A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

rangelde DSC/CCT/UFCG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "rangelde DSC/CCT/UFCG."— Transcrição da apresentação:

1 rangelde DSC/CCT/UFCG

2 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 2 User and task analysis is the process of learning about ordinary users by observing them in action. [ Hackos & Redish, User and Task Analysis for Interface Design (1998 )]

3 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 3 Roteiro I Considerações Iniciais Modelo de Representação Relacionamento Conceitual Conceito Conceito Estático Objeto Agente Instrumento Método Situação Considerações Iniciais Modelo de Representação Relacionamento Conceitual Conceito Conceito Estático Objeto Agente Instrumento Método Situação

4 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 4 Roteiro II Relacionamento Conceitual Conceito Dinâmico Processo Tarefa Ação Exemplo Bibliografia Consultada Relacionamento Conceitual Conceito Dinâmico Processo Tarefa Ação Exemplo Bibliografia Consultada

5 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 5 Considerações Iniciais I TAOSTAOS TAOS ( T ask and A ction O riented S ystem) I Formalismo para aquisição e representação do conhecimento Fundamentação na modelagem do domínio Focalização original na construção de Sistemas Baseados em Conhecimento (SBC) Validação no domínio da Biologia Molecular (IA) TAOSTAOS TAOS ( T ask and A ction O riented S ystem) I Formalismo para aquisição e representação do conhecimento Fundamentação na modelagem do domínio Focalização original na construção de Sistemas Baseados em Conhecimento (SBC) Validação no domínio da Biologia Molecular (IA)

6 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 6 Considerações Iniciais II TAOSTAOS TAOS ( T ask and A ction O riented S ystem) II Fundamentação no conhecimento do especialista sobre um determinado tema Extração do conhecimento a partir de técnicas de sondagem (e.g. condução de entrevistas, administração de questionários) Representação hierárquica do conhecimento extraído Similaridade da Modelagem da Tarefa ao desenvolvimento de um SBC TAOSTAOS TAOS ( T ask and A ction O riented S ystem) II Fundamentação no conhecimento do especialista sobre um determinado tema Extração do conhecimento a partir de técnicas de sondagem (e.g. condução de entrevistas, administração de questionários) Representação hierárquica do conhecimento extraído Similaridade da Modelagem da Tarefa ao desenvolvimento de um SBC

7 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 7 Preenchimento dos requisitos exigidos para Análise e Modelagem da Tarefa Objetivos da Tarefa Lógica da Execução da Tarefa Objetos Envolvidos Procedimentos Utilizados Condições Necessárias à Execução da Tarefa Verificação de Incoerências e Incompletude da Descrição Fatores Críticos Preenchimento dos requisitos exigidos para Análise e Modelagem da Tarefa Objetivos da Tarefa Lógica da Execução da Tarefa Objetos Envolvidos Procedimentos Utilizados Condições Necessárias à Execução da Tarefa Verificação de Incoerências e Incompletude da Descrição Fatores Críticos Considerações Iniciais III

8 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 8 TAOS Composição do Formalismo TAOS TAMETAM EGraph Módulos TAME ( T ask and A ction M odeling E nvironment) e Graph TAME TAME Definição da linguagem para a modelagem do conhecimento a partir de representação taxonômica Validação de completude e coerência do conhecimento Graph Graph Possibilidade de visualização do processo de modelagem do conhecimento TAOS Composição do Formalismo TAOS TAMETAM EGraph Módulos TAME ( T ask and A ction M odeling E nvironment) e Graph TAME TAME Definição da linguagem para a modelagem do conhecimento a partir de representação taxonômica Validação de completude e coerência do conhecimento Graph Graph Possibilidade de visualização do processo de modelagem do conhecimento Considerações Iniciais IV

9 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 9 Modelo de Representação Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Diferença entre relações lógicas dos conceitos estáticos e dinâmicos Consideração de relações de temporalidade, generalização e decomposição no âmbito dos conceitos dinâmicos

10 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 10 Conceitos EstáticosConceitos Dinâmicos Tarefa AgenteInstrumento são executadas por são executadas com o auxílio de gerencia execução lógico/temporal entre possui Situação Inicial (Ponto de Partida) Situação Final (Objetivo) possui Ações Sub-Tarefas composta de Métodos possui habilitado a executar é uma deve ser operado por para a execução de Relacionamento Conceitual

11 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 11 Conceit o Classe com grau de abstração mais elevado Conceito Classe Conceito Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático

12 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 12 Conceito Estático Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito Dinâmico Conceito Estático Inalterabilidade de seus valores durante um intervalo de tempo considerável Conceito Estático Classe Conceito Estático Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Tempo Posição Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

13 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 13 Objeto Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Definição de um objeto envolvido na execução de uma Ação (Agente ou Instrumento) Objeto Classe Objeto Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Posição Tempo Listas de Componentes Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

14 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 14 Agente I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático InstrumentoAgente Definição de um tipo de objeto habilitado a executar uma ação

15 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 15 Agente Classe Agente Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Posição Tempo Listas de Componentes Competência Lista de objetos do tipo ação Lista de objetos do tipo agente Experiência-com-a-Tarefa (Alta, Média, Baixa) Experiência-com- Computadores (Alta, Média, Baixa) Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo Sublinhado Evolução MAD* Agente II

16 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 16 Instrumento I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático InstrumentoAgente Definição de um objeto (ferramenta) que é utilizada por agentes para executar ações

17 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 17 Instrumento II Instrumento Classe Instrumento Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Posição Tempo Listas de Componentes Operador Lista de objetos do tipo agente Emprego Lista de objetos do tipo tarefa/ação Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

18 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 18 Método I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Definição da estratégia de execução de uma tarefa

19 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 19 Método II Método Classe Método Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Posição Tempo Listas de Componentes Corpo Expressão Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

20 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 20 Método III Corpo I Conjunto de expressões que possibilita o estabelecimento de relações temporais e/ou lógicas entre sub-tarefas e/ou ações que compõem uma tarefa Corpo I Conjunto de expressões que possibilita o estabelecimento de relações temporais e/ou lógicas entre sub-tarefas e/ou ações que compõem uma tarefa

21 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 21 Método IV Corpo II Expressões ::= ( ) ::=, | ::=, | ::=, | ::=, | ::=, | ::=, | ::= | | ::= SEQORXORANDSIMPAR SEQ | OR | XOR | AND | SIM | PAR ::= ( )

22 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 22 Método V Corpo III Operadores SEQ Execução seqüencial de sub-tarefas e/ou ações OR Execução de pelo menos uma das sub-tarefas e/ou ações XOR Execução de apenas uma das sub-tarefas e/ou ações AND Execução de todas as sub-tarefas e/ou ações, independentemente da ordem SIM Execução simultânea e independente de sub-tarefas e/ou ações PAR Execução concorrente (i.e. com pontos de sincronização) de sub-tarefas e/ou ações

23 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 23 Situação I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Definição do estado do mundo em um dado instante e as formas de atingir tal estado

24 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 24 Situação II Situação Classe Situação Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Tempo Objetos Lista de objetos do tipo objeto Restrições Expressão Formas-de-atingir- estado Lista de tarefas e/ou ações Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

25 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 25 Conceito Dinâmico Representação da evolução de uma situação observada em um dado intervalo de tempo Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito Dinâmico Conceito Estático Conceito Dinâmico Classe Conceito Dinâmico Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Pré-situação Objeto do tipo situação Pós-situação Objeto do tipo situação Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

26 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 26 Process o Conceito AçãoTarefaProcessoSituaçãoMétodoObjeto Conceito DinâmicoConceito Estático Registro da execução de uma tarefa através de um conjunto de situações observadas em diferentes instantes Processo Classe Processo Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Pré-situação Objeto do tipo situação Pós-situação Objeto do tipo situação Situação Lista de objetos do tipo situação Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo

27 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 27 Tarefa I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Seqüência de ações (abstratas ou elementares) estruturadas de modo a se atingir um objetivo

28 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 28 Tarefa II Tarefa Classe Tarefa Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Pré-situação Objeto do tipo situação Pós-situação Objeto do tipo situação Ocorrência (0,0), (0,1), (0,n), (1,1), (1,n) (while(situação)) Ações Lista de objetos do tipo ação Sub-Tarefas Lista de objetos do tipo tarefa Modo-de-Execução Lista de objetos do tipo método Número Identificador da tarefa na árvore Prioridade Número inteiro que identifica prioridade da tarefa Interruptabilidade (não interruptível, interruptível com reinício a partir do começo, interruptível com reinício em curso) Tipo (Sensório motora, Mental, Verbal) Modalidade (Automática, Manual, Interativa) Freqüência (Alta, Média, Baixa) Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo Sublinhado Evolução MAD*

29 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 29 Ação I Conceito Ação TarefaProcessoSituaçãoMétodo Objeto Conceito DinâmicoConceito Estático Descrição de uma ação elementar

30 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 30 Ação II Ação Classe Ação Nome Cadeia de caracteres Descrição Cadeia de caracteres Pré-situação Objeto do tipo situação Pós-situação Objeto do tipo situação Ocorrência (0,0), (0,1), (0,n), (1,1), (1,n) (while(situação)) Agentes Lista de objetos do tipo agente Instrumentos Lista de objetos do tipo instrumento Status (Automática, Não Automática) Número Identificador da tarefa na árvore Prioridade Número inteiro que identifica prioridade da tarefa Interruptabilidade (não interruptível, interruptível com reinício a partir do começo, interruptível com reinício em curso) Tipo (Sensório motora, Mental, Verbal) Modalidade (Automática, Manual, Interativa) Freqüência (Alta, Média, Baixa) Tipo do atributo Legenda: <> Atributo Opcional Negrito Novo Atributo Sublinhado Evolução MAD*

31 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 31 Exempl o I Navegar na WEB Busca de informação Ativar o navegador Visualizar o navegador na tela Escolher uma opção de navegação Descrever o endereço no navegador Manipular o arquivo Editar arquivo Ir para determinada página no navegador Solicitar ajuda Finalizar tarefa Navegar na WEB Busca de informação Ativar o navegador Visualizar o navegador na tela Escolher uma opção de navegação Descrever o endereço no navegador Manipular o arquivo Editar arquivo Ir para determinada página no navegador Solicitar ajuda Finalizar tarefa

32 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 32 Exemplo II Tarefa Classe Tarefa Nome Navegar na Web Descrição "Usuário acessa a Web mediante um navegador em busca de informação" Pré-situação Situação_Inicial Pós-situação Situação_Objetivo Ocorrência (1,n) Ações {Ativar_Navegador, Visualizar_Navegador, Finalizar_Tarefa} Sub-tarefa {Escolher_Opção, Solicitar_Ajuda} Modo-de- Execução {Método_Navegar_na_Web} Número 1 Prioridade 1 Interruptabilidade Interruptível com reinício a partir do começo Tipo Sensório motora Modalidade Interativa Freqüência Alta Importância Alta

33 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 33 Exemplo III Situação_Inicial Situação Situação_Inicial Descrição Situação ou estado do mundo antes de realizar a tarefa Objetos {Usuário, Navegador, Tela} Restrição Visível_ícone(Navegador, Tela) AND Disponível(Usuário) Formas-de-atingir- estado {} Situação_Objetivo Situação Situação_Objetivo Descrição Objetivo a atingir Objetos {Informação} Restrição Obtida(Informação) Formas-de-atingir- estado {Navegar na Web} Pré- e Pós-Situação

34 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 34 Exemplo IV Navegar_na_Web Método Navegar_na_Web Descrição Estratégia para navegar na Web Corpo SEQ((Ativar_Navegador, Visualizar_Navegador) OR(Escolher_Opção, Solicitar_Ajuda, Finalizar_Tarefa)) Método

35 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 35 Exemplo V Ativar_Navegador Ação Ativar_Navegador Descrição Inicialização do navegador do usuário Pré-situação Situação_Inicial Pós-situação Navegador_na_Tela Ocorrência (1,1) Agentes {Usuário} Instrumentos {Navegador} Status Não automática Número 1.1 Prioridade 1 Interruptabilidade Interruptível com reinício a partir do começo Tipo Sensório motora Modalidade Interativa Freqüência Alta Importância Alta Ação I

36 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 36 Exemplo VI Navegador_na_Tela Situação Navegador_na_Tela Descrição Navegador visível e disponível na tela para utilização pelo usuário Objetos {Navegador, Usuário, Tela} Restrição Ativado(Navegador) AND Disponível(Usuário) Formas-de-atingir- estado {Ativar_Navegador} Situação I

37 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 37 Exemplo VII Visualizar_Navegador Ação Visualizar_Navegador Descrição Visualização do navegador pelo usuário Pré-situação Navegador_na_Tela Pós-situação Navegador_Visualizado Ocorrência (1,1) while(Navegador_na_Tela) Agentes {Usuário} Instrumentos {Navegador} Status Não automática Número 1.2 Prioridade 1 Interruptabilidade Interruptível com reinício a partir do começo Tipo Mental Modalidade Automática Freqüência Alta Importância Alta Ação II

38 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 38 Exemplo VIII Navegador_Visualizado Situação Navegador_Visualizado Descrição Navegador acessível visualmente pelo usuário Objetos {Navegador, Usuário, Tela} Restrição Ativado(Navegador) AND Disponível(Usuário) Formas-de-atingir- estado {Visualizar_Navegador} Situação

39 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 39 Agente e Instrumento Exemplo IX Usuário Agente Usuário Descrição Usuário que realiza a tarefa navegar na Web Competência {Navegar_na_Web} Experiência-com-tarefa Alta Experiência-com- computadores Alta Navegador Instrumento Navegador Descrição Navegador utilizado pelo usuário para navegar na Web Operador {Usuário} Emprego {Navegar_na_Web}

40 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 40 Navegar na Web (1,n) Ativar Navegador (1,1) Visualizar Navegador (1,1) Escolher Opção (1,n) Solicitar Ajuda (0,n) Finalizar Tarefa (0,1) Determinar Endereço (1,n) Manipular Arquivo (0,n) Editar Arquivo (0,n) Ir para (0,n) SEQ XOR OR Visualização Gráfica Exemplo X

41 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 41 Bibliografia Consultada 1. CORDEIRO, P. B. (2003), Projeto e implementação do módulo TAME da ferramenta iTAOS para análise e modelagem da tarefa. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFCG, Campina Grande - PB, Fevereiro de KAFURE, I. M. (2000), Validação do Formalismo TAOS para a Concepção de Interfaces Homem- Computador. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFPB, Campina Grande - PB, Junho de MEDEIROS, F. P. A. (2003), Projeto e implementação do módulo TAOS-Graph da ferramenta iTAOS para análise e modelagem da tarefa. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFCG, Campina Grande - PB, Fevereiro de CORDEIRO, P. B. (2003), Projeto e implementação do módulo TAME da ferramenta iTAOS para análise e modelagem da tarefa. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFCG, Campina Grande - PB, Fevereiro de KAFURE, I. M. (2000), Validação do Formalismo TAOS para a Concepção de Interfaces Homem- Computador. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFPB, Campina Grande - PB, Junho de MEDEIROS, F. P. A. (2003), Projeto e implementação do módulo TAOS-Graph da ferramenta iTAOS para análise e modelagem da tarefa. Dissertação de Mestrado – COPIN/ UFCG, Campina Grande - PB, Fevereiro de 2003.

42 DSC/CCT/UFCGDSC/CCT/UFCG 42 José Eustáquio Rangel de Queiroz DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE GRUPO DE INTERFACES HOMEM-MÁQUINA


Carregar ppt "rangelde DSC/CCT/UFCG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google