A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EMBRIOLOGIA EMBRIOLOGIA Definições Tipos de Óvulos Tipos de Clivagens Embriogênese Destino dos folhetos Classificação embriológica Anexos Embrionários.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EMBRIOLOGIA EMBRIOLOGIA Definições Tipos de Óvulos Tipos de Clivagens Embriogênese Destino dos folhetos Classificação embriológica Anexos Embrionários."— Transcrição da apresentação:

1

2 EMBRIOLOGIA

3 EMBRIOLOGIA Definições Tipos de Óvulos Tipos de Clivagens Embriogênese Destino dos folhetos Classificação embriológica Anexos Embrionários

4 TIPOS DE OVOS Oligolécitos / Alécitos - São ovos que apresentam pouco vitelo distribuído de forma uniforme por todo o citoplasma. São encontrados nos equinodermos, protocordados e mamíferos. Telolécitos Incompletos / Heterolécitos – São ovos que apresentam uma quantidade média de vitelo distribuída de forma desigual pelo citoplasma. Encontrado nos anfíbios. Telolécitos completos / Megalécitos – São ovos que apresentam uma grande quantidade de vitelo concentrada no pólo vegetativo. Encontrado nos peixes, répteis e aves. Centrolécitos - vitelo no centro da célula. Encontrado nos artrópodes.

5

6

7

8 EMBRIOGÊNESE SEGMENTAÇÃO Óvulo Oligolécito Clivagem Total e Igual

9 Nidação – Início da gravidez Trofoblasto Parede uterina Cavidade uterina Para que ocorra é necessário que: -A mucosa uterina tenha sido preparada pelas hormonas ováricas; -O blastocisto tenha atingido o estado de desenvolvimento necessário para se poder implantar.

10 Resumindo…

11 Fecundação

12 12 horas 1célula

13 24 horas 2 células

14 45 horas 4 células

15 72 horas 16 células

16

17

18

19

20

21 Dia 13

22 Dia 14

23 Dia 21

24

25 GASTRULAÇÃO Ocorre a formação do arquêntero, do blastóporo, da Mesentoderme, esta irá originar a mesoderme e a endoderme e da Ectoderme.

26 GASTRULAÇÃO Arquêntero Blastóporo Ectodermeesentoderme 2 tecidos: Ectoderme e Mesentoderme

27 NEURULAÇÃO Ocorre a formação do Tubo Neural e da Notocorda. A Notocorda nos vertebrados é substituída pela coluna vertebral.

28 NEURULAÇÃO

29 NEURULAÇÃO

30 NEURULAÇÃO

31 NEURULAÇÃO

32 EMBRIOGÊNESE Resumindo: Zigoto Mórula Blástula Gástrula Nêurula

33 Organogênese Ocorre a formação dos órgãos. ECTODERME - Epiderme e seus anexos,sistema nervoso, algumas glândulas exócrina, revestimento bucal. MESODERME – Derme, notocorda (posteriormente é substituída por vértebras),esqueleto axial (coluna),aparelho urogenital,sistema circulatório e esqueleto apendicular (membros) ENDODERME - Epitélio respiratório, glândulas e epitélios do tubo digestivo, revestimento interno da bexiga.

34

35 Conceito São Estruturas que derivam dos folhetos germinativos, mas que não fazem parte do corpo do embrião São Estruturas que derivam dos folhetos germinativos, mas que não fazem parte do corpo do embrião. São elas: esícula Vitelínica ( Saco Vitelínico) => Armazém dos Alimentos mnion ( Bolsa Dágua) => Proteção órion ( Serosa) => Trocas Gasosas lantóide => Armazém das excretas lacenta ordão Umbilical

36 Vesícula Vitelínica É o primeiro anexo a surgir nos vertebrados e se caracteriza por ser a fonte e nutrição do embrião que não tem contato com a mãe. Corresponde a uma estrutura em forma de saco ligada a região ventral do embrião. Sua principal função é armazenar reservas nutritivas. Formada pela mesoderme e endoderme. Bem desenvolvida Não apresenta a vesícula típica, vitelo fica nos interior dos blastômeros. Nos mamíferos eutherios ou placentados é reduzida, visto que a nutrição ocorre via placentária. Nesses, é responsável pela produção das hemácias nos primeiros estágios de vida.

37 Âmnion É uma fina membrana que delimita uma bolsa repleta de líquido.Formada pela ectoderme e mesoderme. O líquido amniótico que tem por funções: · Evitar o ressecamento do embrião · Proteger contra choques mecânicos. O âmnio representa uma importante adaptação dos répteis a vida terrestre junto com a fecundação interna e faz parte do chamado ovo terrestre. Esse anexo permitiu aos répteis avançar em terras secas, e independência da água para a reprodução.

38 Córion É uma membrana fina que envolve os outros anexos embrionários, é o mais externo. Formada pela ectoderme e mesoderme. Junta-se com o alantóide para formar o alantocórion com função respiratória em aves e répteis. Fica sob a a casca do ovo, camada de proteção, trocas gasosas com o embrião e o meio externo. Une-se a parede uterina e forma a placenta.

39 Alantóide É uma membrana ligada a parte posterior do intestino do embrião. É também uma membrana em forma de saco. Formada pela endoderme e mesoderme. Trocas gasosas, armazenamento de excretas, remoções de sais de cálcio da casca e incorporação no esqueleto, facilitando a saída do animal ao nascer. É reduzido e forma o Cordão Umbilical.

40 Placenta Estrutura vascularizados mamíferos que se forma do Córion + Alantóide e do endométrio materno. maternafetal Não é considerada por muitos autores como anexo embrionário já que tem uma parte materna e outra fetal. Permite a troca de substâncias entre o organismo materno e o fetal. Nos primeiros meses de gestação, a placenta trabalha produzindo hormônio( progesterona) além de substâncias de defesa (barreira contra infecções), nutrição, respiração e excreção. Ocorrência: mamíferos metatérios( marsupiais) vivíparos com placenta rudimentar; Ex. Taz, canguru, coala, gambá,.. mamíferos eutérios( placentários) vivíparos com placenta desenvolvida Não ocorre nos Prototérios ( monotrematas), botam ovos. Ex.équidna e ornitorrinco)

41 Sangue materno Vilosidades coriónicas Veia fetal Artérias fetais Cordão umbilical Funções da Placenta Artéria materna Veia materna

42 Cordão Umbilical É uma exclusividade dos mamíferos. É o elemento de ligação entre o feto e a placenta materna. Apresenta duas artérias e uma única veia, estruturas que garantem a nutrição e respiração do embrião. É formado a partir do alantóide e da vesícula vitelínica.

43 AVES

44 MAMÍFEROS

45 Período embrionário & Período fetal

46 Período embrionário 5 semanas 7 semanas 6 semanas

47 Período fetal 9 semanas 13 semanas 17 semanas21 semanas

48 36 semanas 30 semanas25 semanas Período fetal

49 O Parto Cordão umbilical Placenta Útero Cervix Vagina Placenta Cordão umbilical

50 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Margotto, PR - ESCS Período Fetal : 9ª sem após a fertilização ou 10ª sem. após a DUM 4 cm de comprimento O desenvolvimento no período fetal consiste no crescimento e maturação das estruturas formadas no período embrionário Williams, 2000

51 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL 12 semanas: o útero já é palpável acima da sínfise pubiana Tamanho do feto : 6 – 7 cm / 13 g Aparecem os centros de ossificação Diferenciação dos dedos Desenvolvimento do nariz e pele Cabelos rudimentares Genitália externa começa a se definir Iniciam movimentos espontâneos Margotto, PR - ESCS Williams, 2000

52 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Margotto, PR - ESCS Williams, 2000 Feto com 12 semanas

53 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Margotto, PR - ESCS Williams, semanas : Tamanho : 10 cm / peso : 110 g Sexo pode ser determinado ( 14 º sem )

54 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Na 16ª semana de gestação ele já tem quase todos os órgãos desenvolvidos. Os olhos ainda estão fechados, mas as mãos e os pés começam a mover-se, embora sua mãe quase não perceba.

55 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Ecografia 4D

56 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Margotto, PR - ESCS Williams, semanas : Tamanho : 22 cm peso : 300 g Pele menos transparente Cabelo começa a se formar

57 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Margotto, PR - ESCS Williams, semanas : Peso : 630 g Pele enrugada / deposição de gordura Cabeça grande, olhos reconhecíveis, desenvolvimento de brônquios e bronquíolos já é quase completo Se nascer : tentará respirar, mas muitos morrem alvéolos não estão formados

58 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Ele completa 24 semanas. De entre os seus órgãos, somente os pulmões não estão completamente formados. Ele completa 24 semanas. De entre os seus órgãos, somente os pulmões não estão completamente formados.

59 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Nesta etapa já mexe os braços e as pernas, pisca os olhos, chupa os dedos e, inclusive, tem seus primeiros acessos de soluço.

60 CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL.. Chega até mesmo a sonhar.


Carregar ppt "EMBRIOLOGIA EMBRIOLOGIA Definições Tipos de Óvulos Tipos de Clivagens Embriogênese Destino dos folhetos Classificação embriológica Anexos Embrionários."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google