃO: picada do carrapato; SINTOMAS: febre,macula, sangramentos, comprometimento sistêmico etc... PREVENÇÃO: evitar contato com animais silvestre onde há incidência da infecção, vistoriar o corpo de 3 em 3 horas, uso de calças compridas e botas, não esmagar o carrapato e uso de carrapaticida. TRATAMENTO: de suporte e antibióticos.

24

25 O Governo da Indonésia aprovou um fundo de 1 bilhão de rúpias (US$ 1,1 milhão) para os trabalhos humanitários no sul da ilha de Java, região devastada por uma tsunami, que causou cerca 350 mortes e deixou milhares de desabrigados. (http://oglobo.globo.com/online/ciencia/plantao/2006/07/18/ asp) Eventos catastróficos decorrentes de alterações climáticas em nosso planeta podem causar enchentes em algumas regiões. As autoridades desses locais se preocupam, geralmente, com a contaminação da água pela urina de ratos infectados. a) Leishmania sp b) Leptospira sp c) Mycobacterium leprae d) Trypanosoma cruzi e) Schsitosoma mansoni RESPONDA

26 RESPONDA Atualmente, uma toxina produzida por uma bactéria e cujo resultado é a paralisia flácida, vem sendo utilizada por cirurgiões plásticos para correção das rugas da face. Essa bactéria é encontrada no solo, quase sempre contaminando legumes, frutas e outros produtos que, enlatados, podem oferecer muito risco, principalmente se as latas estiverem estufadas. Quando a toxina é ingerida, pode provocar parada respiratória ou cardíaca, ocorrendo a morte do paciente. Atualmente, uma toxina produzida por uma bactéria e cujo resultado é a paralisia flácida, vem sendo utilizada por cirurgiões plásticos para correção das rugas da face. Essa bactéria é encontrada no solo, quase sempre contaminando legumes, frutas e outros produtos que, enlatados, podem oferecer muito risco, principalmente se as latas estiverem estufadas. Quando a toxina é ingerida, pode provocar parada respiratória ou cardíaca, ocorrendo a morte do paciente. Qual das doenças a seguir é provocada por essa toxina? a) Tétano b) Difteria c) Botulismo d) Cólera e) Malária Qual das doenças a seguir é provocada por essa toxina? a) Tétano b) Difteria c) Botulismo d) Cólera e) Malária


Carregar ppt "BACTÉRIAS EXISTÊNCIAESTRUTURA BENEF Í CIOS DOEN Ç AS HUMANAS RESISTENCIA A ANTIB Í OTICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google