A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Infrared Data Association Lucio Cossio, Vanderson Dill 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Infrared Data Association Lucio Cossio, Vanderson Dill 1."— Transcrição da apresentação:

1 Infrared Data Association Lucio Cossio, Vanderson Dill 1

2 Visão Geral História O Protocolo IrDA IrDA Control IrDA Data Futuro do IrDA (Giga-IR) 2

3 Organização criada para estabelecer padrões de comunicação através da tecnologia de Infravermelho 3

4 Surgiu em 1993 como uma tecnologia para suprir as necessidades de substituição de cabos por uma comunicação sem fio. Em 1997, o IrDA lançou a primeira versão do protocolo OBEX (OBject Exchange) que permitia a troca de objetos entre dispositivos (vCard, vCalendar,...). Em 1998 a 3COM revolucionou o mundo PDA incluindo no Palm III capacidade de troca de informações e aplicativos via IrDA. Hoje o IrDA é usado em PDAs, celulares, notebooks, impressoras e outros dispositivos. 4

5 IrDA Data : Consiste num sistema de transmissão de dados ponto-a-ponto recomendado para curtas distâncias e altas velocidades de transmissão. IrDA Control : Consiste num padrão que permite que dispositivos IrDA se comuniquem sem fio a um outro dispositivo host inteligente. 5

6 É uma arquitetura orientada a comando e controle para a comunicação de um host com dispositivos de entrada sem fio como mouses, teclados, gamepads, etc. Seu propósito é passar pequenos pacotes de controle entre um dispositivo host e um dispositivo de entrada remoto. Esse host pode ser um PC, aparelho doméstico, video-game, central de TV, etc. 6

7 O padrão IrDA Control deve implementar 3 camadas obrigatórias: IrPHY – Infrared Physical Layer IrMAC – Infrared Media Access Control IrLMP – Infrared Logical Link Control 7

8 IrPHY Distância de operação igual aos atuais controles remotos unidirecionais Comunicação bidirecional Taxa de transmissão máxima de 75kb/s É otimizada para baixo custo e baixo gasto de energia IrMAC Habilita o dispositivo host a comunicar com múltiplos periféricos (mais de 8 simultaneamente) Assegura uma resposta rápida (13,8 ms) e baixa latência IrLLC Mantém o fluxo de dados, assegurando retransmissão na ocorrência de erros 8

9 Dois tipos de frames são definidos baseados no máximo tamanho de data que pode ser transmitido por um host ou dispositivo: 9

10 O modelo inicial SIR utiliza o tipo de comunicação assíncrona. Todos os outros padrões apresentam comunicação síncrona. 10

11 11

12 IrPHY - Infrared Physical Layer IrLAP - Infrared Link Access IrLMP - Infrared Link Management Tiny TP – Tiny Transport IrCOMM - Infrared Communications IrOBEX - Infrared Object Exchange IrLAN - Infrared Local Area Network IrPHY (SIR, FIR, MIR,...) IR Link Access Protocol (IrLAP) IR Link Management - Mux (IrLMP) Tiny Transport Protoco (TinyTP)IrCOMM IrLANIrOBEX 12

13 A transmissão IrDA usa no caso mais simples a porta RS-232. Com uma interface simples, a largura do bit é diminuida para um tamanho máximo de 3/16 do tamanho original para menor consumo de energia. Este tipo de transmissao suporta taxas de transferência de dados de até 115.2kbit/s que é a máxima tranferência suportada pelas UARTs padrões. A demanda mínima de velocidades para IrDA é 9600bit/s, todas as transmissões devem começar nesta frequência para estabelecer compatibilidade. 13

14 14

15 Comunicações mais rápidas requerem interfaces especiais e usam uma redução de bit similar ao modo RS232 relatado, mas com uma redução de pulso para ¼ da largura original. Para frequências até 115.2kbit/s a intensidade minima de saida é de 40mW/sr. Para velocidades maiores, a saída possui uma intensidade mínima de 100mW/sr. O tamanho de onda escolhido como padrão está entre 850nm e 900nm. 15

16 16

17 17

18 18

19 19

20 20

21 21

22 22

23 Há dois diferentes grupos de especificações para Transmissores/Receptores. O primeiro, referido como Standard, é para uma conexão operando entre zero a até pelo menos um metro. A segunda refere-se a Low Power Option, tem um alcance de operação menor, e só é definido para até 115.2kbit/s. 23

24 24

25 Segunda camada da especificação IrDA. Obrigatória. Representa a camada Data Link no modelo OSI. As principais atribuições: Controle de acesso Descobrir potenciais parceiros de comunicação Estabelecer uma comunicação bidirecional confiável Negociar os papeis dos dois dispositivos da comunicação: Primário/Secundário. 25

26 Terceira camada da especificação IrDA. Obrigatória. Pode ser separada em duas partes: LM-MUX – Link Management Multiplexer: fica logo acima da camada IrLAP e tem as seguintes funções: Fornecer múltiplos canais lógicos Permitir troca de posição dos dispositivos, Primário/Secundário LM-IAS – Link Management Information Access Services: fornece uma lista, onde os dispositivos podem incluir serviços para que os outros dispositivos possam solicitá-los. 26

27 Opcional Fica logo acima da camada IrLMP Implementa os seguintes serviços: Transporte de mensagens grandes via SAR (Segmentation and Reassembly) Controle de fluxo, mantendo uma ordem de prioridade entre os canais. 27

28 Opcional. Fica logo acima da camada IrLMP. Permite ao dispositivo IrDA atuar como uma porta serial ou paralela. 28

29 Opcional. Situa-se logo acima da camada Tiny TP, sendo assim a implementação da TinyTP é obrigatória para que a IrOBEX funcione. Implementa troca de objetos. Ex.: vCard, vCalendar e até mesmo aplicativos. 29

30 Opcional. Fica acima da Tiny TP, portanto a implementação desta é obrigatória Possibilita conectar o dispositivos infravermelho a uma LAN. Existe 3 métodos possíveis: Ponto de Acesso Ponto a Ponto Hosted 30

31 IrSimple: Permite ao IrDA alcançar entre 4 a 10 vezes mais velocidade na transmissão dos dados, incrementando a eficiência do protocolo infravermelho. IrSimpleShot (IrSS): Permite a câmeras com IrDA transmitir fotos a impressoras. 31

32 32

33 33

34 34

35 35

36 36

37 37


Carregar ppt "Infrared Data Association Lucio Cossio, Vanderson Dill 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google