A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Programa Tutores FMUSP Estrutura e implantação na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Patrícia Lacerda Bellodi*, Maria Eugenia Vanzolini,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Programa Tutores FMUSP Estrutura e implantação na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Patrícia Lacerda Bellodi*, Maria Eugenia Vanzolini,"— Transcrição da apresentação:

1 Programa Tutores FMUSP Estrutura e implantação na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Patrícia Lacerda Bellodi*, Maria Eugenia Vanzolini, Rachel Chebabo, Milton de Arruda Martins CEDEM– Centro de Desenvolvimento de Educação Médica Contexto No contexto atual da FMUSP, a mudança curricular do curso de graduação tornou ainda mais necessário um relacionamento estreito entre o corpo docente e discente. O aluno tem agora a possibilidade de construção de um currículo mais personalizado, em que, para além da chamada área nuclear, uma série de disciplinas optativa pode ser incluída. Nesse sentido, a orientação de escolhas e decisões relativas ao presente acadêmico e ao futuro profissional torna-se fundamental e reafirma a necessidade de diálogo e contato com figuras experientes que possam acompanhá-los no caminho da construção do ser médico. Neste sentido, a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo implantou em 2001 um sistema de Tutoria – Programa Tutores – cuja estrutura, dinâmica e resultados iniciais são apresentados neste trabalho. Contexto No contexto atual da FMUSP, a mudança curricular do curso de graduação tornou ainda mais necessário um relacionamento estreito entre o corpo docente e discente. O aluno tem agora a possibilidade de construção de um currículo mais personalizado, em que, para além da chamada área nuclear, uma série de disciplinas optativa pode ser incluída. Nesse sentido, a orientação de escolhas e decisões relativas ao presente acadêmico e ao futuro profissional torna-se fundamental e reafirma a necessidade de diálogo e contato com figuras experientes que possam acompanhá-los no caminho da construção do ser médico. Neste sentido, a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo implantou em 2001 um sistema de Tutoria – Programa Tutores – cuja estrutura, dinâmica e resultados iniciais são apresentados neste trabalho. Objetivos estabelecer para os alunos a figura de um tutor que os acompanhará ao longo do tempo.estabelecer para os alunos a figura de um tutor que os acompanhará ao longo do tempo. estimular um vínculo mais próximo e intenso entre professores e alunos: discussão e orientação de questões acadêmico-profissionais e pessoais.estimular um vínculo mais próximo e intenso entre professores e alunos: discussão e orientação de questões acadêmico-profissionais e pessoais. promover uma maior integração do curso através da troca de experiências entre o tutor e seus tutorados, assim como entre os alunos dos diferentes anos.promover uma maior integração do curso através da troca de experiências entre o tutor e seus tutorados, assim como entre os alunos dos diferentes anos. permitir uma melhor identificação de problemas na formação e um encaminhamento mais imediato para a sua solução adequada.permitir uma melhor identificação de problemas na formação e um encaminhamento mais imediato para a sua solução adequada.Objetivos estabelecer para os alunos a figura de um tutor que os acompanhará ao longo do tempo.estabelecer para os alunos a figura de um tutor que os acompanhará ao longo do tempo. estimular um vínculo mais próximo e intenso entre professores e alunos: discussão e orientação de questões acadêmico-profissionais e pessoais.estimular um vínculo mais próximo e intenso entre professores e alunos: discussão e orientação de questões acadêmico-profissionais e pessoais. promover uma maior integração do curso através da troca de experiências entre o tutor e seus tutorados, assim como entre os alunos dos diferentes anos.promover uma maior integração do curso através da troca de experiências entre o tutor e seus tutorados, assim como entre os alunos dos diferentes anos. permitir uma melhor identificação de problemas na formação e um encaminhamento mais imediato para a sua solução adequada.permitir uma melhor identificação de problemas na formação e um encaminhamento mais imediato para a sua solução adequada. Estrutura e Dinâmica O Projeto Tutores encontra-se estruturado em cinco núcleos fundamentais: Estrutura e Dinâmica O Projeto Tutores encontra-se estruturado em cinco núcleos fundamentais: Alunos todos os alunos de medicina regularmente matriculados na FMUSPtodos os alunos de medicina regularmente matriculados na FMUSP distribuição aleatória, grupos heterogêneos, pelo menos 1 aluno de cada ano. (150 grupos)distribuição aleatória, grupos heterogêneos, pelo menos 1 aluno de cada ano. (150 grupos) disciplina-estágio obrigatória que corresponde a um crédito semestral (15h).disciplina-estágio obrigatória que corresponde a um crédito semestral (15h).Alunos todos os alunos de medicina regularmente matriculados na FMUSPtodos os alunos de medicina regularmente matriculados na FMUSP distribuição aleatória, grupos heterogêneos, pelo menos 1 aluno de cada ano. (150 grupos)distribuição aleatória, grupos heterogêneos, pelo menos 1 aluno de cada ano. (150 grupos) disciplina-estágio obrigatória que corresponde a um crédito semestral (15h).disciplina-estágio obrigatória que corresponde a um crédito semestral (15h). Grupo de Tutores médicos dos hospitais-escola e docentes da FMUSP (150 tutores)médicos dos hospitais-escola e docentes da FMUSP (150 tutores) participação voluntária, sujeita à aprovação após processo de seleção e treinamento.participação voluntária, sujeita à aprovação após processo de seleção e treinamento. encontros mensaisencontros mensais incentivo: horas dedicadas à atividade = horas-aula dedicadas à graduação.incentivo: horas dedicadas à atividade = horas-aula dedicadas à graduação. Grupo de Tutores médicos dos hospitais-escola e docentes da FMUSP (150 tutores)médicos dos hospitais-escola e docentes da FMUSP (150 tutores) participação voluntária, sujeita à aprovação após processo de seleção e treinamento.participação voluntária, sujeita à aprovação após processo de seleção e treinamento. encontros mensaisencontros mensais incentivo: horas dedicadas à atividade = horas-aula dedicadas à graduação.incentivo: horas dedicadas à atividade = horas-aula dedicadas à graduação. Grupo de Supervisores profissionais com experiência na compreensão e manejo de situações grupais (14 supervisores)profissionais com experiência na compreensão e manejo de situações grupais (14 supervisores) encontros mensaisencontros mensais responsáveis pela orientação e supervisão das atividades de tutoria e facilitação da troca de experiências entre os diferentes tutores.responsáveis pela orientação e supervisão das atividades de tutoria e facilitação da troca de experiências entre os diferentes tutores. Grupo de Supervisores profissionais com experiência na compreensão e manejo de situações grupais (14 supervisores)profissionais com experiência na compreensão e manejo de situações grupais (14 supervisores) encontros mensaisencontros mensais responsáveis pela orientação e supervisão das atividades de tutoria e facilitação da troca de experiências entre os diferentes tutores.responsáveis pela orientação e supervisão das atividades de tutoria e facilitação da troca de experiências entre os diferentes tutores. Equipe Técnica composição: 2 profissionais especializados na área de Psicologia e Educação Médica e um administradorcomposição: 2 profissionais especializados na área de Psicologia e Educação Médica e um administrador planejamento e fazer cotidiano da proposta lançadaplanejamento e fazer cotidiano da proposta lançada elo de ligação e mediação entre as diferentes instânciaselo de ligação e mediação entre as diferentes instâncias avalia o andamento das diferentes atividades, sistematiza decisões e propostas, programa eventos: recrutamento, seleção, treinamento e reuniões semestrais gerais dos tutores.avalia o andamento das diferentes atividades, sistematiza decisões e propostas, programa eventos: recrutamento, seleção, treinamento e reuniões semestrais gerais dos tutores. cadastra e organiza bancos de dados, envia comunicações e divulga propostas, atualizações e temas de interesse através de boletins informativos (Boletim Tutores FMUSP)cadastra e organiza bancos de dados, envia comunicações e divulga propostas, atualizações e temas de interesse através de boletins informativos (Boletim Tutores FMUSP) Equipe Técnica composição: 2 profissionais especializados na área de Psicologia e Educação Médica e um administradorcomposição: 2 profissionais especializados na área de Psicologia e Educação Médica e um administrador planejamento e fazer cotidiano da proposta lançadaplanejamento e fazer cotidiano da proposta lançada elo de ligação e mediação entre as diferentes instânciaselo de ligação e mediação entre as diferentes instâncias avalia o andamento das diferentes atividades, sistematiza decisões e propostas, programa eventos: recrutamento, seleção, treinamento e reuniões semestrais gerais dos tutores.avalia o andamento das diferentes atividades, sistematiza decisões e propostas, programa eventos: recrutamento, seleção, treinamento e reuniões semestrais gerais dos tutores. cadastra e organiza bancos de dados, envia comunicações e divulga propostas, atualizações e temas de interesse através de boletins informativos (Boletim Tutores FMUSP)cadastra e organiza bancos de dados, envia comunicações e divulga propostas, atualizações e temas de interesse através de boletins informativos (Boletim Tutores FMUSP) Coordenação Geral composição: 3 representantes eleitos das diferentes instâncias relacionadas ao projeto (Comissão de Graduação, Tutores, Alunos, Supervisores e Equipe Técnica)composição: 3 representantes eleitos das diferentes instâncias relacionadas ao projeto (Comissão de Graduação, Tutores, Alunos, Supervisores e Equipe Técnica) fórum por excelência para a discussão e tomada de decisões geraisfórum por excelência para a discussão e tomada de decisões gerais Coordenação Geral composição: 3 representantes eleitos das diferentes instâncias relacionadas ao projeto (Comissão de Graduação, Tutores, Alunos, Supervisores e Equipe Técnica)composição: 3 representantes eleitos das diferentes instâncias relacionadas ao projeto (Comissão de Graduação, Tutores, Alunos, Supervisores e Equipe Técnica) fórum por excelência para a discussão e tomada de decisões geraisfórum por excelência para a discussão e tomada de decisões gerais No 1º semestre de implantação do programa (junho – dezembro de 2001) os 150 grupos de tutoria estabelecidos realizaram seis reuniões em média e a adesão dos alunos foi de 50% (com menor presença dos alunos do internato). Os principais temas discutidos nos grupos disseram respeito às escolhas das disciplinas optativas, a decisão pela futura especialidade, a qualidade do curso oferecido ao longo tempo e aos objetivos e propósitos do próprio programa. A composição heterogênea dos grupos mostrou-se importante fator de satisfação para os alunos e a figura do tutor foi extremamente bem avaliada. Dificuldades estruturais como local dos encontros e horário foram apontadas como pontos a serem melhorados. No início de 2002, com o desligamento de alguns tutores do grupo inicial (125 tutores atualmente), optou-se por trabalhar em grupos maiores (de 8 a 12 alunos), o que vem se mostrando um importante fator para a dinâmica e motivação das reuniões. Ajustes no sentido de especificar o sentido da obrigatoriedade e suas conseqüências foram realizados no início do ano pela Coordenação Geral. A recepção aos calouros de 2002 pelos grupos existentes foi bastante calorosa, contribuiu para renovar a motivação inicial e apontam para o amadurecimento e aprimoramento do programa. "... projeto não é uma simples representação do futuro, do amanhã, do possível, de uma idéia; é o futuro a fazer, um amanhã a concretizar, um possível a transformar em real, uma idéia a transformar em ato". Barbier, 1993 Barbier, 1993 "... projeto não é uma simples representação do futuro, do amanhã, do possível, de uma idéia; é o futuro a fazer, um amanhã a concretizar, um possível a transformar em real, uma idéia a transformar em ato". Barbier, 1993 Barbier, Avaliação 2001 Estado Atual


Carregar ppt "Programa Tutores FMUSP Estrutura e implantação na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Patrícia Lacerda Bellodi*, Maria Eugenia Vanzolini,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google